milan milan milan milan-brasil milan milan milan

1988 1988

1992 1992

1993 1993

1994 1994

2004 2004

2011 2011

2016 2016

SUPERCOPA ITALIANA

A Supercopa Italiana é disputada, desde 1988, entre o ganhador do Campeonato Italiano e o ganhador da Copa Itália.

Veja todos os ganhadores da Supercopa Italiana.

SUPERCOPA ITALIANA 2017 (Lazio Campeã)

Roma, 13 Agosto 2017, LAZIO  3 X 2  JUVENTUS.

Marcadores: Immobile (L) de pênalti aos 32 pt, Immobile (L) aos 9 st, Dybala (J) aos 40 st, Dybala (J) de pênalti aos 46 st e Murgia (L) aos 48 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2016 (Milan Campeão)

SuperCopa Italiana 2016

Doha, Qatar, 23 Dezembro 2016, MILAN  1 X 1  JUVENTUS (O MILAN ganha 4 a 3 nos pênaltis)

Marcadores: Chiellini (J) aos 17 pt e Bonaventura (M) aos 38 pt.

Pênaltis: Marchisio (J): gol, Lapadula (M): defendido, Mandzukic (J): na trave, Bonaventura (M): gol, Higuain (J): gol, Kucka (M): gol, Khedira (J): gol, Suso (M): gol, Dybala (J): defendido, Pasalic (M): gol.

Nesta sexta-feira, o Milan derrotou a Juventus na disputa por pênaltis (4 a 3), após empate por 1 a 1 no tempo regulamentar e prorrogação, e conquistou pela sétima vez a Supercopa Italiana, que nesta edição foi disputada na cidade de Doha, no Qatar.
Com a vitória, o Milan volta a levantar um troféu após cinco anos de jejum. O último troféu conquistado pelos rubro-negros tinha sido a Supercopa Italiana de 2013. De quebra, se iguala à Juventus como maior vencedor da Supercopa da Itália, com sete títulos.
A Juventus tomou a iniciativa na partida e passou em vantagem logo aos 17 minutos. Após cobrança de escanteio de Pjanic, o zagueiro Chiellini se antecipou a Romagnoli e esticou o pé direito para tocar para o fundo da rede. Em desvantagem, o Milan passou a sair mais para o jogo e chegou ao empate aos 38 minutos, quando Suso cruzou de longe, da direita, e Bonaventura venceu a marcação e cabeceou no canto, sem chances para o goleiro Buffon.
O Milan voltou melhor para o segundo tempo e, aos 11 minutos, após cruzamento da direita, Romagnoli subiu livre e cabeceou com força. Buffon apenas observou a bola explodir no travessão.
O tempo regulamentar terminou empatado em 1 a 1 e o resultado não mudou nem na prorrogação. Portanto a decisão da Supercopa Italiana foi nos pênaltis. Foi um duelo entre os melhores goleiros da Itália e o milanista Donnarumma levou a melhor. O jovem de 17 anos pegou o pênalti de Dybala na última cobrança da Juventus. Na sequência, Pasalic bateu alto, com perfeição, sem chances para Buffon, dando o título ao Milan.

Escalação do Milan (4-3-3):
Donnarumma
Abate (Antonelli), Paletta, Romagnoli, De Sciglio
Kucka, Locatelli (Pasalic), Bertolacci
Suso, Bacca (Lapadula), Bonaventura

 

SUPERCOPA ITALIANA 2015 (Juventus Campeã)

Shanghai, China, 8 Agosto 2015, JUVENTUS  2 X 0  LAZIO.

Marcadores: Mandzukic (J) aos 24 st e Dybala (J) aos 28 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2014 (Napoli Campeão)

Doha, Qatar, 22 Dezembro 2014, NAPOLI  2 X 2  JUVENTUS (O NAPOLI ganha 6 a 5 nos pênaltis).

Marcadores: Tevez (J) aos 5 pt, Higuain (N) aos 23 st, Tevez (J) ao 1° minuto do st da prorrogação e Higuain (N) aos 13 st da prorrogação.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2013 (Juventus Campeã)

Roma, 18 Agosto 2013, JUVENTUS  4 X 0  LAZIO.

Marcadores: Pogba (J) aos 23 pt, Chiellini (J) aos 7 st, Lichtsteiner (J) aos 9 st e Tevez (J) aos 11 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2012 (Juventus Campeã)

Pequim, China, 11 Agosto 2012, JUVENTUS  4 X 2  NAPOLI (após prorrogação).

Marcadores: Cavani (N) aos 27 pt, Asamoah (J) aos 37 pt, Pandev (N) aos 41 pt, Vidal de pênalti (J) aos 28 st, Maggio gol-contra (J) aos 7 pt da prorrogação e Vucinic (J) aos 11 pt da prorrogação.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2011 (Milan Campeão)

SuperCopa Italiana 2011

Pequim, China, 6 Agosto 2011, MILAN  2 X 1  INTER

Marcadores: Sneijder (I) aos 22 pt, Ibrahimovic (M) aos 13 st e Boateng (M) aos 24 st.

O Milan derrotou, neste Sábado, a Inter por 2 a 1, de virada, no estádio "Ninho do Pássaro", em Pequim, na China. O resultado deu ao Milan o título da Supercopa Italiana.
O jogo começou muito truncado, com muitas faltas no meio de campo. A primeira chance real de gol foi do Milan com Robinho que, após receber ótimo passe de Ibrahimovic, chutou longe da meta do goleiro interista Júlio César. A partir deste lance, só deu Inter que abriu o placar aos 22 minutos com Sneijder cobrando falta (0 a 1).
A Inter seguiu dominando no primeiro tempo, mas o Milan voltou com outra postura para a segunda etapa e chegou ao empate aos 13 minutos. Robinho fez um belo lançamento para Seedorf na área; o holandês matou no peito pela direita e cruzou para Ibrahimovic marcar de cabeça (1 a 1).
Logo após o empate, o Milan fez uma substituição que seria decisiva para a virada. Pato entrou no lugar de Robinho e participou da jogada do segundo gol milanista. O brasileiro recebeu na frente, chutou cruzado e a bola bateu na trave direita. No rebote, Boateng completou para colocar o Milan em vantagem (2 a 1).
O Milan conquistou assim a Supercopa Italiana pela sexta vez e tornou-se o time que ganhou mais vezes este troféu. Seguem a Inter com 5 vezes, a Juventus com 4 e a Lazio com 3.

Escalação do Milan (4-3-1-2):
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso (Ambrosini), Van Bommel, Seedorf
Boateng (Emanuelson)
Ibrahimovic, Robinho (Pato)

 

SUPERCOPA ITALIANA 2010 (Inter Campeã)

Milão, 21 Agosto 2010, INTER  3 X 1  ROMA.

Marcadores: Riise (R) aos 21 pt, Pandev (I) aos 41 pt, Etoo (I) aos 25 st e aos 35 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2009 (Lazio Campeã)

Pequim, China, 8 Agosto 2009, LAZIO  2 X 1  INTER.

Marcadores: Matuzalem (L) aos 18 st, Rocchi (L) aos 21 st e Etoo (I) aos 33 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2008 (Inter Campeã)

Milão, 24 Agosto 2008, INTER  2 X 2  ROMA (A INTER ganha 6 a 5 nos pênaltis).

Marcadores: Muntari (I) aos 18 pt, De Rossi (R) aos 14 st, Balotelli (I) aos 38 st e Vucinic (R) aos 44 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2007 (Roma Campeã)

Milão, 19 Agosto 2007, INTER  0 X 1  ROMA.

Marcador: De Rossi (R) de pênalti aos 33 st.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2006 (Inter Campeã)

Milão, 26 Agosto 2006, INTER  4 X 3  ROMA (após prorrogação).

Marcadores: Mancini (R) aos 13 pt, Aquilani (R) aos 24 pt e aos 34 pt, Vieira (I) aos 44 pt, Crespo (I) aos 20 st, Vieira (I) aos 29 st e Figo (I) aos 5 pt da prorrogação.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2005 (Inter Campeã)

Turim, 20 Agosto 2005, JUVENTUS  0 X 1  INTER (após prorrogação).

Marcador: Veron (I) aos 6 pt da prorrogação.

 

SUPERCOPA ITALIANA 2004 (Milan Campeão)

SuperCopa Italiana 2004

Milão, 21 Agosto 2004, MILAN  3 X 0  LAZIO

Marcadores: Shevchenko (M) aos 36 pt, aos 43 pt e aos 31 st

O ucraniano Shevchenko garante o título da Supercopa Italiana para o Milan. O artilheiro do último Campeonato Italiano marca todos os gols na vitória por 3 a 0 sobre a Lazio no Estádio San Siro, em Milão. Assim, após 10 anos, o Milan volta a ganhar a Supercopa Italiana.
O Milan se mostra um time forte, humilde, dúctil (com Rui Costa jogando no lugar de Pirlo que está nas Olimpíadas), brilhante e inteligente. Ao contrário, a Lazio é um time fraco porque foi obrigada a vender muitos dos seus titulares para fazer caixa e afastar a crise financeira.
O Milan pressiona desde o início, mas o primeiro gol só chega aos 36 minutos. Shevchenko recebe de Ambrosini e toca no canto direito de Peruzzi. Sete minutos depois, o ucraniano marca o segundo, escorando de cabeça um cruzamento de Maldini. O domínio dos donos da casa continua após o intervalo e o terceiro gol acontece aos 31 minutos quando Shevchenko recebe na área e bate de direita, sem chances para Peruzzi.
Com a vitória, o Milan conquista a sua quinta Supercopa Italiana, isolando-se como o maior ganhador na história da competição disputada desde 1988. Antes, o Milan estava empatado com a Juventus.

Escalação do Milan (4-3-1-2):
Dida
Cafu, Nesta, Stam, Maldini
Gattuso, Rui Costa, Ambrosini (Dhorasoo)
Kaká
Shevchenko, Tomasson (Crespo e depois Serginho)

 

SUPERCOPA ITALIANA 2003 (Juventus Campeã)

Nova Iorque, Estados Unidos, 3 Agosto 2003, JUVENTUS  1 X 1  MILAN (A JUVENTUS ganha 5 a 3 nos pênaltis)

Marcadores: Pirlo (M) aos 17 pt da prorrogação e Trezeguet (J) aos 18 pt da prorrogação

Pênaltis: Di Vaio (J): gol, Pirlo (M): gol, Trezeguet (J): gol, Serginho (M): gol, Birindelli (J): gol, Brocchi (M): defendido, Camoranesi (J): gol, Nesta (M): gol, Ferrara (J): gol.

O jogo entre o Milan e a Juventus, em Nova Iorque, é muito equilibrado e o tempo regulamentar termina com o placar de 0 a 0. Os dois times vão para a prorrogação e aos 17 minutos (!) do primeiro tempo o Milan tem a grande oportunidade de ganhar a sua quinta Supercopa Italiana quando o juiz Collina lhe concede um pênalti e Pirlo o transforma em gol (1 a 0).
Parece que este é o gol de prata, porque todo mundo acha que o primeiro tempo da prorrogação já terminou. Mas o juiz não apita o fim e na ação seguinte o juventino Trezeguet surpreende todos os jogadores rubro-negros fazendo o gol do empate (1 a 1).
É jogado portanto o segundo tempo da prorrogação durante o qual não acontece nenhum gol e a decisão da Supercopa será nos pênaltis. Parece ser a revanche da final da Champions League do último 28 de Maio. A Juventus não erra nenhum pênalti. Do outro lado o goleiro Buffon defende o pênalti cobrado por Brocchi e a Juventus ganha assim a sua quarta Supercopa Italiana igualando o número de vitórias do Milan.

Escalação do Milan (4-3-1-2):
Abbiati
Cafu, Nesta, Maldini, Kaladze
Gattuso (Ambrosini), Pirlo, Seedorf (Serginho)
Rui Costa (Brocchi)
Shevchenko, Inzaghi


Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!