milan milan milan milan-brasil milan milan milan

Voltar para a Página Principal

Veja também as Notícias de Futebol de 2016, 2015, 2014, 2013, 2012, 2011, 2010, 2009, 2008, 2007, 2006, 2005 e 2004.

NOTÍCIAS DE FUTEBOL DE 2004


Onda Gigante29 Dezembro 2004. Nesta, Maldini e Inzaghi escapam do maremoto no sul da Ásia.

Três jogadores do Milan (Nesta, Maldini e Inzaghi) que passavam férias nas Ilhas Maldivas escaparam ilesos do maremoto que assolou o sul asiático deixando dezenas de milhares de mortos. O terremoto de 8.9 graus da escala Richter teve o seu epicentro ao largo da ilha de Sumatra às 8 horas, horário local, da manhã de domingo 26 Dezembro 2004 e causou uma série de maremotos com ondas gigantes, de 10 metros de altura, que inundaram as costas da Indonésia, Malásia, Tailândia, Sri Lanka, Índia e Maldivas.
Alessandro NESTA deixou as Ilhas Maldivas algumas horas antes da chegada das ondas gigantes e soube da tragédia somente após chegar na Itália.
Paolo MALDINI, na hora da chegada do maremoto, estava com a esposa Adriana e os filhos Christian e Daniel no aeroporto de Malé, capital das Maldivas, prestes a embarcar de volta para a Itália. A onda gigante inundou a pista do aeroporto que ficou fechado durante 10 horas. Finalmente, no início da noite, a pista foi reaberta. e o avião com a família Maldini a bordo conseguiu decolar aterrissando em Milão na madrugada de Segunda Feira 27 Dezembro 2004.
Filippo INZAGHI foi o mais afetado dado que estava passando as férias em um atol das Maldivas. Teve que ficar várias horas no hall do hotel, junto com outros 300 hospedes, sem luz e sem água. No fim conseguiu chegar de balsa até o aeroporto de Malé onde já estava funcionando uma ponte aérea da Proteção Civil Italiana. Chegou em Milão na manhã de Terça Feira 28 dezembro 2004.


Berlusconi28 dezembro 2004. Berlusconi renuncia à presidência do Milan.

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, renunciou nesta Terça-Feira ao cargo de presidente do Milan, em respeito ao artigo 2 da lei 215 de 20 de Julho de 2004 que proíbe ter um cargo público e paralelamente dirigir uma companhia privada. Berlusconi assumiu o Milan, na beira da falência, em 24 de Março de 1986 e o transformou em um dos principais times de futebol do mundo, conquistando vários títulos, incluindo quatro Champions League (1989, 1990, 1994 e 2003) e sete Campeonatos Italianos (1988, 1992, 1993, 1994, 1996, 1999 e 2003).
Até o momento, nenhum substituto foi anunciado. Na prática, o vice-presidente do clube, Adriano Galliani, vem comandando a agremiação desde que Berlusconi assumiu o cargo governamental, em 2001.
Existe a possibilidade de o filho do primeiro-ministro, Piersilvio Berlusconi, assumir a presidência do Milan. Piersilvio já comanda hoje a Mediaset, império de mídia do qual o pai também teve que se afastar provisoriamente da presidência, apesar de continuar como dono.


shevchenko13 Dezembro 2004. Shevchenko ganha a Bola de Ouro 2004.

Andrij Shevchenko é o ganhador da Bola de Ouro 2004, prêmio organizado pela revista francesa France Football. O goleador rubro-negro é eleito o melhor jogador do ano por um júri formado por jornalistas de 52 paises europeus. Shevchenko recebe 175 pontos. O segundo classificado é o brasileiro naturalizado português Deco do Barcelona com 139 pontos. O terceiro é um outro jogador do Barcelona: o brasileiro Ronaldinho Gaúcho com 133 pontos.
Shevchenko é o quinto jogador do Milan a conquistar este prêmio. O primeiro foi Rivera em 1969, depois Gullit ganhou em 1987 e o grande Van Basten em 1988, 1989 e 1992. O quarto foi Weah em 1995. Shevchenko é também o terceiro ucraniano na história do futebol a ganhar a Bola de Ouro após Blokhin em 1975 e Belanov em 1986, mas naquela época a Ucrânia ainda fazia parte da União Soviética.
Veja todos os ganhadores da Bola de Ouro.


Kaká contra a Inter30 Novembro 2004. Kaká é nomeado embaixador da ONU contra a fome no mundo.

O brasileiro Kaká, em sua segunda temporada no Milan, é nomeado oficialmente, nesta Terça Feira, “Embaixador contra a Fome” do Programa de Alimentação Mundial da ONU. Kaká, que se torna o mais jovem embaixador da ONU, recebe a nomeação das mãos de John Powell, diretor executivo adjunto desta agência humanitária.
Powell entregou a Kaká uma fotografia de um menino angolano que, com o país em guerra, olha sempre para o céu à espera da chegada dos aviões da ONU, que lançam alimentos nas regiões assoladas por conflito. Kaká também recebeu um presente muito especial: um avião de madeira construído na escola pelo mesmo menino em agradecimento pela ajuda recebida.
“Estou muito contente de ter sido escolhido pois, muitas vezes, desde que eu era menino, vi pessoas em dificuldade por causa da fome. Queria ajudar, mas não sabia como. Agora tenho uma maneira concreta de ajudar”, disse Kaká. O brasileiro disse ficar impressionado em saber que a cada cinco segundos uma criança morre de fome no mundo: “No meu país, também existe este problema. O Lula quer acabar com a fome e eu quero ajudar primeiro o meu povo para depois contribuir em nível mundial. Quero ir em breve a Angola para ver pessoalmente o que é feito.”
John Powell acrescentou: “Kaká pode usar seu talento e sua fama para promover um futuro melhor para os mais de 800 milhões de famintos crônicos do mundo. Nunca faltou comida a Kaká, que foi um menino de sorte, mas ele se viu muitas vezes diante do problema da fome e de suas conseqüências. Muitos companheiros com os quais ele cresceu vieram das favelas.”


Voltar para a Página Principal

Veja também as Notícias de Futebol de 2016, 2015, 2014, 2013, 2012, 2011, 2010, 2009, 2008, 2007, 2006, 2005 e 2004.

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!