milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 1999-2000

34a rodada, Domingo 14 de Maio de 2000. MILAN  4 X 0  UDINESE

Na última rodada do campeonato italiano 1999/2000 o Milan derrota a Udinese em San Siro com o placar de 4 a 0, com gols de Bierhoff e Shevchenko (de pênalti) no primeiro tempo e com gols de West e Leonardo no segundo tempo. O Milan termina o campeonato com 61 pontos, 31 no primeiro turno e 30 no segundo, na terceira colocação atrás da campeã Lazio (72 pontos) e da Juventus (71 pontos) e na frente de Inter e Parma ambas com 58 pontos. O Milan garante assim a participação à Copa dos Campeões da Europa da temporada 2000/2001 cuja final será jogada em San Siro no mês de Maio de 2001.
O ucraniano Shevchenko é o artilheiro do campeonato italiano com 24 gols, na frente dos argentinos Batistuta (23 gols) e Crespo (22 gols). O Milan é o time que fez mais gols, 64, um a mais do que a campeã Lazio.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
West, Costacurta, Chamot
Gattuso (Helveg), Albertini, Ambrosini (De Ascentis), Serginho (Guglielminpietro)
Leonardo, Shevchenko, Bierhoff


33a rodada, Domingo 7 de Maio de 2000. ROMA  1 X 1  MILAN

Empate justo em Roma entre Roma e Milan. A Roma joga melhor no primeiro tempo e faz um gol com Antônio Carlos Zago aos 11 minutos. O Milan joga melhor no segundo tempo e empata aos 37 minutos com Shevchenko de pênalti. O pênalti é concedido por que Bierhoff é derrubado em área pelo zagueiro romanista Rinaldi.
Quando falta somente uma rodada para terminar o Campeonato Italiano, o Milan encontra-se na terceira colocação da classificação com 58 pontos, três pontos na frente de Inter e Parma que têm 55 pontos. A classificação do Milan para a Copa dos Campeões da Europa da temporada 2000/2001 está quase garantida. O Milan não se classifica somente se perder o próximo jogo com a Udinese e se Inter e Parma ganharem os próprios jogos. Neste caso Inter, Milan e Parma terminariam todos em terceiro lugar com 58 pontos e pela classificação avulsa a Inter ganharia a terceira vaga enquanto que Milan e Parma deveriam fazer um jogo extra de desempate para saber quem ganharia a quarta vaga.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
West, Costacurta, Chamot
Gattuso, Giunti, Ambrosini (Serginho), Helveg (Guglielminpietro)
Leonardo, Shevchenko, José Mari (Bierhoff)


32a rodada, Domingo 30 de Abril de 2000. MILAN  1 X 0  PIACENZA

O Milan domina o jogo contra o Piacenza em San Siro e logo aos 14 minutos do primeiro tempo passa em vantagem com Ambrosini que cabeceia em gol um escanteio batido pelo brasileiro Leonardo. Depois o Milan continua mandando no jogo mas não consegue fazer um segundo gol. O importante é o time rubro-negro ter conseguido ganhar os três pontos, muito úteis para obter uma vaga na Copa dos Campeões da Europa da próxima temporada.
Agora o Milan encontra-se sozinho no terceiro lugar da classificação do Campeonato Italiano, dois pontos na frente da Inter e do Parma e cinco pontos na frente da Roma.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Ayala, West
Gattuso, Albertini (Giunti), Ambrosini (De Ascentis), Guglielminpietro (Helveg)
Leonardo, Shevchenko, José Mari


31a rodada, Sábado 22 de Abril de 2000. REGGINA  1 X 2  MILAN

Com Leonardo e José Mari em ótima forma o Milan já está em vantagem de 2 a 1 sobre a Reggina aos 13 minutos do primeiro tempo.
1- Aos 6 minutos o brasileiro Leonardo bate uma falta, José Mari cabeceia, o goleiro Taibi rebate em cima do chileno Vargas e a bola entra em gol (gol-contra e placar de 1 a 0 para o Milan).
2- Aos 13 minutos Leonardo passa a bola para José Mari. O espanhol chuta, o goleiro Taibi rebate. Shevchenko chega e faz o gol do 2 a 0.
3- Aos 25 minutos, ainda do primeiro tempo, o ex-interista Pirlo consegue fazer o gol do 2 a 1 batendo falta. Em seguida a Reggina ataca mais mas é o Milan que vai mais perto do terceiro gol do que a Reggina do empate.
O Milan alcança o Parma na terceira colocação, 2 pontos na frente da Inter (quinta) e 3 pontos na frente da Roma (sexta).

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Gattuso, Albertini, Ambrosini (Sala), Guglielminpietro (Helveg)
Leonardo (Giunti), Shevchenko, José Mari


30a rodada, Domingo 16 de Abril de 2000. TORINO  2 X 2  MILAN

Seja o Torino seja o Milan jogam para ganhar os três pontos. De fato o Torino deve ganhar o jogo para afastar o perigo de ser rebaixado para a Série B. O Milan deve ganhar para se classificar entre os primeiros quatro e garantir assim a participação à Copa dos Campeões da Europa da temporada 2000/2001. O treinador rubro-negro Alberto Zaccheroni corre o risco de ser afastado se não conseguir classificar o time para a próxima Copa dos Campeões.
O Milan começa atacando e passa em vantagem com Ambrosini aos 15 minutos do primeiro tempo com um forte tiro de uma distância de 16 metros. Em seguida o Torino consegue virar o resultado com dois gols do jovem jogador brasileiro Pinga, o primeiro aos 29 minutos do primeiro tempo e o segundo aos 24 minutos do segundo tempo. Mas o Milan encontra a força para empatar com Guglielminpietro oito minutos mais tarde e o jogo termina empatado em 2 a 2, com nenhum dos dois times satisfeito.
O Milan cai para a quarta posição da classificação do campeonato italiano, apenas um ponto na frente da Roma (quinta) e dois pontos na frente da Inter (sexta). Se o campeonato acabasse agora o Milan seria classificado para a próxima Copa dos Campeões.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Helveg, De Ascentis, Ambrosini, Guglielminpietro
Leonardo, Bierhoff, Shevchenko (Aliyu)


29a rodada, Domingo 9 de Abril de 2000. MILAN  1 X 1  FIORENTINA

Jogo fraco em San Siro entre Milan e Fiorentina que termina empatado em 1 a 1. O resultado é justo uma vez que nenhuma das duas equipes merece ganhar. A Fiorentina passa em vantagem primeira com o ex-juventino Di Livio aos 26 minutos do segundo tempo e o Milan empata 5 minutos mais tarde em ação de sorte de Leonardo ( uma bola rebatida por Repka bate no pé direito do brasileiro e entra no gol).

Escalação do Milan (3-5-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Gattuso, Albertini (Sala), De Ascentis (Leonardo), Ambrosini, Guglielminpietro
Shevchenko, Bierhoff


28a rodada, Domingo 2 de Abril de 2000. PARMA  1 X 0  MILAN

Após um primeiro tempo com poucas ações de gol de ambos os lados, o Milan começa atacando mais no segundo tempo. Mas quem passa em vantagem é o Parma aos 24 minutos em ação de contra-ataque. O gol do 1 a 0 é de Crespo. O Milan continua atacando, mas nos descontos o goleiro do Parma Buffon faz uma defesa milagrosa sobre uma cabeceada de perto de Ambrosini, e salva o resultado.
O Milan continua na terceira colocação do campeonato Italiano, juntamente com Parma e Inter.

Escalação do Milan (3-5-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Helveg (Serginho), Albertini (Leonardo), Ambrosini, Guglielminpietro, Giunti
Shevchenko, José Mari (Bierhoff)


27a rodada, Sexta Feira 24 de Março de 2000. MILAN  2 X 0  JUVENTUS

Finalmente, depois de 4 jogos nos quais obteve somente 2 pontos (empates com o Cagliari e o Verona e derrotas com a Inter e o Venezia), o Milan consegue derrotar a líder Juventus em San Siro com dois gols do ucraniano Shevchenko.
O primeiro tempo é bastante equilibrado mas o Milan consegue passar em vantagem aos 46 minutos quando Shevchenko faz o gol do 1 a 0 de cabeça recebendo um ótimo passe de Helveg.
No segundo tempo a Juventus tenta empatar mas aos 38 minutos o juiz Paparesta de Bari concede um pênalti duvidoso ao Milan (falta de Birindelli sobre Shevchenko ?). O ucraniano transforma o pênalti e continua artilheiro do Campeonato Italiano com 21 gols.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, De Ascentis, Guglielminpietro (Sala)
Giunti (Gattuso)
Shevchenko (West), José Mari


26a rodada, Domingo 19 de Março de 2000. VENEZIA  1 X 0  MILAN

O Venezia consegue fazer um belo gol com o ex-jogador rubro-negro Pippo Maniero logo aos 11 minutos de jogo e o Milan não sabe reagir durante todo o primeiro tempo. No segundo tempo o Milan tenta empatar mas não tem sorte: aos 17 minutos o goleiro Casazza defende um pênalti batido fracamente pelo brasileiro Leonardo e nos descontos José Mari acerta o poste.
O Milan apesar da derrota continua na quarta colocação do Campeonato Italiano, um ponto na frente da Roma. Se conseguir manter a quarta posição até o fim do Campeonato, na próxima temporada participará da Copa dos Campeões da Europa.

Escalação do Milan (3-5-2)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Gattuso, Albertini (Leonardo), Giunti, Ambrosini (Helveg), Guglielminpietro
Bierhoff, Shevchenko (José Mari)


25a rodada, Domingo 12 de Março de 2000. MILAN  3 X 3  VERONA

O Milan joga um ótimo primeiro tempo contra o Verona: Serginho acerta o poste à esquerda do goleiro Frei aos 13 minutos, Albertini faz o gol do 1 a 0 aos 18 minutos batendo falta, e Shevchenko faz o gol do 2 a 0 aos 34 minutos após receber um ótimo passe de Albertini. Infelizmente no início do segundo tempo há um apagamento geral nos jogadores do Milan: Chamot é expulso aos 6 minutos por falta sobre o último homem, Apolloni faz o gol do 2 a 1 aos 8 minutos após ação de escanteio, e aos 10 minutos Laursen empata (Abbiati tinha saído do gol sem conseguir pegar a bola).
Aos 16 minutos o Milan volta novamente em vantagem com Shevchenko, que cobra pênalti por falta cometida sobre Paolo Maldini.
Mas quando parecia que o Milan tivesse ganhado os três pontos, o Verona empata com Cammarata aos 49 minutos do segundo tempo, quando faltavam somente 20 segundos para o jogo acabar. O Milan continua na quarta colocação, um ponto atrás da Inter e um ponto na frente do Roma.

Escalação do Milan (3-5-2)
Abbiati
Sala, Chamot, Maldini
De Ascentis (Ayala), Gattuso, Albertini, Ambrosini, Serginho
Bierhoff (José Mari), Shevchenko (Boban)


24a rodada, Domingo 5 de Março de 2000. MILAN  1 X 2  INTER

O Milan joga novamente mal e a Inter merece ganhar o derby milanês com o placar de 2 a 1. Os gols da Inter são de Zamorano aos 43 minutos do primeiro tempo e de Di Biagio aos 18 minutos do segundo tempo. O ucraniano Shevchenko faz o gol do Milan aos 46 minutos do segundo tempo.
O treinador interista Lippi ganha o jogo no plano tático bloqueando o meio de campo do Milan que nos últimos jogos tinha sido o ponto forte do time rubro-negro. Na esquerda Zanetti torna inofensivo Gattuso e na direita Panucci bloqueia o brasileiro Serginho. No meio Cauet e Di Biagio são superiores a De Ascentis e Ambrosini. Assim os atacantes milanistas ficam isolados na frente e a defesa é pouco protegida. Além disso Costacurta se machuca logo no início do jogo e é substituído por Sala.
O Milan cai para a quarta colocação na classificação do Campeonato Italiano. Encontra-se junto com a Roma a 45 pontos, oito pontos atrás da Juventus, 4 pontos atrás da Lazio e um ponto atrás da Inter.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta (Sala), Maldini
Gattuso, De Ascentis (Albertini), Ambrosini, Serginho
Boban
Bierhoff (José Mari), Shevchenko


23a rodada, Domingo 27 de Fevereiro de 2000. CAGLIARI  0 X 0  MILAN

Após quatro vitórias seguidas no Campeonato Italiano (Perugia, Bari, Bologna e Lazio), o Milan joga muito mal em Cagliari. O time da ilha da Sardegna ataca durante todos os noventa minutos, mas por sorte dos jogadores rubro-negros, o goleiro Abbiati faz ótimas defesas e consegue salvar o resultado. O jogo acaba empatado em 0 a 0. O Milan cai para o terceiro lugar, 5 pontos atrás da líder Juventus e um ponto atrás da Lazio.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Chamot, Ayala, Sala
Gattuso, Albertini, De Ascentis, Serginho (Helveg)
Boban (Giunti)
Bierhoff (José Mari), Shevchenko


22a rodada, Domingo 20 de Fevereiro de 2000. MILAN  2 X 1  LAZIO

O Milan joga muito bem no primeiro tempo do jogo contra a Lazio em San Siro e depois de 45 minutos já está conduzindo o jogo com o placar de 2 a 0. Ambos os gols são de Boban e ambos de pênalti. Ambos os pênaltis são justamente concedidos pelo juiz: o primeiro por que o zagueiro Negro toca a bola com a mão em plena área lazial e o segundo por que o goleiro lazial Marchegiani faz falta sobre Massimo Ambrosini.
No início do segundo tempo o Milan chega perto do gol do 3 a 0 mas o poste à direita do goleiro rebate a bola chutada por Shevchenko. Depois os laziais começam a atacar, comprimem o Milan na própria área, mas conseguem fazer somente um gol com Simone Inzaghi quando faltam 10 minutos para acabar o jogo. O jogo termina assim, com o placar de 2 a 1.
O Milan chega à segunda colocação da classificação do Campeonato Italiano, 3 pontos atrás da líder Juventus.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Gattuso (Helveg), Albertini, Ambrosini, Serginho
Boban (Giunti)
Bierhoff, Shevchenko (José Mari)


21a rodada, Sábado 12 de Fevereiro de 2000. BOLOGNA  2 X 3  MILAN

O jogo entre Bologna e Milan, em Bologna, pode ser dividido em duas partes bem distintas: os primeiros sessenta minutos durante os quais o Milan é dono do campo e os últimos trinta minutos todos do Bologna.
Durante os primeiros 60 minutos o Milan consegue fazer três gols, com Gattuso aos 32 minutos do primeiro tempo e com Shevchenko e Bierhoff aos 3 e aos 12 minutos, respectivamente, do segundo tempo.
Quando o jogo já parecia decidido, o Bologna acorda e faz logo dois gols com Ingesson e Eriberto e continua pressionando o time rubro-negro no próprio campo. Aos 32 minutos o Bologna quase empata com Fontolan mas o juiz Farina diz que a bola não tinha ultrapassado a linha branca do gol defendido por Abbiati. (Tinha entrado?).
Assim o Milan volta para Milão com mais três pontos e encontra-se na terceira colocação da classificação do Campeonato Italiano, três pontos atrás da líder Juventus e dois pontos atrás da Lazio.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Costacurta, Ayala, Maldini
Gattuso, Ambrosini, De Ascentis (Helveg), Serginho
Boban (Giunti)
Bierhoff, Shevchenko


20a rodada, Domingo 6 de Fevereiro de 2000. MILAN  4 X 1  BARI

O Milan derrota o Bari em San Siro com o placar de 4 a 1 e finalmente consegue ganhar dois jogos seguidos nesta temporada 1999/2000. O time rubro-negro joga bem e passa em vantagem aos 15 minutos do primeiro tempo com Boban. Aos 8 minutos do segundo tempo Serginho faz o gol do 2 a 0, mas alguns minutos depois o barês Spinesi faz o gol do 2 a 1. Bierhoff faz o gol do 3 a 1 aos 39 minutos e chegamos assim aos 44 minutos quando o ucraniano Shevchenko faz um gol espetacular. O ucraniano parte do próprio meio-campo, ganha um duelo com Garzya, evita o assalto de Andersson, converge em velocidade para o centro e de pé esquerdo bate o goleiro Mancini. De acordo com o comentarista da Gazzetta dello Sport, trata-se de um gol de velocidade, força, inteligência, precisão, elegância, fantasia e audácia.
Shevchenko continua artilheiro do Campeonato Italiano com 15 gols.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Chamot (Ayala), Maldini
Helveg, Ambrosini, De Ascentis, Serginho
Boban (Giunti)
Bierhoff (José Mari), Shevchenko


19a rodada, Domingo 30 de Janeiro de 2000. PERUGIA  0 X 3  MILAN

O Milan derrota o Perugia, em Perugia, com uma "tripletta" de Shevchenko aos 25, aos 28 e aos 32 minutos do segundo tempo. O Milan ataca durante todos os 90 minutos mas somente na segunda parte do segundo tempo passa em vantagem, por que o mesmo Shevchenko, antes de realizar a "tripletta", já tinha errado pelo menos 5 gols. Agora o Milan encontra-se no terceiro lugar, 5 pontos atrás da líder Juventus.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Maldini
Gattuso (Helveg), Ambrosini ( Albertini), De Ascentis, Serginho
Giunti
Bierhoff (José Mari), Shevchenko


18a rodada, Domingo 23 de Janeiro de 2000. MILAN  2 X 2  LECCE

Três postes acertados pelos jogadores do Milan evitam que os rubro-negros obtenham a segunda vitória consecutiva nesta temporada. O jogo termina empatado em 2 a 2 e o Milan encontra-se agora na quarta posição da classificação, sete pontos atrás da líder Juventus.
O Lecce termina o primeiro tempo em vantagem de um gol devido a uma falha defensiva de Costacurta que permite ao leccês Lucarelli de fazer o gol do 0 a 1. Aos 9 minutos do segundo tempo Bierhoff acerta o poste (podia ser o gol do empate) e logo dois minutos depois, após grave falha defensiva de N'Gotty, Lucarelli faz o gol do 0 a 2. A este ponto o treinador Alberto Zaccheroni substitui José Mari com Boban, e o apagado Albertini com Ambrosini. O Milan se transforma para melhor e joga 15 minutos no mesmo ritmo da última parte da temporada 1998/99 (aquela do décimo sexto scudetto). Maldini faz o gol do 1 a 2 aos 17 minutos e Bierhoff empata aos 24 minutos.
Nos descontos o Milan acerta duas vezes os postes do gol defendido por Chimenti: aos 48 minutos com De Ascentis e aos 49 minutos com Boban.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
N'Gotty, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini (Ambrosini), De Ascentis, Guglielminpietro (Serginho)
Bierhoff, Shevchenko, José Mari (Boban)


17a rodada, Domingo16 de Janeiro de 2000. UDINESE  1 X 2  MILAN

A Udinese ataca mais que o Milan no primeiro tempo, mas é o time rubro-negro que com um pouco de sorte passa em vantagem aos 41 minutos: Shevchenko recebe a bola no meio da área da Udinese e de calcanhar a passa à esquerda para Boban. Manfredini consegue antecipá-lo, mas a bola bate na perna do mesmo Boban e entra no gol defendido por Turci.
No segundo tempo o Milan joga bem melhor, mostra que merece a vantagem e aos 16 minutos Shevchenko faz o gol do 2 a 0. Depois o Milan chega várias vezes perto do 3 a 0 mas no fim do jogo é a Udinese que faz o gol do 2 a 1 com Muzzi.
O Milan continua na quinta posição da classificação do Campeonato Italiano, 5 pontos atrás da líder Juventus. Além disso, o Milan conclui o primeiro turno com 31 pontos, 1 ponto a mais que na última temporada quando ganhou o "scudetto".

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini (Gattuso), De Ascentis, Guglielminpietro
Boban (Giunti)
Bierhoff, Shevchenko (Ambrosini)


16a rodada, Domingo 9 de Janeiro de 2000. MILAN  2 X 2  ROMA

Ótimo jogo a San Siro entre Milan e Roma que termina com o justo empate de 2 a 2. A Roma parte melhor do que o Milan e logo aos 8 minutos passa em vantagem: Totti lança em profundidade Montella que sozinho dribla Rossi, chuta no gol acertando o poste esquerdo do gol rubro-negro. Chega Delvecchio que chuta no gol antecipando Maldini e fazendo o gol do 0 a 1.
Em seguida Leonardo se machuca e é substituído pelo croata Boban. O Milan começa a jogar melhor e aos 38 minutos empata com Bierhoff, de cabeça, que se aproveita de um longo passe do argentino Guglielminpietro. No segundo tempo a Roma volta melhor, acerta com Cafu o poste à direita de Sebastiano Rossi e passa em vantagem aos 12 minutos com Montella que se aproveita de uma falha na linha de impedimento da zaga rubro-negra. Montella dribla Rossi e faz o gol do 1 a 2.
Aos 22 minutos o treinador Alberto Zaccheroni substitui o apagado Shevchenko com José Mari que um minuto depois empata de cabeça aproveitando um preciso passe de Boban.
O Milan continua no quinto lugar da classificação do Campeonato Italiano, seis pontos atrás da líder Lazio.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Giunti (Ambrosini), De Ascentis, Guglielminpietro
Leonardo (Boban), Bierhoff, Shevchenko (José Mari)


15a rodada, Quinta Feira 6 de Janeiro de 2000. PIACENZA  0 X 1  MILAN

No dia da Epifania, o Milan consegue obter a sua primeira vitória longe de San Siro, derrotando o Piacenza com o placar de 1 a 0. O resultado é merecido por que o time rubro-negro teve que jogar em inferioridade numérica a partir dos 29 minutos do primeiro tempo devido à expulsão de Albertini que recebeu o segundo cartão amarelo. O gol do Milan chega aos 33 minutos do primeiro tempo, ou seja logo após a expulsão de Albertini. O gol é marcado pelo alemão Bierhoff que se aproveita de uma falta batida por Leonardo. Em seguida o treinador Alberto Zaccheroni substitui Leonardo com Ambrosini de maneira que o Milan possa continuar jogando com 4 jogadores no meio de campo. O time rubro-negro consegue defender a vantagem até o fim do jogo e, com o ótimo Bierhoff, acerta também o travessão do gol defendido pelo goleiro piacentino.
No segundo tempo há a estréia no Milan do atacante espanhol José Mari que substitui Shevchenko aos 24 minutos. O Milan continua em quinto lugar, agora a cinco pontos da líder Juventus.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, De Ascentis, Guglielminpietro
Leonardo (Ambrosini), Bierhoff (Ayala), Shevchenko (José Mari)


14a rodada, Domingo 19 de Dezembro de 1999. MILAN  2 X 2  REGGINA

O Milan tenta obter pela primeira vez nesta temporada 2 vitórias consecutivas no campeonato Italiano, mas infelizmente o jogo termina empatado em 2 a 2 por causa de um pênalti errado por Shevchenko aos 45 minutos do segundo tempo. O time rubro-negro continua em quinto lugar, 7 pontos atrás da Lazio que ocupa o primeiro lugar da classificação.
No primeiro tempo o Milan não joga bem e a Reggina merece concluir os primeiros 45 minutos em vantagem de um gol (marcado pelo ex-interista Pirlo). No segundo tempo o Milan melhora e vira o resultado com dois gols de Shevchenko aos 16 e aos 29 minutos, mas a Reggina consegue empatar com Kallon aos 34 minutos.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta, N'Gotty
Guglielminpietro, Ambrosini (De Ascentis), Giunti, Serginho
Boban (Leonardo)
Bierhoff, Shevchenko


13a rodada, Sábado 11 de Dezembro de 1999. MILAN  2 X 0  TORINO

O Milan joga bem no primeiro tempo e passa em vantagem logo aos 3 minutos com Bierhoff. No segundo tempo o Torino substitui dois zagueiros pelos atacantes Lentini e Ivic e começa a comprimir o Milan na própria área criando três claras ações de gol. Mas aos 30 minutos o ucraniano Shevchenko obtém um pênalti e o transforma, pondo fim aos ataques do Torino. O jogo termina portanto com o placar de 2 a 0 e o Milan alcança o quinto lugar, 5 pontos atrás de Juventus e Lazio que dividem a liderança do Campeonato italiano.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Guglielminpietro, Albertini (Gattuso), Ambrosini, Serginho (Helveg)
Boban (Giunti)
Bierhoff, Shevchenko


12a rodada, Domingo 5 de Dezembro de 1999. FIORENTINA  2 X 1  MILAN

Após a derrota em Copa Itália contra a Atalanta na última Quinta Feira, o Milan é derrotado novamente em Florença pela Fiorentina, apesar de ter passado primeiro em vantagem após apenas um minuto de jogo (gol de Bierhoff de cabeça).
A Fiorentina consegue virar o resultado ainda no primeiro tempo. De fato Batistuta empata aos 21 minutos, após erro de Costacurta, e Heirich faz o gol do 2 a 1 aos 42 minutos, após Rossi rebater um forte chute de Di Livio de fora da área. No segundo tempo o Milan ataca mais, mas consegue somente acertar, com Bierhoff, o poste à esquerda do goleiro Toldo.
O Milan cai para o sexto lugar na classificação, 5 pontos atrás de Lazio, Roma e Juventus que dividem a liderança.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg (Guglielminpietro), Albertini (De Ascentis), Gattuso, Serginho
Boban
Bierhoff, Shevchenko


11a rodada, Domingo 28 de Novembro de 1999. MILAN  2 X 1  PARMA

O Milan joga bem contra o Parma em San Siro e merece ganhar os três pontos. Entre os jogadores rubro-negros destacam-se Boban e Sebastiano Rossi.
BOBAN faz os dois gols do Milan, ambos de falta: o primeiro aos 8 minutos do primeiro tempo e o segundo aos 6 minutos do segundo tempo. Além disso, Boban ilumina o jogo dos rubro-negros com passes precisos.
SEBASTIANO ROSSI volta a ser titular após 10 meses (Tinha jogado a última vez em Janeiro 99 contra o Perugia. Durante este jogo tinha sido expulso e tinha perdido o lugar de titular para Abbiati). Aos 45 minutos do segundo tempo o juiz Collina concede um pênalti ao Parma por falta de Maldini sobre o parmense Stanic. Crespo bate e Rossi defende e garante o resultado de 2 a 1.
O Milan encontra-se agora no quarto lugar, 2 pontos atrás de Lazio, Roma e Juventus que dividem a liderança.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini (Giunti), Ambrosini, Serginho
Boban (Gattuso)
Bierhoff, Shevchenko (Leonardo)


10a rodada, Domingo 21 de Novembro de 1999. JUVENTUS  3 X 1  MILAN

O Milan não perdia no Campeonato Italiano desde 28 de Fevereiro de 1999 (Roma 1 X 0 Milan), mas no jogo de hoje em Turim o time rubro-negro se mostra muito inferior à Juventus que ganha merecidamente com o placar de 3 a 1 e que alcança a Lazio no topo da classificação
Apesar da Juventus atacar muito mais é o Milan que passa em vantagem primeiro aos 23 minutos do primeiro tempo quando Weah faz boa jogada na área da Juventus, passa a bola para Sala que de cabeça acerta o poste à esquerda do goleiro Van der Sar. A bola bate no corpo do francês Zidane e entra no gol. A vantagem do Milan dura somente 2 minutos por que aos 23 minutos o juventino Conte empata de cabeça.
A Juventus passa em vantagem aos 6 minutos do segundo tempo com Inzaghi e amplia a vantagem (3 a 1) aos 48 minutos com Kovacevic.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta (Ayala), Maldini
Helveg, Albertini, Gattuso (Serginho), De Ascentis
Boban (Leonardo)
Bierhoff, Weah


9a rodada, Domingo 7 de Novembro de 1999. MILAN  3 X 0  VENEZIA

No primeiro tempo do jogo em San Siro contra o Venezia, o Milan está ainda sob o choque da derrota em Istambul e da conseqüente eliminação da Copa dos Campeões da Europa. Mas por sorte o time rubro-negro consegue terminar os primeiros 45 minutos sem tomar gols por que o Venezia não se arrisca muito em ataque e também pelo ótimo desempenho do zagueiro Costacurta.
No segundo tempo o Milan volta transformado e consegue fazer três gols, com Bierhoff, Weah e Orlandini, este último em seguida a um pênalti errado por Shevchenko.
Uma vez que o Campeonato Italiano será suspenso no próximo fim de semana para permitir um jogo amistoso da seleção italiana, o Milan terá quinze dias para descansar e se preparar para os próximos três jogos muito difíceis contra a Juventus, o Parma e a Fiorentina.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, N'Gotty
Helveg, Albertini, Ambrosini, Orlandini (Serginho)
Leonardo (Weah), Bierhoff (Boban), Shevchenko


8a rodada, Domingo 31 de Outubro de 1999. VERONA  0 X 0  MILAN

Durante todos os noventa minutos os jogadores do Milan pensam demais ao jogo da próxima Quarta Feira em Istambul contra o Galatasaray, decisivo para a continuação na Copa dos Campeões da Europa. Por causa disso o Milan não sabe ser perigoso e o resultado de 0 a 0 deve ser considerado justo. É a primeira vez que os rubro-negros não fazem nenhum gol nesta temporada.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
N'Gotty, Costacurta, Maldini
Helveg, Giunti, Gattuso, Serginho (Orlandini)
Leonardo (Boban)
Bierhoff, Weah (Shevchenko)


7a rodada, Sábado 23 de Outubro de 1999. INTER  1 X 2  MILAN

Finalmente, após mais de 5 anos, o Milan consegue derrotar a Inter em um derby do Campeonato Italiano. O jogo é equilibrado até os 18 minutos do primeiro tempo, quando Ronaldo é aterrado em área por Sala e transforma em gol o pênalti concedido justamente pelo juiz Borriello. Mas aos 30 minutos o mesmo Ronaldo é expulso por causa de uma cotovelada no rosto do argentino Ayala. O Milan, em superioridade numérica, começa a atacar, mas o faz de maneira desordenada, até quando, no segundo tempo, o treinador Alberto Zaccheroni substitui Giunti com Boban e Bierhoff com Shevchenko.
O Milan começa a jogar bem melhor por que Boban domina o meio de campo e Shevchenko fornece velocidade e incisividade às ações rubro-negras. Aos 27 minutos do segundo tempo chega o empate: Shevchenko acerta de cabeça o travessão e a bola volta nos pés de Sala que chuta forte: a bola bate nas pernas do ucraniano e entra no gol. Aos 45 minutos chega o gol da vitória do Milan: Weah faz gol de cabeça diretamente em ação de escanteio batido por Boban.
O Milan encontra-se agora no terceiro lugar, 4 pontos atrás da Lazio e um ponto atrás da Juventus.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Ayala, Maldini
Guglielminpietro, Ambrosini (Albertini), Gattuso, Serginho
Giunti (Boban)
Bierhoff (Shevchenko), Weah


6a rodada, Domingo 17 de Outubro de 1999. MILAN  2 X 2  CAGLIARI

O Milan inicia bem o jogo, mas infelizmente logo aos 7 minutos Ambrosini e Helveg se atrapalham na área e não conseguem afastar a bola que chega ao ex milanista Morfeo que faz o gol do 0 a 1. O Milan empata alguns minutos depois com Shevchenko, que transforma em gol um pênalti concedido pelo juiz por uma falta de Zebina sobre Bierhoff.
Em seguida, o meio de campo do Cagliari começa a mandar no jogo e o time da ilha da Sardegna consegue fazer o gol do 1 a 2 com Berretta. Poderia fazer também o gol do 1 a 3 com Mboma logo no início do segundo tempo, mas o poste salva o gol defendido por Abbiati.
Em seguida o treinador Alberto Zaccheroni substitui Helveg, Albertini e Shevchenko com Guglielminpietro, Giunti e Leonardo, e o Milan começa a jogar melhor e consegue empatar com Bierhoff quando faltam menos que 15 minutos para acabar o jogo. O empate é um resultado justo.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Ayala, N'Gotty, Maldini
Helveg (Guglielminpietro), Albertini (Giunti), Ambrosini, Serginho
Shevchenko (Leonardo), Bierhoff, Weah


5a rodada, Domingo 3 de Outubro de 1999. LAZIO  4 X 4  MILAN

Jogo histórico entre Lazio e Milan no estádio Olímpico de Roma que termina com o placar de 4 a 4. Ambos os times jogam abertos com a clara intenção de ganhar. Os dois times saem de campo com a sensação de terem ganhado o jogo. Quatro jogadores recebem nota 8 do jornalista da Gazzetta dello Sport: os laziais Veron e Salas pelos gols e pelas ações de gol criadas, e os milanistas Abbiati pelas suas defesas milagrosas e Shevchenko pela "tripletta".
1- Aos 18 minutos do pt Ambrosini e Ayala não conseguem afastar a bola da área rubro-negra. A bola chega nos pés do argentino Veron que chuta forte e abre o placar (1 a 0).
2- Aos 22 minutos do pt Veron chuta de fora da área e acerta o travessão (poderia ser o gol do 2 a 0).
3- Aos 35 minutos do pt Serginho após uma fuga pelo lado esquerdo, cruza a bola para Weah que chuta. A bola bate em Mihajlovic e entra no gol (1 a 1).
4- Aos 36 minutos do pt Mihajlovic bate escanteio e Simeone faz o gol do 2 a 1, talvez com a "ajuda" de Abbiati.
5- Aos 38 minutos do pt Salas de cabeça faz o gol do 3 a 1 após um ótimo cruzamento, da direita, de Conceição.
6- Aos 43 minutos do pt quando todo mundo achava que o Milan não tivesse mais nada para dizer, Guglielminpietro passa a bola a Shevchenko que evita Favalli e Marchegiani e faz o gol do 3 a 2.
7- Aos 8 minutos do st Abbiati defende milagrosamente um chute do chileno Salas.
8- Aos 12 minutos do st Shevchenko empata (3 a 3) batendo pênalti (falta do goleiro Marchegiani sobre Weah).
9- Aos 23 minutos do st Shevchenko recebe a bola em profundidade de Weah, evita Pancaro e faz o gol do 3 a 4.
10- Aos 27 minutos (após outra defesa milagrosa de Abbiati sobre a linha do gol) Salas faz o gol do 4 a 4 após receber a bola de Veron.
11- Antes do término do jogo Abbiati faz duas outras defesas milagrosas, a primeira após cabeceada de Salas e a segunda após escanteio batido por Mihajlovic.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Ayala, Costacurta, Maldini
Guglielminpietro, Albertini, Ambrosini, Serginho (N'Gotty)
Giunti (Leonardo)
Shevchenko (Gattuso), Weah


4a rodada, Sabado 25 de Setembro de 1999. MILAN  4 X 0  BOLOGNA

Ótimo jogo do Milan que não toma conhecimento do Bologna, e o vence pelo placar de 4 a 0. O time rubro-negro se mostra equilibrado, agressivo e determinado, fazendo dois gols por tempo. O melhor em campo é o meio-campista Ambrosini que merece nota 8 do enviado da Gazzetta dello Sport.
1o gol aos 8 minutos do pt. Ayala bate falta e Bierhoff faz de cabeça uma perfeita assistência para Weah, que não erra o gol.
2o gol aos 44 minutos do pt. Ambrosini, Bierhoff e Leonardo fazem pressão sobre o bolognês Bia. O brasileiro Leonardo rouba a bola e após uma fuga solitária faz o gol do 2 a 0.
3o gol aos 10 minutos do st. Leonardo é derrubado em área e o juiz concede o pênalti. Albertini vai bater a penalidade máxima, mas o público pede que Bierhoff bata. Albertini cede ao alemão a honra do terceiro gol.
4o gol aos 19 minutos do st. Weah chuta de fora da área e a bola bate na perna de Ganz, que acabara de substituir Bierhoff, e entra no gol.

Escalação do Milan ( 3-4-3)
Abbiati
Ayala, N'Gotty, Maldini (Serginho)
Helveg, Albertini (Giunti), Ambrosini, Guglielminpietro
Leonardo, Bierhoff (Ganz), Weah


3a rodada, Sabado 18 de Setembro de 1999. BARI  1 X 1  MILAN

O jogo entre Bari e Milan é adiantado para o Sábado uma vez que o Milan na próxima Terça Feira deve jogar contra os turcos do Galatasaray, pela Copa dos Campeões da Europa. Os dois times fazem um jogo muito bom, com muitas ações de gol e o empate em 1 a 1 é um resultado justo. O Bari passa em vantagem após somente 12 minutos de jogo com Osmanovski (o mesmo que fez dois gols no Milan no último jogo entre Milan e Bari em San Siro) e o Milan empata aos 35 minutos, sempre do primeiro tempo, com o brasileiro Serginho que encobre o goleiro barês. Ainda no primeiro tempo há uma trave por parte: Weah para o Milan e Masinga para o Bari.
No segundo tempo cai uma grande tempestade sobre o campo de jogo e nos descontos Abbiati faz uma das suas usuais defesas milagrosas salvando o resultado, mas o Milan não merecia perder. O Milan está na quinta colocação da classificação do Campeonato Italiano, 2 pontos atrás das líderes Inter, Juventus, Fiorentina e Lazio.

Escalação do Milan ( 3-4-3)
Abbiati
Ayala, Costacurta, Maldini
Guglielminpietro (Helveg), Giunti (De Ascentis), Ambrosini (Gattuso), Serginho
Shevchenko, Bierhoff, Weah


2a rodada, Domingo 12 de Setembro de 1999. MILAN  3 X 1  PERUGIA

Jogo fácil para o Milan em San Siro contra o Perugia que é derrotado com o placar de 3 a 1. Agora o Milan se encontra no primeiro lugar da classificação do campeonato Italiano em companhia de 6 outros times.
No Milan faz a sua estréia o brasileiro Serginho que joga muito bem, é elogiado por todo mundo e ganha nota 7,5 do comentarista da Gazzetta dello Sport.
O alemão Bierhoff faz o gol do 1 a 0 após meia hora de jogo roubando uma bola que o perugino Olive tenta passar ao próprio goleiro. Mas o Perugia consegue empatar ainda no primeiro tempo com Materazzi . No segundo tempo Shevchenko faz o gol do 2 a 1 aos 14 minutos, recebendo uma perfeita assistência do brasileiro Serginho e o outro brasileiro, Leonardo, fecha o placar em 3 a 1 cobrando falta.

Escalação do Milan ( 3-4-3)
Abbiati
Ayala (N'Gotty), Costacurta, Maldini
Guglielminpietro, Albertini (Giunti), Ambrosini, Serginho
Shevchenko (Leonardo), Bierhoff, Weah


1a rodada, Domingo 29 de Agosto de 1999. LECCE  2 X 2  MILAN

O jogo inicia num campo encharcado pela violenta tempestade caída sobre Lecce uma meia hora antes do jogo e durante todo o primeiro tempo não acontece nada de importante apesar de o Lecce ter atacado mais.
No segundo tempo logo aos 7 minutos Weah substitui o brasileiro Leonardo e 4 minutos mais tarde Albertini bate uma falta com precisão, o liberiano recebe a bola e chuta na trave à direita do gol defendido por Chimenti. A bola volta nos pés do Weah que chuta forte no gol fazendo 0 a 1 para o Milan. Nove minutos mais tarde o Lecce empata com Savino.
O Milan parte novamente para o ataque e aos 26 minutos o ucraniano Shevchenko faz o seu primeiro gol no Campeonato Italiano após receber uma perfeita assistência do alemão Bierhoff. Parece que o Milan possa voltar para Milão com os três pontos mas o Lecce empate novamente (esta vez com Lucarelli).

Escalação do Milan ( 3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, N'Gotty
Helveg, Albertini, Ambrosini, Guglielminpietro
Shevchenko (Giunti), Bierhoff, Leonardo (Weah)


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.0!   Valid CSS!