milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 1998-99

34a rodada, Domingo 23 de Maio de 1999. PERUGIA  1 X 2  MILAN

Sétima vitória consecutiva do Milan e décimo sexto "scudetto".
Aos 11 minutos do p.t. o Milan passa em vantagem com o argentino Guglielminpietro. A este ponto: Milan 70 - Lazio 67.
Aos 27 minutos do p.t. também a Lazio, em Roma, passa em vantagem sobre o Parma com gol de Salas (Milan 70 - Lazio 69).
Aos 31 minutos do p.t. o alemão Bierhoff faz o gol do 0 a 2 de cabeça em ação de escanteio.
Aos 35 minutos do p.t. Sala comete pênalti e o japonês Nakata faz o gol do 1 a 2.
Aos 10 minutos do s.t. Vanoli empata para o Parma (a este ponto Milan 70 - Lazio 67).
Aos 31 minutos do s.t. a Lazio passa novamente em vantagem com gol de Salas. A este ponto Milan 70 - Lazio 69
Aos 36 minutos do s.t. o goleiro rubro-negro Abbiati salva o resultado e o Campeonato fazendo uma defesa milagrosa sobre um forte chute em diagonal do perugino Bucchi.
A rodada termina com a Lazio derrotando o Parma com o placar de 2 a 1 e o Milan derrotando o Perugia com o placar de 1 a 2. O Milan ganha o Campeonato com um ponto na frente da Lazio. MILAN 70 - LAZIO 69.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Giunti, Guly
Boban (Leonardo)
Bierhoff, Weah


33a rodada, Sábado 15 de Maio de 1999. MILAN  4 X 0  EMPOLI

Os jogos Fiorentina-Lazio e Milan-Empoli são adiantados para o Sábado por que a Lazio deve jogar a final da Recopa na próxima Quarta Feira e para não permitir ao Milan de jogar no Domingo já conhecendo o resultado da Lazio.
O Milan inicia o jogo atacando e o goleiro empolês faz grandes defesas não permitindo ao time rubro-negro de passar em vantagem.
Aos 14 minutos do p.t. Batistuta faz o gol do 1 a 0 da Fiorentina sobre a Lazio e a este ponto o Milan alcança a Lazio no topo da classificação do Campeonato Italiano (Lazio 65 - Milan 65).
Aos 28 minutos do p.t. o lazial Vieri empata para a Lazio (a este ponto Lazio 66 - Milan 65).
Aos 31 minutos do p.t. finalmente o Milan consegue fazer o gol do 1 a 0 com Bierhoff que recebe uma ótima assistência do argentino Guly (a este ponto o Milan assume a liderança: Milan 67 - Lazio 66).
No segundo tempo o Milan faz mais 3 gols, dois com Bierhoff, ambos de cabeça e ambos após assistências do Guly, e o outro com Leonardo. O resultado em Florença não muda apesar da Fiorentina ter tido um pênalti a favor, errado por Rui Costa.
Quando falta somente uma rodada para terminar o Campeonato o Milan tem um ponto de vantagem sobre a Lazio. Na última rodada a Lazio recebe o Parma e o Milan jogará em Perugia contra o Perugia que ainda luta para não ser rebaixado.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Giunti, Guly (Ba)
Boban (Leonardo)
Bierhoff (Ganz), Weah


32a rodada, Domingo 9 de Maio de 1999. JUVENTUS  0 X 2  MILAN

Durante todo o primeiro tempo a Juventus ataca mais e o Milan se defende. No intervalo o treinador Alberto Zaccheroni substitui Leonardo com o croata Boban e o time rubro-negro volta em campo transformado e logo após 12 segundos de jogo passa em vantagem com o liberiano Weah. A este ponto a Lazio ainda está empatando em Roma com o Bologna, portanto o Milan assume a liderança do campeonato italiano (Milan 64 - Lazio 63). O Milan fica na liderança poucos minutos por que a Lazio passa em vantagem com o argentino Almeyda (Lazio 65 - Milan 64). Durante todo o segundo tempo o Milan é dono do jogo e aos 19 minutos faz o segundo gol, ainda com Weah que recebe um passe perfeito de Boban.
Quando faltam somente 2 jogos para terminar o campeonato italiano a Lazio continua um ponto na frente do Milan. Por outro lado o Milan tem jogos mais fáceis (Empoli em casa e Perugia fora de casa) do que a Lazio (Fiorentina fora de casa e Parma em casa).

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini (N'Gotty), Ambrosini, Guly
Leonardo, (Boban), Bierhoff, Weah


31a rodada, Domingo 2 de Maio de 1999. MILAN  3 X 2  SAMPDORIA

O Milan consegue com muita sorte ganhar o jogo contra a Sampdoria em San Siro e continua um ponto atrás da Lazio. O jogo foi muito dramático como mostrado a seguir:
PRIMEIRO TEMPO
a) Aos 7 minutos o sampdoriano Montella acerta o poste do gol defendido por Abbiati (podia ser o gol do 0 a 1)
b) Aos 17 minutos Ambrosini faz o gol do 1 a 0 com um forte chute de fora da área. A este ponto o Milan passa a liderar o Campeonato Italiano uma vez que a Lazio ainda está no empate em Udine (Milan 61 - Lazio 60)
c) Aos 29 minutos Ganz acerta o poste (podia ser o gol do 2 a 0)
d) Aos 31 minutos a Lazio passa em vantagem em Udine com um pênalti transformado por Mihajlovic e volta a assumir a liderança do Campeonato Italiano (Lazio 62 - Milan 61)
e) Aos 37 minutos o sampdoriano Franceschetti acerta o poste (podia ser o gol do empate em 1 a 1)
f) Aos 46 minutos Lassisi faz falta sobre Ganz e é expulso. A Sampdoria jogará todo o segundo tempo em inferioridade numérica (10 contra 11)
SEGUNDO TEMPO
g) Aos 14 minutos Montella empata de cabeça (1 a 1). A este ponto Lazio 62 - Milan 59
h) Aos 34 minutos Leonardo, que acabara de substituir Boban, bate uma falta com perfeição e faz o gol do 2 a 1. A este ponto Lazio 62 - Milan 61
i) Aos 41 minutos Franceschetti empata novamente (2 a 2 e Lazio 62 - Milan 59)
j) Aos 49 minutos Abbiati faz defesa milagrosa sobre chute de Catê. Podia ser o gol do 2 a 3
k) Aos 50 minutos Ganz, de meia bicicleta, faz o gol do 3 a 2 após escanteio batido por Ambrosini. A rodada termina com Lazio 62 - Milan 61.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini , Ambrosini, Guly
Boban (Leonardo)
Ganz, Bierhoff


30a rodada, Domingo 25 de Abril de 1999. VICENZA  0 X 2  MILAN

Aos 39 minutos do primeiro tempo o Milan, após muitas ações ofensivas, passa em vantagem com Bierhoff, de cabeça, após receber um passe de Guglielminpietro. Dado que a Lazio está ainda empatando com a Sampdoria , em Genova, o Milan assume a liderança do campeonato italiano, um ponto na frente da Lazio.
O Milan continua líder durante 36 minutos (considerando também o intervalo) até quando Vieri, aos 15 minutos do segundo tempo, faz o gol do 1 a 0 para a Lazio.
No início do segundo tempo o Vicenza, que não quer ser rebaixado, ataca bastante e aos 9 minutos o goleiro Abbiati salva o resultado fazendo uma defesa milagrosa (tiro de Otero). Leonardo, que acabara de substituir Boban machucado, fecha o resultado aos 27 minutos fazendo o gol do 2 a 0. Agora, quando faltam somente 4 jogos para acabar o Campeonato Italiano, a situação é a seguinte:
LAZIO 59, MILAN 58.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala (Ayala), Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini , Ambrosini, Guly
Boban (Leonardo)
Bierhoff (Ganz), Weah


29a rodada, Domingo 18 de Abril de 1999. UDINESE  1 X 5  MILAN

A rodada começa no Sábado com três resultados favoráveis ao Milan: a Lazio é derrotada em Roma pela Juventus (1 a 3), a Fiorentina é derrotada em Bologna (3 a 0) e o Parma, jogando em casa, somente empata com a Sampdoria (1 a 1).
Neste Domingo o Milan completa a série de resultados favoráveis ganhando em Udine com o placar de 1 a 5. Agora na classificação do campeonato italiano os rubro-negros encontram-se somente um ponto atrás da líder Lazio.
Pela segunda rodada seguida o treinador Alberto Zaccheroni deixa Leonardo no banco e escala Boban logo atrás as duas pontas Weah e Bierhoff. E pela segunda rodada seguida Boban é o melhor em campo e ele mesmo é o autor dos dois primeiros gols do Milan (aos 14 minutos do primeiro tempo de pênalti e aos 37 minutos, ainda do primeiro tempo, após uma espetacular ação de Weah pelo lado esquerdo do ataque milanista). No fim do primeiro tempo Albertini bate com precisão uma falta e Bierhoff de cabeça faz o terceiro gol.
No início do segundo tempo o brasileiro Amoroso faz o gol do 3 a 1 mas dois minutos mais tarde Bierhoff marca novamente de cabeça e novamente após falta batida à perfeição por Albertini. O quinto e último gol é de Weah.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Ayala, Maldini
Helveg, Albertini (Giunti), Ambrosini, Guly
Boban (Leonardo)
Bierhoff, Weah (Ganz)


28a rodada, Domingo 11 de Abril de 1999. MILAN  2 X 1  PARMA

O Milan joga muito mal no primeiro tempo e o Parma passa em vantagem aos 39 minutos com Balbo e poderia fazer ainda mais gols se o goleiro rubro-negro Abbiati não tivesse feito algumas defesas milagrosas. No intervalo o treinador Zaccheroni tem a coragem de substituir Bierhoff com Ganz e o Milan volta transformado em campo. Bierhoff tinha ficado praticamente imóvel no meio do ataque durante todo o primeiro tempo e os torcedores tinham começado a vaiá-lo. É a primeira vez que Bierhoff é substituído por motivos técnicos.
O Milan domina todo o segundo tempo, empata com Paolo Maldini aos 14 minutos e passa em vantagem com Ganz aos 27 minutos.
O Milan sobe para o segundo lugar (52 pontos) a 4 pontos da líder Lazio (56 pontos) que é derrotada no clássico com a Roma.

Escalação do Milan (3-4-1-2)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Ba, Ambrosini, Giunti (N'Gotty), Guly
Boban (Donadoni)
Bierhoff (Ganz), Weah


27a rodada, Sábado 3 de Abril de 1999. LAZIO  0 X 0  MILAN

Jogo decepcionante entre Lazio e Milan que acaba em 0 a 0. É o terceiro empate consecutivo do Milan. A Lazio ataca mais, mas consegue somente 14 escanteios contra nenhum do Milan.
O Milan continua na terceira colocação no Campeonato Italiano a sete pontos da Lazio e a um ponto da Fiorentina. As quintas colocadas, a Roma e a Udinese, encontram-se 7 pontos atrás do Milan. Portanto a participação à Copa dos Campeões da Europa da próxima temporada parece certa.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala (N'Gotty), Costacurta, Maldini
Helveg, Ambrosini, Boban, Guly
Leonardo (Giunti), Bierhoff, Weah


26a rodada, Domingo 21 de Março de 1999. MILAN  2 X 2  BARI

O Milan não joga bem contra o Bari em San Siro e por pouco não perde o jogo. Logo aos 6 minutos do primeiro tempo Costacurta comete um erro defensivo e Osmanoski lhe rouba a bola e bate Abbiati. O Milan consegue empatar o jogo somente no fim do primeiro tempo quando Bierhoff coloca no gol uma bola rebatida pelo goleiro barês Indiveri.
No segundo tempo o jogo do Milan não melhora e o Bari passa novamente em vantagem aos 35 minutos, novamente com Osmanoski e novamente após um erro defensivo (esta vez é Ziege que perde a bola). Por sorte do Milan aos 48 minutos o barês Innocenti toca a bola com a mão e Ganz, que acabara de substituir Boban, transforma a penalidade máxima, fixando o placar em 2 a 2.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg (Ziege), Ambrosini, Boban (Ganz), Guly
Leonardo (Giunti), Bierhoff, Weah


25a rodada, Sabado 13 de Março de 1999. INTER  2 X 2  MILAN

O brasileiro LEONARDO é o jogador de destaque no derby entre Milan e Inter, marcando dois gols e acertando uma vez o travessão. Mas o Milan não tem sorte e consegue somente um empate e agora encontra-se na segunda posição da classificação, juntamente com Fiorentina e Parma, a 5 pontos da líder Lazio. A classificação para a Copa dos Campeões da Europa parece certa uma vez que a quinta colocada, a Juventus, está 7 pontos atrás.
a) - Aos 7 minutos do primeiro tempo acontece um clássico gol-contra: N'Gotty desvia no próprio gol uma bola cruzada por Simeone, enganando Abbiati (Milan 0 x 1 Inter).
b) - Sete minutos mais tarde Leonardo empata chutando no gol de Pagliuca um passe de Helveg.
c) - Aos 7 minutos do segundo tempo West pára Weah de maneira irregular. Leonardo bate a falta de maneira perfeita e faz o gol do 2 a 1.
d) - Aos 21 minutos o mesmo Leonardo chuta de longe, Pagliuca é batido, mas a bola acerta o travessão. Poderia ter sido o gol do 3 a 1 e dos três pontos para o Milan.
e) - Aos 32 minutos, num contra-ataque, o argentino Zanetti, lançado por West, empata o jogo e o derby termina com o placar de 2 a 2.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
N'Gotty, Costacurta, Maldini
Helveg, Ambrosini, Boban (Donadoni), Guly
Leonardo (Ayala), Bierhoff, Weah


24a rodada, Domingo 7 de Março de 1999. MILAN  1 X 0  PIACENZA

O Milan merece os três pontos no jogo contra o Piacenza apesar de não jogar de maneira brilhante. Mas o time rubro-negro tem válidas justificativas: os zagueiros Maldini e Sala não jogam por que estão suspensos; Ambrosini e Weah não jogam por que estão machucados. Além disso, logo aos 10 minutos do primeiro tempo Leonardo machuca a cabeça em uma trombada com o zagueiro adversário Vierchowod, é substituído por Ganz e é levado para o hospital para fazer exames. No início do segundo tempo é Albertini quem se machuca e é substituído por Donadoni. Em conclusão, no segundo tempo, o treinador Alberto Zaccheroni é obrigado a dirigir um time sem 6 titulares, dois por setor.
O gol do Milan é marcado pelo alemão Bierhoff, de cabeça, no finzinho do primeiro tempo. O Milan sobe para o terceiro lugar na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Costacurta, Ayala, N'Gotty
Helveg, Albertini (Donadoni), Boban, Guly
Leonardo (Ganz), Bierhoff, Morfeo (Ziege)


23a rodada, Sabado 27 de Fevereiro de 1999. ROMA  1 X 0  MILAN

O primeiro tempo do jogo entre Roma e Milan é equilibrado com uma grande chance de gol de cada lado:
- Tommasi salva sobre a linha do gol uma cabeceada do brasileiro Leonardo.
- o milanista Sala desvia em escanteio uma bola, chutada por Delvecchio, que estava entrando no gol. Nesta ação Sala bate com violência contra o poste com risco de se machucar.
No segundo tempo é a Roma que domina o jogo. Aos 8 minutos Totti bate uma falta do limite da grande área e acerta o travessão do gol defendido por Abbiati. Finalmente aos 19 minutos o brasileiro Paulo Sergio de cabeça faz o gol do 1 a 0, desfrutando um passe de Totti. O Milan não reage e o jogo termina com este placar e a Roma merece ganhar os 3 pontos.
O Milan desce para o quarto lugar da classificação do campeonato italiano, a 5 pontos da Lazio.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala (Giunti), Costacurta, Maldini
Helveg, N'Gotty, Albertini, Guly
Leonardo (Ganz), Bierhoff, Boban (Morfeo)


22a rodada, Domingo 21 de Fevereiro de 1999. MILAN  1 X 0  CAGLIARI

O Milan obtém o décimo primeiro resultado útil seguido derrotando o Cagliari em San Siro com o placar de 1 a 0. Agora o time rubro-negro é segundo na classificação do campeonato Italiano, junto com a Fiorentina, a somente dois pontos da líder Lazio.
No primeiro tempo è o Cagliari quem domina o jogo, mas no intervalo o treinador Alberto Zaccheroni substitui Ambrosini com N'Gotty e Ganz com Boban, e o Milan volta no segundo tempo transformado e apresenta 15 minutos de ótimo jogo durante os quais passa em vantagem com uma cabeceada do alemão Bierhoff desviada pelo defensor adversário Villa.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Guly, Albertini, Ambrosini (N'Gotty), Ziege
Leonardo (Helveg), Bierhoff, Ganz (Boban)


21a rodada, Domingo 14 de Fevereiro de 1999. MILAN  2 X 1  VENEZIA

Partida fácil para o Milan que derrota o Venezia em San Siro com o placar de 2 a 1. Na classificação do campeonato italiano o Milan encontra-se agora a somente dois pontos da Fiorentina (derrotada em Udine) e da Lazio (que empata em Cagliari). O time rubro-negro faz o primeiro gol aos 39 minutos do primeiro tempo com o argentino Guglielminpietro após escanteio batido pelo brasileiro Leonardo. No início da etapa complementar Ganz de cabeça faz o gol do 2 a 0. Na última meia hora de jogo o Venezia ataca mais, mas consegue fazer somente um gol com o brasileiro Tuta.
O Milan coleciona assim o décimo resultado útil seguido.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Guly, Albertini, Boban, Ziege (Ba)
Leonardo (Morfeo), Bierhoff, Ganz (N'Gotty)


20a rodada, Domingo 7 de Fevereiro de 1999. FIORENTINA  0 X 0  MILAN

Algumas vezes durante esta temporada o Milan ganhou sem merecer os três pontos. Desta vez, ao contrário, o time rubro-negro merece ganhar , mas somente empata.
O primeiro tempo é bastante equilibrado. O Milan acerta o poste à direita de Toldo com Weah e a Fiorentina responde acertando o travessão com Edmundo.
No segundo tempo o treinador Alberto Zaccheroni substitui Morfeo com o croata Boban e o Milan passa a dominar o jogo. O goleiro Toldo defende milagrosamente um chute do mesmo Boban. Em seguida Bierhoff e Weah (2 vezes) perdem fáceis ocasiões de gol. A Fiorentina, ao contrário, nunca se mostra perigosa.
O Milan obtém assim o nono resultado útil seguido (5 vitórias e 4 empates).

Escalação do Milan

Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Guly, Albertini, Ambrosini (N'Gotty), Ziege
Morfeo (Boban), Bierhoff, Weah


19a rodada, Domingo 31 de Janeiro de 1999. MILAN  3 X 2  SALERNITANA

O Milan tem muita sorte em ganhar o jogo com a Salernitana que na véspera parecia muito fácil. O Milan inicia bem e logo aos 3 minutos passa em vantagem com Bierhoff, mas em dez minutos a Salernitana vira o jogo, com Giampaolo que se aproveita de um curto rebote de Abbiati (1 a 1), e com Del Grosso que com um tiro de longa distância encontra Abbiati adiantado (1 a 2).
Mas o Milan tem as forças para reagir e consegue virar o jogo, com Weah (2 a 2) e com Bierhoff (3 a 2, aos quinze minutos do segundo tempo). A este ponto o time rubro-negro para de jogar e a última meia hora é toda da Salernitana que acerta uma vez o poste (com Di Vaio) e duas vezes o travessão (com Di Michele e Fresi) do gol defendido por Abbiati.
O Milan agora encontra-se na terceira colocação do campeonato italiano, a 5 pontos da Fiorentina e a 2 pontos da Lazio. Os torcedores do Milan esperam que o seu time termine o campeonato entre os primeiros quatro para poder participar da Copa dos Campeões da Europa na próxima temporada. De fato a partir da temporada 1999/2000 bem 4 times dos principais paises europeus participarão desta Copa.

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Guly (Ba), Ambrosini (N'Gotty), Boban, Ziege
Morfeo, Bierhoff, Weah


18a rodada, Domingo 24 de Janeiro de 1999. BOLOGNA  2 X 3  MILAN

Os dois times entram em campo jogando abertos com o objetivo de ganhar os três pontos. Logo aos 15 minutos do primeiro tempo Signori faz o gol do 1 a 0 batendo uma falta com muita precisão, mas poucos minutos depois o argentino Guglielminpietro empata. Quando parece que o primeiro tempo termine empatado, novamente Giuseppe Signori põe o Bologna na frente com um gol espetacular sem pulo, de esquerda.
No início do segundo tempo o Bologna tem a possibilidade de fechar o placar duas vezes, antes com Fontolan e depois com Andersson, mas ambos chutam fora do gol defendido pelo rubro-negro Abbiati. O Milan começa a crescer no jogo, consegue empatar aos 8 minutos com Morfeo (tiro desviado pelo bolognês Magoni) e continua dominando o jogo.
Quando faltam poucos minutos para acabar o jogo, o treinador Zaccheroni faz duas substituições que resultarão decisivas. O jovem nigeriano Aliyu, de 16 anos, estréia no Milan substituindo Leonardo e N'Gotty substitui Ambrosini. No último minuto do jogo Aliyu ganha uma falta alguns metros fora da área, bate N'Gotty com grande potência e o goleiro Antonioli não consegue chegar na bola: é o 3 a 2 para o Milan!

Escalação do Milan (3-4-3)
Abbiati
Sala, Costacurta, Maldini
Guly, Albertini, Ambrosini (N'Gotty), Ziege
Leonardo (Aliyu), Bierhoff, Morfeo


17a rodada, Domingo 17 de Janeiro de 1999. MILAN  2 X 1  PERUGIA

O Milan domina a maior parte do jogo contra o Perugia e faz dois gols no fim do primeiro tempo. Aos 37 minutos Bierhoff cabeceia contra o gol adversário mas acerta o poste à direita de Mazzantini. Guglielminpietro rebate de cabeça a bola no gol e faz o seu primeiro gol na série A italiana. Três minutos mais tarde Bierhoff cabeceia novamente contra o gol do Perugia um passe preciso do mesmo Guglielminpietro e faz o gol do 2 a 0. Somente nos últimos 15 minutos do jogo o Perugia começa a comandar o jogo e ganha um pênalti transformado pelo japonês Nakata. Em seguida o goleiro rubro-negro Sebastiano Rossi faz uma grave falta sobre o perugino Bucchi que estava correndo para pegar a bola no fundo do gol com o objetivo de reiniciar o jogo o mais rápido possível. Rossi é expulso e Abbiati entra para defender o gol do Milan.
O Milan termina o primeiro turno na quarta posição do campeonato italiano com 30 pontos, a 5 pontos da líder Fiorentina e a 2 pontos de Lazio e Parma. Deve-se notar também que pela quinta rodada seguida um jogador do Milan é expulso: aconteceu à Ambrosini no jogo contra o Vicenza, à Boban contra a Sampdoria, à Weah contra a Juventus , à Ziege contra o Empoli e hoje è a vez de Rossi.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Ba (Boban), Albertini, Ambrosini, Guly
Leonardo (Donadoni), Bierhoff, Weah (Abbiati)


16a rodada, Domingo 10 de Janeiro de 1999. EMPOLI  1 X 1  MILAN

O Milan, apesar de não poder contar com Maldini (gripado), Weah (suspenso) e Leonardo e Helveg (machucados), tenta com todos os meios de obter os três pontos no jogo em Empoli. No início do segundo tempo o time rubro-negro quase chega ao gol duas vezes: a primeira vez com Guly que acerta o travessão com um potente chute de fora da área e a segunda vez com Ganz ao qual o juiz Colina convalida inicialmente o gol mas, após consultar o bandeirinha, o anula por que a bola não tinha ultrapassado completamente a linha do gol.
Logo em seguida, num contra-ataque, o empolês De Napoli, após uma finta sobre N'Gotty, faz o gol do 1 a 0 colocando a bola no canto mais longe de Rossi.
O Milan continua atacando e finalmente empata com Ziege quando faltam somente sete minutos para acabar o jogo. Ziege fica tão feliz que tira a camiseta para festejar o gol. Infelizmente o juiz Collina se mostra muito rigoroso, e lhe dá um cartão amarelo. Uma vez que Ziege já tinha um cartão amarelo, ele é expulso e o Milan joga os últimos minutos em inferioridade numérica. Mesmo assim o Milan continua atacando e chega muito perto de virar o resultado. O Milan merecia alguma coisa a mais do que um simples empate!

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, N'Gotty
Boban (Morfeo), Albertini, Ambrosini, Ziege
Guly (Donadoni), Bierhoff, Ganz (Ba)


15a rodada, Quarta Feira 6 de Janeiro de 1999. MILAN  1 X 1  JUVENTUS

O Milan inicia jogando muito bem e logo nos primeiros dez minutos o juiz Bettin não lhe concede dois pênaltis evidentes, o primeiro por falta de Davids sobre Leonardo e o segundo por falta de Ferrara sobre Weah. Finalmente o juiz pune uma falta na área de Tudor sobre Weah com um pênalti que Albertini transforma.
Infelizmente o time rubro-negro não consegue fechar o placar através de um segundo gol e no segundo tempo a Juventus conduz sempre o jogo até que aos 40 minutos Fonseca, que acabara de substituir Amoruso, empata o jogo após uma grande finta sobre Ayala. Nos últimos minutos a Juventus poderia também virar o placar com tiros de Zidane e de Fonseca fora de pouco. O Milan encontra-se agora no terceiro lugar da classificação junto com a Lazio, a 6 pontos da Fiorentina e a 3 do Parma.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Ayala, Maldini
Helveg (Ba), Albertini, Ambrosini, Ziege (N'Gotty)
Leonardo (Donadoni), Bierhoff, Weah


14a rodada, Domingo 20 de Dezembro de 1998. SAMPDORIA  2 X 2  MILAN

O Milan joga fora dois pontos no jogo em Gênova contra a Sampdoria que apresenta o novo treinador David Platt. Aos 39 minutos do primeiro tempo o Milan passa em vantagem com o brasileiro Leonardo que marca o seu sétimo gol. Em seguida os rubro-negros têm três vezes a possibilidade de fechar o placar mas três vezes o alemão Bierhoff erra o gol do 2 a 0, desperdiçando ótimos passes de Albertini, Boban e Weah. Aos 13 minutos do segundo tempo a Sampdoria consegue empatar com Palmieri, mas 15 minutos mais tarde Bierhoff recebe um ótimo passe de N'Gotty, que acabara de substituir Albertini, e desta vez não erra e põe o Milan novamente em vantagem. Quando faltam somente 4 minutos para acabar o jogo o juiz Bettin de Padova inventa uma falta de Maldini sobre Palmieri. Bate o argentino Ortega que com a cumplicidade do goleiro Sebastiano Rossi empata o jogo. O Milan desce para a terceira colocação atrás de Fiorentina e Parma.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini (N'Gotty), Boban, Ziege
Leonardo (Donadoni), Bierhoff, Weah


13a rodada, Domingo 13 de Dezembro de 1998. MILAN  1 X 0  VICENZA

O Milan, ao contrário do jogo anterior contra a Udinese, não joga bem, mas faz um grande passo na classificação do campeonato italiano, chegando ao segundo lugar, atrás somente da Fiorentina que derrota a Juventus em Florença. O primeiro tempo é equilibrado, com os goleiros Sebastiano Rossi e Brivio melhores em campo e com os atacantes Bierhoff e Luiso entre os piores devido aos gols errados.
O segundo tempo continua nos mesmos moldes do primeiro e aos 27 minutos o rubro-negro Ambrosini é expulso por receber o segundo cartão amarelo. Quando faltam somente 6 minutos para o termino do jogo, o Milan parte em contra-ataque com Boban (que acabara de substituir Leonardo) e Bierhoff. O alemão passa a bola para o liberiano Weah que sem dificuldades faz o gol da vitória.
Este jogo foi assistido em San Siro pelos autores do site MILAN-BRASIL.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Ambrosini, Ziege
Leonardo (Boban), Bierhoff, Weah


12a rodada, Domingo 6 de Dezembro de 1998. MILAN  3 X 0  UDINESE

Ótimo desempenho do brasileiro Leonardo que merece nota 8 do jornalista da Gazzetta dello Sport. Outro rubro-negro que joga muito bem é o centro-campista Massimo Ambrosini que o treinador Alberto Zaccheroni prefere ao croata Boban.
Ambrosini aos 22 minutos do primeiro tempo inicia a ação do gol do 1 a 0. Ele passa a bola a Bierhoff e este lança imediatamente Weah que chuta a gol do lado esquerdo do ataque rubro-negro. Alguns minutos mais tarde Leonardo faz o gol do 2 a 0 com um forte chute de longa distância. Aos 16 minutos do segundo tempo o alemão Bierhoff fecha o placar em 3-0 desfrutando uma assistência do mesmo Leonardo.
O Milan permanece no quarto lugar a um ponto de Roma e Parma e a quatro pontos da Fiorentina.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta (Ziege), N'Gotty
Helveg, Albertini, Ambrosini, Maldini
Leonardo (Morfeo), Bierhoff, Weah


11a rodada, Domingo 29 de Novembro de 1998. PARMA  4 X 0  MILAN

Um Parma perfeito em todos os setores derrota o Milan com o redondo placar de 4 a 0. O placar poderia ser ainda mais dilatado se o goleiro rubro-negro Sebastiano Rossi não fizesse pelo menos três defesas milagrosas. Os autores dos gols são Chiesa, Crespo (2 vezes) e Boghossian.
O Milan resiste ao Parma somente durante os primeiros 20 minutos do jogo. Depois em campo há somente um time: o Parma.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, N'Gotty
Helveg, Albertini, Boban (Ambrosini), Maldini (Ba)
Ganz (Leonardo), Bierhoff, Weah


10a rodada, Domingo 22 de Novembro de 1998. MILAN  1 X 0  LAZIO

No jogo contra a Lazio, o Milan joga novamente muito bem mas parece que se repita o jogo do domingo anterior em Bari, ou seja, muitas oportunidades mas nenhum gol. Ganz acerta o travessão, Weah faz gol mas o juiz não convalida por causa de um impedimento de Bierhoff. O mesmo Bierhoff erra muitas fáceis conclusões. Assim chega-se aos 45 minutos do segundo tempo com o placar de 0 a 0, quando o juiz concede 3 minutos de descontos. Quando falta somente um minuto para encerrar o jogo, o liberiano Weah cruza uma bola do lado esquerdo do ataque rubro-negro. A bola cruza toda a área da Lazio e chega nos pés do brasileiro Leonardo que de esquerdo bate o goleiro Marchegiani.
O Milan alcança assim a Juventus e a Roma no segundo lugar da classificação, três pontos atrás da Fiorentina.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala, Costacurta, N'Gotty
Helveg, Albertini, Ambrosini (Donadoni), Maldini
Ganz (Leonardo), Bierhoff, Weah


9a rodada, Domingo 15 de Novembro de 1998. BARI  0 X 0  MILAN

O Milan joga muito bem na cidade de Bari mas não consegue ganhar os três pontos por que encontra o goleiro barês Mancini em estado de graça. Mancini executa pelo menos 4 defesas importantes, uma das quais sensacional. Por duas vezes ele é batido, mas uma vez o poste direito o salva rebatendo um chute de Weah e a outra vez o juiz Ceccarini não convalida o gol de Leonardo (falta do atacante brasileiro sobre o defensor adversário Garzya ?). Mancini recebe nota 8 do jornalista da Gazzetta dello Sport.
O Milan cai para a quinta posição, três pontos atrás da Fiorentina, dois atrás da Juventus e do Roma e um ponto atrás do Parma.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
Sala (Ayala), Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Boban, Ziege (Ba)
Ganz (Leonardo), Bierhoff, Weah


8a rodada, Domingo 8 de Novembro de 1998. MILAN  2 X 2  INTER

Empate justo em San Siro entre Milan e Inter que oferecem um jogo bonito e sempre interessante.
Logo aos 7 minutos do primeiro tempo Ronaldinho, aproveitando um passe de Zamorano, foge a N'Gotty e Costacurta e faz o gol do 1 a 0. Mas somente 6 minutos mais tarde o liberiano Weah empata desfrutando um passe do alemão Bierhoff.
No início do segundo tempo a Inter torna a conduzir o jogo quando a defesa do Milan erra a linha do impedimento e Moriero, sozinho na frente de Rossi, faz o gol do 2 a 1. Aos 11 minutos o treinador rubro-negro Zaccheroni substitui Ziege e Morfeo com Coco e Ganz e um minuto depois o mesmo Ganz sofre pênalti cometido pelo interista Colonnese. O pênalti é duvidoso mas o juiz Tombolini não tem dúvidas e não volta atrás apesar dos protestos dos interistas. Finalmente um juiz que favorece o Milan! Demetrio Albertini transforma o pênalti e empata o jogo.
O Milan continua na terceira posição do campeonato italiano atrás de Fiorentina e Juventus.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
N'Gotty, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Boban, Ziege (Coco)
Morfeo (Ganz), Bierhoff, Weah


7a rodada, Domingo 1o de Novembro de 1998. PIACENZA  1 X 1  MILAN

O Milan continua jogando mal, mas novamente tem a sorte do seu lado e aos 47 minutos do segundo tempo consegue empatar com Ganz. O Piacenza tinha feito o gol do 1 a 0 no finzinho do primeiro tempo com Simone Inzaghi, irmão do mais famoso Filippo Inzaghi que joga na Juventus.
O Milan continua no terceiro lugar da classificação do campeonato italiano, atrás de Juventus e Fiorentina e domingo próximo deverá jogar contra a Inter que hoje coleciona a terceira derrota seguida (Inter 2 X 3 Bari, em pleno San Siro).

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
N'Gotty, Costacurta, Ayala (Coco)
Helveg, Albertini, Ambrosini, Ziege (Guglielminpietro)
Morfeo (Ganz), Bierhoff, Weah


6a rodada, Domingo 25 de Outubro de 1998. MILAN  3 X 2  ROMA

Jogo emocionante em San Siro com o Milan que não joga bem, mas a Roma desperdiça muitas ações de gol e os rubro-negros treinados por Zaccheroni acabam ganhando o jogo com o placar de 3 a 2 e agora encontram-se no terceiro lugar da classificação, atrás somente de Fiorentina e Juventus. Os principais lances de gol foram os seguintes:
PRIMEIRO TEMPO
Aos 9 minutos o romanista DelVecchio faz o gol do 1 a 0.
Aos 24 minutos os romanistas acertam os postes do gol defendido por Sebastiano Rossi por duas vezes seguidas na mesma ação (podia ser o gol do 2 a 0).
No fim do primeiro tempo, dois gols são anulados (justamente) aos milanistas Bierhoff e Weah.
Nos descontos, Leonardo empata para o Milan e o primeiro tempo se conclui com o placar de 1 a 1.
SEGUNDO TEMPO
Logo no início André Cruz causa um pênalti mas Rossi defende o tiro de Totti (é o segundo pênalti defendido por Sebastiano Rossi nas duas últimas rodadas).
Aos 14 minutos Ziege faz o gol do 2 a 1.
Aos 25 minutos DelVecchio empata para a Roma.
Dois minutos mais tarde, Weah põe o Milan novamente na frente (3 a 2).
Aos 31 minutos o travessão salva o Milan do possível 3 a 3 (chute de Totti).
Aos 33 minutos Morfeo substitui Leonardo, estreando no Milan com a camisa número 30.
Aos 39 minutos Boban é expulso porque recebe o segundo cartão amarelo.
No finzinho do jogo Maldini se machuca, possivelmente uma fratura do septo nasal.

Escalação do Milan (3-4-3)
Rossi
N'Gotty, Cruz, Maldini
Helveg, Albertini (Ambrosini), Boban, Ziege
Leonardo (Morfeo), Bierhoff, Weah (Ayala)


5a rodada, Domingo 18 de Outubro de 1998. CAGLIARI  1 X 0  MILAN

No domingo em que a Lazio derrota a Inter em pleno San Siro com o placar de 5 a 3, também o Milan é derrotado em Cagliari (com o placar de 1 a 0). No time rubro-negro faltam Leonardo, Costacurta e Boban, machucados; Ziege, Helveg e o goleiro Lehmann se apresentam fora de forma; a zaga e o meio de campo também não estão nas melhores condições; o ataque parece ser o melhor reparto com Bierhoff sempre perigoso e Weah sempre bem inspirado.
Aos 19 minutos do primeiro tempo o Cagliari passa em vantagem quando o goleiro Lehmann sai do gol para interceptar um passe da esquerda, mas N'Gotty o antecipa e serve involuntariamente o cagliaritano De Patre que faz o gol do 1 a 0. Poucos minutos depois Lehmann causa um pênalti, se machuca e é substituído por Sebastiano Rossi que, logo entrado, defende o pênalti batido por Muzzi. Aos 36 minutos Bierhoff acerta o travessão e aos 39 o mesmo Bierhoff é aterrado em área, bate o pênalti, mas o goleiro Scarpi o defende.
No segundo tempo o Milan ataca mas não consegue empatar.

Escalação do Milan (3-4-3)
Lehmann (Rossi)
N'Gotty, Ayala, Maldini
Helveg, Albertini, Ambrosini (Cruz ), Ziege
Ganz (Ba), Bierhoff, Weah


4a rodada, Domingo 4 de Outubro de 1998. VENEZIA  0 X 2  MILAN

O goleiro alemão Jens Lehmann faz defesas milagrosas, garante a vitória do Milan com o placar de 2 a 0 e faz esquecer sua péssima atuação anterior no jogo contra a Fiorentina.
Logo aos 3 minutos do primeiro tempo o brasileiro Leonardo bate escanteio e coloca a bola na cabeça de Bierhoff, que não tem nenhuma dificuldade em fazer o gol do 1 a 0. Aos 23 do segundo tempo Leonardo faz o gol do 2 a 0 e os adversários contestam bastante o juiz dizendo que o brasileiro estava impedido (Iachini acaba sendo expulso). O tira-teima esclareceu que Leonardo não estava impedido: parabéns ao bandeirinha Marano que convalidou o gol.
Lehmann faz uma defesa milagrosa no primeiro tempo (tiro de De Franceschi) e 3 no segundo tempo (chutes de Schwoch, Iachini e novamente De Franceschi). Resumindo o Milan não jogou muito bem mas desta vez tem a está sorte do seu lado e consegue ganhar três pontos.

Escalação do Milan (3-4-3)
Lehmann
N'Gotty, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Boban (Ambrosini ), Ba (Coco)
Leonardo, Bierhoff, Ganz (Donadoni)


3a rodada, Sábado 26 de Setembro de 1998. MILAN  1 X 3  FIORENTINA

Foi o dia "sim" do argentino Gabriel Batistuta e o dia "não" dos milanistas Alessandro Costacurta e Jens Lehmann.
1) - Aos 6 minutos do primeiro tempo Costacurta erra um lançamento defensivo e serve Batistuta que dispara em direção ao gol e chuta forte e central. Lehmann deixa passar a bola por baixo do corpo.
2) - Ao primeiro minuto do segundo tempo Lehmann deixa novamente passar por baixo do corpo uma bola chutada por Batistuta de quase da linha de fundo.
3) - Seis minutos mais tarde Lehmann defende com as mãos um recuo com o pé de Costacurta. A falta é batida do limite da pequena área: a bola é passada a Batistuta que chuta forte e faz o gol do 3 a 0.
Na metade do segundo tempo o alemão Bierhoff reduz as distâncias transformando um pênalti cometido sobre ele mesmo. Agora o Milan está na quinta posição, ainda na zona UEFA.

Escalação do Milan (3-4-3)
Lehmann
N'Gotty, Costacurta, Maldini
Helveg, Albertini, Ambrosini (Boban), Ba (Coco)
Ganz (Leonardo), Bierhoff, Weah


2a rodada, Domingo 20 de Setembro de 1998. SALERNITANA  1 X 2  MILAN

OLIVER BIERHOFF é o autor da segunda vitória consecutiva do Milan que mantém os rubro-negros no comando da classificação em companhia da Juventus e da Fiorentina. Após os dois gols contra o Bologna, é ainda o centroavante alemão a fazer o primeiro gol com uma perfeita cabeceada , quando faltam somente 20 minutos para o término do jogo. Logo em seguida o mesmo Bierhoff lança Weah que sem pulo faz o 2 a 0 (o chute do liberiano é corrigido em gol involuntariamente pelo Leonardo que acabara de substituir o argentino "Guly" Guglielminpietro). O capitão da Salernitana, Breda, faz o 2 a 1 cobrando com perfeição uma falta de fora da área.
Outros jogadores que se ressaltaram foram Costacurta no meio da zaga e Ambrosini no meio de campo.

Escalação do Milan (3-4-3)
Lehmann
N'Gotty, Costacurta (Ayala), Maldini
Helveg, Albertini, Ambrosini, Ba (Coco)
Guglielminpietro (Leonardo), Bierhoff, Weah


1a rodada, Sábado 12 de Setembro de 1998. MILAN  3 X 0  BOLOGNA

O Milan inicia com o pé direito a temporada 1998-99, derrotando o Bologna com o placar de 3 a 0. O novo treinador Alberto Zaccheroni utiliza o esquema 3-4-3. Na defesa, sendo Costacurta suspenso, utiliza Ayala, N'Gotty e Maldini. No meio de campo jogam Helveg, Albertini, Boban a Ba. No ataque a terceira ponta é Ganz, ao lado de Bierhoff e Weah.
O primeiro tempo é bastante equilibrado e somente aos 48 minutos Ba, após tabela com Weah no lado direito do campo, cruza a bola para a área bolonhesa onde Bierhoff de cabeça bate o goleiro adversário Antonioli. Logo no início do segundo tempo Bierhoff é derrubado na área e ele mesmo transforma o pênalti concedido pelo juiz Bazzoli de Merano. Quando faltam apenas dez minutos para o término do jogo o Bologna acerta com Marocchi o travessão do gol defendido por Lehmann e no contra-ataque seguinte o brasileiro Leonardo, que acabara de substituir Ganz, faz o gol do 3 a 0.
Os torcedores rubro-negros esperam que o Milan continue assim e que pelo menos chegue entre os primeiros seis de maneira que possa participar da Copa UEFA na temporada 1999-2000.

Escalação do Milan (3-4-3)
Lehmann
Ayala, N'Gotty, Maldini
Helveg, Albertini, Boban (Maini), Ba (Coco)
Ganz (Leonardo), Bierhoff, Weah


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.0!   Valid CSS!