milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2015/16

38ª rodada, Sábado 14 Maio 2016, MILAN  1 X 3  ROMA

Marcadores: Salah aos 19 pt, El Shaarawy aos 14 st, Emerson aos 37 st e Bacca aos 42 st.

A Roma dominou completamente o primeiro tempo e, diante de um Milan pouco criativo, passou à frente no marcador aos 19 minutos com Salah. A equipe da capital esteve superior durante toda a primeira etapa e, não fossem as boas defesas de Donnarumma, poderia ter ido ao intervalo com uma vantagem ainda maior.
No segundo tempo as coisas ficaram ainda mais complicadas para o Milan. Aos 14 minutos Pjanic encontrou El Shaarawy nas costas da defesa e o atacante não desperdiçou. O faraó não comemorou o gol por ser ainda um jogador de propriedade do Milan.
Aos 37 minutos, o lateral brasileiro Emerson Palmieri estufou a rede após rebote de Donnarumma. Antes de terminar o jogo, Bacca dividiu com o goleiro adversário e marcou o gol de honra dos rubro-negros (trata-se do 18º gol do colombiano nesta temporada).
O Milan terminou o Campeonato Italiano em 7º lugar, com 57 pontos (15 vitórias, 12 empates e 11 derrotas). Poderá participar à Europa League da próxima temporada somente se ganhar a Copa Itália, no próximo Sábado 21 de maio, derrotando a Juventus.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Donnarumma
De Sciglio, Alex (Calabria), Mexes, Romagnoli
Kucka, Locatelli, Bertolacci (Bonaventura)
Honda
Bacca, Balotelli (Luiz Adriano)


37ª rodada, Sábado 7 Maio 2016, BOLOGNA  0 X 1  MILAN

Marcador: Bacca de pênalti aos 40 pt.

Aos 11 minutos do primeiro tempo, o bolonhês Diawara recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso e o Milan jogou quase toda a partida em 11 contra 10.
Embora tivesse superioridade numérica em campo e controlasse a posse de bola, o Milan conseguiu marcar somente um gol. Pouco antes do intervalo, o atacante brasileiro Luiz Adriano foi derrubado pelo goleiro Da Costa e o árbitro marcou pênalti. Bacca converteu a penalidade máxima e anotou seu 17º gol nesta temporada (0 a 1).
Apesar da vitória, o Milan continua na 7ª posição, um ponto atrás do Sassuolo. O Milan terminará em 6º lugar e garantirá a participação na Europa League somente se derrotar a Roma no próximo Sábado, última rodada desta temporada, e o Sassuolo não ganhar da Inter.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Donnarumma
Calabria, Mexes, Romagnoli, De Sciglio
Kucka (Poli), Montolivo, José Mauri (Bertolacci)
Honda (Boateng)
Bacca, Luiz Adriano


36ª rodada, Domingo 1° Maio 2016, MILAN  3 X 3  FROSINONE

Marcadores: Paganini aos 2 pt, Kragl aos 43 pt, Bacca aos 5 st, Dionisi aos 10 st, Antonelli aos 28 st e Menez de pênalti aos 47 st.

O grupo chinês que está fechando a compra do Milan terá muito trabalho para colocar o time na rota das vitórias e dos títulos. Neste domingo, a equipe tropeçou mais uma vez no Campeonato Italiano, desta vez contra o quase rebaixado Frosinone, no estádio San Siro. Empatou em 3 a 3, após um jogo marcado por erros coletivos, erros individuais e até falta de sorte.
Com este resultado, o Milan caiu para a 7ª posição na tabela, após ter ficado na 6ª posição durante 16 rodadas seguidas. Sassuolo 55, Milan 54.
O Frosinone concluiu o primeiro tempo em vantagem por 2 a 0 e o jovem goleiro Donnarumma teve culpa nos dois gols, especialmente no segundo quando colocou apenas um homem na barreira.
Na etapa final, o Milan voltou para o gramado na base da pressão e logo aos 2 minutos Balotelli teve a oportunidade de reduzir as distâncias, mas desperdiçou um pênalti.
Aos 5 minutos, Bacca marcou o gol do 1 a 2, mas alguns minutos depois o zagueiro brasileiro Alex cortou mal uma bola e Dionisi entrou livre na área e fez o terceiro gol para os visitantes (1 a 3).
Nem por isso o Milan desistiu do jogo. Se faltava qualidade técnica sobrava disposição, o que lhe permitiu empatar o jogo. Aos 28 minutos, Antonelli, em seu primeiro lance após substituir Abate, acertou uma linda bicicleta e fez o gol do 2 a 3. Menez empatou aos 47 minutos cobrando um pênalti.
Balotelli teve também a chance de virar o placar, mas acertou o travessão aos 50 minutos (últimos segundos dos acréscimos).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Donnarumma
Abate (Antonelli), Alex, Romagnoli, De Sciglio
Kucka, Montolivo, José Mauri (Menez)
Honda (Luiz Adriano)
Balotelli, Bacca


35ª rodada, Segunda-feira 25 Abril 2016, VERONA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Menez aos 20 pt, Pazzini de pênalti aos 26 st e Siligardi aos 50 st.

O Milan segue sem convencer na Serie A. Nesta segunda-feira, jogando um futebol apático e sem brilho, perdeu de virada, de maneira humilhante, para o já rebaixado Verona, por 2 a 1, fora de casa. O jovem goleiro Donnarumma, de apenas 17 anos, brilhou mais uma vez e teve uma atuação de destaque na partida, mas não conseguiu impedir os gols de Pazzini e Siligardi.
Apesar da derrota, o Milan se manteve na sexta colocação, mas com uma vantagem de apenas um ponto sobre o Sassuolo, sétimo colocado (Milan 53, Sassuolo 52). A participação do Milan na Europa League na próxima temporada está em risco! Por outro lado, a Juventus conquistou matematicamente o scudetto com três rodadas de antecedência (Juventus 85, Napoli 73).
Após um início de jogo morno, o Milan abriu o placar aos 20 minutos do primeiro tempo. Honda fuzilou de fora da área, o goleiro Gollini espalmou e Ménez pegou o rebote e fez 1 a 0.
O Verona empatou aos 26 minutos do segundo tempo com o ex-milanista Pazzini cobrando um pênalti concedido pelo juiz por um toque de mão de Romagnoli na área. Quando parecia que o jogo ia terminar empatado, aos 50 minutos, Siligardi acertou uma linda cobrança de falta e decretou a virada do Verona.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Donnarumma
Abate, Zapata, Romagnoli, De Sciglio (Antonelli)
Kucka, Montolivo, José Mauri
Honda
Bacca, Menez


34ª rodada, Quinta-feira 21 Abril 2016, MILAN  0 X 0  CARPI

No jogo desta quinta-feira, o Milan voltou a decepcionar. Apesar de ter tido uma posse de bola de 77%, recorde da Série A nesta temporada, não conseguiu ir além de um empate por 0 a 0 com o Carpi que luta para não ser rebaixado. O empate sem gols deixou o Milan na 6ª posição do campeonato italiano com 53 pontos. O Sassuolo segue na 7ª posição com 49 pontos.
O jogo foi de baixo nível técnico e com pouquíssimas emoções. O Milan, sem inspiração, atacava de maneira estéril e sofria para criar oportunidades de gol e para furar a retranca do Carpi.
E no fim do jogo o Milan teve também sorte porque o Carpi teve uma grande chance de gol! Crimi roubou a bola de Montolivo, avançou e finalizou no ângulo, mas Donnarumma fez uma defesa milagrosa, evitando a derrota e assegurando a igualdade no marcador.
Deve-se notar que nesta partida o jovem Manuel Locatelli de 18 anos (nasceu no dia 8 de Janeiro de 1998) fez a sua estreia na Série A aos 43 minutos do segundo tempo, substituindo Poli.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Poli (Locatelli), Montolivo, Bonaventura
Boateng (José Mauri)
Bacca (Menez), Balotelli


33ª rodada, Domingo 17 Abril 2016, SAMPDORIA  0 X 1  MILAN

Marcador: Bacca aos 25 st.

O novo treinador do Milan, Cristian Brocchi, que na última terça-feira substituíra Sinisa Mihajlovic, estreou da melhor forma possível. De fato, o clube rubro-negro venceu a Sampdoria pelo placar de 1 a 0, fora de casa, e interrompeu uma série negativa de cinco jogos sem vitória (dois empates e três derrotas). O Milan permaneceu na 6ª posição com 4 pontos de vantagem sobre os sétimos colocados: Milan 52 pontos, Lazio e Sassuolo 48 pontos.
O novo treinador mudou o esquema tático, passando do 4-4-2 de Mihajlovic ao mais ofensivo 4-3-1-2 que é o esquema preferido pelo presidente Berlusconi.
O gol do Milan veio aos 25 minutos do segundo tempo: Bacca recebeu belo cruzamento de Bonaventura e chutou firme para o gol. Foi o 15º tento do colombiano no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Kucka, Montolivo, Bertolacci (Poli)
Bonaventura (Boateng)
Bacca (Menez), Balotelli


32ª rodada, Sábado 9 Abril 2016, MILAN  1 X 2  JUVENTUS

Marcadores: Alex aos 18 pt, Mandzukic aos 27 pt e Pogba aos 20 st.

Com Balotelli entre os titulares, o Milan saiu na frente no placar, aos 18 minutos do primeiro tempo. O mesmo Balotelli cobrou escanteio para o zagueiro Alex, no meio da área, cabecear para as redes. Buffon ainda tocou na bola, mas não pôde evitar o gol rubro-negro (1 a 0).
A partir desse momento, o Milan recuou e a Juventus adiantou suas linhas em busca do empate que chegou aos 27 minutos. Após um chutão para frente de Buffon e falha de Romagnoli, a bola chegou a Mandzukic que, de frente para o gol, não perdoou (1 a 1).
O gol que decidiu o jogo veio aos 14 minutos do segundo tempo. Marchisio cobrou escanteio, Abate errou na marcação de Pogba que recebeu na área, dominou no peito e bateu para o gol, a bola quicou no gramado, enganou todo mundo e entrou no canto direito do goleiro Donnarumma que nada pôde fazer (1 a 2).
A partir desse momento, a Juventus começou a controlar a partida, mantendo a posse de bola e cadenciando a partida e o Milan, mesmo com alterações ofensivas, pouco ameaçou o gol de Buffon.
Por sorte do Milan, o Sassuolo, que luta com o Milan por uma vaga na Europa League, foi derrotado em casa pelo Genoa. Assim o Milan manteve a 6ª posição na classificação apesar de ter somado somente 2 pontos nos últimos cinco jogos: Milan 49, Sassuolo 48.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Honda (Luiz Adriano), Montolivo, Kucka, Bonaventura
Bacca, Balotelli (Boateng)


31ª rodada, Domingo 3 Abril 2016, ATALANTA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Luiz Adriano de pênalti aos 4 pt, Pinilla aos 45 pt e Gomez aos 17 st.

No dia em que perdeu o seu grande ídolo Cesare Maldini, que morreu neste domingo, o Milan acabou derrotado por 2 a 1 pela Atalanta, de virada, na cidade de Bergamo. Os times prestaram homenagem a Cesare Maldini fazendo um minuto de silêncio antes de começar o jogo. Além disso, o Milan atuou com uma faixa preta de luto no braço direito.
O Milan foi para cima e abriu o placar logo no início do jogo quando o árbitro marcou pênalti após toque de mão de Stendardo dentro da área, aos 4 minutos. O brasileiro Luiz Adriano bateu no canto esquerdo do goleiro Sportiello, que até acertou o lado, mas não evitou o gol.
A Atalanta empatou ainda no primeiro tempo com um golaço de Pinilla que, de bicicleta, mandou a bola no ângulo de Donnarumma. Na segunda etapa, a Atalanta conseguiu virar o placar aos 17 minutos com Gomez.
Após esta derrota, o Milan ficou na 6ª posição, mas o 7º colocado, o Sassuolo, está apenas um ponto atrás, Milan 49, Sassuolo 48.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Zapata, Romagnoli, Antonelli
De Sciglio (Menez), Montolivo, Bertolacci (Poli), Bonaventura
Luiz Adriano (Balotelli), Bacca


30ª rodada, Domingo 20 Março 2016, MILAN  1 X 1  LAZIO

Marcadores: Parolo aos 9 pt e Bacca aos 15 pt.

A Lazio iniciou o confronto pressionando, dominando o meio de campo e empurrando o Milan para o seu campo de defesa e logo aos 9 minutos conseguiu abrir o placar: Biglia cobrou um escanteio, Parolo subiu mais alto que a zaga rubro-negra e cabeceou firme, sem chances de defesa para Donnarumma (0 a 1).
Mesmo sendo dominado pela Lazio, o Milan conseguiu se recuperar rápido na partida. Aos 15 minutos, Luiz Adriano protegeu bem a bola com o corpo e ajeitou para Carlos Bacca que bateu forte no canto do goleiro Marchetti, para igualar o marcador (1 a 1).
Em seguida o Milan tentou virar o placar, mas a sorte não estava do seu lado: Bonaventura acertou o travessão no primeiro tempo e o poste direito no segundo. Após este empate o Milan continua na 6ª posição no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Zapata, Romagnoli, Antonelli
Honda (Menez), Montolivo, Bertolacci, Bonaventura
Luiz Adriano (Balotelli), Bacca


29ª rodada, Domingo 13 Março 2016, CHIEVO  0 X 0  MILAN

Sem Niang que sofreu um acidente de carro e sem Montolivo com problemas no tendão de Aquiles, o treinador Mihajlovic estava mandando em campo o time no esquema 4-3-3, com Poli, Bertolacci e Kucka no meio de campo e Honda, Bacca e Bonaventura no trio de ataque. No entanto, Kucka sentiu uma lesão muscular no aquecimento e foi vetado pelos médicos. Assim, o treinador foi obrigado a voltar ao habitual esquema 4-4-2 com o atacante Menez entrando no lugar do meia eslovaco Kucka.
Mas a bruxa estava solta no Milan. O goleiro Donnarumma, aos 19 minutos do primeiro tempo, dividiu uma bola com Cacciatore e levou a pior, precisando ser substituído pelo veterano goleiro Abbiati.
No primeiro tempo, as principais chances de gol foram do Chievo. Na segunda etapa, o Milan voltou melhor e se lançou ao ataque tentando abrir o placar de todas as formas, mas não teve sorte. Aos 20 minutos, Abate entrou pela direita e bateu. A bola desviou na ponta dos dedos do goleiro Bizzarri e bateu no travessão. No rebote, Bertolacci soltou a bomba mas acertou o poste direito. Após este empate sem gols, o Milan continua na 6ª posição, com 4 pontos de vantagem sobre o 7° colocado.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma (Abbiati)
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Honda, Poli (José Mauri), Bertolacci, Bonaventura
Bacca, Menez (Luiz Adriano)


28ª rodada, Domingo 6 Março 2016, SASSUOLO  2 X 0  MILAN

Marcadores: Duncan aos 27 pt e Sansone aos 26 st.

Na partida contra o Sassuolo, o Milan acusou a ausência de três titulares (Abate suspenso, Montolivo com problemas no tendão de Aquiles e Niang que se envolveu em um acidente de carro e deverá ficar afastado por pelo menos dois meses) e foi derrotado com o placar de 2 a 0, interrompendo assim uma série de 9 jogos seguidos sem derrota. A última derrota ocorrera exatamente há dois meses, em 6 de janeiro, para o Bologna, em casa, no primeiro jogo deste ano.
Apesar da derrota, o Milan continua na 6ª posição na classificação do Campeonato Italiano, com 3 pontos de vantagem sobre o sétimo colocado (Milan 47, Sassuolo 44).
O Milan iniciara o jogo com grande ritmo, criando várias ocasiões de gol, mas foi o Sassuolo quem abriu o placar aos 27 minutos com o atacante ganês Duncan. Berardi cobrou um escanteio rasteiro e para fora da área na direção do africano que soltou uma bomba de pé esquerdo estufando as redes de Donnarumma (1 a 0).
O Milan não soube reagir à desvantagem no placar e no segundo tempo, aos 26 minutos, Sansone marcou o segundo gol para o Sassuolo.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
De Sciglio, Alex, Zapata (Romagnoli), Antonelli
Honda (Boateng), Bertolacci, Kucka, Bonaventura
Bacca, Balotelli (Menez)


27ª rodada, Sábado 27 Fevereiro 2016, MILAN  1 X 0  TORINO

Marcador: Antonelli aos 44 pt.

Jogando em casa, o Milan venceu o Torino por 1 a 0, neste sábado, e alcançou a marca de 9 jogos seguidos sem derrota na Série A. O resultado levou o time a 47 pontos, na 6ª posição do Campeonato Italiano, seis pontos atrás de Roma e Fiorentina, terceiras colocadas.
O Milan iniciou a partida rondando a área adversária, mas conseguiu criar a primeira chance efetiva de gol somente aos 26 minutos da etapa inicial quando o meia Honda cobrou falta de longe e carimbou o travessão do goleiro Padelli.
Quando parecia que o primeiro tempo ia acabar empatado, o Milan chegou ao gol numa vacilada da defesa do Torino, aos 44 minutos. O lance começou em cobrança de escanteio. Kucka desviou de cabeça, a defesa do Torino se atrapalhou e a bola sobrou para o lateral Antonelli chutar e marcar o gol do 1 a 0.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Zapata, Antonelli
Honda, Bertolacci, Kucka, Bonaventura
Bacca (Balotelli), Niang (Boateng)


26ª rodada, Segunda-feira 22 Fevereiro 2016, NAPOLI  1 X 1  MILAN

Marcadores: Insigne aos 38 pt e Bonaventura aos 43 pt.

Nesta segunda-feira, Napoli e Milan empataram por 1 a 1, resultado ruim para o time napolitano que perdeu a chance de reassumir a liderança do Campeonato Italiano. O Milan permaneceu na 6ª posição.
Precisando da vitória, o Napoli não perdeu tempo e foi para cima dos adversários logo no início do jogo, mas enfrentava dificuldades para abrir o placar apesar de ter mais posse de bola. O time de Nápoles continuou insistindo e de tanto tentar, enfim, conseguiu balançar as redes, já na parte final do primeiro tempo, aos 38 minutos. Insigne arriscou de fora da área e contou com o desvio do zagueiro Abate para enganar Donnarumma e deixar sua equipe com a vantagem no placar.
Mas o Milan reagiu e não demorou muito para igualar o marcador com Bonaventura que aproveitou cruzamento de Honda para vencer o goleiro Reina.
No segundo tempo o jogo ficou ainda mais disputado. O Milan conseguiu defender o empate, também ajudado pela sorte. De fato, aos 21 minutos, os napolitanos quase chegaram a reassumir a frente no placar com Mertens, mas a bola acabou explodindo no poste à direita de Donarumma.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Zapata, Antonelli
Honda, Montolivo (Bertolacci), Kucka, Bonaventura
Bacca (Menez), Niang (Balotelli)


25ª rodada, Domingo 14 Fevereiro 2016, MILAN  2 X 1  GENOA

Marcadores: Bacca aos 5 pt, Honda aos 19 st e Cerci aos 47 st.

Depois de um decepcionante empate com a Udinese, o Milan recebeu o Genoa neste domingo precisando de uma vitória. Por isso, os rubro-negros começaram pressionando os adversários e foram superiores durante todo o duelo garantindo o triunfo por 2 a 1 (o Milan continua na 6ª posição na classificação).
Logo aos 5 minutos do primeiro tempo o Milan mostrou toda a sua força ofensiva e conseguiu abrir o placar com Carlos Bacca. O colombiano aproveitou uma sobra na área, dominou e bateu forte para o fundo das redes sem chances para o goleiro Perin, marcando o seu 13º gol na Série A.
O segundo tempo teve um panorama bem parecido com o do primeiro tempo, mas com o Milan um pouco mais ativo no ataque para tentar o segundo gol que chegou aos 19 minutos. Honda recebeu a bola, avançou tranquilamente e arriscou um forte chute de fora da área estufando as redes do goleiro Perin (2 a 0). O Milan continuou em cima dos visitantes e Montolivo acertou o poste, confirmando o bom momento dos donos da casa na partida.
Nos acréscimos, o ex-milanista Cerci descontou para o Genoa (2 a 1).

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
De Sciglio, Alex, Romagnoli, Antonelli
Honda, Bertolacci, Montolivo (Poli), Bonaventura
Niang (Menez), Bacca (Balotelli)


24ª rodada, Domingo 7 Fevereiro 2016, MILAN  1 X 1  UDINESE

Marcadores: Armero aos 17 pt e Niang aos 3 st.

Foi a Udinese quem abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo: o goleiro do Milan, Donnarumma, após fazer duas defesas milagrosas, viu o ex-milanista Armero pegar o rebote de sua segunda defesa e abrir o placar (0 a 1).
O Milan começou a pressionar a Udinese e chegou ao empate no início do segundo tempo quando Bacca desceu para o campo adversário em velocidade e forneceu um lindo passe a Niang que não desperdiçou e empatou a partida (1 a 1).
Em um ritmo totalmente eletrizante, o Milan tentou virar o placar mas não teve sorte:
- Bacca teve a grande chance, mas o goleiro Karnezis, em um lance de puro reflexo, evitou o gol de cabeça do jogador colombiano.
- Bertolacci deixou os torcedores com o grito de gol entalado na garganta. Em um chutaço, a bola explodiu no travessão, bateu nas costas do goleiro e por pouco não ultrapassou a linha do gol antes de o arqueiro segurá-la.
O jogo terminou assim empatado. O Milan chega a 40 pontos e permanece na 6ª posição na classificação.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Honda, Bertolacci, Montolivo, Kucka (Balotelli)
Niang (Boateng), Bacca


23ª rodada, Quarta-feira 3 Fevereiro 2016, PALERMO  0 X 2  MILAN

Marcadores: Bacca aos 19 pt e Niang de pênalti aos 33 pt.

Com tranquilidade, o Milan venceu o Palermo, chegou a 39 pontos e se manteve na 6ª colocação, próximo à zona de classificação para a Europa League.
Embalado após derrotar a Inter no último domingo, o Milan foi a campo com praticamente o mesmo time vitorioso no dérbi della Madonnina. A única exceção foi a entrada do zagueiro Zapata no lugar do brasileiro Alex, poupado pelo treinador Mihajlovic.
O Milan começou o jogo ditando o ritmo da partida e abafando a saída de bola do Palermo e, aos 19 minutos, Bacca marcou o seu 12º gol no campeonato após assistência de Abate.
Impotente, o Palermo se mostrava apático e não esboçava poder de reação. Já o Milan dominava a posse de bola e, aos 31 minutos, ganhou um pênalti após o zagueiro Goldaniga colocar ingenuamente a mão na bola. Niang foi para a cobrança e não desperdiçou: 2 a 0.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Zapata, Romagnoli, Antonelli
Honda, Kucka, Montolivo (Bertolacci), Bonaventura
Niang (Balotelli), Bacca (Poli)


22ª rodada, Domingo 31 Janeiro 2016, MILAN  3 X 0  INTER

Marcadores: Alex aos 35 pt, Bacca aos 28 st e Niang aos 31 st.

Neste domingo, no Dérbi della Madonnina, o Milan bateu a Inter por 3 a 0 (gols de Alex, Bacca e Niang) e deu aos seus torcedores muitos motivos para sorrir.
O Milan conseguiu abrir o placar aos 35 minutos do primeiro tempo, na primeira chance de gol que teve. Honda cruzou fechado da direita, o brasileiro Alex subiu mais alto que Murillo e cabeceou forte no canto, sem chances para o goleiro Handanovic (1 a 0).
A Inter teve a chance de empatar aos 25 minutos do segundo tempo quando Donnarumma fez grande defesa e, no rebote, Alex cometeu penalidade máxima sobre Icardi que tinha acabado de entrar. O mesmo Icardi cobrou mas acertou o poste à esquerda do jovem goleiro do Milan.
Como se não bastasse o erro, a Inter levou o segundo gol logo em seguida. Niang cruzou da direita, a zaga não acompanhou a movimentação e Bacca completou para as redes (2 a 0).
Este gol desmoronou a zaga da Inter que ficou atordoada e pouco depois tomou o terceiro gol. Niang apareceu livre na área e finalizou duas vezes para fechar o placar (3 a 0). Apesar da vitória, o Milan continua na 6ª posição da classificação.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Honda (Boateng), Kucka, Montolivo, Bonaventura
Niang (Balotelli), Bacca (Bertolacci)


21ª rodada, Sábado 23 Janeiro 2016, EMPOLI  2 X 2  MILAN

Marcadores: Bacca aos 8 pt, Zielinski aos 32 pt, Bonaventura aos 3 st e Maccarone aos 15 st.

Neste sábado o Milan continuou com sua rotina de tropeços. Desta vez empatou em 2 a 2 com o Empoli, mesmo após ficar duas vezes em vantagem no marcador. Com o resultado, o Milan continua na 6ª posição e perdeu a chance de encostar na Roma, quinta colocada com 35 pontos.
O Milan entrou em campo com o tradicional esquema 4-4-2 e contou com o oportunismo do artilheiro Bacca para abrir o placar. O colombiano recebeu belo lançamento de Antonelli, dominou a bola, invadiu a área e bateu firme na saída do goleiro para abrir o marcador.
Quando o jogo parecia dominado, o Milan mostrou mais uma vez erros individuais e coletivos e permitiu o empate do Empoli. Zielinski recebeu a bola na área, sem marcação, e bateu por baixo das pernas do goleiro Donnarumma para deixar tudo igual.
Na etapa final, o Milan voltou a campo pressionando e logo aos 3 minutos fez o segundo gol com Bonaventura. Porém, mais uma vez o sistema defensivo do Milan voltou a errar e o Empoli chegou a novo empate com Maccarone. No restante da partida, as duas equipes buscaram o gol adversário, mas não conseguiram criar chances claras de gol e o jogo terminou empatado.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex (Zapata), Romagnoli, Antonelli
Honda (Boateng), Montolivo, Bertolacci, Bonaventura
Niang (Balotelli), Bacca


20ª rodada, Domingo 17 Janeiro 2016, MILAN  2 X 0  FIORENTINA

Marcadores: Bacca aos 4 pt e Boateng aos 43 st.

Com uma surpreendente postura inicial, o Milan não demorou a abrir o placar. Apertando a saída de bola dos rivais e atrapalhando a troca de passes dos defensores, o time da casa dificultava muito a vida da Fiorentina. Logo aos 4 minutos, em contra-ataque puxado pela esquerda, Bonaventura encontrou Bacca dentro da área e o colombiano passou entre dois defensores e bateu no canto do goleiro Tatarusanu para abrir o placar (1 a 0).
No segundo tempo, depois de um começo relativamente empolgante, a Fiorentina diminuiu aos poucos o seu ímpeto, dando chances ao Milan. Já no fim do jogo, aos 43 minutos, quando a Fiorentina se lançava desesperadamente atrás do empate, em lançamento longo de Kucka, Boateng saiu livre, passou por Tatarusanu e mandou para as redes, matando o jogo em Milão (2 a 0).
Com o resultado, o Milan chegou a 32 pontos e assumiu a sexta colocação.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Honda, Montolivo (Kucka), Bertolacci, Bonaventura
Niang (Boateng), Bacca (Balotelli)


19ª rodada, Sábado 9 Janeiro 2016, ROMA  1 X 1  MILAN

Marcadores: Rudiger aos 4 pt e Kucka aos 5 st.

Neste sábado, Roma e Milan ficaram no empate por 1 a 1. Logo aos 4 minutos, a Roma abriu o placar em cobrança de falta: Pjanic cruzou na segunda trave e Rudiger, sem marcação, completou com o pé esquerdo para o fundo das redes (1 a 0). A Roma quase ampliou em outra jogada com os mesmos protagonistas do primeiro gol: Pjanic cobrou um escanteio para Rudiger cabecear, mas o jovem goleiro Donnarumma espalmou a bola que pegou no travessão.
Aos 5 minutos da segunda etapa, o Milan deixou tudo igual. Honda recebeu na direita e levantou para Kucka que tocou de cabeça para o fundo do gol (1 a 1). Melhores na partida, os milanistas perderam duas grandes chances de virar o placar. Aos 14 minutos, Kucka ficou na frente do gol, mas chutou por cima. Quatro minutos depois, Bacca driblou Rudiger e chutou colocado, mas a bola bateu no travessão e saiu.
O Milan terminou o primeiro turno do Campeonato Italiano com apenas 29 pontos, na 8ª posição. Nesta rodada foi superado pelo Sassuolo que derrotou a Inter no estádio San Siro e também pelo Empoli que derrotou o Torino em Turim.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate (Antonelli), Zapata, Romagnoli, De Sciglio
Honda, Kucka, Bertolacci, Bonaventura (Niang)
Luiz Adriano (Boateng), Bacca


18ª rodada, Quarta-feira 6 Janeiro 2016, MILAN  0 X 1  BOLOGNA

Marcador: Giaccherini aos 37 st.

O Milan começou o ano 2016 da mesma maneira do ano 2015: com uma derrota no estádio San Siro. Em 6 de Janeiro de 2015 foi derrotado pelo Sassuolo por 2 a 1 e em 6 de Janeiro de 2016 pelo Bologna por 1 a 0 (gol de Giaccherini aos 37 minutos do segundo tempo). O revés causou a fúria dos torcedores que não pouparam críticas e vaias ao administrador delegado Galliani, ao treinador Mihajlovich e aos jogadores, especialmente a Cerci, Honda e Montolivo. Apesar da derrota o Milan permanece na 6ª posição da classificação.
O Milan não merecia esta derrota, mas durante toda a partida perdeu várias chances de gol, seja por falha dos seus atacantes, seja por defesas milagrosas do goleiro Mirante:
- aos 26 pt, Honda recuperou a bola e chutou. Mirante defendeu parcialmente e, no rebote, Niang arrematou para o gol mas Mirante fez nova defesa.
- aos 40 pt, Bonaventura chutou à queima-roupa e o goleiro do Bologna defendeu o forte chute e colocou para escanteio.
- aos 47 pt, Bacca recebeu lançamento de Abate, dominou e chutou firme, mas Mirante fez milagre e, no rebote, a defesa afastou.
- aos 11 st, Niang, de frente para o gol, escorregou e perdeu a chance.
- aos 16 st, Bacca teve a chance de marcar, mas o chute do colombiano foi travado pela defesa adversária.
- aos 31 st, Cerci teve a grande chance da partida para abrir o marcador depois de ótimo lançamento de Niang. Ele driblou o goleiro, mas se enrolou todo e não conseguiu finalizar.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Mexes, De Sciglio
Honda (Cerci), Montolivo (Kucka), Bertolacci, Bonaventura
Niang (Luiz Adriano), Bacca


17ª rodada, Domingo 20 Dezembro 2015, FROSINONE  2 X 4  MILAN

Marcadores: Daniel Ciofani aos 19 pt, Abate aos 5 st, Bacca aos 9 st, Alex aos 32 st, Dionisi aos 38 st e Bonaventura aos 47 st.

Após dois empates consecutivos contra times da parte de baixo da tabela, o Milan voltou a vencer na Série A. Neste domingo derrotou o Frosinone, de virada, por 4 a 2, fora de casa, e subiu para a 6ª colocação.
O Milan não esteve bem no primeiro tempo que terminou com o Frosinone em vantagem por 1 a 0, gol de Daniel Ciofani. Mas, no segundo tempo, o Milan voltou com outro ritmo.
Aos 5 minutos Honda forneceu um ótimo passe para o lateral-direito Abate marcar e empatar a partida (1 a 1). Logo em seguida o Milan virou o placar com Bacca. Bonaventura dividiu com o goleiro e deixou o atacante colombiano com o gol livre para somente estufar as redes (1 a 2).
Aos 32 minutos, o Milan deu mais uma alegria à sua torcida. Niang cobrou escanteio na cabeça de Alex, que subiu sozinho para cabecear e marcar o terceiro. O time de Milão queria mais e continuou em cima do adversário. O Frosinone estava praticamente sem forças para reagir, porém conseguiu arranjar um gol aos 38 minutos com Dionisi em cobrança de falta (2 a 3). No entanto, já nos acréscimos, Bonaventura sacramentou a vitória para o Milan, após assistência de Poli (2 a 4).

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, De Sciglio
Honda, Montolivo, Bertolacci, Bonaventura
Niang (Luiz Adriano), Bacca (Poli)


16ª rodada, Domingo 13 Dezembro 2015, MILAN  1 X 1  VERONA

Marcadores: Bacca aos 6 st e Luca Toni de pênalti aos 10 st.

O Milan segue patinando no Campeonato Italiano. Enfrentando o Verona, lanterna isolado da Série A, o clube rubro-negro não conseguiu mais do que um empate em casa por 1 a 1, resultado que o mantém na 7ª posição, longe da parte de cima da tabela.
Vaiado mais uma vez pela sua própria torcida, o Milan só balançou as redes aos 6 minutos do segundo tempo, após Bacca receber do brasileiro Luiz Adriano e mandar para o gol. No entanto, logo depois, De Jong derrubou um adversário dentro da área e o juiz expulsou o volante holandês e marcou pênalti, que foi convertido pelo veterano Luca Toni, de 38 anos.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, De Sciglio
Niang (Cerci) De Jong, Montolivo (Bertolacci), Bonaventura
Luiz Adriano (Kucka), Bacca


15ª rodada, Domingo 6 Dezembro 2015, CARPI  0 X 0  MILAN

Neste domingo, o Milan empatou sem gols fora de casa com o Carpi, time recém-promovido, vice-lanterna do Campeonato Italiano e que tem a defesa mais vazada da competição, com 27 gols sofridos. Após este empate o Milan caiu para a 7ª posição na classificação.
Escalado por Mihajlovic com duas linhas de quatro e dois atacantes rápidos – Bacca e Niang –, o Milan não foi criativo o bastante para originar lances de perigo na primeira etapa, que terminou empatada sem gols.
Na segunda etapa, o Carpi diminuiu o ritmo e o Milan aumentou a sua posse de bola e a pressão no campo ofensivo. Os rubro-negros chegaram perto do gol com Kucka que, depois de uma cobrança de escanteio, subiu e cabeceou para o gol, mas o goleiro rebateu milagrosamente com a mão.

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, De Sciglio
Cerci (Luiz Adriano), Kucka, Montolivo, Bonaventura
Bacca, Niang


14ª rodada, Sábado 28 Novembro 2015, MILAN  4 X 1  SAMPDORIA

Marcadores: Bonaventura aos 16 pt, Niang de pênalti aos 38 pt, Niang aos 4 st, Luiz Adriano aos 34 st e Eder de pênalti aos 42 st.

Com o objetivo de subir na tabela do Campeonato Italiano, Mihajlovic mudou o esquema de jogo do Milan passando do 4-3-3 para o 4-4-2. A mudança tática deu certo. O Milan derrotou a Sampdoria com o placar de 4 a 1 e subiu para a 6ª posição.
Após sofrer rápida pressão nos minutos iniciais, o Milan tomou as rédeas da partida e abriu o placar aos 16 minutos. Niang fez boa jogada individual dentro da área e cruzou para Bonaventura que apareceu no segundo pau e escorou para o gol vazio (1 a 0). Já aos 38 minutos foi a vez de Bonaventura retribuir o presente: ele sofreu pênalti e Niang cobrou e transformou (2 a 0).
Na volta para o segundo tempo, Niang não deu nem tempo para o Sampdoria respirar. Logo aos 4 minutos, aproveitou saída errada da defesa para roubar a bola e tocar na saída do goleiro Viviano (3 a 0). Deve-se notar que esta é a quarta temporada de Niang no Milan e até agora ele não tinha marcado nenhum gol apesar de ser um atacante. Nesta rodada ele marcou dois!
Com a partida definida, Niang deu lugar a Luiz Adriano que logo marcou o quarto gol para o Milan (4 a 0). No fim Eder descontou para a Sampdoria cobrando pênalti (4 a 1).

Escalação do Milan (4-4-2)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Cerci (Honda), Kucka (Poli), Montolivo, Bonaventura
Bacca, Niang (Luiz Adriano)


13ª rodada, Sábado 21 Novembro 2015, JUVENTUS  1 X 0  MILAN

Marcador: Dybala aos 20 st.

Os primeiros 45 minutos de jogo tiveram o domínio da Juventus que ficava com a bola e tomava a iniciativa. Recuado, o Milan marcava bem e as chances de gols, para ambos os lados, foram raras.
O Milan até tentou se arriscar mais no ataque nos minutos iniciais do segundo tempo, mas logo voltou a ficar no seu campo defensivo e a Juventus passou em vantagem aos 20 minutos. O brasileiro Alex Sandro recebeu de Pogba e cruzou para Dybala matar no peito e completar de primeira, de pé esquerdo, para abrir o placar com um golaço.
Depois do gol, o jogo ficou mais agitado. A Juventus criou chances de ampliar, enquanto o Milan, mais na base da raça do que na técnica, buscava o empate, mas sem sucesso. A partida terminou assim com a vitória da Juventus sobre o Milan que caiu para a 7ª posição.
Foi a quinta derrota do Milan nesta temporada e também a quinta derrota seguida do Milan na casa da Juventus.

Escalação do Milan (4-3-3)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Kucka (Luiz Adriano), Montolivo, Bonaventura
Cerci, Bacca, Niang (Honda)


12ª rodada, Sábado 7 Novembro 2015, MILAN  0 X 0  ATALANTA

O goleiro Gianluigi Donnarumma, de apenas 16 anos, foi o jogador do Milan que teve o melhor desempenho na partida contra a Atalanta, neste sábado. O Milan jogou mal e o duelo terminou empatado sem gols, mas a Atalanta poderia ter vencido não fosse pelo jovem goleiro que fez pelo menos três defesas milagrosas no segundo tempo.
a) Aos 18 minutos, o atalantino Cigarini recebeu cruzamento e cabeceou. Donnarumma muito bem posicionado espalmou e, no rebote, o mesmo Cigarini chutou para cima.
b) No minuto seguinte, Maxi Moralez recebeu passe e chutou forte, mas Donnarumma fez mais uma grande defesa e impediu o gol da Atalanta.
c) Aos 24 minutos, Grassi recebeu livre na área e chutou para o gol. Donnarumma defendeu a finalização fazendo mais um milagre.
Após este empate o Milan caiu para a 6ª posição e na próxima rodada deverá enfrentar a Juventus em Turim!

Escalação do Milan (4-3-3)
Donnarumma
De Sciglio (Calabria), Mexes, Romagnoli, Antonelli
Kucka (Luiz Adriano), Montolivo, Poli
Cerci, Bacca, Niang (Honda)


11ª rodada, Domingo 1° Novembro 2015, LAZIO  1 X 3  MILAN

Marcadores: Bertolacci aos 25 pt, Mexes aos 7 st, Bacca aos 35 st e Kishna aos 39 st.

O Milan conquistou um grande resultado, neste domingo, ao vencer a Lazio, fora de casa, por 3 a 1. Foi a terceira vitória seguida e os rubro-negros subiram para a 5ª posição na classificação do Campeonato Italiano.
A Lazio, que até agora tinha vencido todos os cinco jogos disputados em casa, sofreu a sua primeira derrota no estádio Olímpico de Roma.
Mesmo atuando fora de casa, o Milan começou dominando as ações da partida com uma boa pressão na saída de bola do adversário e aos 25 minutos chegou ao gol. Cerci fez boa jogada pela direita e cruzou, o goleiro Marchetti espalmou para frente e a bola sobrou nos pés de Bertolacci que só teve o trabalho de escorar para as redes.
O primeiro lance de relevância no segundo tempo foi a lesão do zagueiro Alex. O jogador ficou desacordado no gramado e teve que sair para a entrada de Mexes que fez a sua estreia nesta temporada. Após um minuto, no seu primeiro lance, Mexes marcou de cabeça após cobrança de falta.
Em seguida Bacca marcou o terceiro para o Milan e Kishna descontou para a Lazio.

Escalação do Milan (4-3-3)
Donnarumma
De Sciglio, Alex (Mexes), Romagnoli, Antonelli
Kucka, Montolivo, Bertolacci (Poli)
Cerci (Honda), Bacca, Bonaventura


10ª rodada, Quarta-feira 28 Outubro 2015, MILAN  1 X 0  CHIEVO

Marcador: Antonelli aos 7 st.

Nesta quarta-feira o Milan derrotou o Chievo por 1 a 0, subiu para a 8ª posição e pela primeira vez nesta temporada não tomou gol.
O primeiro tempo no estádio San Siro foi caracterizado por muito equilíbrio por ambas as equipes. O Milan se manteve mais no campo de ataque, mas errou muito e criou poucas chances de abrir o marcador.
A partida mudou completamente o seu panorama na segunda etapa, pois o Milan foi para cima do Chievo com todas as suas forças e passou em vantagem aos 7 minutos. Bonaventura enxergou Bacca na área e tocou para o colombiano que dominou e só rolou para o lateral Antonelli chegar chutando de primeira e de perna direita para o fundo do gol (1 a 0).
Depois, foi um festival de gols perdidos pelo Milan, principalmente com o volante Kucka, e assim o resultado não mudou até o apito final do árbitro.

Escalação do Milan (4-3-3)
Donnarumma
Abate (De Sciglio), Alex, Romagnoli, Antonelli
Kucka, Montolivo, Bertolacci
Cerci (Honda), Bacca (Luiz Adriano), Bonaventura


9ª rodada, Domingo 25 Outubro 2015, MILAN  2 X 1  SASSUOLO

Marcadores: Bacca de pênalti aos 31 pt, Berardi aos 7 st e Luiz Adriano aos 40 st.

Com muito sofrimento, o Milan conseguiu voltar a vencer ao bater o Sassuolo, neste domingo, por 2 a 1. Graças a esta vitória o Milan subiu para a 10ª posição, no lado esquerdo da tabela. Esta partida será lembrada também pela estreia na Série A do jovem goleiro rubro-negro Gianluigi Donnarumma, de apenas 16 anos.
Os primeiros minutos do jogo não foram muito empolgantes, visto que ambas as equipes tinham dificuldades para criar jogadas de perigo. Porém, aos 31 minutos, Cerci forneceu um ótimo passe para Bacca que foi derrubado na área pelo goleiro Consigli. Pênalti para o Milan e o arqueiro acabou expulso. O próprio Bacca cobrou e colocou o Milan na frente (1 a 0).
Com um jogador a mais em campo, o Milan voltou para a segunda etapa disposto a ampliar o marcador. Contudo, os rubro-negros foram surpreendidos por um golaço de falta do atacante Berardi (1 a 1). Berardi, que tem apenas 21 anos, já marcou 8 gols contra o Milan.
Após o gol de empate, o Milan aumentou a pressão e aos 40 minutos, quando a torcida já estava impaciente, Luiz Adriano, livre na área, cabeceou para o gol vazio e deu a vitória ao Milan (2 a 1).

Escalação do Milan (4-3-3)
Donnarumma
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Kucka (Bertolacci), Montolivo, Poli (Luiz Adriano)
Cerci (Honda), Bacca, Bonaventura


8ª rodada, Sábado 17 Outubro 2015, TORINO  1 X 1  MILAN

Marcadores: Bacca aos 18 st e Baselli aos 28 st.

Com o objetivo de tomar menos gols, o Milan modificou o seu esquema e passou do 4-3-1-2 para o mais cauteloso 4-3-3 que, por sua vez, se transformava em 4-4-2 quando o time não tinha a posse de bola.
No primeiro tempo o Torino tinha muitas dificuldades em armar as jogadas ofensivas e nunca assustou o Milan. No segundo tempo, o panorama da partida seguiu o mesmo, mas o Milan procurava com mais intensidade o gol adversário.
Mas esse panorama mudou aos 18 minutos quando Bonaventura puxou rápido ataque e tocou para Bertolacci que cruzou para Bacca que havia entrado há pouco tempo. O colombiano dominou e bateu forte para o fundo das redes (0 a 1).
A este ponto o treinador do Torino, Giampiero Ventura, mexeu no time, colocou um atacante no lugar de um lateral e o seu time chegou ao empate com Baselli em dez minutos (1 a 1). Depois desse gol, a partida ficou muito mais quente e o Torino mais ofensivo, buscando o gol da virada, mas o resultado se manteve até o apito final do árbitro.
Após este empate, o Milan permaneceu na 11ª posição, no lado direito da classificação.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Alex, Romagnoli, Antonelli
Kucka (Poli), Montolivo, Bertolacci
Cerci (Honda), Luiz Adriano (Bacca), Bonaventura


7ª rodada, Domingo 4 Outubro 2015, MILAN  0 X 4  NAPOLI

Marcadores: Allan aos 13 pt, Insigne aos 3 st e aos 22 st e Rodrigo Ely gol-contra aos 32 st.

Neste domingo o Milan foi derrotado de maneira humilhante pelo Napoli, no estádio San Siro, com o placar de 0 a 4 e caiu para a 11ª posição na classificação do Campeonato Italiano. Esta é a quarta derrota do Milan em sete jogos nos quais já tomou 13 gols. Somente o recém-promovido Carpi tomou mais gols: 16.
Deve-se notar também que na temporada passada, após sete rodadas, o Milan do tão criticado Inzaghi estava com 5 pontos a mais.
O Napoli marcou o primeiro gol aos 13 minutos do primeiro tempo com Allan, após erro de Zapata. Após esse gol, o Milan ficou nervoso em campo e tinha dificuldades em criar chances claras de gol. Ao contrário, o Napoli oferecia muito perigo em seus rápidos contra-ataques.
No segundo tempo o Napoli marcou mais dois gols com Insigne e um gol-contra de Rodrigo Ely fechou o placar.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
De Sciglio, Zapata, Rodrigo Ely, Antonelli
Kucka (Poli), Montolivo, Bertolacci (Cerci)
Bonaventura
Bacca, Luiz Adriano


6ª rodada, Domingo 27 Setembro 2015, GENOA  1 X 0  MILAN

Marcador: Dzemaili aos 10 pt.

Vindo de três derrotas seguidas, o Genoa começou o primeiro tempo pressionando o Milan, tanto na posse de bola, quanto na saída de bola. A pressão surgiu efeito aos 10 minutos, quando em cobrança de falta Dzemaili bateu para o gol e contou com um desvio em Bonaventura para vencer o goleiro Diego Lopez (1 a 0).
No fim da primeira etapa a vida do Milan tornou-se ainda mais difícil porque o zagueiro Romagnoli parou um adversário com falta, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.
No segundo tempo o Milan voltou melhor e, mesmo com um homem a menos, foi para cima do adversário em busca do empate que por muito pouco não aconteceu. De fato, aos 41 minutos, o ex-genoano Kucka, que havia acabado de entrar no jogo, recebeu dentro da área de frente para o gol, mas, na hora da finalização, pegou mal na bola e chutou para cima do travessão.
O jogo acabou com o placar de 1 a 0 a favor do Genoa. O Milan ocupa a 10ª posição na classificação.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
Calabria, Zapata, Romagnoli, De Sciglio
De Jong (Rodrigo Ely), Montolivo (Kucka), Bertolacci
Bonaventura (Bacca)
Luiz Adriano, Balotelli


5ª rodada, Terça-feira 22 Setembro 2015, UDINESE  2 X 3  MILAN

Marcadores: Balotelli aos 5 pt, Bonaventura aos 10 pt, Cristian Zapata aos 46 pt, Badu aos 6 st e Duvan Zapata aos 13 st.

O Milan jogou um primeiro tempo perfeito e foi para os vestiários ganhando por 3 a 0, com gols de Balotelli cobrando falta, de Bonaventura após lance em profundidade de Montolivo, e de Cristian Zapata após escanteio cobrado por Bonaventura.
O segundo tempo foi totalmente o oposto do primeiro. A Udinese conseguiu se motivar e voltou a campo completamente diferente. Além disso o treinador Mihajlovic teve a má ideia de substituir o jovem lateral direito Calabria com o brasileiro Alex. Calabria vinha jogando bem mas tinha recebido um cartão amarelo e Mihajilovic estava com medo que recebesse um segundo deixando o time em inferioridade numérica.
Esta troca desestabilizou o lado direito da zaga do Milan. E foi próprio partindo deste lado que a Udinese fez dois gols no início do segundo tempo com Bidu e Duvan Zapata.
A preocupação tomou conta do Milan que não vinha apresentando o belo futebol do primeiro tempo. Daí em diante só deu Udinese que perdeu várias oportunidades de empatar e também virar o jogo. Mas, por sorte dos torcedores rubro-negros, a estrela de Diego Lopez brilhou. O goleiro fez boas defesa. O Milan passou muito sufoco e conseguiu defender a vitória.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
Calabria (Alex), Cristian Zapata, Romagnoli, De Sciglio
De Jong, Montolivo, Bonaventura
Honda (Poli)
Bacca (Luiz Adriano), Balotelli


4ª rodada, Sábado 19 Setembro 2015, MILAN  3 X 2  PALERMO

Marcadores: Bacca aos 21 pt, Hiljemark aos 32 pt, Bonaventura aos 40 pt, Hiljemark aos 28 st e Bacca aos 30 st.

Aos 18 minutos do primeiro tempo o lateral Abate sentiu um problema físico e acabou substituído pelo jovem Calabria. Um acaso que deu certo. Três minutos depois, Calabria foi decisivo. Ele recebeu na direita na linha de fundo e cruzou para a área. A bola bateu na zaga e sobrou para Bonaventura que rolou para trás, para Bacca bater para o fundo da rede: 1 a 0.
Apesar de continuar melhor na partida, o Milan vacilou e levou o empate aos 32 minutos. Após cobrança de escanteio, o goleiro Diego Lopez saiu mal e Hiljemark fez de cabeça. O gol não abalou o Milan que manteve a pressão e voltou a ficar na frente do marcador com Bonaventura que cobrou uma falta com perfeição e marcou o gol do 2 a 1.
O jogo ficou morno na etapa final, mas aos 28 minutos o Palermo voltou a dar emoção ao jogo. Hiljemark tabelou com o ex-milanista Gilardino e deixou tudo igual novamente: 2 a 2. O Milan, no entanto, não deu nem tempo para o rival comemorar. Dois minutos depois, Kucka cruzou da direita, Bacca se antecipou e tocou de cabeça para garantir a vitória.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
Abate (Calabria), Zapata, Romagnoli, De Sciglio
Kucka, Montolivo, Bonaventura
Honda (Poli)
Bacca, Luiz Adriano (Balotelli)


3ª rodada, Domingo 13 Setembro 2015, INTER  1 X 0  MILAN

Marcador: Guarin aos 12 st.

O primeiro dérbi com Mihajlovic como treinador do Milan foi decidido aos 12 minutos do segundo tempo quando o interista Guarin recebeu a bola, avançou e bateu de canhota para o fundo das redes, sem a menor chance para Diego Lopez.
A partir desse momento, a única preocupação da Inter foi de segurar a vitória, enquanto o Milan partiu à procura de pelo menos um empate. Aos 16 minutos, Mario Balotelli fez a sua segunda estreia no Milan entrando no lugar de Bacca e a partida começou a ficar mais quente e nervosa, com algumas faltas mais duras e troca de empurrões entre os jogadores.
O Milan teve duas chances de empatar, ambas com Balotelli. Primeiro em forte chute de fora da área, mas a bola bateu no poste e saiu. Em seguida, o atacante italiano cobrou uma falta de longa distância e obrigou o goleiro Handanovic a praticar uma grande defesa.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
Abate, Zapata, Romagnoli, De Sciglio
Kucka (Poli), Montolivo, Bonaventura
Honda (Cerci)
Bacca (Balotelli), Luiz Adriano


2ª rodada, Sábado 29 Agosto 2015, MILAN  2 X 1  EMPOLI

Marcadores: Bacca aos 16 pt, Saponara aos 19 pt e Luiz Adriano aos 24 st.

O Milan venceu o Empoli neste Sábado por 2 a 1 no estádio San Siro e o destaque da partida foi Luiz Adriano. O brasileiro somou uma assistência e um gol e garantiu o resultado positivo para os rubro-negros na segunda rodada do Campeonato Italiano.
Bacca abriu o placar aos 16 minutos do primeiro tempo. Após passe em profundidade de Luiz Adriano, o colombiano venceu dois defensores na velocidade, passou pelo goleiro Skorupski e mandou para o gol colocando o Milan na frente no marcador. A felicidade dos torcedores nas arquibancadas não durou muito tempo já que apenas três minutos depois Saponara, ex-jogador do Milan, invadiu a área e finalizou de esquerda para empatar o jogo.
Em seguida, o Milan caiu de produção, tinha dificuldades para criar oportunidades e viu o Empoli ameaçar várias vezes o gol de Diego Lopez.
Mas a estrela de Luiz Adriano brilhou novamente aos 24 minutos do segundo tempo. Bonaventura cobrou escanteio e o brasileiro cabeceou firme e mandou a bola para dentro do gol recolocando o Milan na frente.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
De Sciglio, Zapata, Romagnoli, Antonelli
Bertolacci (Poli), De Jong, Nocerino (Kucka)
Suso (Bonaventura)
Bacca, Luiz Adriano


1ª rodada, Domingo 23 Agosto 2015, FIORENTINA  2 X 0  MILAN

Marcadores: Marcos Alonso aos 38 pt e Ilicic de pênalti aos 10 st.

O Milan jogou contra a Fiorentina, em Florença, a primeira partida do Campeonato Italiano sob o comando do novo treinador Sinisa Mihajlovic. Também estrearam no Milan cinco jogadores recém-contratados: os zagueiros Rodrigo Ely e Romagnoli, o meia Bertolacci e os atacantes Bacca e Luiz Adriano.
A Fiorentina bateu merecidamente o Milan por 2 a 0 e os jovens zagueiros centrais Rodrigo Ely e Romagnoli foram considerados os principais responsáveis pela derrota. Aos 38 minutos do primeiro tempo, o croata Kalinic foi derrubado pelo brasileiro Rodrigo Ely que recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso deixando o Milan em inferioridade numérica. Na cobrança da falta, Marcos Alonso acertou grande chute e abriu o placar em Florença.
Aos 10 minutos do segundo tempo, Ilicic invadiu a área, chegou à linha de fundo e foi derrubado por Romagnoli. O árbitro marcou pênalti. O próprio Ilicic cobrou e ampliou a vantagem para 2 a 0.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
De Sciglio, Ely, Romagnoli, Antonelli
Bertolacci (Nocerino), De Jong, Bonaventura
Honda (Zapata)
Bacca (Cerci), Luiz Adriano


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!