milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2014/15

38ª rodada, Sábado 30 Maio 2015, ATALANTA  1 X 3  MILAN

Marcadores: Baselli aos 21 pt, Pazzini de pênalti aos 35 pt, Bonaventura aos 38 pt e aos 35 st.

Neste Sábado o Milan venceu a Atalanta por 3 a 1 pela última rodada do Campeonato Italiano, em Bérgamo. O jogo foi apenas para cumprir tabela, já que as duas equipes não tinham maiores aspirações na competição. A Atalanta já tinha escapado do rebaixamento e o Milan, pela segunda temporada seguida, não tinha conseguido uma vaga para a Champions League nem para a Europa League.
O Milan terminou na 10ª posição, com 52 pontos, graças a 13 vitórias, 13 empates e 12 derrotas. Muito provavelmente o treinador Filippo Inzaghi será demitido.
A Atalanta começou melhor e passou em vantagem com Baselli, de cabeça, após cruzamento da direita. O Milan reagiu, equilibrou o jogo e chegou ao empate com um gol de pênalti aos 35 minutos. Pazzini foi derrubado dentro da área e o próprio Pazzini foi para a cobrança e converteu a penalidade. Três minutos depois o Milan virou o placar com um gol de Bonaventura pegando rebote. Os rubro-negros chegaram ao terceiro gol aos 35 minutos da etapa final com o meia Bonaventura que marcou o seu segundo gol pessoal na partida.
Deve-se notar que no fim do jogo dois jovens jogadores do Milan fizeram a estreia na Série A: Davide Calabria e Davide Di Molfetta, ambos com 18 anos de idade.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio (Calabria), Mexes, Paletta, Bocchetti
Van Ginkel, De Jong, Bonaventura (Di Molfetta)
Honda, Pazzini, El Shaarawy (Poli)


37ª rodada, Domingo 24 Maio 2015, MILAN  3 X 0  TORINO

Marcadores: El Shaarawy aos 18 pt, Pazzini de pênalti aos 11 st e El Shaarawy aos 20 st.

Enquanto o vice-presidente Adriano Galliani anuncia viagem para Madri para negociar a contratação do técnico italiano Carlo Ancelotti, demitido pelo Real Madrid, o Milan tenta terminar a temporada com um pouco mais de dignidade. Neste domingo, presenteou os seus torcedores, no último jogo em casa, com uma vitória por 3 a 0 sobre o Torino. Apesar da vitória, o Milan permanece na 10ª posição e será a segunda temporada seguida sem classificação para torneios europeus.
El Shaarawy marcou dois belos gols e encerrou um jejum pessoal de mais de seis meses. O terceiro gol foi de Pazzini, cobrando pênalti. Foi o seu 100° gol na Série A.
Deve-se notar que o jovem Alessandro Mastalli, 19 anos, substituiu Poli aos 31 minutos do segundo tempo e fez assim a sua estreia no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Zaccardo, Alex (Mexes), Paletta, Bocchetti
Poli (Mastalli), De Jong, Van Ginkel
Honda, Pazzini, El Shaarawy (Zapata)


36ª rodada, Domingo 17 Maio 2015, SASSUOLO  3 X 2  MILAN

Marcadores: Berardi aos 13 pt e aos 31 pt, Bonaventura aos 33 pt, Alex aos 6 st e Berardi aos 33 st.

Domenico Berardi vem sendo um terror para o Milan. Na temporada passada marcou quatro vezes na vitória de sua equipe por 4 a 3. Neste domingo, o atacante confirmou o título de carrasco do time comandado por Inzaghi, marcando três vezes no 3 a 2 do Sassuolo sobre o Milan que permaneceu na 10ª posição na classificação.
Após meia hora de jogo, o Sassuolo conduzia por 2 a 0 graças a dois erros do juiz. No primeiro gol o tira-teima mostrou que a bola não tinha atravessado completamente a linha do gol. No segundo gol havia impedimento.
Mas o Milan soube reagir e empatou com gols de Bonaventura e Alex. Quando parecia que o Milan ia passar em vantagem, houve um outro erro do juiz que deu cartão amarelo a Bonaventura que, na tentativa de proteger o próprio rosto, interceptou a bola com a mão! Ele acabou expulso porque já tinha recebido um outro cartão amarelo no primeiro tempo.
Com um a menos, o Milan se defendeu até os 33 minutos do segundo tempo quando Berardi marcou o seu terceiro gol.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate (Suso), Alex, Paletta, Bonera
Poli, De Jong, Van Ginkel
Honda (El Shaarawy), Destro (Pazzini), Bonaventura


35ª rodada, Sábado 9 Maio 2015, MILAN  2 X 1  ROMA

Marcadores: Van Ginkel aos 40 pt, Destro aos 14 st e Totti de pênalti aos 28 st.

Neste Sábado o Milan estreou o novo uniforme da próxima temporada e a nova camisa deu sorte. O Milan derrotou a Roma com o placar de 2 a 1 e encerrou uma sequência de cinco partidas sem vencer (2 empates e 3 derrotas). Com esta vitória chegou a 46 pontos e permaneceu no 10º lugar do Campeonato Italiano.
O jogo começou com boas chances dos dois lados. Aos 40 minutos do primeiro tempo Honda avançou pela direita, teve paciência e cruzou rasteiro para Van Ginkel escorar na pequena área e fazer 1 a 0. O japonês voltou a aparecer bem aos 14 minutos do segundo tempo quando fez um cruzamento para Destro que ganhou a disputa quase em cima da linha e cabeceou para ampliar o placar: 2 a 0.
O Milan teve boas chances de fazer também o terceiro gol, mas foi a Roma quem marcou. De Jong derrubou um adversário na área e Totti converteu o pênalti. A Roma até tentou pressionar no fim, mas não conseguiu o empate.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Alex (Mexes), Paletta, Antonelli (Bocchetti)
Poli, De Jong, Van Ginkel
Honda, Destro (Pazzini), Bonaventura


34ª rodada, Domingo 3 Maio 2015, NAPOLI  3 X 0  MILAN

Marcadores: Hamsik aos 25 st, Higuain aos 29 st e Gabbiadini aos 31 st.

A partida começou muito mal para o Milan. Após 49 segundos o lateral De Sciglio deu carrinho em Hamsik e o derrubou dentro da área. Resultado: pênalti e expulsão. Trata-se da expulsão com pênalti mais rápida de toda a história do Campeonato Italiano; o recorde anterior, de 50 segundos, era de Oliveira no jogo Reggina X Cagliari de Dezembro de 1999.
No entanto, Diego Lopez estava inspirado e defendeu o pênalti, cobrado por Higuain. Apesar de ter um homem a mais, o Napoli não conseguia aproveitar a superioridade numérica e o Milan se defendia de maneira ordenada. O Milan conseguiu defender o empate durante 70 minutos, mas depois o Napoli marcou três gols em apenas 6 minutos com Hamsik, Higuain e Gabbiadini.
Apesar desta derrota, a terceira seguida, o Milan permaneceu na 10ª posição. Deve-se notar que o jovem Gianfilippo Felicioli, 17 anos, fez a sua estreia no Milan aos 39 minutos do segundo tempo, quando substituiu Bonaventura.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
De Sciglio, Alex, Paletta, Bocchetti (Bonera)
Poli, De Jong, Van Ginkel
Honda, Destro (Pazzini), Bonaventura (Felicioli)


33ª rodada, Quarta-feira 29 Abril 2015, MILAN  1 X 3  GENOA

Marcadores: Bertolacci aos 37 pt, Niang aos 4 st, Mexes aos 21 st e Falque de pênalti aos 48 st.

Em meio a uma crise sem fim, o Milan teve mais um triste episódio para adicionar na lamentável temporada 2014/2015. Jogando em casa, foi derrotado pelo Genoa com o placar de 3 a 1 e permaneceu na 10ª posição no Campeonato Italiano.
O Genoa marcou com Bertolacci no primeiro tempo e Niang, no segundo. Mexes chegou a diminuir com um lindo gol de fora da área. No entanto, no final da partida, o mesmo Mexes cometeu pênalti ao dar um carrinho em Kucka. O meia Iago Falque bateu bem e sacramentou a vitória do Genoa.
O Genoa não derrotava o Milan, em Milão, desde 1958, há 57 anos!
Enquanto era disputado o jogo Milan X Genoa no estádio San Siro, o corretor tailandês Bee Taechaubol discutia a venda do Milan com Silvio Berlusconi, em Arcore, a 30 quilómetros de distância.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Rami, Mexes, De Sciglio (Destro)
Van Ginkel, De Jong, Bonaventura
Honda (Pazzini), Cerci, Menez


32ª rodada, Sábado 25 Abril 2015, UDINESE  2 X 1  MILAN

Marcadores: Pinzi aos 13 st, Badu aos 29 st e Pazzini aos 43 st.

O Milan continua no ritmo decepcionante desta temporada. Depois de empatar por 0 a 0 no dérbi contra a Inter na última rodada, a equipe de Filippo Inzaghi voltou a atuar de forma precária e perdeu para a Udinese por 2 a 1, fora de casa. Com a derrota o Milan caiu para a 10ª posição no Campeonato Italiano e está cada vez mais distante de obter a classificação para a Europa League da próxima temporada.
Na etapa complementar, a Udinese manteve o ritmo forte do primeiro tempo e abriu o marcador aos 13 minutos quando, após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Pinzi que dominou e acertou no canto direito para balançar as redes.
O time da casa ampliou aos 29 minutos. Após boa defesa de Diego Lopez, Guilherme pegou sobra na ponta direita da área e cruzou para o ganês Badu ampliar o placar. Para não passar em branco, o Milan marcou o gol de honra com Pazzini alguns minutos antes do apito final.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Paletta (Rami), Mexes, Antonelli
Van Ginkel, De Jong, Bonaventura (Destro)
Suso (Cerci), Pazzini, Menez


31ª rodada, Domingo 19 Abril 2015, INTER  0 X 0  MILAN

Neste domingo, não havia como assistir ao dérbi e não sentir saudades das últimas décadas quando o Milan e a Inter, que brigavam por títulos internacionais, tornavam o clássico italiano uma atração mundial. Mas neste domingo foi somente um jogo entre o nono e décimo colocado no Campeonato Italiano.
O dérbi della Madonnina, como é conhecido o clássico de Milão, terminou empatado em 0 a 0. As redes chegaram a balançar três vezes, mas a arbitragem corretamente anulou todos os três gols. Os gols de Alex e de Palacio foram anulados por impedimento e um gol-contra de Mexes não foi convalidado porque Palacio tinha cometido falta sobre Antonelli fora do lance.
O Milan permanece na 9ª posição com 43 pontos (a 6 pontos da Fiorentina, sexta colocada).

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Alex (Paletta), Mexes, Antonelli
Poli (Cerci), De Jong, Van Ginkel
Suso (Destro), Menez, Bonaventura


30ª rodada, Domingo 12 Abril 2015, MILAN  1 X 1  SAMPDORIA

Marcadores: Soriano aos 12 st e De Jong aos 30 st.

Vindo de duas vitórias seguidas no Campeonato Italiano, o Milan ficou no empate por 1 a 1 com a Sampdoria, em casa, neste domingo, e caiu para a 9ª colocação, com 42 pontos.
A etapa inicial não teve grandes emoções, a não ser a queda de luz que fez a torcida provocar o Administrados Delegado do Milan. "Pague as contas, Galliani", cantavam os milanistas enquanto os holofotes eram novamente acesos no estádio San Siro.
Ambas as equipes voltaram do intervalo mais dispostas e uma desatenção da defesa milanista permitiu que Soriano, completamente livre na entrada da área, recebesse de Samuel Etoo e marcasse o gol da vantagem para a Sampdoria.
Em resposta, o Milan se lançou ao ataque e empatou aos 30 minutos: em cruzamento da direita, De Jong tentou uma bicicleta e a sua finalização teria sido defendida não fosse o desvio do ganês Duncan que enganou o próprio goleiro. O Milan poderia ter virado o jogo, mas o espanhol Suso, que acabara de substituir Cerci, acertou o poste direito do gol.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate (De Sciglio), Paletta, Mexes, Antonelli
Van Ginkel, De Jong, Bonaventura
Cerci (Suso), Destro (Pazzini), Menez


29ª rodada, Sábado 4 Abril 2015, PALERMO  1 X 2  MILAN

Marcadores: Cerci aos 37 pt, Dybala de pênalti aos 27 st e Menez aos 38 st.

Neste Sábado de Páscoa, o Milan visitou o Palermo, na Ilha da Sicília, e levou a melhor, vencendo por 2 a 1. Com este resultado, os rubro-negros, que não venciam fora de casa há quase seis meses, chegam aos 41 pontos, mas permanecem na 8ª colocação.
O início do jogo foi equilibrado, com boas chances para os dois lados. O Milan abriu o placar aos 37 minutos do primeiro tempo quando Van Ginkel acertou bom cruzamento para Cerci, bem colocado, fazer 1 a 0. No segundo tempo, aos 27 minutos, o zagueiro milanista Paletta fez falta dentro da área em Belotti. Dybala cobrou a penalidade máxima e empatou.
Porém, aos 38 minutos, em contra-ataque mortal, Menez colocou a bola à frente da zaga e tocou na saída do goleiro adversário, colocando o Milan mais uma vez na frente e fechando o marcador. Trata-se do 16º gol do atacante francês.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Paletta, Mexes, Antonelli
Van Ginkel, De Jong, Bonaventura
Cerci (Suso), Destro (Pazzini), Menez (Poli)


28ª rodada, Sábado 21 Março 2015, MILAN  3 X 1  CAGLIARI

Marcadores: Menez aos 21 pt, Farias aos 2 st, Mexes aos 4 st e Menez de pênalti aos 33 st.

Depois de sofrer gols nos minutos finais das duas últimas partidas, o Milan não vacilou dessa vez e derrotou o Cagliari por 3 a 1 no estádio San Siro para aliviar um pouco a crise. Com o resultado, o Milan chegou a 38 pontos e subiu para o 8º lugar na classificação (mas o Genoa tem um jogo a menos).
O Milan abriu o placar com belo chute de Menez aos 21 minutos do primeiro tempo. O francês recebeu na esquerda da área, cortou para a direita e bateu cruzado para fazer 1 a 0.
Mas, aos 2 minutos do segundo tempo, parecia que a crise não tivesse ido embora. De fato, o Cagliari partiu no contra-ataque, o brasileiro Farias deu um drible desconcertante em Mexes, que ficou no chão, e tocou na saída de Diego Lopez para empatar. Mas o Milan reagiu rapidamente e, aos 4 minutos, o próprio Mexes se redimiu e acertou um belo voleio, depois da cobrança de um escanteio, para colocar os rubro-negros outra vez em vantagem.
O Milan fechou o placar com Menez cobrando pênalti aos 33 minutos. O tira-teima mostrou que o pênalti não existia porque Cerci foi derrubado quase um metro fora da área.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Paletta, Mexes, Antonelli
Poli, De Jong (Essien), Van Ginkel
Honda (Cerci), Destro (Pazzini), Menez


27ª rodada, Segunda-feira 16 Março 2015, FIORENTINA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Destro aos 11 st, Gonzalo Rodriguez aos 38 st e Joaquin aos 44 st.

Na última rodada, o Milan tinha sofrido o empate do Verona nos acréscimos. Nesta segunda-feira, foi ainda pior. O Milan até saiu na frente, mas a Fiorentina marcou duas vezes nos últimos minutos e virou o jogo colocando o cargo do técnico Filippo Inzaghi ainda mais em risco.
Quem também terminou mal o jogo foi o árbitro Russo, que recebeu atendimento médico e foi substituído por Valeri aos 40 minutos do segundo tempo. Apesar da derrota, o Milan continua na 10ª posição da classificação.
Apesar de a Fiorentina estar jogando melhor, o Milan conseguiu abrir o placar, com Destro, aos 11 minutos do segundo tempo. A Fiorentina continuou pressionando muito e chegou ao empate aos 38 minutos. Joaquin cruzou da direita, Gonzalo Rodriguez ganhou no alto e cabeceou forte para deixar tudo igual. Aos 44 minutos, Pasqual cruzou e Joaquin apareceu para cabecear e garantir a virada.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate (Bonera), Paletta, Mexes, Antonelli
Van Ginkel, Essien (Pazzini), Bonaventura
Honda (Cerci), Destro, Menez


26ª rodada, Sábado 7 Março 2015, MILAN  2 X 2  VERONA

Marcadores: Toni de pênalti aos 18 pt, Menez de pênalti aos 41 pt, Tachtsidis gol-contra aos 2 st e Nico Lopez aos 49 st.

O Milan não foi além do empate, no estádio San Siro, no jogo contra o Verona e permanece na 10ª posição na classificação.
O jogo começou mal para o Milan. Aos 18 minutos, Muntari cometeu pênalti infantil e o experiente Luca Toni cobrou de cavadinha para abrir o placar. O Milan, a partir daí, manteve o controle da partida e conseguiu virar o placar graças à atuação decisiva de Mexes. Foi ele quem sofreu o pênalti convertido por Menez aos 41 do primeiro tempo e foi ele quem fez a jogada que resultou no gol-contra de Tachtsidis, aos 2 minutos da segunda etapa. Sem ângulo, Mexes chutou, Pisano salvou em cima da linha, mas a bola bateu em seu companheiro e entrou.
O confronto então ficou equilibrado e, quando tudo parecia definido, aos 49 minutos do segundo tempo, Nico Lopez ganhou de Bocchetti na velocidade e tocou na saída de Diego Lopez para definir o placar (2 a 2).

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Bonera, Paletta, Mexes, Antonelli
Poli, Muntari, Bonaventura
Cerci (Honda), Pazzini (Bocchetti), Menez (Destro)


25ª rodada, Sábado 28 Fevereiro 2015, CHIEVO  0 X 0  MILAN

Muito irregular desde o início da temporada, o Milan voltou a decepcionar ao ficar no 0 a 0 no campo do modesto Chievo, neste sábado. O Milan não conseguiu confirmar a boa impressão causada pela vitória por 2 a 0 sobre o vice-lanterna Cesena, no último domingo no estádio San Siro. A melhor chance do jogo foi do japonês Honda, que carimbou o travessão pouco depois do intervalo.
Com o tropeço, os comandados do técnico Filippo Inzaghi caíram para a 10ª posição e perderam a oportunidade de se aproximar da zona de classificação para as competições europeias.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Diego Lopez
Bonera, Alex, Bocchetti, Antonelli
Poli, De Jong (Cerci), Montolivo (Honda)
Bonaventura
Menez, Destro (Pazzini)


24ª rodada, Domingo 22 Fevereiro 2015, MILAN  2 X 0  CESENA

Marcadores: Bonaventura aos 22 pt e Pazzini de pênalti aos 44 st.

Jogando no estádio San Siro, na tarde deste domingo, o Milan venceu o Cesena por 2 a 0 e subiu para a 9ª posição, voltando assim para o lado esquerdo da classificação do Campeonato Italiano.
Os donos da casa começaram com vontade e, logo aos 3 minutos de jogo, Poli mandou para o gol. Infelizmente o seu companheiro Destro estava em impedimento ativo e o juiz não convalidou. O Milan continuou pressionando o adversário e passou em vantagem aos 22 minutos com Bonaventura que chutou de fora de área e fez Milan 1 Cesena 0.
O segundo gol do Milan aconteceu somente aos 44 minutos do segundo tempo quando Carbonero segurou Antonelli dentro da área após cobrança de falta e o árbitro marcou pênalti para os donos da casa. Dado que o cobrador oficial de pênaltis do Milan, Menez, tinha sido substituído por Cerci alguns minutos antes, Pazzini foi para a cobrança e não desperdiçou. Pazzini não marcava um gol na Série A há mais de dez meses.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Rami, Bocchetti, Antonelli
Poli, De Jong, Montolivo (Van Ginkel)
Bonaventura
Menez (Cerci), Destro (Pazzini)


23ª rodada, Domingo 15 Fevereiro 2015, MILAN  1 X 1  EMPOLI

Marcadores: Destro aos 40 pt e Maccarone aos 23 st.

O Milan continua mostrando ausência de jogo, de entusiasmo, de espírito de luta e de preparação física. Neste domingo mostrou também ausência de sorte: de fato o brasileiro Alex quebrou o septo nasal após apenas cinco minutos de jogo e teve que ser substituído por Bocchetti.
O Milan até saiu na frente, aos 40 minutos do primeiro tempo, quando Mattia Destro recebeu de Bonaventura um cruzamento rasteiro dentro da área e colocou a bola no fundo das redes, marcando assim o seu primeiro gol com a camisa do Milan. Inexplicavelmente, no segundo tempo o Milan deixou a iniciativa ao Empoli e a punição veio aos 23 minutos, quando Maccarone apareceu livre na área e de cabeça empatou para o Empoli.
Aos 38 minutos do segundo tempo, o Milan ainda teve o goleiro Diego Lopez expulso por colocar a mão na bola fora da área e, alguns minutos mais tarde, Paletta teve um problema muscular e foi obrigado a deixar o campo, obrigando o Milan a jogar os últimos minutos, que pareceram uma eternidade, em nove contra 11.
Após este empate o Milan caiu para a 11ª posição e este resultado deixou a situação do técnico Inzaghi muito complicada. Chegou a ser vaiado pelos poucos torcedores presentes.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Diego Lopez
Rami, Alex (Bocchetti), Paletta, Antonelli
De Jong, Poli
Honda (Cerci), Menez, Bonaventura
Destro (Abbiati)


22ª rodada, Sábado 7 Fevereiro 2015, JUVENTUS  3 X 1  MILAN

Marcadores: Tevez aos 14 pt, Antonelli aos 28 pt, Bonucci aos 31 pt e Morata aos 20 st.

A empolgação da torcida da Juventus contagiou os próprios jogadores que começaram a pressionar o Milan desde o começo. O sufoco deu resultado logo cedo, quando Tevez recebeu um passe em profundidade (em posição duvidosa, de acordo com o administrador delegado do Milan, Adriano Galliani) e conduziu até a entrada da área para tocar com tranquilidade para as redes: 1 a 0.
Quinze minutos depois, o Milan chegou ao empate com o recém contratado Antonelli que completou de cabeça, mas a resposta da Juventus veio rápido. Após escanteio, Tevez ganhou uma dividida pelo alto, e a bola sobrou para o zagueiro Bonucci dentro da área. Ele não teve trabalho para empurrar e fazer o segundo. No segundo tempo, Morata pegou uma bola que espirrou na trave e a rebateu de volta para fazer o terceiro. Após esta derrota o Milan caiu para a 10ª posição.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Zaccardo (Rami), Alex, Paletta, Antonelli
Poli (Bonaventura), Essien, Muntari
Cerci, Menez (Pazzini), Honda


21ª rodada, Domingo 1° Fevereiro 2015, MILAN  3 X 1  PARMA

Marcadores: Menez de pênalti aos 17 pt, Nocerino aos 24 pt, Menez aos 12 st e Zaccardo aos 31 st.

Por sorte do Milan o adversário deste domingo foi o Parma, já quase rebaixado para a Série B, em plena crise financeira e com os jogadores que não recebem o salário há vários meses.
O Milan estava cinco rodadas sem vencer (somente 2 empates nos últimos 5 jogos), tinha 8 jogadores lesionados (De Sciglio, Bonera, Zapata, El Shaarawy, Bonaventura, De Jong, Montolivo e Abate) e Mexes suspenso. O treinador Inzaghi foi obrigado a fazer estrear Destro e Bocchetti contratados nos dois últimos dias. Escalou também Zaccardo pela primeira vez nesta temporada.
Assim o Milan conseguiu derrotar o Parma com o placar de 3 a 1 e subiu para a 8ª posição na classificação do Campeonato Italiano. O herói do jogo foi o francês Menez, autor de dois gols, o primeiro de pênalti. O terceiro gol foi marcado por Zaccardo.
Mas agora, uma dificílima partida espera o Milan na próxima rodada: deverá enfrentar a líder Juventus, em Turim.

Escalação do Milan (4-4-2)
Diego Lopez
Zaccardo, Alex, Rami, Bocchetti
Honda, Poli, Van Ginkel (Essien), Cerci
Menez (Pazzini), Destro (Muntari)


20ª rodada, Sábado 24 Janeiro 2015, LAZIO  3 X 1  MILAN

Marcadores: Menez aos 4 pt, Parolo aos 2 st, Klose aos 6 st e Parolo aos 35 st.

A Lazio derrotou o Milan, de virada, por 3 a 1, neste sábado. Com o resultado, o Milan, que não vence há cinco partidas, caiu para a 10ª posição e o seu treinador Filippo Inzaghi corre sérios riscos de ser demitido se na próxima terça-feira não derrotar a Lazio e não se classificar para as Semifinais da Copa Itália.
O Milan começou a partida da melhor forma possível, com um gol aos 4 minutos de jogo em mais uma jogada individual do francês Menez, o único capaz de lampejos nesta temporada. Menez já soma dez gols na competição.
O empate da Lazio veio aos 2 minutos da etapa final. O alemão Klose cruzou na marca do pênalti e Parolo apareceu para chutar de primeira para as redes. Maior artilheiro da história das Copas do Mundo, com 16 gols marcados, o último contra o Brasil, no fatídico 7 a 1 da semifinal do último Mundial, Klose marcou o dele aos 6 minutos, ao aproveitar uma falha grosseira de Montolivo, que atrasou mal a bola na direção de Mexes. Parolo selou o resultado aos 35 minutos, anotando seu segundo gol da partida.
Para completar o péssimo dia do Milan, o zagueiro Mexes foi expulso por tentar agredir o capitão adversário Mauri em confusão no meio-de-campo e teve de ser segurado por três companheiros para se acalmar. Certamente receberá uma longa suspensão.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Mexes, Alex, Armero
Poli (Muntari), Montolivo, Van Ginkel (Pazzini)
Bonaventura (Cerci), Menez, El Shaarawy


19ª rodada, Domingo 18 Janeiro 2015, MILAN  0 X 1  ATALANTA

Marcador: Denis aos 33 pt.

A má fase do Milan continua preocupando os seus torcedores. Neste domingo, a equipe do treinador Inzaghi tropeçou dentro de casa: foi derrotada pela Atalanta e completou quatro jogos sem vitória. O Milan completou o primeiro turno desta temporada com 26 pontos, apenas 4 pontos a mais que na temporada passada quando 22 pontos causaram o afastamento de Allegri.
No primeiro tempo o Milan, apesar de ter o apoio da torcida, não conseguia trocar passes no meio de campo e sofria com as investidas da Atalanta. Aos 18 minutos, após jogada rápida, Denis acertou a trave e quase abriu o placar para os visitantes. Era um ensaio. Aos 33 minutos, em novo contra-ataque, Moralez enfiou para o mesmo Denis, que bateu de direita e balançou a rede de Diego Lopez: 1 a 0.
Com a desvantagem, o Milan foi para o ataque, mas esbarrou nas próprias limitações. No segundo tempo, a Atalanta se fechou no campo de defesa e dificultou o jogo do Milan que não conseguiu empatar. Apesar da derrota o Milan manteve a 8ª posição no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Mexes, Rami, Bonera (Armero)
Montolivo (Niang), De Jong, Bonaventura
Cerci (Pazzini), Menez, El Shaarawy


18ª rodada, Sábado 10 Janeiro 2015, TORINO  1 X 1  MILAN

Marcadores: Menez de pênalti aos 3 pt e Glik aos 36 st.

A partida começou bem para o Milan. Logo aos 3 minutos, o zagueiro polonês e capitão do Torino Glik puxou e derrubou Menez na área, e o juiz marcou pênalti. O próprio Menez cobrou com força e abriu o placar para o Milan.
Logo após o gol, os donos da casa cresceram na partida e começaram a pressionar a equipe de Inzaghi. O Torino seguiu dominando as ações no primeiro tempo, enquanto o Milan se defendia como podia. Nos acréscimos da etapa inicial a situação piorou para o Milan: o lateral direito De Sciglio derrubou um adversário e recebeu seu segundo cartão amarelo, que resultou em expulsão.
No segundo tempo, com um homem a mais, os donos da casa continuaram tendo as melhores chances. O Milan conseguiu manter a vantagem até os 36 minutos quando Glik se redimiu do pênalti cometido. Após cobrança de escanteio, ele cabeceou bem e acertou o canto direito do gol de Diego Lopez para empatar o jogo.
Com este resultado o Milan perdeu uma posição no Campeonato Italiano e caiu para o 8° lugar.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
De Sciglio, Mexes, Rami, Armero
Montolivo, De Jong, Muntari (Poli)
Niang (Abate), Menez (Alex), Bonaventura


17ª rodada, Terça-feira 6 Janeiro 2015, MILAN  1 X 2  SASSUOLO

Marcadores: Poli aos 9 pt, Sansone aos 28 pt e Zaza aos 22 st.

Um dia depois de assinar o contrato, Alessio Cerci fez a sua estreia no Milan, mas não vai querer guardar na memória a partida desta terça-feira. De fato, três minutos depois de entrar em campo, ele não aproveitou uma chance de gol cara a cara com o goleiro e, no lance seguinte, o Sassuolo conseguiu a virada e derrotou o Milan, no estádio San Siro, por 2 a 1.
Apesar do resultado negativo, o Milan continua na 7ª colocação, com 25 pontos.
O Milan tinha começado bem o jogo, abrindo o placar logo aos 9 minutos, com Poli que aproveitou uma sobra na área e chutou com o bico do pé para superar o goleiro Consigli e levantar a torcida no estádio San Siro. Aos poucos, porém, o Sassuolo foi se soltando no jogo e chegou ao empate aos 28 minutos, quando Berardi acertou grande passe para Sansone, que, livre na área, dominou no peito e chutou sem chance de defesa para Diego Lopez.
O Milan voltou para o segundo tempo buscando o gol da vitória, mas quem marcou foi o Sassuolo com Zaza que, em cobrança de escanteio, chutou de primeira para marcar um belo gol.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Rami (Abate), Alex, Zapata, De Sciglio
Montolivo, Essien (Cerci), Poli
Bonaventura, Menez, El Shaarawy (Pazzini)


16ª rodada, Sábado 20 Dezembro 2014, ROMA  0 X 0  MILAN

O goleiro Diego Lopez teve uma grande atuação neste sábado, e o árbitro Rizzoli ainda ajudou o Milan, no primeiro tempo, quando deixou de marcar um pênalti de De Jong (o holandês deu um tapa na bola dentro da área).
A Roma teve mais domínio no primeiro tempo mas também o Milan chegou perto do gol com Mexes. O francês soltou uma pancada quase do círculo central e acertou o ângulo do gol obrigando o goleiro adversário a fazer boa defesa.
O jogo ficou mais nervoso no segundo tempo, com os dois times acumulando faltas e cartões, até Armero acabar expulso. O colombiano, que já tinha amarelo, colocou a mão na bola e deixou o Milan com 10 jogadores.
A partir daí só deu Roma, mas sem muita inspiração. A exceção era Gervinho, mas também o goleiro do Milan, Diego López, estava inspirado. A melhor oportunidade da vitória para a Roma aconteceu nos acréscimos, quando o marfinense tabelou com Yanga-Mbiwa e ficou na cara do gol, mas o goleiro apareceu para salvar o Milan.
Apesar de ter obtido um ótimo empate na casa da vice-líder, o Milan perdeu uma posição na classificação, caindo para o 7ª lugar.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Bonera, Mexes, Zapata, Armero
Montolivo, De Jong, Poli (Muntari)
Honda (Alex), Menez (El Shaarawy), Bonaventura


15ª rodada, Domingo 14 Dezembro 2014, MILAN  2 X 0  NAPOLI

Marcadores: Menez aos 6 pt e Bonaventura aos 6 st.

Neste domingo, no estádio San Siro, diante de sua torcida, o Milan mostrou que está disposto a voltar à Champions League na próxima temporada. Com grande atuação de Menez, autor de um dos gols, venceu o Napoli por 2 a 0. Bonaventura marcou o outro gol. O Milan tirou uma invencibilidade de 11 partidas do Napoli no Campeonato Italiano.
Com esta vitória o Milan subiu para a 6ª posição, mas na próxima rodada terá uma partida muito difícil: deverá enfrentar a vice-líder Roma, fora de casa!
O Milan foi rápido em mostrar a sua força ao Napoli. Após apenas 6 minutos de jogo, Bonaventura enfiou a bola para Menez, que matou um zagueiro com um corte seco de perna direita e, na área, chutou cruzado, de canhota, sem chances para o goleiro brasileiro Rafael. Milan 1 a 0.
A resposta do Napoli não demorou, mas parou em um seguro Diego Lopez que fez boas defesas. No segundo tempo, o Milan pareceu mais bem posicionado, explorando bem os contra-ataques e não tardou a aumentar a vantagem no placar. Aos 6 minutos, Armero avançou pelo lado esquerdo e cruzou na cabeça de Bonaventura. O meia subiu com estilo para cabecear no canto esquerdo. Milan 2 a 0.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Bonera, Mexes, Rami (Zapata), Armero
Montolivo (Essien), De Jong, Poli (Muntari)
Honda, Menez, Bonaventura


14ª rodada, Domingo 7 Dezembro 2014, GENOA  1 X 0  MILAN

Marcador: Antonelli aos 32 pt.

Neste domingo, o Milan enfrentou o Genoa fora de casa com a esperança de subir na classificação e se aproximar do terceiro lugar – último posto que garante vaga na Champions League. Mas voltou para casa com uma derrota por 1 a 0 que o deixou mais longe da briga e deixou claro que o técnico Inzaghi terá de trabalhar muito para tornar o time equilibrado e confiável.
"Hoje demos um passo atrás em relação ao que tínhamos produzido na partida passada (vitória por 2 a 0 sobre a Udinese). Realmente não jogamos bem. Levamos um gol de bola parada pela sexta vez no campeonato. Precisamos corrigir logo este problema" disse Inzaghi.
O gol foi marcado por Antonelli, aos 32 minutos do primeiro tempo, em ação de escanteio. No segundo tempo, na tentativa de dar força ofensiva ao time, Inzaghi colocou dois atacantes, Niang e Pazzini, mas sem resultados. Com a derrota, o Milan caiu para o 7° lugar.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Bonera, Mexes, Rami, Armero
Montolivo (Poli), De Jong, Bonaventura
Honda (Pazzini), Menez, El Shaarawy (Niang)


13ª rodada, Domingo 30 Novembro 2014, MILAN  2 X 0  UDINESE

Marcadores: Menez de pênalti aos 20st e Menez aos 30 st.

Depois de um incômodo jejum de vitórias nas últimas cinco rodadas (quatro empates e uma derrota), o Milan voltou a vencer pelo Campeonato Italiano neste domingo. Jogando em casa, bateu a Udinese por 2 a 0 e subiu para a 6ª posição.
O Milan, que geralmente veste preto e vermelho, entrou em campo com seu terceiro uniforme: camisa amarela com detalhes em verde, calção também em verde e meião branco. O uniforme foi feito como uma homenagem ao Brasil.
Aos 17 minutos da etapa inicial o Milan chegou a marcar com Rami em ação de escanteio, mas o árbitro Valeri e seu assistente não viram a bola ultrapassar completamente a linha antes da defesa do goleiro Karnezis e não convalidaram o gol. O lance era difícil a olho nu, mas a tecnologia já utilizada no Mundial no Brasil teria resolvido o problema.
Aos 20 minutos do segundo tempo veio o lance que mudou o jogo. Honda foi puxado dentro da área por Domizzi, o árbitro marcou o pênalti e ainda deu o cartão vermelho para o jogador da Udinese. Na cobrança, Menez bateu no canto esquerdo do goleiro, que pulou para o direito: 1 a 0 Milan.
Pouco depois, o número de jogadores de cada equipe voltou a se igualar com a expulsão de Essien. O ganês fez falta, levou o segundo cartão amarelo e acabou indo mais cedo para o vestiário. Aos 30 minutos, Menez recebeu na esquerda, cortou para dentro e chutou no contrapé do goleiro, definindo o marcador (2 a 0).

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Bonera, Mexes, Rami, Armero
Van Ginkel (Montolivo), Essien, Bonaventura
Honda (Poli), Menez (Pazzini), El Shaarawy


12ª rodada, Domingo 23 Novembro 2014, MILAN  1 X 1  INTER

Marcadores: Menez aos 21 pt e Obi aos 16 st.

Contando com a estreia do novo técnico Roberto Mancini, a Inter começou melhor no jogo. Entretanto, quem abriu o placar foi o Milan. El Shaarawy, que aos poucos vai retomando a boa forma física, arrancou pela ponta esquerda e cruzou para dentro da área. Menez, de primeira, pegou com elegância na bola, de chapa, e mandou no canto do gol de Handanovic para fazer 1 a 0.
O Milan passou a atacar mais, mas ninguém parecia muito inspirado. Fernando Torres, o mais avançado da equipe, mal recebia a bola, e passou os 60 minutos em que esteve em campo sem finalizar uma vez sequer.
A Inter empatou aos 16 minutos da etapa complementar. Após uma bola cruzada da direita, Zapata afastou muito mal e o interista Obi se antecipou a Essien, protegeu a bola e bateu fraco, rasteiro, da entrada da área, mas com precisão o bastante para tirar do alcance de Diego Lopez e balançar a rede.
O Milan permanece na 7ª posição e acumula 5 partidas sem vitória.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Diego Lopez
Rami, Mexes, Zapata, De Sciglio
Essien, Muntari (Poli)
Bonaventura, Menez, El Shaarawy
Torres (Honda),


11ª rodada, Sábado 8 Novembro 2014, SAMPDORIA  2 X 2  MILAN

Marcadores: El Shaarawy aos 10 pt, Okaka aos 45 pt, Eder aos 6 st e Menez de pênalti aos 20 st.

Os jogadores da Sampdoria e do Milan tentaram impressionar o técnico da seleção italiana, Antonio Conte, que estava presente no estádio Luigi Ferraris de Gênova neste sábado. O jogo foi bem movimentado e com boas chances para os dois lados, mas as equipes acabaram ficando no empate por 2 a 2. Com este resultado, o Milan continua na 7ª posição do Campeonato Italiano.
O Milan saiu na frente com El Shaarawy, com um belo chute de fora da área, logo aos 10 minutos de jogo. O jovem atacante ítalo-egípcio não marcava um gol na Série A desde o dérbi de 24 de fevereiro de 2013 (há 622 dias).
A Sampdoria conseguiu a virada com gols de Okaka e Éder, mas o Milan chegou ao empate aos 20 minutos do segundo tempo quando o ex-milanista Mesbah desviou a bola com a mão e o árbitro Orsato marcou penalidade máxima. Na cobrança, Ménez deslocou o goleiro Romero e empatou o jogo.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
De Sciglio, Rami, Mexes, Bonera
Essien, De Jong, Bonaventura
Honda (Torres), Menez (Poli), El Shaarawy


10ª rodada, Domingo 2 Novembro 2014, MILAN  0 X 2  PALERMO

Marcadores: Zapata gol-contra aos 23 pt e Dybala aos 26 pt.

O recém-promovido Palermo venceu a primeira partida fora de casa neste Campeonato Italiano ao fazer 2 a 0 sobre o Milan, dentro do estádio San Siro. O resultado foi muito ruim para o Milan que perdeu quatro posições na classificação e caiu para o 7° lugar.
O principal responsável da derrota foi o colombiano Zapata que teve participação negativa nos dois lances que resultaram em gols. O defensor estava no banco de reservas, mas entrou logo aos 3 minutos no lugar do brasileiro Alex, que sentiu uma lesão muscular e deixou o gramado.
Aos 23 minutos do primeiro tempo, os torcedores rubro-negros tiveram a infelicidade de ver o zagueiro Zapata marcar gol-contra depois de uma cobrança de escanteio. Três minutos depois, o argentino Dybala ampliou em jogada individual. O jogador avançou pela esquerda, superou facilmente Zapata e chutou cruzado sem chances para o goleiro Diego Lopez.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Alex (Zapata), Rami, De Sciglio
Poli (El Shaarawy), De Jong, Saponara
Honda (Pazzini), Torres, Menez


9ª rodada, Quarta-feira 29 Outubro 2014, CAGLIARI  1 X 1  MILAN

Marcadores: Ibarbo aos 24 pt e Bonaventura aos 34 pt.

O Milan ainda não consegue deslanchar no Campeonato Italiano. Nesta quarta-feira, a equipe visitou o Cagliari e ficou no empate por 1 a 1. Depois de bater o Chievo e o Verona, o Milan colecionou dois empates: com a Fiorentina e agora com o Cagliari.
O time da Sardenha abriu o placar aos 24 minutos do primeiro tempo, com Ibarbo que se antecipou à zaga e colocou de cabeça no fundo da rede. A resposta do Milan veio dez minutos mais tarde, quando Bonaventura pareceu tentar cruzar, mas a bola foi direto para o gol, sem chances de defesa para o goleiro do Cagliari.
Depois disso, as equipes não conseguiram mais mexer no placar. Apesar do empate o Milan subiu para o 3° lugar com 16 pontos, junto com Lazio, Sampdoria e Udinese.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Alex, Rami, De Sciglio
Bonaventura, De Jong, Muntari (Poli)
Honda, Torres (Pazzini), El Shaarawy (Menez)


8ª rodada, Domingo 26 Outubro 2014, MILAN  1 X 1  FIORENTINA

Marcadores: De Jong aos 25 pt e Ilicic aos 19 st.

O Milan perdeu a oportunidade de assumir a terceira colocação no Campeonato Italiano ao empatar por 1 a 1 com a Fiorentina, neste domingo, no estádio San Siro. Com este resultado, o Milan caiu para a 5ª colocação na tabela, com 15 pontos.
No primeiro tempo, a partida teve pouquíssimas jogadas de perigo. O Milan tentava atacar, mas esbarrava na própria falta de criatividade, e a Fiorentina, desfalcada de Mario Gomez e Giuseppe Rossi, seus principais atacantes, produzia muito pouco ofensivamente.
Mesmo sem criar muito, o Milan abriu o placar. Após cobrança de escanteio, o zagueiro Zapata cabeceou para a área e De Jong cabeceou para as redes (1 a 0).
Após o intervalo, a Fiorentina voltou melhor e chegou ao empate aos 19 minutos. O esloveno Ilicic avançou com a bola dominada e acertou bela finalização, indefensável para o goleiro Abbiati (1 a 1). Após o empate, as duas equipes ainda ameaçaram em alguns momentos, mas o placar não mudou.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Alex, Zapata, De Sciglio
Poli (Bonaventura), De Jong, Muntari
Honda, Menez (Torres), El Shaarawy


7ª rodada, Domingo 19 Outubro 2014, VERONA  1 X 3  MILAN

Marcadores: Rafael Marques gol-contra aos 21 pt, Honda aos 27 pt e aos 11 st, Lopez aos 42 st.

O Milan conseguiu uma importante vitória por 3 a 1 fora de casa, sobre o Verona, neste domingo. O destaque da partida foi o japonês Honda, que marcou dois gols e saiu aplaudido pela torcida quando foi substituído por Bonera. O outro gol do Milan foi anotado pelo brasileiro Rafael Marques, gol-contra. Com a vitória, o Milan pulou para a 4ª posição na competição, com 14 pontos.
Mesmo jogando fora de casa, foi o Milan quem tomou a iniciativa ofensiva na partida. A equipe de Inzaghi pressionou desde o início e abriu o placar aos 21 minutos. Em cruzamento de Abate, o zagueiro Marques se atrapalhou, e, ao tentar cortar, mandou contra a própria meta (0 a 1).
A vantagem não saciou o Milan, que seguiu indo para cima. Perto do intervalo, El Shaarawy acertou um belo lançamento para Honda, que, de pé esquerdo, finalizou e ampliou a diferença no placar (0 a 2). No segundo tempo, o meia-atacante japonês voltou a brilhar. Aos 11 minutos, Honda invadiu a área e chutou com classe para marcar seu segundo gol (0 a 3). A reação do Verona só veio aos 42 minutos, quando Lopez arriscou de fora da área e conseguiu descontar (1 a 3).

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Alex, Rami, De Sciglio
Poli, Essien, Muntari
Honda (Bonera), Torres (Menez), El Shaarawy (Bonaventura)


6ª rodada, Sábado 4 Outubro 2014, MILAN  2 X 0  CHIEVO

Marcadores: Muntari aos 10 st e Honda aos 33 st.

Com dois belos gols do ganês Muntari e do japonês Honda, o Milan venceu o Chievo por 2 a 0, neste Sábado, no Estádio San Siro, em Milão. Com este resultado a equipe rubro-negra permaneceu na 5ª posição da competição.
Após um primeiro tempo morno, a etapa final foi mais movimentada. Aos 10 minutos, após jogada de Honda, a bola sobrou para o volante Muntari que chutou de fora da área e marcou um belo gol, sem chances para o goleiro. As tentativas continuaram e foi em um lance de bola parada que o Milan chegou ao segundo gol. Honda cobrou falta com efeito e mandou para dentro do gol, garantindo a vitória e os três pontos para os donos da casa.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Alex, Rami, De Sciglio
Bonaventura, De Jong, Muntari (Essien)
Honda (Poli), Torres (El Shaarawy), Menez


5ª rodada, Domingo 28 Setembro 2014, CESENA  1 X 1  MILAN

Marcadores: Succi aos 10 pt e Rami aos 19 pt.

O Milan começou melhor mas foi o Cesena quem abriu o placar aos 10 minutos do primeiro tempo graças a um frango de Abbiati. Marilungo invadiu a área e chutou torto e fraco. O goleiro do Milan defendeu mas soltou a bola na frente de Succi, que não perdoou (Cesena 1 x 0 Milan). O Milan voltou ao ataque e empatou aos 19 minutos: Honda cobrou escanteio na medida certa para Rami que cabeceou a bola no canto direito do goleiro (Cesena 1 X 1 Milan).
O Milan continuou tentando o gol da virada até quando, aos 28 minutos do segundo tempo, o zagueiro Zapata recebeu cartão vermelho. Em inferioridade numérica, o Milan se preocupou em segurar o empate até o fim, chegando assim ao terceiro jogo consecutivo sem vitórias. Agora o Milan ocupa a 5ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Abate, Rami, Zapata, De Sciglio
Poli (Essien), De Jong
Honda (Alex), Menez, Bonaventura
Torres (Pazzini)


4ª rodada, Terça-feira 23 Setembro 2014, EMPOLI  2 X 2  MILAN

Marcadores: Tonelli aos 12 pt, Pucciarelli aos 20 pt, Torres aos 42 pt e Honda aos 12 st.

O Milan começou mal a partida. O Empoli abriu o placar logo aos 12 minutos. Tonelli, completamente livre de marcação, aproveitou escanteio para cabecear para o fundo do gol de Abbiati. Não demorou muito para o time da casa aumentar a vantagem. Aos 20 minutos, Pucciarelli contou com mais um vacilo do sistema defensivo do Milan e marcou o segundo gol.
A este ponto parecia que o Milan ia sofrer a segunda derrota seguida, mas soube reagir. Aos 42 minutos Abate cruzou da direita para Fernando Torres que acertou bela cabeceada, anotando seu primeiro gol com a camisa do Milan.
Na etapa complementar o Milan cresceu no jogo, empurrou o Empoli no campo de defesa e o japonês Honda, que está fazendo um ótimo início de temporada, deixou tudo igual aos 12 minutos. Ele recebeu a bola próximo à grande área e bateu rasteiro, de pé esquerdo, sem chance para o goleiro Sepe.
O Milan quase virou o placar com Menez, mas o travessão rebateu o chute do francês. Após este empate o Milan caiu para a 7ª posição.
Nesta partida fez a sua estreia no Milan o jovem holandês Van Ginkel. Ele não teve sorte, se machucou após meia hora e foi substituído por Bonaventura. Deverá ficar afastado dos gramados por pelo menos um mês.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Bonera, De Sciglio
Van Ginkel (Bonaventura), De Jong, Muntari (Poli)
Honda, Torres (Pazzini), Menez


3ª rodada, Sábado 20 Setembro 2014, MILAN  0 X 1  JUVENTUS

Marcador: Tevez aos 25 st.

O início promissor de Inzaghi à frente do Milan durou somente duas rodadas. Neste Sábado, no Estádio San Siro, pela terceira rodada, a Juventus de Massimiliano Allegri - que reencontrou a equipe que dirigiu por três anos e meio - ganhou merecidamente por 1 a 0.
O gol da vitória foi marcado aos 25 minutos do segundo tempo por Carlitos Tevez. O atacante argentino tabelou com Pogba, recebeu um belo passe do francês e finalizou na saída de Abbiati. Na comemoração do gol, Tevez pegou uma chupeta de seu calção para homenagear o filho Lito Junior, de sete meses.
Fernando Torres fez sua estreia no Milan, entrando logo após o gol sofrido, mas não pôde evitar a derrota. O Milan ocupa a 4ª posição na classificação da Série A.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Rami, Zapata, De Sciglio
Poli (Torres), De Jong, Muntari
Honda (Pazzini), Menez, El Shaarawy (Bonaventura)


2ª rodada, Domingo 14 Setembro 2014, PARMA  4 X 5  MILAN

Marcadores: Bonaventura aos 25 pt, Cassano aos 27 pt, Honda aos 38 pt, Menez de pênalti aos 45 pt, Felipe aos 6 st, De Jong aos 23 st, Lucarelli aos 28 st, Menez aos 35 st e De Sciglio gol-contra aos 44 st.

A partida deste domingo foi muito animada: o Parma recebeu o Milan e conseguiu marcar quatro gols, mas o Milan foi ainda mais eficiente, marcou cinco vezes, e venceu a partida com um rocambolesco 5 a 4. O jogo foi eletrizante, como mostrado a seguir:
25 pt – O Milan passou em vantagem com um gol do estreante Bonaventura (0 a 1).
27 pt – O ex-milanista Cassano, deixado sozinho na área, empatou de cabeça (1 a 1).
38 pt – O Milan passou novamente em vantagem com Honda, de cabeça, após cruzamento perfeito de Abate (1 a 2).
45 pt – Lucarelli fez falta na área sobre Menez e o juiz concedeu o pênalti. O mesmo Menez cobrou e transformou (1 a 3).
6 st – Em mais um erro da zaga milanista, o brasileiro Felipe reduziu as distâncias para o Parma (2 a 3).
18 st – Bonera recebeu cartão vermelho. Ele colocou a mão na bola e, como já tinha amarelo, foi expulso. Isso facilitou a vida do Parma que, em superioridade numérica, foi atrás do gol do empate. A situação do Milan estava crítica, mas ....
23 st – De Jong colocou novamente o Milan dois gols na frente do Parma. Ele roubou a bola de Cassano e avançou para marcar mais um gol para o Milan (2 a 4).
28 st – O Parma descontou novamente com Lucarelli, de cabeça (3 a 4) e a situação do Milan voltou a ser crítica, mas ....
33 st – O zagueiro Felipe do Parma foi expulso e o Milan voltou a jogar em paridade numérica: dez contra dez.
35 st – A defesa do Parma falhou feio e o Milan marcou o gol mais bonito da partida. Menez roubou a bola de dois zagueiros do Parma, deu um drible no goleiro Mirante e completou de calcanhar (3 a 5).
44 st – Uma trapalhada da defesa do Milan reabriu a partida. De Sciglio recuou para Diego Lopez, mas o goleiro deixou a bola passar: gol contra (4 a 5).
52 st – Após 7 minutos de acréscimos, o juiz Massa apitou o fim do jogo: Parma 4 X 5 Milan !.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Alex (Zapata), Bonera, De Sciglio
Poli, De Jong, Muntari
Honda (Rami), Menez (Niang), Bonaventura


1ª rodada, Domingo 31 Agosto 2014, MILAN  3 X 1  LAZIO

Marcadores: Honda aos 7 pt, Muntari aos 11 st, Menez de pênalti aos 19 st e Alex gol-contra aos 22 st.

Esta foi a primeira partida do Milan sob o comando de Inzaghi cujo objetivo é chegar entre os primeiro cinco para disputar uma copa europeia na próxima temporada.
No Milan estrearam quatro jogadores: o goleiro Diego Lopez (ele defendeu um pênalti), o zagueiro Alex (jogou bem mas teve a infelicidade de fazer um gol-contra), o atacante Menez (marcou um gol de pênalti) e o lateral Armero (substituiu Honda nos últimos minutos).
O japonês Honda abriu o placar logo aos sete minutos, completando um rápido contra-ataque puxado por El Shaarawy (1 a 0). No início do segundo tempo, Abate fez um cruzamento preciso para o ganês Muntari finalizar entre os zagueiros (2 a 0). A este ponto Inzaghi, famoso pela sua vibração nas comemorações quando jogava, invadiu o campo e festejou com seus comandados.
Com o domínio da partida, O Milan ampliou o placar aos 19 minutos, num pênalti sofrido e convertido pelo francês Menez.
Com 3 a 0 no placar, a Lazio acordou e conseguiu marcar graças a um gol-contra de Alex. Nos acréscimos, o goleiro Diego Lopez, contratado ao Real Madrid, brilhou, defendendo no canto um pênalti cobrado por Candreva.

Escalação do Milan (4-3-3)
Diego Lopez
Abate, Alex, Zapata, Bonera
Poli, De Jong, Muntari (Essien)
Honda (Armero), Menez (Niang), El Shaarawy


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!