milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2013/14

38ª rodada, Domingo 18 Maio 2014, MILAN  2 X 1  SASSUOLO

Marcadores: Muntari aos 2 pt, De Jong aos 27 pt e Zaza de pênalti aos 45 st.

O jogo começou movimentado. Logo aos 2 minutos Muntari mandou uma bomba de fora da área e abriu o placar para o Milan. Melhor na partida, o Milan continuou pressionando e marcou o segundo gol aos 27 minutos. De Jong cobrou falta, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Pomini (2 a 0). Com a vantagem no placar, o Milan tirou o pé do acelerador, e deu espaços para o Sassuolo crescer no jogo, mas o time da Emília-Romanha pecava no último passe.
Aos 45 minutos do segundo tempo, o lateral De Sciglio foi expulso ao derrubar um adversário dentro da área e o juiz concedeu um pênalti que Zaza converteu (2 a 1, resultado final).
Com este resultado, o Milan terminou a temporada 2013/14 em oitavo lugar, com 57 pontos, e não se classificou para nenhuma competição europeia.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Mexes, Rami, Constant (Zaccardo)
Montolivo, De Jong, Muntari (El Shaarawy)
Kaká (Balotelli), Taarabt
Pazzini


37ª rodada, Domingo 11 Maio 2014, ATALANTA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Bellini gol-contra aos 6 st, Denis de pênalti aos 22 st e Brienza aos 51 st.

Em meio a mais um episódio de racismo, com outra banana sendo arremessada no gramado em direção ao milanista Kévin Constant, o Milan voltou a decepcionar e ficou com chances mínimas de se classificar para a Europa League. Na última rodada, para se classificar, (1) o Milan deveria derrotar o Sassuolo, (2) o Torino deveria ser derrotado pela Fiorentina e (3) o Parma não deveria ganhar do Livorno.
Neste domingo, o time comandado por Seedorf perdeu para a Atalanta por 2 a 1, fora de casa. O Milan saiu na frente com um gol-contra de Bellini, aos 6 minutos do segundo tempo, mas sofreu o empate aos 22 minutos do argentino Denis, em cobrança de pênalti. No último minuto dos acréscimos, o time de Seedorf foi castigado quando o atalantino Brienza fez o gol da virada.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
De Sciglio, Mexes, Rami, Constant
Muntari (Taarabt), De Jong, Montolivo
Honda (El Shaarawy)
Balotelli, Kaká (Pazzini)


36ª rodada, Domingo 4 Maio 2014, MILAN  1 X 0  INTER

Marcador: De Jong aos 20 st.

O Milan conquistou um importante resultado neste domingo, no Estádio San Siro. Além de vencer a arquirrival Inter por 1 a 0, a equipe ainda se manteve viva por uma vaga na próxima Europa League. Agora, quando faltam somente duas partidas para terminar a temporada, o Milan ocupa a 7ª posição, somente um ponto atrás do Torino, sexto colocado: Torino 55 pontos, Milan e Parma 54 pontos.
Após um início muito estudado, o Milan começou a dominar a partida, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa da Inter. Aos 36 minutos, Kaká recebeu belo lançamento entre os zagueiros e chutou forte. A bola bateu no travessão e voltou nos pés do interista Samuel, que afastou.
Também no segundo tempo o Milan foi melhor. Marcava bem e não dava espaços para a Inter. Aos 20 minutos, o Milan conseguiu abrir o placar. Balotelli cobrou falta pela direita, e De Jong subiu sozinho para marcar seu primeiro gol na temporada. Mesmo atrás no placar, a Inter não mostrou forças para reagir e acabou sendo derrotada.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Mexes, Rami, Constant (Abate)
Poli (Muntari), De Jong, Montolivo
Taarabt
Balotelli, Kaká (Pazzini)


35ª rodada, Sexta-feira 25 Abril 2014, ROMA  2 X 0  MILAN

Marcadores: Pjanic aos 43 pt e Gervinho aos 20 st.

Após uma sequência de cinco vitórias, o Milan foi derrotado nesta sexta-feira pela Roma, fora de casa, com o placar de 2 a 0 e caiu para a 9ª posição na classificação do Campeonato Italiano (mas está a apenas um ponto da 6ª posição que garante a participação na Europa League: Lazio, Torino e Verona 52 pontos, Milan e Parma 51 pontos).
A Roma foi mais time e não deixou o Milan jogar. Balotelli, sozinho no ataque, nada produziu e ainda teve que ouvir vaias sempre que tocava na bola.
A Roma passou em vantagem aos 43 minutos do primeiro tempo com uma bela jogada individual de Pjanic. O bósnio passou por Muntari, Montolivo e Rami e chutou colocado para fazer 1 a 0.
O panorama da segunda etapa foi semelhante ao da inicial e, aos 20 minutos, Gervinho fez 2 a 0 ao aproveitar rebote dado pelo goleiro Abbiati após chute do capitão Totti.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Bonera, Mexes, Rami, Constant
Montolivo, Muntari (Essien)
Honda (Robinho), Kaká, Taarabt
Balotelli( Pazzini)


34ª rodada, Sábado 19 Abril 2014, MILAN  3 X 0  LIVORNO

Marcadores: Balotelli aos 42 pt, Taarabt aos 5 st e Pazzini aos 38 st.

O Milan derrotou o Livorno por 3 a 0 e engatou a quinta vitória seguida no torneio. O triunfo foi comandado por Balotelli que, além de marcar o primeiro, ainda deu as assistências para os gols de Taarabt e Pazzini. O Milan alcançou o Parma na 6ª posição do Campeonato Italiano, com 51 pontos. Esta posição garante uma vaga na Europa League (mas o Parma leva vantagem por ter ganhado os dois confrontos diretos com o Milan).
O dono do jogo foi Balotelli. Inspirado, o polêmico atacante italiano participou de praticamente todas as ações ofensivas do Milan. O primeiro gol da partida saiu aos 42 minutos da primeira etapa Após cruzamento da esquerda de Constant, Balotelli subiu livre e, de cabeça, escorou com estilo no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0.
No segundo tempo, o Milan selou a vitória com mais um belo gol. O marroquino Taarabt arrancou pela direita e passou para Balotelli no meio. O atacante devolveu com precisão para Taarabt, que marcou o segundo do Milan.
Já com a vitória garantida, Seedorf trocou Kaká por Pazzini. O brasileiro foi muito aplaudido pelos torcedores na saída de campo, mas o show de Balotelli continuou. Aos 38 minutos, Super-Mario lançou Pazzini em profundidade. O atacante bateu na saída do goleiro e fechou o placar: 3 a 0.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Abate, Mexes, Rami, Constant
Montolivo, De Jong (Muntari)
Taarabt, Kaká (Pazzini), Robinho (Saponara)
Balotelli


33ª rodada, Domingo 13 Abril 2014, MILAN  1 X 0  CATANIA

Marcador: Montolivo aos 23 pt.

A expectativa era que o Milan, em boa fase e brigando por uma vaga na Europa League, derrotasse facilmente o lanterna Catania, em jogo realizado nesse domingo no estádio San siro. O que se viu, no entanto, foi uma vitória magra por 1 a 0 do time da casa, que precisou de boa atuação do goleiro Abbiati para conquistar os três pontos.
Esta foi a quarta vitória consecutiva do Milan, que vem reagindo sob o comando de Clarence Seeedorf nesta reta final da temporada. O Milan subiu para a 7ª posição na tabela do Campeonato Italiano, com 48 pontos. Apenas três pontos atrás da 6ª posição, ocupada hoje pelo Parma, posição que valeria uma vaga para a Europa League 2014/15.
O único gol da partida foi marcado aos 23 minutos do primeiro tempo. Balotelli cobrou falta passando a bola para Montolivo que, da intermediária, arriscou um forte chute rasteiro marcando um belo gol.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Bonera, Mexes, Rami, Constant (Emanuelson)
Montolivo, De Jong
Poli (Abate), Kaká (Pazzini), Taarabt
Balotelli


32ª rodada, Segunda-feira 7 Abril 2014, GENOA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Taarabt aos 20 pt, Honda aos 11 st e Abbiati gol-contra aos 27 st.

Nesta segunda-feira, o Milan bateu o Genoa fora de casa por 2 a 1 e chegou à terceira vitória consecutiva. Os destaques da equipe foram a defesa, que suportou os momentos de pressão do Genoa, e o marroquino Taarabt, que abriu o placar e ainda deu passe para o gol de Honda. Bem em campo, Kaká deu assistência para o primeiro gol.
Apesar da vitória o Milan permaneceu na 10ª posição do Campeonato Italiano.
O primeiro gol do Milan aconteceu aos 20 minutos do primeiro tempo quando Kaká deu passe caprichado parara Taarabt. O marroquino avançou com rapidez e chutou da entrada da área para balançar a rede: 0 a 1.
O Milan conseguiu ampliar a vantagem aos 11 minutos do segundo tempo. Honda recebeu boa bola de Taarabt, deu um drible da vaca em Marchese e tocou por cima do goleiro Perin para fazer o seu primeiro gol na Série A.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Bonera, Mexes, Rami, Constant
Montolivo, De Jong
Honda, Kaká (Poli), Taarabt (Birsa)
Pazzini (Balotelli)


31ª rodada, Sábado 29 Março 2014, MILAN  3 X 0  CHIEVO

Marcadores: Balotelli aos 4 pt, Kaká aos 26 pt e aos 8 st.

Após uma campanha irregular, o Milan, aos poucos, parece se reencontrar, muito por conta do crescimento de Kaká que neste sábado alcançou a marca de 300 jogos com a camisa rubro-negra. O meia brasileiro, em um dia inspirado no qual deixou o gramado ovacionado pela torcida, teve participação fundamental.
Depois de ver Balotelli abrir o placar logo aos 4 minutos, Kaká se tornou protagonista da partida contra o Chievo. Aos 26 minutos, o brasileiro recebeu grande passe de Honda, dominou no peito e finalizou com categoria para fazer o gol do 2 a 0.
No segundo tempo, veio o golaço ao velho estilo Kaká. O meia recebeu a bola no bico da área, ajeitou para a perna direita e finalizou. O chute colocado entrou no ângulo oposto do goleiro Agazzi, que apenas observou a trajetória perfeita da bola encontrar as redes. Golaço e festa para os torcedores do Milan.
Após três jogos sem perder, a equipe de Seedorf soma 42 pontos, ocupa a 10ª colocação e ainda sonha com a Europa League.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Bonera, Zaccardo, Rami, Emanuelson
De Jong (Poli), Muntari (Essien)
Honda, Kaká (Robinho), Taarabt
Balotelli


30ª rodada, Quarta-feira 26 Março 2014, FIORENTINA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Mexes aos 22 pt e Balotelli aos 19 st.

O castigo parece ter dado jeito. Relegado por Seedorf ao banco de reservas na última partida contra a Lazio, Balotelli voltou a ser titular nesta quarta-feira e ajudou a diminuir a pressão sobre o treinador. O Milan derrotou a Fiorentina com duas cobranças de falta de Super-Mario e com esta vitória os rubro-negros subiram para a 11ª posição no Campeonato Italiano.
Aos 22 minutos do primeiro tempo, Balotelli cobrou falta com chute violento e o goleiro Neto rebateu para o meio da área. Mexes aproveitou o rebote para de cabeça balançar a rede adversária (0 a 1).
Aos 19 minutos do segundo tempo, Roncaglia cometeu falta em Honda na entrada da área. Balotelli pediu a bola e com extrema categoria cobrou a falta anotando o segundo gol para o Milan.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Bonera, Mexes, Rami, Constant
De Jong, Muntari
Honda, Kaká, Taarabt (Birsa)
Balotelli (Zaccardo)


29ª rodada, Domingo 23 Março 2014, LAZIO  1 X 1  MILAN

Marcadores: Konko gol-contra aos 43 pt e Gonzalez aos 16 st.

A sequência de três derrotas seguidas no Campeonato Italiano colocou pressão sobre o técnico do Milan, Clarence Seedorf, que, neste domingo, decidiu barrar a principal estrela do time, Mario Balotelli, e escalar Pazzini como único atacante.
O Milan passou em vantagem com um gol-contra aos 43 minutos do primeiro tempo. Kaká avançou pelo lado esquerdo, entrou na área e chutou. A bola bateu no lateral direito Konko e enganou o goleiro Berisha.
Precisando garantir a vitória para afastar a crise, o treinador do Milan decidiu colocar Balotelli no lugar de Honda, aos nove minutos do segundo tempo. No entanto, quem balançou a rede foi o volante da Lazio Gonzalez que, de cabeça, empatou aos 16 minutos.
O Milan teve a oportunidade de passar novamente em vantagem aos 38 minutos, mas Balotelli acertou a trave. Após este empate, o Milan caiu para a 12ª posição na classificação da Série A.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Amelia
De Sciglio (Bonera), Mexes, Rami, Constant
Essien, De Jong
Honda (Balotelli), Poli (Muntari), Kaká
Pazzini


28ª rodada, Domingo 16 Março 2014, MILAN  2 X 4  PARMA

Marcadores: Cassano de pênalti aos 8 pt, Cassano aos 5 st, Rami aos 10 st, Balotelli de pênalti aos 31 st, Amauri aos 33 st e Biabiany aos 50 st.

A partida do Milan se complicou aos 5 minutos do primeiro tempo. Em escapada pelo lado direito, Schelotto apareceu cara a cara com Abbiati e foi derrubado com violência dentro da área. O juiz concedeu um pênalti para o Parma e expulsou o goleiro rubro-negro. Assim o Milan teve que atuar com um homem a menos por praticamente todo o jogo. Cassano converteu a penalidade com tranquilidade e abriu o placar (0 a 1).
Os planos do Milan de igualar a partida após o intervalo foram frustrados aos 5 minutos da etapa final quando Cassano marcou o segundo gol para o Parma.
O Milan soube reagir. Rami aproveitou cobrança de escanteio de Kaká para vencer dois marcadores no alto e cabecear para diminuir (1 a 2). Balotelli, aos 31 minutos, empatou a partida em cobrança de pênalti.
Mas a festa durou pouco. Dois minutos mais tarde, o Parma armou contra-ataque pela direita com Schelotto, que escapou em velocidade e deu ótimo cruzamento para Amauri tocar de letra e colocar o Parma de novo na frente (2 a 3). Antes do apito final, Biabiany não mostrou piedade com a péssima fase do Milan e aproveitou sobra de bola dentro da área para cabecear na saída de Amelia e fechar o placar (2 a 4).
O Milan caiu para a 11ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Abate, Bonera (Pazzini), Mexes, Emanuelson (Rami)
De Jong, Essien (Amelia)
Poli, Montolivo, Kaká
Balotelli


27ª rodada, Sábado 8 Março 2014, UDINESE  1 X 0  MILAN

Marcador: Di Natale aos 22 st.

O Milan jogou contra a Udinese, fora de casa, preocupado com o jogo de volta pelas oitavas-de-final da Champions League, contra o Atlético de Madrid, na próxima terça-feira, no estádio Vicente Caldéron. Portanto Seedorf poupou os principais jogadores. Se com os titulares o Milan já não andava bem das pernas, com um time misto a coisa só piorou e os rubro-negros foram derrotados por 1 a 0, gol do veterano Di Natale, de 36 anos, que foi o destaque da partida fazendo o gol da vitória, aos 22 minutos do segundo tempo, completando cruzamento da esquerda, depois de um contra-ataque em velocidade.
Apesar da derrota, o Milan permaneceu na 10ª posição da classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Mexes, Emanuelson
Montolivo, Muntari (Taarabt)
Honda, Birsa (Essien), Robinho (Balotelli)
Pazzini


26ª rodada, Domingo 2 Março 2014, MILAN  0 X 2  JUVENTUS

Marcadores: Llorente aos 43 pt e Tevez aos 22 st.

O Milan surpreendeu a líder Juventus, jogando um futebol agressivo e pressionando-a em todos os momentos. Poderia ter saído de campo com uma bela vitória, mas ...
Os rubro-negros atacaram durante toda a primeira etapa. Kaká teve duas ótimas chances em um mesmo lance (Buffon rebateu de pé, milagrosamente, o primeiro chute e Bonucci salvou em cima da linha o segundo chute), mas a bola não entrava, ora por conta das defesas de Buffon, ora por falta de mira nas finalizações. Parecia que o gol sairia em breve, e até que saiu, porém ... para a Juventus. Foi aos 43 minutos que Lichtsteiner foi à linha de fundo e tocou atrás para Llorente que, sozinho, marcou o gol do 0 a 1.
No segundo tempo, o Milan continuou com maior posse de bola e contava com o apoio da torcida. Tudo indicava que empataria o placar. No entanto, aos 22 minutos, Tevez chutou com força de fora da área: a bola ainda bateu no travessão e entrou: 0 a 2.
Após esta derrota não merecida, o Milan caiu para a 10ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Abate, Rami, Bonera, Emanuelson
Montolivo (Honda), De Jong
Poli (Saponara), Kaká, Taarabt (Robinho)
Pazzini


25ª rodada, Domingo 23 Fevereiro 2014, SAMPDORIA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Taarabt aos 12 pt e Rami aos 13 st.

Neste Domingo, Seedorf fez descansar a maioria dos jogadores que enfrentaram o Atlético de Madrid na última Quarta-feira. Dos 11 jogadores que iniciaram a partida contra os espanhóis, somente Rami e Taarbt iniciaram também a partida contra a Sampdoria.
Aos 12 minutos do primeiro tempo, o marroquino recém contratado Taarabt cabeceou para o gol, o goleiro da Sampdoria rebateu e o mesmo Taarabt pegou o rebote e colocou o Milan na frente (0 a 1).
Aos 13 minutos do segundo tempo o Milan marcou o seu segundo gol. Após cobrança de escanteio, Pazzini se chocou com o goleiro Da Costa e a bola sobrou limpa para Rami completar para as redes (0 a 2). Houve muitas reclamações por parte dos jogadores da Sampdoria que diziam que Pazzini tinha feito falta sobre o goleiro, porém, o juiz convalidou o gol.
Apesar da vitória, o Milan permaneceu na 9ª posição da classificação.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Amelia
Abate, Rami, Zaccardo, Constant (Emanuelson)
Montolivo, Muntari (Essien)
Honda, Saponara (Poli), Taarabt
Pazzini


24ª rodada, Sexta-feira 14 Fevereiro 2014, MILAN  1 X 0  BOLOGNA

Marcador: Balotelli aos 41 st.

Após conhecer, no Sábado passado, a primeira derrota sob o comando de Seedorf, o Milan recebeu nesta Sexta-feira o Bologna, procurando uma vitória para manter vivo o sonho de participar a uma competição europeia na próxima temporada. O adversário não era dos mais fortes, já que o Bologna briga contra o rebaixamento.
Sem grandes lances, o primeiro tempo se resumiu em três jogadas de perigo, duas para o Milan e uma para o Bologna. O primeiro tempo foi marcado também pelo atendimento médico ao árbitro Bergonzi que tomou uma bolada no rosto e ficou com a boca cortada e sangrando muito. Por conta do ferimento, o intervalo durou mais de 20 minutos.
O Milan voltou para o segundo tempo pior do que estava na primeira etapa e o Bologna conseguiu criar boas oportunidades e por pouco não estragou a noite do Milan. Quando o empate parecia certo, Super-Mario Balotelli entrou em cena e garantiu três pontos para o Milan. Após receber passe na intermediária, o atacante acertou um belo chute de fora da área no ângulo de Curci, sem chances para o goleiro. O relógio já marcava 41 minutos e o Bologna não teve fôlego para buscar o empate, deixando o Milan com a vitória. Os rubro-negros ganharam duas posições na classificação do Campeonato Italiano e alcançaram o 9º lugar.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
De Sciglio, Rami, Zaccardo, Constant
Montolivo, De Jong (Muntari)
Honda (Pazzini), Taarabt, Kaká (Poli)
Balotelli


23ª rodada, Sábado 8 Fevereiro 2014, NAPOLI  3 X 1  MILAN

Marcadores: Taarabt aos 7 pt, Inler aos 10 pt, Higuain aos 10 st e aos 36 st.

Acabou a invencibilidade de Seedorf no comando do Milan, no Campeonato Italiano. Os rubro-negros foram derrotados pelo Napoli por 3 a 1, fora de casa e caíram para a 11° posição na classificação.
O primeiro tempo foi muito movimentado. O Napoli mandava na partida enquanto o Milan apostava no contra-ataque. Aos 7 minutos, o marroquino estreante Taarabt aproveitou um espaço vazio na defesa napolitana, avançou e finalizou na entrada da área, abrindo o placar para o Milan. A resposta napolitana não demorou. Aos 10 minutos, Inler acertou um chute de fora da área para empatar o jogo. A bola desviou em De Jong e encobriu Abbiati.
O Napoli continuou pressionando na segunda etapa e a pressão deu resultados. Aos 10 minutos Inler fez um lançamento espetacular para Higuain, que surpreendeu o apático Mexes e mandou de cabeça no canto de Abbiati: 2 a 1.
Em desvantagem, o Milan passou a atacar desordenadamente e o Napoli aproveitou para marcar o terceiro gol. Aos 36 minutos, Hamsik enfiou excelente bola para Callejón, que rolou para Higuain, livre, marcar o seu segundo gol e sacramentar a vitória do Napoli.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
De Sciglio, Rami, Mexes, Emanuelson (Montolivo)
Essien, De Jong
Abate, Taarabt, Robinho (Kaká)
Balotelli (Pazzini)


22ª rodada, Sábado 1° Fevereiro 2014, MILAN  1 X 1  TORINO

Marcadores: Immobile aos 20 pt e Rami aos 4 st.

Depois de duas vitórias consecutivas no Campeonato Italiano, sob o comando de Clarence Seedorf, o Milan procurava a terceira vitória seguida. Mas, mesmo atuando em casa, o Milan não passou de um empate com o Torino neste sábado, por 1 a 1, e caiu para a 10ª posição da tabela da competição. No Sábado que vem, o Milan terá a dura missão de enfrentar o Napoli fora de casa.
Mesmo jogando na casa do adversário, foi o Torino que começou melhor e abriu o placar aos 20 minutos. O atacante Immobile arrancou em contra-ataque, deu um drible desconcertante em Bonera e tocou na saída do goleiro Abbiati abrindo o placar. O empate do Milan saiu no início do segundo tempo. Aos 4 minutos, Rami recebeu na intermediária, avançou e bateu cruzado para igualar o placar.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
De Sciglio, Rami, Bonera, Emanuelson
Muntari (De Jong), Montolivo
Honda (Petagna), Kaká, Robinho (Saponara)
Pazzini


21ª rodada, Domingo 26 Janeiro 2014, CAGLIARI  1 X 2  MILAN

Marcadores: Sau aos 28 pt, Balotelli aos 42 st e Pazzini aos 44 st.

Parecia ser a primeira derrota do Milan no Campeonato Italiano sob o comando de Clarence Seedorf. De fato, por causa de um erro grotesco do goleiro Amelia, o Milan perdia para o Cagliari por 1 a 0 até os 42 minutos do segundo tempo. Mas o Milan conseguiu virar o placar!
Aos 42 minutos da etapa complementar, o meia adversário Cabrera colocou a mão na bola, de forma infantil, na linha da entrada da área, e o árbitro assinalou a falta. Balotelli cobrou com categoria, e o goleiro Avramov sequer se mexeu. Era o empate.
Mas os rubro-negros queriam mais e permaneceram no ataque. Dois minutos depois, em ação de escanteio cobrado por Honda, a bola chegou na área para Pazzini completar para o gol e garantir a virada fora de casa.
Os cinco minutos de acréscimo não foram suficientes para o Cagliari mudar novamente o placar. O árbitro apitou e foi uma festa para os jogadores do Milan que subiram para a 9ª posição do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Amelia
De Sciglio, Rami, Bonera, Emanuelson (Abate)
De Jong (Muntari), Montolivo
Honda, Kaká, Robinho (Pazzini)
Balotelli


20ª rodada, Domingo 19 Janeiro 2014, MILAN  1 X 0  VERONA

Marcador: Balotelli de pênalti aos 37 st.

Na estreia de Clarence Seedorf como treinador, o Milan fez a sua parte e venceu o Verona por 1 a 0, no estádio San Siro, com um gol de Mario Balotelli, de pênalti. O atacante italiano, na comemoração, dedicou o gol ao novo comandante rubro-negro. Quem também se destacou na estreia do treinador holandês foi o brasileiro Kaká. Apesar da vitória, o Milan permaneceu na 11ª colocação na tabela de classificação do Campeonato Italiano.
Foi um novo Milan, com uma formação mais ousada. Em vez dos três volantes habituais de Allegri, Seedorf apostou num time mais ofensivo, com quatro jogadores (Balotelli, Kaká, Robinho e Honda) responsáveis pela criação das jogadas de ataque.
O gol do Milan saiu somente na etapa final, faltando apenas oito minutos para o fim. Kaká tabelou com Petagna e foi derrubado na área. Pênalti para o Milan. Balotelli cobrou e garantiu a vitória e três pontos muito importantes.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Bonera (Silvestre), Emanuelson
De Jong, Montolivo
Honda (Birsa), Kaká, Robinho (Petagna)
Balotelli


19ª rodada, Domingo 12 Janeiro 2014, SASSUOLO  4 X 3  MILAN

Marcadores: Robinho aos 9 pt, Balotelli aos 13 pt, Berardi aos 15 pt, aos 27 pt, aos 40 pt e aos 2 st, Montolivo aos 40 st.

O Milan jogou neste Domingo, na cidade de Reggio Emilia, contra o Sassuolo que disputa a Série A pela primeira vez na história. O Sassuolo vinha de quatro derrotas seguidas e não marcava um gol há mais de 400 minutos. Aos 13 minutos do primeiro tempo o Milan já estava ganhando com o placar de 2 a 0, gols de Robinho e Balotelli. Portanto parecia que o Milan ganharia facilmente esta partida!
Mas... Domenico Berardi, jovem de apenas 19 anos, conseguiu marcar 4 gols e no início do segundo tempo o Sassuolo estava ganhando por 4 a 2! Durante todo o segundo tempo, o Milan tentou alcançar pelo menos o empate, mas conseguiu fazer somente um gol com Montolivo. Também a sorte não estava do lado do Milan: Honda acertou o poste esquerdo e Pazzini o travessão.
O Milan permaneceu na 11ª posição da classificação a 30 (trinta) pontos da líder Juventus e a apenas 6 pontos da zona de rebaixamento. O treinador Allegri foi demitido.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Bonera, Emanuelson
Cristante (Pazzini), De Jong, Nocerino (Montolivo)
Kaká
Robinho (Honda), Balotelli


18ª rodada, Segunda-feira 6 Janeiro 2014, MILAN  3 X 0  ATALANTA

Marcadores: Kaká aos 34 pt e aos 20 st, Cristante aos 22 st.

Em fase ruim no Campeonato Italiano, o Milan recebeu a Atalanta nesta segunda-feira, no estádio San Siro. A equipe rubro-negra superou os adversários por 3 a 0 e subiu duas posições na classificação. Agora ocupa a 11ª posição. O destaque do jogo foi o brasileiro Kaká que marcou o centésimo gol com a camisa do Milan.
No primeiro tempo, o Milan pressionou os visitantes e, aos 34 minutos, Kaká executou bela jogada, invadiu a grande área pela esquerda e, na saída do goleiro, chutou cruzado para fazer o seu centésimo gol pelo Milan. Na comemoração, o brasileiro mostrou uma camisa com o número 100.
Aos 20 minutos do segundo tempo, Balotelli iniciou uma jogada pela direita e cruzou para Robinho. O atacante não conseguiu dominar, mas a bola sobrou para Kaká, que empurrou para o fundo das redes: 2 a 0. Este foi o seu gol número 101 com a camisa do Milan.
O terceiro gol saiu dois minutos depois, com Cristante (jovem de apenas 18 anos) que arriscou um forte chute de fora da área. A bola explodiu na trave direita e entrou nas redes.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Zapata (Rami), Mexes, Emanuelson
Cristante, De Jong, Nocerino
Kaká
Matri (Balotelli), Robinho (Poli)


17ª rodada, Domingo 22 Dezembro 2013, INTER  1 X 0  MILAN

Marcador: Palacio aos 41 st.

Sob o olhar de Luiz Felipe Scolari, Kaká se esforçou e teve uma atuação boa no derby contra a Inter, mas não foi suficiente para evitar a derrota do Milan, por 1 a 0, no estádio San Siro.
Kaká jogou os 90 minutos de forma intensa. Buscou espaços, levou perigo ao gol da Inter e tramou algumas jogadas com Balotelli. Deve ter deixado boa impressão em Felipão, que foi para a Europa para assistir a algumas partidas dos campeonatos locais e observar jogadores que podem ser convocados pela seleção.
O jogo foi bastante movimentado e o Milan foi um pouco superior na etapa inicial. O segundo tempo começou com a Inter indo para cima. O Milan mostrava cansaço. Aos 41 minutos, o interista Guarin foi à linha de fundo pelo lado direito e cruzou rasteiro para o argentino Palacio, que se antecipou à defesa e definiu para o gol com um lindo gol de letra. O Milan caiu para a 13ª colocação no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Bonera, Constant (Emanuelson)
Poli (Pazzini), De Jong, Muntari
Saponara (Matri), Kaká
Balotelli


16ª rodada, Segunda-feira 16 Dezembro 2013, MILAN  2 X 2  ROMA

Marcadores: Destro aos 13 pt, Zapata aos 30 pt, Strootman de pênalti aos 6 st e Muntari aos 31 st.

A Roma esteve à frente do placar por duas vezes, mas não conseguiu conter o ímpeto do Milan que empatou as duas vezes e no fim teve chances até de virar o placar. O empate em 2 a 2 acabou não sendo bom para nenhum dos dois lados. A vice-líder Roma deixou a Juventus abrir cinco pontos de vantagem na ponta, enquanto o Milan caiu para a 10ª posição da tabela.
No primeiro tempo a Roma passou em vantagem com Destro e o Milan empatou com Zapata.
A equipe de Allegri voltou do intervalo sem seu experiente goleiro Abbiati, que teve um problema gastrointestinal e precisou ser substituído pelo jovem brasileiro Gabriel. A pouca experiência do goleiro reserva foi sentida logo aos 6 minutos, quando Gervinho escapou em velocidade e chegou às imediações do lado esquerdo da área. Gabriel se afobou na saída do gol e acertou um carrinho no atacante da Roma. O juiz marcou pênalti que Strootman cobrou botando a Roma novamente em vantagem.
O Milan não se desanimou, cresceu no jogo e lutou até chegar ao empate, aos 31 minutos: Kaká lançou Balotelli, que tocou no lado direito para Muntari invadir a área e chutar seco, no cantinho, sem dar chances ao goleiro De Sanctis.
Os minutos finais foram eletrizantes. Balotelli teve a chance da virada aos 47 minutos, quando ficou cara a cara com De Sanctis, mas seu chute tirou tinta da trave e não entrou.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati (Gabriel)
De Sciglio, Zapata, Bonera, Emanuelson (Zaccardo)
Poli (Matri), De Jong, Muntari
Montolivo, Kaká
Balotelli


15ª rodada, Sábado 7 Dezembro 2013, LIVORNO  2 X 2  MILAN

Marcadores: Balotelli aos 7 pt, Siligardi aos 26 pt, Paulinho aos 13 st e Balotelli aos 37 st.

O Milan escapou de uma derrota para o modesto Livorno, neste Sábado, graças ao craque Mario Balotelli. Com dois gols, o atacante garantiu o 2 a 2 do Milan, fora de casa. O empate fez com que o Milan caísse para a 9ª colocação, com 18 pontos.
O Milan começou a partida com muito empenho e logo aos 7 minutos veio o primeiro gol: Kaká fez boa jogada pela esquerda, foi à linha de fundo e cruzou rasteiro. Na área, Balotelli conseguiu desviar para o fundo do gol.
Inexplicavelmente o Milan diminuiu o ritmo e o Livorno começou a pressionar e conseguiu virar o placar com gols de Siligardi aos 26 minutos do primeiro tempo e Paulinho aos 13 minutos da etapa final.
Quando tudo caminhava para a vitória dos donos da casa, Balotelli apareceu para salvar o Milan. Aos 37 minutos, cobrou falta com uma bomba que entrou no ângulo do goleiro Bardi: um golaço que empatou o jogo. Alguns minutos mais tarde, Super-Mario ainda chutou uma bola no travessão e não conseguiu dar a vitória ao Milan.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Gabriel
Poli (De Sciglio), Zapata, Mexes, Emanuelson
Montolivo, De Jong, Nocerino (Niang)
Birsa (El Shaarawy), Kaká
Balotelli


14ª rodada, Domingo 1° Dezembro 2013, CATANIA  1 X 3  MILAN

Marcadores: Castro aos 13 pt, Montolivo aos 19 pt, Balotelli aos 18 st e Kaká aos 36 st.

A semana que precedeu a partida deste Domingo foi muito movimentada: o administrador delegado Galliani pediu demissão mas, após uma reunião com o mesmo Berlusconi, resolveu permanecer no clube.
Além disso o técnico Allegri não pôde contar com 10 jogadores (Abbiati, Amelia, Abate, De Sciglio, Zaccardo, Mexes, Muntari, Pazzini e Robinho, todos machucados, e Zapata suspenso). Allegri foi obrigado a utilizar Poli na zaga.
Apesar de tudo isso, o Milan derrotou o Catania, lanterna do campeonato, com o placar de 3 a 1. Trata-se da primeira vitória fora de casa nesta temporada. O Milan subiu para a 8ª posição na classificação do Campeonato Italiano.
Como era esperado, o Milan começou melhor mas foi o Catania quem abriu o placar, aos 13 minutos, com Castro que aproveitou uma bobagem da zaga do Milan.
O Milan empatou em seguida, aos 19 minutos quando Emanuelson cruzou nos pés de Montolivo, que bateu de primeira e fez um belo gol.
O segundo tempo foi bastante movimentado. Aos 18 minutos, Balotelli cobrou uma falta com muita categoria e virou o placar para o Milan.
O Milan definiu o jogo aos 36 minutos. Kaká recebeu no bico da grande área, invadiu e bateu por cima do goleiro para fazer seu gol de número 99 com a camisa do Milan.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Gabriel
Poli, Silvestre, Bonera, Emanuelson
Montolivo, De Jong, Nocerino
Birsa (El Shaarawy), Kaká
Balotelli (Matri)


13ª rodada, Sábado 23 Novembro 2013, MILAN  1 X 1  GENOA

Marcadores: Kaká aos 4 pt e Gilardino de pênalti aos 8 pt.

Neste sábado, o brasileiro Kaká jogou bem, correu muito, armou o jogo e fez um gol logo aos 4 minutos, aproveitando um longo lançamento de De Jong. Mas o Genoa empatou alguns minutos depois com Gilardino, cobrando pênalti.
O Milan teve a oportunidade de ganhar o jogo aos 35 minutos do primeiro tempo quando o juiz concedeu um pênalti a favor do Milan e expulsou o genoano Manfredini. Infelizmente Balotelli errou o pênalti! É o segundo pênalti seguido que ele erra!
Apesar de jogar durante uma hora em 11 contra 10, o Milan não conseguiu fazer o gol da vitória e a partida terminou empatada. Balotelli foi considerado o maior responsável por este novo tropeço do Milan que caiu para a13ª posição na classificação do Campeonato Italiano.
A fraca atuação revoltou os torcedores, que resolveram impedir que o elenco saísse do estádio. A situação só se acalmou quando o brasileiro Kaká e o goleiro Abbiati foram até os líderes da torcida, prometendo mais empenho do time para reverter a situação.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Zapata, Bonera, Emanuelson
Poli (Robinho), De Jong, Muntari (Birsa)
Kaká
Matri, Balotelli


12ª rodada, Domingo 10 Novembro 2013, CHIEVO  0 X 0  MILAN

Os problemas do Milan continuam após o empate sem gols com o Chievo, lanterna do Campeonato Italiano. O Milan, sem o atacante Mario Balotelli, suspenso, completou a sexta partida seguida sem vitória (quatro no Campeonato e duas na Champions) aumentando a pressão em cima do técnico Massimiliano Allegri.
O Milan, que venceu apenas três vezes no campeonato, dominou o jogo e quase ganhou quando Robinho acertou o poste a 10 minutos do fim e Kaká errou o chute quando pegou o rebote.
O Milan após este empate subiu para o 10º lugar, mas está apenas 4 pontos acima da zona de rebaixamento.

Escalação do Milan (4-4-2)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Emanuelson
Poli (Constant), Montolivo, De Jong, Muntari (Robinho)
Matri, Kaká (Cristante)


11ª rodada, Sábado 2 Novembro 2013, MILAN  0 X 2  FIORENTINA

Marcadores: Vargas aos 27 pt e Borja Valero aos 28 st.

Nem Kaká, tampouco Balotelli foram capazes de dar luz ao Milan. Com uma atuação pouco produtiva, o Milan novamente decepcionou a sua torcida no estádio San Siro ao perder para a Fiorentina, por 2 a 0, neste sábado.
O peruano Vargas, em cobrança de falta desviada em Muntari, aos 27 minutos do primeiro tempo, e o espanhol Borja Valero, aproveitando rebote do goleiro brasileiro Gabriel, aos 28 da etapa final, anotaram os gols da partida.
Após o segundo gol da Fiorentina, o vice-presidente do Milan Adriano Galliani deixou as tribunas do estádio e deixou claro seu descontentamento com a equipe comandada por Massimiliano Allegri. Após esta derrota o Milan caiu para a 11ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Gabriel
Abate, Zaccardo, Zapata, Constant
Montolivo, De Jong, Muntari (Saponara)
Birsa (Niang), Balotelli, Kaká


10ª rodada, Quarta-feira 30 Outubro 2013, MILAN  1 X 1  LAZIO

Marcadores: Kaká aos 9 st e Ciani aos 27 st.

Ao que parece, a mudança de clube fez bem ao Kaká. Com uma boa atuação e um golaço, o brasileiro foi um dos destaques no empate por 1 a 1 entre o Milan e a Lazio, nesta quarta-feira, pela décima rodada do Campeonato Italiano.
Se já tinha realizado uma boa partida contra o Barcelona pela Champions League, Kaká mais uma vez demonstrou estar à vontade com o retorno ao Milan. O brasileiro abusou das arrancadas e criou boas oportunidades ao longo do duelo.
O meia ainda deu um toque especial à sua atuação com um golaço de fora da área. Aos 9 minutos do segundo tempo, Kaká recebeu de Balotelli pela esquerda, se livrou da marcação e bateu com curva no ângulo (1 a 0). Ele ainda foi aplaudido de pé pela torcida rubro-negra ao ser substituído por Robinho, já nos minutos finais. A festa do Milan só não foi completa porque o francês Ciani apareceu livre entre os zagueiros e, de cabeça, empatou o confronto aos 27 minutos (1 a 1).
Após este empate, o Milan permanece na 10ª posição do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Gabriel
Abate, Zaccardo, Zapata, De Sciglio
Montolivo, De Jong, Muntari (Poli)
Birsa (Matri), Balotelli, Kaká (Robinho)


9ª rodada, Domingo 27 Outubro 2013, PARMA  3 X 2  MILAN

Marcadores: Parolo aos 11 pt, Cassano aos 45 pt, Matri aos 16 st, Silvestre aos 18 st e Parolo aos 49 st.

O Milan terminou a primeira etapa perdendo por dois gols de diferença (Parolo aos 11 minutos e Cassano aos 45 marcaram para o Parma). No segundo tempo, o jogo seguiu muito disputado e, aos 14 minutos, Gargano acertou a trave de Gabriel e desperdiçou a chance de abrir 3 a 0. Aí veio o castigo. Dois minutos mais tarde, Matri, que entrara no lugar de Balotelli, bateu cruzado no canto direito do goleiro Mirante e diminuiu o placar (é o primeiro gol marcado por Matri com a camisa do Milan). Na jogada seguinte, em ação de escanteio, o zagueiro Silvestre cabeceou para o gol e igualou o marcador (também para Silvestre trata-se do primeiro gol para o Milan).
O Milan, então, foi para cima em busca da virada. Kaká, que entrara no lugar de Poli, melhorou o desempenho da equipe e quase fez o gol da virada, mas o goleiro Mirante defendeu. O Milan seguiu pressionando, mas acabou sofrendo um duro golpe quando o resultado parecia definido. Aos 49 minutos, Parolo cobrou falta de longa distância, a bola passou pelo meio da barreira e enganou o goleiro Gabriel: 3 a 2. Com esta derrota o Milan caiu para a 10ª posição (a 16 pontos da líder Roma!).

Escalação do Milan (4-3-3)
Gabriel
Abate, Silvestre, Zapata, Constant
Montolivo, De Jong, Poli (Kaká)
Birsa, Balotelli (Matri), Robinho (Saponara)


8ª rodada, Sábado 19 Outubro 2013, MILAN  1 X 0  UDINESE

Marcador: Birsa aos 22 pt.

O Milan, após ter jogados as três últimas partidas sem Balotelli, suspenso por ter xingado o juiz no fim do jogo contra o Napoli, teve que jogar novamente sem ele neste Sábado, contra a Udinese, porque lesionado após jogar pela Seleção Italiana.
No Milan fez a sua estreia o jovem goleiro brasileiro Gabriel (21 anos) porque Abbiati está machucado. Também o argentino Silvestre estreou no Milan, no lugar de Mexes suspenso. Aos 32 minutos do segundo tempo, o técnico Allegri colocou em campo Kaká, sob os aplausos da torcida rubro-negra presente no estádio. O brasileiro tinha jogado a sua última partida com a camisa do Milan no estádio San Siro em 24 de Maio de 2009, há mais de quatro anos.
O herói do jogo foi Walter Birsa que, aos 22 minutos do primeiro tempo, marcou o gol da vitória do Milan: Robinho recebeu na entrada da área e rolou para trás para o esloveno chutar de primeira, colocado, e marcar um golaço. Após esta vitória, o Milan subiu para a 8ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Gabriel
Abate, Silvestre, Zapata, Constant
Poli, Montolivo, Muntari (Nocerino)
Birsa (Niang), Matri (Kaká), Robinho


7ª rodada, Domingo 6 Outubro 2013, JUVENTUS  3 X 2  MILAN

Marcadores: Muntari ao 1° pt, Pirlo aos 14 pt, Giovinco aos 23 st, Chiellini aos 29 st e Muntari aos 44 st.

O Milan precisou de apenas 20 segundos para balançar a rede do gol da Juventus neste domingo, em Turim. Porém, o time da casa não se abalou, conseguiu a virada e venceu por 3 a 2. Após esta derrota, o Milan, que não pôde contar com Balotelli (suspenso) e Kaká, El Shaarawy, Pazzini, Birsa, Bonera, De Sciglio e Silvestre (todos lesionados), caiu para a 12ª posição na classificação.
O clássico em Turim começou com uma bela festa da torcida da Juventus nas arquibancadas, com milhares de bandeiras. Porém, o setor milanista foi o primeiro a comemorar: logo após o pontapé inicial, Robinho rolou para Nocerino que arriscou de fora da área. A bola chegou a Muntari que chutou sem defesa para o goleiro Buffon (0 a 1).
Em seguida, a Juventus passou a dominar a partida e chegou ao empate aos 14 minutos, quando Pirlo cobrou falta por cima da barreira, no meio do gol. Abbiati chegou a tocar na bola, mas não conseguiu evitar o gol do ex-jogador do Milan (1 a 1).
Aos 21 minutos do segundo tempo, o treinador da Juventus colocou Giovinco no lugar de Quagliarella. Dois minutos depois, o mesmo Giovinco invadiu a área, deixou Zapata no chão e marcou um belo gol (2 a 1). Ainda deu tempo para mais um: Pirlo cobrou falta no travessão, Chiellini aproveitou o rebote na área e fez o terceiro, aos 29 minutos (3 a 1). Aos 44 minutos, Muntari arriscou de fora, a bola desviou na zaga, enganou Buffon e entrou (3 a 2).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Constant
Nocerino, De Jong (Poli), Muntari
Montolivo
Matri, Robinho (Zaccardo)


6ª rodada, Sábado 28 Setembro 2013, MILAN  1 X 0  SAMPDORIA

Marcador: Birsa ao 1° st.

Precisando se recuperar na tabela, o Milan recebeu a Sampdoria no estádio San Siro em jogo válido pela sexta rodada da Serie A. Sem uma legião de jogadores machucados (Pazzini, El Shaarawy, Kaká, Montolivo, Saponara, De Sciglio, Bonera e Silvestre) e sem a sua estrela maior, Mario Balotelli - suspenso por três partidas, o Milan venceu por 1 a 0, com gol de Birsa, e subiu para a 8ª posição na classificação.
O Milan passou em vantagem logo no início do segundo tempo. Robinho pegou a bola pela esquerda e tocou para Birsa, que acertou um chute forte e rasteiro para balançar a rede. Logo depois, o próprio Robinho poderia ter marcado o segundo gol, mas perdeu uma oportunidade de forma bizarra, embaixo da trave, sozinho e sem goleiro.
Com o placar a favor, o Milan começou o seu tradicional toque de bola chamando o adversário para o seu campo. Com a vitória, o Milan vai mais tranquillo para a partida da próxima terça-feira, contra o Ajax, na Holanda, em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Champions League.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zaccardo, Zapata, Mexes, Constant
Poli (Nocerino), De Jong, Muntari (Emanuelson)
Birsa (Niang)
Matri, Robinho


5ª rodada, Quarta-feira 25 Setembro 2013, BOLOGNA  3 X 3  MILAN

Marcadores: Poli aos 12 pt, Laxalt aos 33 pt e aos 7 st, Cristaldo aos 17 st, Robinho aos 44 st e Abate aos 46 st.

Nesta quarta-feira o Milan mostrou um poder de reação impressionante e escapou de uma derrota que parecia certa. Estava perdendo por 3 a 1 até os últimos minutos, mas conseguiu fazer dois gols em curto espaço de tempo e empatar o jogo. O Milan chegou aos 5 pontos e ocupa a 12ª posição no Campeonato Italiano.
O Bologna começou mais insinuante, mas foi o Milan quem primeiro abriu o placar aos 12 minutos: Robinho deu uma linda assistência para Poli e o meio-campista não desperdiçou (0 a 1). Depois do gol, Matri perdeu três boas oportunidades e como diz o provérbio, quem não faz toma.
O uruguaio Laxalt empatou ainda no primeiro tempo (1 a 1). Após o intervalo, aos 8 minutos, o mesmo Laxalt virou o placar (2 a 1). Sentindo o bom momento, o Bologna não respeitou a grandeza do Milan, partiu para cima e foi recompensado. Diamanti cruzou da esquerda e Cristaldo marcou o terceiro gol (3 a 1).
A vitória do Bologna parecia garantida, mas no futebol o jogo só é vencido após o apito final do juiz. Aos 44 minutos Robinho diminuiu para o Milan (2 a 3) e, no lance seguinte, obrigou o goleiro Curci a fazer boa defesa. No entanto Abate apareceu para pegar o rebote e deixar tudo igual (3 a 3!).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Constant
Poli (Emanuelson), De Jong, Nocerino (Muntari)
Birsa (Niang)
Matri, Robinho


4ª rodada, Domingo 22 Setembro 2013, MILAN  1 X 2  NAPOLI

Marcadores: Britos aos 6 pt, Higuain aos 8 st e Balotelli aos 46 st.

O duelo entre Milan e Napoli, neste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Italiano, serviu para quebrar marcas. A primeira delas foi a vitória do Napoli após 27 anos. De fato o Napoli tinha derrotado o Milan, em Milão, pela última vez em 13 de Abril de 1986, com o placar de 2 a 1, gols de Giordano e Maradona para o Napoli e de Di Bartolomei para o Milan.
Na outra queda de tabu, Balotelli perdeu seu primeiro pênalti da carreira. Até agora ele tinha cobrado 21 pênaltis, todos transformados.
A partida foi caracterizada, no bem e no mal, pelo comportamento de Balotelli:
a) aos 15 st, quando o Napoli já estava ganhando por 2 a 0, Balotelli teve a chance de diminuir a diferença. O juiz Banti concedeu um pênalti a favor do Milan por falta de Albion sobre o mesmo Balotelli. Ele cobrou mas perdeu o primeiro pênalti da sua carreira ao chutar rasteiro nas mãos do goleiro Reina.
b) aos 26 st, assistência perfeita de Matri para Balotelli que chutou de pé esquerdo, mas acertou o travessão.
c) aos 46 st, já nos acréscimos, Balotelli acertou um belo chute de fora da área e marcou um golaço, diminuindo a diferença.
d) após o apito final, Balotelli foi tirar satisfações com a arbitragem e recebeu cartão vermelho. Poderá ser suspenso por três rodadas.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate (Nocerino), Zapata, Mexes, Emanuelson
Poli (Niang), De Jong, Muntari
Birsa (Robinho)
Matri, Balotelli


3ª rodada, Sábado 14 Setembro 2013, TORINO  2 X 2  MILAN

Marcadores: D'Ambrosio ao 1° st, Cerci aos 26 st, Muntari aos 42 st e Balotelli de pênalti aos 52 st.

A partida deste Sábado marcou a reestreia do brasileiro Kaká no Milan, após quatro temporadas no Real Madrid. Mas ele jogou somente 69 minutos porque foi obrigado a sair de campo por uma lesão na coxa esquerda que pode afastá-lo do time por um mês. Também o seu desempenho foi criticado. Ele não deu as suas características arrancadas em velocidade em direção ao gol. O Kaká que entrou no gramado não foi aquele que deixou a Itália há quatro anos.
O Milan mostrou um jogo inconsistente, lento, previsível e nunca perigoso e quando faltavam poucos minutos para acabar o jogo, o Torino estava em vantagem de dois gols. Mas o Milan soube reagir!
Aos 42 minutos, mesmo caído, Muntari pegou rebote na meia-lua e chutou. A bola entrou devagar no canto direito do goleiro Padelli (2 a 1). Aos 47 minutos, Poli, sozinho, recebeu a bola dentro da área e foi derrubado por Pasquale. O juiz concedeu o pênalti. Os jogadores do Torino reclamaram bastante, mas não teve jeito. Depois de muita discussão, Balotelli cobrou com a habitual categoria: bola de um lado, goleiro do outro e o Milan conseguiu um empate que parecia impossível (2 a 2).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zaccardo, Zapata, Mexes, Emanuelson
Montolivo (Poli), De Jong, Muntari
Kaká (Birsa)
Robinho (Matri), Balotelli


2ª rodada, Domingo 1° Setembro 2013, MILAN  3 X 1  CAGLIARI

Marcadores: Robinho aos 8 pt, Mexes aos 30 pt, Sau aos 33 pt e Balotelli aos 17 st.

Ao mesmo tempo em que o vice-presidente Adriano Galliani negociava, na cidade de Madri, o retorno de Kaká, o Milan estava em campo buscando a primeira vitória no Campeonato Italiano. A equipe não decepcionou e venceu o Cagliari por 3 a 1, neste domingo, pela segunda rodada do Campeonato Italiano. O brasileiro Robinho, que não marcava desde o dia 9 de dezembro do ano passado, voltou a comemorar um gol com a camisa do Milan. Balotelli também fez o seu.
O primeiro gol foi marcado aos oito minutos do primeiro tempo. Balotelli cruzou do lado direito e a bola sobrou para Robinho que, sem marcação, chutou e marcou (1 a 0).
O segundo gol rubro-negro foi marcado aos 30 minutos: Robinho cruzou, Balotelli chutou, o goleiro espalmou e Mexes concluiu (2 a 0). O Cagliari respondeu na jogada seguinte. Sau arriscou de longe e fez um belo gol, acertando o ângulo do goleiro (2 a 1).
Na segunda etapa, aos 16 minutos, Balotelli acabou com as chances de empate do Cagliari. Após cruzamento, a defesa adversária afastou mal e a bola sobrou para Balotelli que chutou com tranquilidade e marcou o terceiro gol do Milan.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Emanuelson
Poli (Nocerino), De Jong, Muntari
Montolivo (El Shaarawy)
Robinho (Matri), Balotelli


1ª rodada, Sábado 24 Agosto 2013, VERONA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Poli aos 14 pt, Toni aos 30 pt e aos 8 st.

O Milan teve uma estreia desagradável nesta temporada 2013/14. Os rubro-negros jogaram fora de casa contra o Verona, que acabara de voltar da segunda divisão, e foram surpreendidos: levaram 2 a 1 de virada, na primeira rodada do Campeonato Italiano.
O Verona chegou à vitória com o antigo ídolo italiano Luca Toni, de 36 anos, que marcou os dois gols da virada.
O Milan saiu na frente aos 14 minutos do primeiro tempo quando Balotelli tocou para Poli, que recebeu na entrada da área, passou entre dois marcadores e tocou na saída do goleiro brasileiro Rafael. Mas, aos 30 minutos, Toni ganhou de Constant pelo alto, em cobrança de escanteio, e cabeceou para o fundo das redes, empatando o confronto.
O gol da virada veio aos 8 minutos do segundo tempo, em jogada de contra-ataque. Jankovic cruzou na área, na segunda trave, onde Toni apareceu bem posicionado mais uma vez para desviar de cabeça. A partir daí, o Milan tentou pressionar o Verona, mas sem sucesso e amargou a primeira derrota desta temporada.
A vitória do Verona foi merecida. O Milan mostrou um desempenho ruim em termos de convicção, concentração e força de vontade.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Constant (Robinho)
Poli, Montolivo, Nocerino
Niang (Emanuelson), Balotelli, El Shaarawy (Petagna)


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!