milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2012/13

38ª rodada, Domingo 19 Maio 2013, SIENA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Terzi aos 25 pt, Balotelli de pênalti aos 39 st e Mexes aos 42 st.

Neste domingo, última rodada da temporada 2012/13, o Milan jogou fora de casa contra o já rebaixado Siena com a obrigação de ganhar para garantir o 3° lugar na classificação e a participação na próxima Champions League. No fim, o Milan conseguiu, mas não foi nada fácil, como mostrado a seguir:
a) no início, com todos os times no 0 a 0, o Milan tinha 70 pontos e a Fiorentina 68. Isto garantia o Milan na Champions.
b) aos 16 pt a Fiorentina passou em vantagem na cidade de Pescara. Agora Fiorentina 70, Milan 70. Apesar de terem os mesmos pontos, a Fiorentina estava na Champions porque levava vantagem nos confrontos diretos (3-1 e 2-2).
c) aos 25 pt o Siena surpreendeu o Milan e passou em vantagem com Terzi. Agora Fiorentina 70, Milan 69 e Fiorentina na Champions.
d) aos 28 pt Balotelli cabeceou no travessão do gol do Siena. Tudo parecia dar errado para o Milan.
e) aos 24 st capitão Ambrosini foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. A este ponto a Champions League parecia impossível para os torcedores rubro-negros porque o Milan jogava em 10 contra 11 e precisava marcar 2 gols. Mas ....
f) aos 25 min st também o senês Terlizzi recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. A paridade numérica foi restabelecida.
g) aos 39 min st o árbitro Bergonzi viu um agarrão no atacante Balotelli dentro da área e concedeu o pênalti. O mesmo Balotelli cobrou e marcou. Agora Fiorentina 70, Milan 70. A Fiorentina ainda estava classificada para a Champions League.
h) aos 42 min st aconteceu o que parecia impossível: Mexes marcou o gol do 2 a 1 para o Milan. Milan 72, Fiorentina 70 e Milan classificado para a próxima Champions League !

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate (Constant), Zapata, Mexes, De Sciglio
Montolivo, Ambrosini, Nocerino (El Shaarawy)
Niang (Pazzini), Balotelli, Robinho


37ª rodada, Domingo 12 Maio 2013, MILAN  0 X 0  ROMA

Neste Domingo o Milan jogou contra a Roma no estádio San Siro e se tivesse ganhado teria já garantido a participação na Champions League da próxima temporada. Mas não foi além de um empate sem gols porque foi penalizado pelo comportamento infantil de Muntari no fim do primeiro tempo. Balotelli fez falta no brasileiro Marquinho e levou cartão amarelo. Revoltado com a decisão do árbitro, Muntari abraçou o juiz e tentou tirar o cartão de suas mãos. Muntari acabou expulso obrigando o Milan a jogar todo o segundo tempo em inferioridade numérica.
O Milan continua na 3ª posição no Campeonato Italiano, com 69 pontos, somente 2 pontos na frente da Fiorentina. O Milan deverá ganhar o próximo jogo contra o já rebaixado Siena, para garantir a sua participação na próxima Champions League.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Mexes, Constant
Flamini (Pazzini), Ambrosini, Muntari
Boateng (Nocerino), Balotelli, El Shaarawy (Robinho)


36ª rodada, Quarta-feira 8 Maio 2013, PESCARA  0 X 4  MILAN

Marcadores: Balotelli de pênalti aos 9 pt, Muntari aos 33 pt, Flamini aos 5 st e Balotelli aos 12 st.

Nesta quarta-feira, o Milan goleou o já rebaixado Pescara por 4 a 0, fora de casa, e agora só lhe basta vencer uma das duas partidas restantes para garantir a participação na Champions League da próxima temporada. De fato, o Milan continua na 3ª posição com 68 pontos, 4 pontos na frente da Fiorentina.
O Milan começou a partida com bom ritmo ofensivo e Balotelli desperdiçou grande chance na pequena área aos dois minutos, chutando no travessão. O Milan passou em vantagem aos 9 minutos quando Cosic cometeu pênalti bobo sobre Nocerino. Balotelli cobrou, com direito a paradinha, e converteu. O Milan aumentou a vantagem aos 33 minutos quando Robinho cobrou falta e Muntari apareceu livre para chutar de primeira e aumentar o placar.
No segundo tempo, aos 5 minutos Robinho cruzou para Flamini completar para o gol do 3 a 0. Flamini voltou a aparecer bem aos 12 minutos, quando fez jogada pela direita e tocou para Balotelli que chutou forte, marcando o quarto gol do Milan. Foi o seu 11° gol em 11 jogos com o Milan pelo Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Yepes, Constant
Flamini (Traoré), Muntari, Nocerino
Niang (Pazzini), Balotelli, Robinho (El Shaarawy)


35ª rodada, Domingo 5 Maio 2013, MILAN  1 X 0  TORINO

Marcador: Balotelli aos 39 st.

Neste domingo, a Juventus derrotou o Palermo e conquistou o seu 29° título italiano, com três rodadas de antecedência. De fato, a Juventus que tem 83 pontos não poderá mais ser alcançada pelo Napoli que está com 72 pontos.
O Milan jogou, no estádio San Siro, desfalcado de Montolivo (que tem sido um de seus principais jogadores) e teve dificuldades para chegar ao gol. Somente aos 39 minutos do segundo tempo, o Milan conseguiu passar em vantagem. Nocerino levantou a bola na área do Torino, o zagueiro Mexes cabeceou para a pequena área e Balotelli surgiu entre os zagueiros para escorar para o fundo da rede e garantir o triunfo dos rubro-negros.
Deve-se notar que um dos maiores reponsáveis por esta vitória do Milan, foi o goleiro Abbiati que fez duas defesas milagrosas sobre chutes de Barreto.
O Milan continua na terceira posição do Campeonato Italiano, agora com 4 pontos de vantagem sobre a Fiorentina que foi derrotada em casa pela Roma. Juventus 83, Napoli 72, Milan 65, Fiorentina 61.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Mexes, Zapata, Constant
Flamini (Robinho), Muntari, Nocerino
Boateng (Niang), Balotelli, El Shaarawy (Pazzini)


34ª rodada, Domingo 28 Abril 2013, MILAN  4 X 2  CATANIA

Marcadores: Legrottaglie aos 30 pt, Flamini aos 45 pt, Bergessio aos 20 st, Pazzini aos 30 st e aos 32 st, Balotelli de pênalti aos 46 st.

Na metade do segundo tempo, o Milan estava perdendo com o Catania, em casa, com o placar de 1 a 2. A este ponto, o técnico Massimiliano Allegri tirou o volante Nocerino para a entrada de Pazzini. Esta substituição mudou a história da partida. Aos 30 minutos, Balotelli arriscou um chute forte de fora da área, o goleiro catanês Frison rebateu mal e Pazzini concluiu para empatar o jogo (2 a 2). Dois minutos depois, foi a vez de El Shaarawy invadir pela esquerda e bater cruzado, Frison deu rebote de novo e lá estava Pazzini para chutar no gol e conseguir a virada (3 a 2).
Ainda deu tempo para mais um gol. Aos 46 minutos, Balotelli sofreu pênalti, ele mesmo se responsabilizou pela cobrança e fez o gol do 4 a 2.
Com o resultado, o Milan chegou a 62 pontos e continua na 3ª posição da classificação do Campeonato Italiano (este lugar dá uma vaga na próxima Champions League). A Fiorentina, que derrotou a Sampdoria fora de casa, continua a apenas um ponto do Milan: Milan 62, Fiorentina 61.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
Abate, Bonera, Mexes, De Sciglio
Flamini, Montolivo, Nocerino (Pazzini)
Boateng (Niang), Balotelli, El Shaarawy (Muntari)


33ª rodada, Domingo 21 Abril 2013, JUVENTUS  1 X 0  MILAN

Marcador: Vidal de pênalti aos 12 st.

Após 14 partidas consecutivas sem perder (9 vitórias e 5 empates), o Milan foi derrotado neste Domingo pela Juventus com o placar de 1 a 0, na cidade de Turim. Apesar da derrota, o Milan continua na 3ª colocação do Campeonato Italiano com 59 pontos, mas a distância sobre a Fiorentina, 4ª colocada, agora é de apenas um ponto: Milan 59, Fiorentina 58.
O Milan jogou novamente sem Balotelli, que cumpriu o segundo jogo de suspensão. No primeiro tempo, após um bom começo, as duas equipes se acalmaram e nenhum dos dois rivais chegou a ser perigoso.
No segundo tempo, a Juventus chegou ao gol aos 12 minutos quando Asamoah ganhou de Abate e foi derrubado por Amelia (que no primeiro tempo substituíra Abbiati, machucado). O juiz concedeu o pênalti que Vidal cobrou com extrema categoria e abriu o placar para a Juventus.
O Milan tentou uma pressão no final, mas não teve sucesso e a partida terminou com a vitória da Juventus.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati (Amelia)
Abate, Zapata, Mexes, Constant
Montolivo, Ambrosini (Muntari), Boateng
Robinho (Bojan), Pazzini, El Shaarawy


32ª rodada, Domingo 14 Abril 2013, MILAN  1 X 1  NAPOLI

Marcadores: Flamini aos 30 pt e Pandev aos 33 pt.

O Milan desperdiçou a chance de se aproximar do Napoli na vice-liderança do Campeonato Italiano. Mesmo jogando em casa, não passou de um empate por 1 a 1 e continua na 3ª posição a quatro pontos do Napoli. A Fiorentina, quarta colocada, segue quatro pontos atrás do Milan. Napoli 63, Milan 59, Fiorentina 55.
A pesar de jogar sem Balotelli, o seu melhor jogador, suspenso por três rodadas por ter insultado um auxiliar de arbitragem no fim do jogo contra a Fiorentina do último domingo, o Milan passou em vantagem aos 30 minutos do primeiro tempo. Robinho arrancou pela esquerda, a zaga do Napoli tentou o corte, mas a bola sobrou limpa para Flamini que, de fora da área, pegou de primeira e venceu o goleiro De Sanctis.
A comemoração do Milan, no entanto, durou muito pouco. Três minutos depois, Pandev aproveitou cruzamento de Hamsink e deixou tudo igual no estádio San Siro.
Na etapa final, o Milan foi melhor e esteve próximo do segundo gol. No entanto, Flamini foi expulso e isto diminuiu o ímpeto ofensivo do Milan que, no fim, com um jogador a menos, ficou satisfeitos com o empate.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate (De Sciglio), Zapata, Mexes, Constant
Flamini, Montolivo, Muntari
Boateng (Niang), Pazzini, Robinho (El Shaarawy)


31ª rodada, Domingo 7 Abril 2013, FIORENTINA  2 X 2  MILAN

Marcadores: Montolivo aos 14 pt, Flamini aos 17 st, Ljajic de pênalti aos 21 st e Pizarro de pênalti aos 28 st.

O Milan começou melhor e chegou ao primeiro gol em um momento de desatenção da defesa da Fiorentina. O último homem Pizarro foi desarmado por Montolivo, que saiu na cara do goleiro e colocou no canto para abrir o placar, aos 14 minutos.
Em seguida, a missão do Milan ficou ainda mais fácil depois que Tomovic parou com uma cotovelada um contra-ataque puxado por El Shaarawy. O árbitro não perdoou e mostrou o cartão vermelho direto para o zagueiro da Fiorentina.
O Milan voltou do vestiário com mais vontade e ampliou o placar aos 17 minutos quando Montolivo cruzou forte para o meio da área, e Flamini desviou a bola para o gol: 2 a 0.
A este ponto a vitória do Milan, que ganhava por 2 a 0 e tinha em campo um jogador a mais, parecia garantida, mas.... a Fiorentina empatou! Aos 21 minutos Ljajic fez grande jogada pelo lado direito, driblou dois jogadores rubro-negros e foi derrubado por Nocerino dentro da área. O juiz marcou pênalti, que foi transformado pelo próprio Ljajic. Menos de 10 minutos depois, Cuadrado também invadiu a área e foi derrubado por De Sciglio. Mais um pênalti para o time de Florença. Pizarro bateu e empatou o jogo.
Após este empate, o Milan permanece na 3ª posição do Campeonato Italiano com 6 pontos de vantagem sobre a Fiorentina.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, De Sciglio
Flamini (Niang), Montolivo, Muntari (Nocerino)
Boateng (Pazzini), Balotelli, El Shaarawy


30ª rodada, Sábado 30 Março 2013, CHIEVO  0 X 1  MILAN

Marcador: Montolivo aos 24 pt.

Com um gol de Montolivo, o Milan bateu o Chievo por 1 a 0, fora de casa, e conquistou a sua quarta vitória consecutiva no Campeonato Italiano. O resultado deixou o Milan na terceira posição da competição, com 57 pontos, 2 pontos a menos do que o Napoli que tem 59.
O gol do Milan saiu aos 24 minutos do primeiro tempo. Balotelli cobrou falta e o goleiro Puggioni não conseguiu agarrar. Montolivo pegou o rebote e empurrou para a rede: 1 a 0.
Para facilitar ainda mais a vida do Milan, que dominou completamente a partida, o zagueiro adversário Dainelli foi expulso aos 34 minutos do segundo tempo.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Mexes, Bonera, De Sciglio
Montolivo, Ambrosini, Muntari
Robinho (Niang), Balotelli, El Shaarawy


29ª rodada, Domingo 17 Março 2013, MILAN  2 X 0  PALERMO

Marcador: Balotelli de pênalti aos 8 pt e aos 21 st.

Cinco dias depois de ser eliminado nas oitavas-de-final da Champions League sofrendo uma goleada do Barcelona por 4 a 0, o Milan sacudiu a poeira e deu a volta por cima neste domingo. Balotelli retornou ao time rubro-negro e fez os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o lanterna Palermo, no estádio San Siro.
Impedido de jogar na Champions League porque já tinha defendido o Manchester City na fase de grupos, Balotelli mostrou que, quando não joga, faz muita falta ao ataque do Milan. Logo aos 8 minutos, abriu o placar, convertendo um pênalti que ele mesmo sofreu. No segundo tempo, aos 21 minutos, marcou o segundo gol, aproveitando um rebote do goleiro.
Apesar do triunfo, o Milan permanece na terceira colocação a dois pontos do Napoli, segundo colocado: Napoli 56, Milan 54, Fiorentina 51.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Bonera, Zapata, De Sciglio
Flamini, Montolivo, Muntari
Boateng (Traoré), Balotelli, El Shaarawy (Niang)


28ª rodada, Sexta-feira 8 Março 2013, GENOA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Pazzini aos 22 pt e Balotelli aos 15 st.

Invicto em 2013 no Campeonato Italiano, o Milan deu sequência à boa fase ao vencer fora de casa o Genoa por 2 a 0, nesta sexta-feira, no estádio Luigi Ferraris de Genova. O Milan continua na 3ª posição no Campeonato Italiano, com 3 pontos de vantagem sobre a Fiorentina e a apenas 2 pontos do Napoli, 2° colocado. Napoli 53, Milan 51, Fiorentina 48.
Aos 22 minutos do primeiro tempo, mesmo mancando por causa de uma falta dura sofrida pouco antes, Pazzini aproveitou uma rebatida na área e fez um belo gol, mandando uma bomba de pé direito no ângulo do goleiro adversário. A bola explodiu no travessão e quicou dentro do gol (0 a 1). Logo depois de marcar, Pazzini teve que ser substituído por Balotelli e não terá condições de jogar a difícil partida contra o Barcelona, fora de casa, na próxima terça-feira.
No segundo tempo, brilhou a estrela de Balotelli. Aos 15 minutos, recebeu a bola por trás da zaga pela direita e, quase sem ângulo, chutou forte, ampliando a vantagem do Milan (0 a 2).
Pouco depois, o Milan ficou com um a menos. Após sofrer carrinho por trás, Constant quis briga com Bovo e foi expulso. O Milan passou a ser pressionado, sofreu alguns sustos, mas conseguiu administrar a vantagem até o apito final.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Mexes (Yepes), Constant
Flamini, Montolivo, Muntari
Niang, Pazzini (Balotelli), El Shaarawy (Abate)


27ª rodada, Sábado 2 Março 2013, MILAN  3 X 0  LAZIO

Marcadores: Pazzini aos 40 pt, Boateng aos 44 pt e Pazzini aos 15 st.

O Milan não tomou conhecimento da Lazio e goleou o adversário por 3 a 0, neste Sábado, no estádio San Siro. Pazzini, substituto de Balotelli machucado, foi o grande nome do triunfo com dois gols e participação no outro marcado por Boateng.
Com esta vitória, o Milan alcançou a terceira colocação na classificação com 48 pontos; Inter e Lazio seguem com 47 pontos.
Com o apoio da torcida, que compareceu numerosa, o Milan iniciou atacando desde os primeiros minutos. Com uma forte marcação, os comandados de Allegri envolveram rapidamente o adversário.
A expulsão de Candreva, logo aos 17 minutos, facilitou ainda mais o trabalho do Milan. Mesmo assim, o gol que abriu o caminho da vitória só aconteceu aos 40 minutos com Pazzini (1 a 0).
Após sofrer o gol, a Lazio se perdeu de vez e o Milan aproveitou para marcar o segundo, antes do intervalo, com Boateng que pegou um rebote do goleiro, após cabeceada de Pazzini.
Após o intervalo o Milan passou a cadenciar o jogo e Pazzini marcou novamente aos 15 minutos com um chute de fora da área.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata (Zaccardo), Yepes, De Sciglio
Flamini, Ambrosini, Montolivo
Boateng (Robinho), Pazzini (Niang), El Shaarawy


26ª rodada, Domingo 24 Fevereiro 2013, INTER  1 X 1  MILAN

Marcadores: El Shaarawy aos 20 pt e Schelotto aos 26 st.

A falta de precisão nas finalizações impediu ao Milan de ganhar o dérbi contra a Inter. O time perdeu várias chances claras para marcar e no final teve de se conformar com o empate por 1 a 1.
O personagem do jogo foi Balotelli. O atacante enfrentou a Inter (clube que o revelou) pela primeira vez com a camisa do Milan, e por isso não teve paz. Toda vez que tocava na bola era vaiado pela torcida da Inter, que ocupava 90% do estádio porque o time era o mandante do clássico. Balotelli poderia ter dado o troco decidindo o jogo, mas não estava numa noite feliz. Autor de quatro gols nas três primeiras partidas que disputou pelo Milan, ele não conseguiu colocar a bola na rede. Em parte por sua culpa e em parte por méritos do goleiro Handanovic, que lhe negou o gol com duas grandes defesas no primeiro tempo quando o placar já mostrava 1 a 0 para o Milan, gol de El Shaarawy aos 20 minutos.
No segundo tempo a Inter melhorou um pouco e surpreendeu o Milan aos 26 minutos quando conseguiu empatar o jogo: Nagamoto acertou um cruzamento perfeito da esquerda e Schelotto (que havia entrado dois minutos antes no lugar de Cambiasso) subiu mais que a zaga do Milan e tocou forte de cabeça para empatar o clássico.
Após este empate, o Milan caiu para a 4ª posição no Campeonato Italiano. Lazio 47, Milan 45 e Inter 44.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, De Sciglio
Nocerino, Montolivo, Muntari (Ambrosini)
Boateng (Niang), Balotelli, El Shaarawy (Bojan)


25ª rodada, Sexta-feira 15 Fevereiro 2013, MILAN  2 X 1  PARMA

Marcadores: Paletta gol-contra aos 39 pt, Balotelli aos 32 st, Sansone aos 47 st.

O começo de partida não foi fácil para o Milan. De fato o Parma, mesmo jogando fora de casa, não se intimidou e equilibrou a partida no primeiro tempo, chegando até mesmo a ter mais posse de bola. Mas, num golpe de sorte, saiu o gol do Milan aos 39 minutos. Boateng cruzou rasteiro da direita e o zagueiro argentino Paletta (que celebrava o 27º aniversario neste dia!) desviou a bola para o próprio gol, enganando o goleiro Pavarini: 1 a 0 para os donos da casa.
No segundo tempo o Milan jogou melhor e aos 32 minutos veio o golpe final pelos pés do principal jogador rubro-negro. Em bela cobrança de falta, Balotelli colocou a bola no ângulo direito do gol de Pavarini, que nada pôde fazer. Assim, Super-Mario deu mais um passo para virar ídolo milanista.
Graças às simultâneas derrotas da Lazio e da Inter, o Milan alcançou a 3ª posição no Campeonato Italiano, coisa que parecia impossível há alguns meses. Agora Milan e Lazio 44, Inter 43, Fiorentina 42.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio, Yepes, Zapata, Constant
Nocerino, Montolivo, Muntari
Niang (Traoré), Balotelli, Boateng (Bojan)


24ª rodada, Domingo 10 Fevereiro 2013, CAGLIARI  1 X 1  MILAN

Marcadores: Ibarbo aos 45 pt e Balotelli de pênalti aos 37 st.

O Milan deve agradecer a Mario Balotelli, mas, sobretudo, ao zagueiro adversário Astori. De fato, graças a uma sua falta infantil, o Milan conquistou um empate por 1 a 1, fora de casa, neste domingo. Aos 37 minutos do segundo tempo, o goleiro Agazzi rebateu um chute de De Sciglio e a bola sobrou dentro da grande área. Na disputa, Astori puxou Balotelli, cometeu pênalti e foi expulso pelo árbitro Giannoccaro. O próprio camisa 45 foi para a cobrança e, com calma, deslocou o goleiro adversário, empatando o jogo. Deve-se notar que, em toda a sua carreira, Balotelli até agora cobrou 11 pênaltis, todos transformados.
O Cagliari havia aberto o placar com Ibarbo, de cabeça, no último lance da etapa inicial, após cobrança de falta ensaiada.
Após este empate o Milan caiu para a 5ª posição na classificação do Campeonato Italiano, mas a distância do 3° lugar permanece em três pontos: Lazio 44, Inter 43, Milan 41.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Mexes, Zapata, De Sciglio
Flamini, Ambrosini (Bojan), Muntari
Niang (Robinho), Balotelli, El Shaarawy (Boateng)


23ª rodada, Domingo 3 Fevereiro 2013, MILAN  2 X 1  UDINESE

Marcadores: Balotelli aos 25 pt, Pinzi aos 10 st e Balotelli de pênalti aos 49 st.

A partida contra a Udinese deste Domingo marcou a estreia no Milan de Mario Balotelli, recém-contratado do Manchester City da Inglaterra. Ele deveria estrear ao longo do segundo tempo, mas acabou jogando desde o início porque Pazzini acusou um problema muscular momentos antes do jogo.
Balotelli demorou apenas 25 minutos para marcar pelo Milan. Ele aproveitou um cruzamento de El Shaarawy para completar com a perna esquerda e colocar o Milan em vantagem no marcador (1 a 0).
Bastante ofensivo num esquema com três atacantes, o Milan acabou sendo surpreendido em um contra-ataque no início da etapa final. O colombiano Muriel rolou a bola para Pinzi que tocou para o fundo do gol defendido por Amelia (1 a 1).
Insatisfeito, o técnico Allegri pôs o Milan ainda mais no ataque com as entradas de Bojan e, posteriormente, Robinho. Quando parecia não haver mais tempo, o árbitro Valeri marcou um pênalti (duvidoso) em cima de El Shaarawy. Balotelli cobrou com categoria e deu a vitória ao Milan (2 a 1). Este foi o décimo pênalti cobrado por Balotelli em toda a sua carreira e até agora não errou nenhum. Ele já tinha cobrado um pênalti quando jogava na Inter e oito quando estava no Manchester City.
Com estes três pontos o Milan alcança a Inter no quarto lugar. O terceiro lugar que garante a participação à Champions League está agora a apenas três pontos. Lazio 43, Milan e Inter 40.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
Abate, Bonera, Zapata, Constant
Flamini (Traoré), Montolivo, Nocerino (Bojan)
Niang (Robinho), Balotelli, El Shaarawy


22ª rodada, Domingo 27 Janeiro 2013, ATALANTA  0 X 1  MILAN

Marcador: El Shaarawy aos 28 pt.

O Milan contou mais uma vez com o seu atacante de origem egípcia para vencer mais uma partida. Neste domingo, fora de casa, na cidade de Bergamo, o time rubro-negro derrotou a Atalanta por 1 a 0 com um belo gol de El Shaarawy. Com esta vitória o Milan ultrapassou a Fiorentina e chegou ao quinto lugar na classificação do Campeonato Italiano. Se o campeonato terminasse agora, o Milan teria garantida a participação na Europa League.
Aos 28 minutos do primeiro tempo, El Shaarawy recebeu passe do jovem Niang na entrada da área, girou rapidamente e chutou cruzado, sem chances de defesa para o goleiro Consigli. A expulsão de Brivio no segundo tempo, após uma entrada dura em Pazzini, complicou a situação da Atalanta e facilitou o triunfo do Milan.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Constant
Flamini, Montolivo, Boateng
Niang (Traoré), Pazzini, El Shaarawy (Robinho)


21ª rodada, Domingo 20 Janeiro 2013, MILAN  2 X 1  BOLOGNA

Marcadores: Pazzini aos 20 st e aos 37 st, Mexes gol-contra aos 39 st.

O atacante Giampaolo Pazzini confirmou neste domingo a fama de carrasco do Bologna ao marcar os dois gols da vitória do Milan por 2 a 1. No primeiro turno, havia sido ele próprio o autor dos três gols na vitória do Milan sobre o Bologna com o placar de 3 a 1. Dos 10 gols já marcados por Pazzini nesta temporada no Campeonato Italiano, 5 foram contra o Bologna.
O Milan conseguiu abrir o placar somente aos 20 minutos do segundo tempo, quando Pazzini marcou o primeiro. O alívio dos torcedores milanistas parecia total quando, aos 37 minutos, o mesmo Pazzini marcou o segundo gol, um golaço, com chapéu no zagueiro Portanova. Mas o dia era mesmo de sofrimento para os torcedores do Milan.
Dois minutos depois do segundo gol, Mexes fez gol-contra (2 a 1). O Bologna cresceu no jogo e passou a atacar o atordoado Milan. Mas, a pressão não resultou em gol e os torcedores puderam comemorar mais três pontos.
Com esta vitória o Milan supera a Roma e alcança a 6ª colocação, após ter ficado durante seis rodadas na 7ª colocação.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Constant
Flamini (Traoré), Montolivo, Boateng
Niang (Nocerino), Pazzini, El Shaarawy


20ª rodada, Domingo 13 Janeiro 2013, SAMPDORIA  0 X 0  MILAN

Neste domingo, a equipe de Massimo Allegri ficou no empate sem gols na partida, fora de casa, contra a Sampdoria, que até jogou melhor. Dessa maneira, o Milan continua no 7° lugar do Campeonato Italiano, agora apenas um ponto atrás da Roma, 6ª colocada.
O treinador Allegri, no ataque, escalou três jovens atacantes: Niang de 18 anos, Bojan de 22 e El Shaarawy de 20. No total, apenas 60 anos em três. Entretanto, quem teve mais destaque foi o veterano goleiro Abbiati, de 35 anos, que conteve as principais investidas da Sampdoria e fez 4 defesas milagrosas (tiros de De Silvestri, Poli e Eder no primeiro tempo e de Estigarribia no segundo).

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio, Zapata, Mexes, Constant
Montolivo, Ambrosini (Flamini), Boateng
Niang, Bojan (Nocerino), El Shaarawy (Robinho)


19ª rodada, Domingo 6 Janeiro 2013, MILAN  2 X 1  SIENA

Marcadores: Bojan aos 22 st, Pazzini de pênalti aos 35 st e Paolucci aos 42 st.

O Milan começou bem o 2013 ganhando três pontos fundamentais para a classificação. Derrotou o Siena, no estádio San Siro, com o placar de 2 a 1 e permaneceu na 7ª posição do Campeonato Italiano, a apenas dois pontos da Roma, 6ª colocada.
No primeiro tempo, o Milan jogou mal e encontrava dificuldades para superar a forte marcação do Siena que não deixava espaço aos adversários. Mesmo jogando em casa, os rubro-negros não conseguiram sair do zero na etapa inicial.
Aos 10 minutos do segundo tempo, o treinador Allegri lançou Bojan no lugar de um apagado Nocerino e esta substituição mudou a história da partida. Bojan deu força à manobra ofensiva e também Boateng, que passou a atuar na faixa direita, melhorou o seu desempenho.
Finalmente o gol do Milan saiu aos 22 minutos quando Boateng cruzou na medida certa para o cabeceio certeiro de Bojan no canto do goleiro Pegolo, que nem se mexeu. O Milan seguiu melhor e fez o segundo gol aos 35 minutos. O zagueiro Felipe do Siena cometeu pênalti em Pazzini. O próprio Pazzini cobrou e marcou o segundo gol do Milan. Faltando três minutos para o fim do jogo, o Siena ainda diminuiu o marcador, com um gol de Paolucci.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, De Sciglio, Acerbi, Constant (Antonini)
Montolivo, Ambrosini, Nocerino (Bojan)
Boateng, Pazzini, El Shaarawy


18ª rodada, Sábado 22 Dezembro 2012, ROMA  4 X 2  MILAN

Marcadores: Burdisso aos 12 pt, Osvaldo aos 23 pt, Lamela aos 30 pt e aos 16 st, Pazzini de pênalti aos 42 st e Bojan aos 43 st.

Após cinco rodadas sem perder, o Milan é derrotado pela Roma com o placar de 4 a 2 na última partida de 2012. O Milan permanece na 7ª posição no Campeonato Italiano.
- Aos 12 minutos do primeiro tempo, em cobrança de escanteio, o argentino Burdisso subiu bem de cabeça e abriu o placar para o Roma (1 a 0).
- A Roma, melhor em campo e apoiada pelos 50 mil torcedores presentes no estádio, ampliou o placar aos 23 minutos, após Totti cruzar pela esquerda e o artilheiro Osvaldo cabecear no canto esquerdo do gol (2 a 0).
- O terceiro gol da Roma foi marcado por Lamela que recebeu toque de De Rossi no meio da zaga do Milan e bateu sem chance para Amelia, aos 30 minutos (3 a 0).
- A situação do Milan, que já era difícil, ficou ainda pior aos 16 minutos do segundo tempo, quando Balzaretti cruzou na área e Lamela cabeceou para fazer o quarto gol da Roma (4 a 0).
O Milan conseguiu tornar esta derrota menos humilhante ao marcar dois gols nos últimos minutos da partida, com Pazzini e Bojan.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
De Sciglio, Mexes, Yepes, Constant
Montolivo, Ambrosini (Muntari), Nocerino (Pazzini)
Robinho (Bojan), Boateng, El Shaarawy


17ª rodada, Domingo 16 Dezembro 2012, MILAN  4 X 1  PESCARA

Marcadores: Nocerino ao 1° pt, Abbruscato gol-contra aos 6 st, Terlizzi aos 11 st, Jonathas gol-contra aos 34 st e El Shaarawy aos 36 st.

Neste Domingo o Milan comemorou o seu 113° aniversário goleando o Pescara, por 4 a 1, no estádio San Siro. É a quarta vitória consecutiva do Milan no Campeonato Italiano.
Apesar de o triunfo ter sido sobre um time que está na zona do rebaixamento, o resultado confirmou a boa fase do Milan. Há cinco jogos sem perder, a equipe chegou a 27 pontos e continua na sétima posição. Agora, a distância da Roma, sexta colocada, é de apenas dois pontos, e no próximo Sábado 22 de Dezembro haverá Roma x Milan, em Roma.
A festa da torcida rubro-negra começou logo no primeiro minuto de jogo. Montolivo deu belo passe para El Shaarawy, que, dentro da área, não foi egoísta e cruzou rasteiro para Nocerino. O volante, com o gol aberto, só precisou escorar para o fundo das redes para abrir o marcador.
Apesar da fragilidade do Pescara, o Milan não forçou o jogo. O segundo gol veio somente no segundo tempo, aos 6 minutos. Em cobrança de escanteio, o pescarês Abbruscato, sem muito jeito, mandou para dentro do próprio gol.
O Pescara ainda tentou reagir e diminuiu o placar aos 11 minutos, com o zagueiro Terlizzi. Entretanto, o Pescara não teve força suficiente para empatar e o Milan marcou mais dois gols.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
De Sciglio, Zapata, Yepes, Constant
Montolivo, Ambrosini, Nocerino
Robinho (Boateng), Pazzini (Niang), El Shaarawy (Muntari)


16ª rodada, Domingo 9 Dezembro 2012, TORINO  2 X 4  MILAN

Marcadores: Santana aos 28 pt, Robinho aos 40 pt, Nocerino aos 8 st, Pazzini aos 16 st, El Shaarawy aos 31 st e Bianchi aos 35 st.

A partida contra o Torino fora de casa começou mal para o Milan:
a) aos 20 minutos do primeiro tempo, De Jong quebrou o tendão de Aquiles e foi substituído por Ambrosini. De Jong deverá ser operado e ficar afastado dos gramados por pelo menos seis meses.
b) aos 28 minutos, Nocerino errou um passe e entregou a bola ao argentino Santana que correu em direção ao gol do Milan e finalizou sem chances para Amelia (1 a 0).
Mas o Milan soube reagir e chegou ao empate aos 40 minutos com Robinho que recebeu dentro da área, passou com facilidade por um zagueiro e chutou no ângulo para igualar o placar (1 a 1).
O segundo tempo foi dominado pelo Milan, que virou o jogo e chegou a fazer 4 a 1, com gols de Nocerino, Pazzini e El Shaarawy. Antes do apito final, Bianchi ainda descontou para o Torino (2 a 4).
Após esta terceira vitória seguida, o Milan continua na 7ª colocação no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
Abate, Mexes, Yepes, De Sciglio
Nocerino, De Jong (Ambrosini), Emanuelson
Robinho, Pazzini (Bojan), El Shaarawy


15ª rodada, Sexta-feira 30 Novembro 2012, CATANIA  1 X 3  MILAN

Marcadores: Legrottaglie aos 11 pt, El Shaarawy aos 8 st, Boateng aos 12 st e El Shaarawy aos 47 st.

O Milan começou mal a partida. Logo aos 11 minutos do primeiro tempo, o Catania abriu o marcador. Lodi cobrou escanteio da esquerda e o ex-milanista Legrottaglie subiu mais que Acerbi para cabecear para o fundo das redes, fazendo 1 a 0 para os donos da casa. O Milan tentou reagir na etapa inicial, mas não conseguiu se recuperar.
No segundo tempo, porém, o cenário mudou completamente quando, aos 4 minutos, o argentino Barrientos chutou o volante Nocerino, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso, obrigando o Catania a jogar em 10 contra 11.
O Milan passou a dominar completamente a partida e não demorou a chegar ao empate. Aos 8 minutos, Boateng cruzou da direita, Robinho desviou e El Shaarawy completou para o gol. O jovem atacante estava impedido, mas o juiz convalidou.
A virada também veio rápida. Aos 12 minutos, Boateng deu um belo drible em Lodi e bateu colocado, de fora da área, sem a menor chance para o goleiro Andujar, colocando o Milan na frente. A partir daí o Milan não teve mais problemas e nos acréscimos El Shaarawy fez o gol do 3 a 1.
Após esta vitória o Milan subiu para a 7ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
De Sciglio, Mexes, Acerbi, Constant
Montolivo (Emanuelson), De Jong, Nocerino
Robinho (Ambrosini), Boateng, El Shaarawy


14ª rodada, Domingo 25 Novembro 2012, MILAN  1 X 0  JUVENTUS

Marcador: Robinho de pênalti aos 29 pt.

Robinho foi o destaque no clássico contra a Juventus, neste domingo, no estádio San Siro, pela 14ª rodada do Campeonato Italiano. O brasileiro transformou em gol um pênalti duvidoso concedido pelo árbitro aos 29 minutos do primeiro tempo. Este foi o único gol da partida que deu a vitória por 1 a 0 à equipe rubro-negra que chega aos 18 pontos, pula para a 9ª colocação e fica um pouco mais perto da zona de classificação para as copas europeias.
Sem medo de encarar a líder do campeonato, o Milan foi melhor desde os minutos iniciais e conseguiu um pênalti quando a bola bateu nas costas de Isla, que estava de braços abertos. O juiz achou que a bola tivesse batido num braço do chileno e erroneamente concedeu o pênalti. Robinho foi para a cobrança, o goleiro juventino Buffon ainda desviou a bola, mas não evitou o gol.
Discussões à parte se o pênalti foi correto ou não, o Milan seguiu melhor até o intervalo.
No segundo tempo, a Juventus voltou mais agressiva e deixava o Milan acuado no campo de defesa. O técnico Allegri fez algumas substituições, o Milan passou a administrar melhor a pressão da Juventus e conseguiu garantir a vitória.

Escalação do Milan (4-3-3)
Amelia
De Sciglio, Mexes (Zapata), Yepes, Constant
Montolivo, De Jong, Nocerino
Robinho (Pazzini), Boateng (Flamini), El Shaarawy


13ª rodada, Sábado 17 Novembro 2012, NAPOLI  2 X 2  MILAN

Marcadores: Inler aos 4 pt, Insigne aos 30 pt, El Shaarawy aos 44 pt e aos 37 st.

Mesmo em um péssimo dia do goleiro Abbiati, que falhou em dois gols, o Milan conseguiu um heroico empate em 2 a 2 com o Napoli, fora de casa, graças ao talento de El Shaarawy e à audácia do técnico Allegri que não teve medo de mandar o time ao ataque para buscar uma reação. Após este empate o Milan permanece na 12ª posição da classificação.
O goleiro Abbiati deu dois presentaços ao Napoli. Logo aos 4 minutos do primeiro tempo, Inler chutou fraco de longe, mas o arqueiro milanista aceitou o primeiro frango da noite (1 a 0). O segundo frango veio aos 30 minutos quando Insigne chutou fraco. A bola desviou no zagueiro Acerbi e passou entre as pernas de Abbiati (2 a 0).
Para deixar o jogo quente, o Milan conseguiu diminuir pouco antes do intervalo. El Shaarawy chutou da entrada da área e mandou a bola no ângulo (2 a 1).
O Milan voltou outro time para os 45 minutos finais. O técnico Allegri imprimiu algumas mudanças e mandou a equipe para o ataque. O gol de empate demorou, mas saiu. Aos 37 minutos, Robinho deu um passe genial para El Shaarawy por trás da defesa. O jovem atacante chutou rasteiro, e deixou tudo igual (2 a 2).

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio, Mexes, Acerbi, Constant
Montolivo (Pazzini), De Jong, Nocerino
Boateng (Robinho), Bojan (Niang), El Shaarawy


12ª rodada, Domingo 11 Novembro 2012, MILAN  1 X 3  FIORENTINA

Marcadores: Aquilani aos 10 pt, Borja Valero aos 38 pt, Pazzini aos 15 st e El Hamdaoui aos 43 st.

Neste Domingo, o Milan perdeu a sua sexta partida no Campeonato Italiano, ao ser derrotado por 3 a 1 pela Fiorentina em pleno estádio San Siro. Como se não bastasse, o atacante brasileiro Alexandre Pato ainda desperdiçou um pênalti. Após esta derrota o Milan caiu para a 12ª posição da classificação, com 14 pontos. O Milan risca de piorar ainda mais a sua classificação nos próximos jogos. De fato, a próxima partida será contra o Napoli fora de casa e, a seguinte, contra a líder Juventus em Milão.
Quem abriu o placar foi a Fiorentina, com o ex-milanista Aquilani, logo aos dez minutos (0 a 1). Aos 34 minutos, foi a vez de Pato ter a chance de empatar a partida. Ele próprio sofreu o pênalti, mas, na hora de cobrar, mandou a bola por cima do gol. Logo em seguida a Fiorentina marcou o gol do 0 a 2 com o espanhol Borja Valero.
Abatido por ter errado o pênalti, Pato foi substituído no intervalo por Pazzini que, aos 15 minutos, marcou o gol do 1 a 2 e deu um sopro de esperança ao Milan. Mas os rubro-negros não conseguiram empatar e o maroquino El Hamdaoui definiu o placar encobrindo o goleiro Abbiati aos 43 minutos (1 a 3).

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
De Sciglio, Mexes, Bonera, Constant
Ambrosini (Robinho), Montolivo
Emanuelson (Bojan), Boateng, El Shaarawy
Pato (Pazzini)


11ª rodada, Sábado 3 Novembro 2012, MILAN  5 X 1  CHIEVO

Marcadores: Emanuelson aos 17 pt, Pellissier aos 19 pt, Montolivo aos 37 pt, Bojan aos 42 pt, El Shaarawy aos 30 st e Pazzini aos 47 st.

Continua a recuperação do Milan no Campeonato Italiano. Após um fraco início (7 pontos em 8 jogos), o time chegou à terceira partida sem derrota neste sábado. Derrotou o Chievo por 5 a 1 no estádio San Siro e subiu para a 10ª colocação na classificação.
O Milan começou melhor a partida, se manteve no ataque nos minutos iniciais e chegou ao gol aos 17 minutos, com Emanuelson que, de voleio, marcou o seu primeiro gol no Campeonato Italiano nesta temporada (1 a 0).
Mesmo sem ter levado perigo até então, o Chievo empatou imediatamente com Pellissier que subiu mais alto que os zagueiros do Milan e desviou para o fundo da rede (1 a 1). O Milan sentiu o gol, perdeu o ímpeto apresentado no começo da partida, mas voltou à frente no marcador aos 37 minutos. Após bela troca de passes, o espanhol Bojan cruzou da direita para Montolivo finalizar (2 a 1). Cinco minutos depois, o próprio Bojan recebeu na área e bateu com calma para marcar o gol do 3 a 1.
O Milan continuou melhor na segunda etapa e chegou ao quarto gol aos 30 minutos: El Shaarawy desviou cruzamento de Abate e marcou o seu oitavo gol no Campeonato Italiano. Nos acréscimos, o mesmo El Sharaawy cruzou para Pazzini marcar o último gol da partida (5 a 1).

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Abate (De Sciglio), Mexes, Zapata, Constant
Montolivo (De Jong), Ambrosini
Emanuelson (Boateng), Bojan, El Shaarawy
Pazzini


10ª rodada, Terça-feira 30 Outubro 2012, PALERMO  2 X 2  MILAN

Marcadores: Miccoli de pênalti aos 46 pt, Brienza aos 2 st, Montolivo aos 24 st e El Shaarawy aos 35 st.

Aos 46 minutos do primeiro tempo, o atacante palermitano Miccoli tentou fazer um passe para o miolo da área. A bola bateu no braço do zagueiro Abate e o juiz concedeu o pênalti. O próprio Miccoli foi para a cobrança e não perdoou, acertando o canto direito de Amelia, que nada pôde fazer, e o Palermo foi para o vestiário em vantagem: 1 a 0.
Se o primeiro tempo terminou de maneira ruim para o Milan, a segunda etapa iniciou de maneira ainda pior. Aos 2 minutos, o palermitano Brienza marcou seu primeiro gol no campeonato ao acertar, de fora da área, um belo chute de três dedos que surpreendeu o goleiro Amelia que ficou imóvel (2 a 0).
A este ponto, os torcedores do Milan achavam que esta seria a sexta derrota no Campeonato Italiano. Mas o treinador Allegri substituiu Pato e Yepes com Bojan e Pazzini e o Milan reagiu.
Aos 24 minutos, o espanhol Bojan driblou pela direita e cruzou para Montolivo invadir a área pela esquerda e chutar para diminuir o placar (2 a 1). O Milan cresceu ainda mais, e o resultado da pressão foi um gol, aos 35 minutos, do jovem El Shaarawy que marcou seu sétimo gol no Campeonato Italiano e se isolou na artilharia da competição.
Após este empate o Milan caiu para a 12ª posição da classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (3-5-2)
Amelia
Mexes, Bonera, Yepes (Pazzini)
Abate, Montolivo, Flamini (Emanuelson), Nocerino, Constant
Pato (Bojan), El Shaarawy


9ª rodada, Sábado 27 Outubro 2012, MILAN  1 X 0  GENOA

Marcador: El Shaarawy aos 32 st.

Após três derrotas seguidas (Inter e Lazio no Campeonato Italiano, Málaga na Champions League), o Milan deu uma aliviada na má fase pela qual está passando. Com um gol do atacante El Shaarawy, aos 32 minutos da etapa final, os rubro-negros venceram o Genoa, no estádio San Siro, por 1 a 0, e amenizaram um pouco a ira dos torcedores. A vitória também amenizou as especulações de que o técnico Allegri poderia ser demitido em caso de um novo tropeço.
Com o resultado, o Milan subiu para a 11ª colocação com 10 pontos. El Sharaawy, que completou 20 anos neste dia, já marcou 6 gols e é o artilheiro do Campeonato Italiano, junto com Klose da Lazio e Cavani do Napoli.
Destaque também para o brasileiro Pato que, após oito meses, voltou a atuar como titular no Milan.

Escalação do Milan (3-4-3)
Amelia
Zapata, Bonera, Yepes
Abate, Montolivo, De Jong, Antonini (Constant)
Emanuelson (Nocerino), Pato (Pazzini), El Shaarawy


8ª rodada, Sábado 20 Outubro 2012, LAZIO  3 X 2  MILAN

Marcadores: Hernanes aos 25 pt, Candreva aos 41 pt, Klose aos 4 st, De Jong aos 16 st e El Shaarawy aos 34 st.

O Milan segue em seu calvário no Campeonato Italiano. Neste sábado, foi derrotado pela Lazio por 3 a 2, no Estádio Olímpico de Roma, pela oitava rodada do torneio. Trata-se da quinta derrota em oito partidas, aumentando ainda mais a pressão sobre o técnico Allegri. O Milan caiu para a 15ª posição na classificação, com apenas 7 pontos.
Aos 25 minutos, a Lazio saiu na frente. O meia brasileiro Hernanes recebeu na intermediária, deu um lindo drible em Bonera e chutou para o gol. A bola desviou no mesmo Bonera e encobriu Amelia, morrendo no fundo das redes (1 a 0).
Aos 41 minutos, Candreva recebeu pela direita e acertou um belíssimo chute, no ângulo direito de Amelia que ficou olhando (2 a 0).
Aos 4 minutos do segundo tempo, Candreva cruzou da direita e achou Klose deixado livre por Bonera e Abate. O artilheiro alemão não perdoou e ampliou o placar para a Lazio (3 a 0).
Em seguida a Lazio diminuiu o ritmo e o Milan diminuiu o placar com De Jong (3 a 1) e El Shaarawy (3 a 2). Mas, apesar da pressão do Milan na parte final da partida, a Lazio conseguiu segurar a vitória.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Bonera, Yepes, Antonini (Bojan)
Montolivo, De Jong, Nocerino (Pato)
Boateng (Emanuelson)
Pazzini, El Shaarawy


7ª rodada, Domingo 7 Outubro 2012, MILAN  0 X 1  INTER

Marcador: Samuel aos 3 pt.

A Inter foi para cima do Milan no começo da partida e conseguiu abrir o placar logo aos três minutos do primeiro tempo. O argentino Cambiasso bateu falta pelo lado esquerdo, a bola passou por quase todo mundo, mas não pelo zagueiro Samuel, que aproveitou a indecisão do goleiro Abbiati e cabeceou para marcar.
Com a desvantagem, o Milan passou a pressionar a rival, mas esbarrava na própria falta de criatividade.
Antes do intervalo, o Milan conseguiu o gol do empate: Bojan lançou Emanuelson na área, o goleiro Handanovic saiu de soco e trombou com o jogador. Montolivo pegou a sobra e bateu para o gol vazio, mas o juiz não convalidou alegando falta de Emanuelson no goleiro. O tira-teima mostrou que a falta não existiu e que o juiz errou!
Logo no início do segundo tempo, a Inter ficou com um homem a menos. O japonês Nagatomo, que havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo, colocou a mão na bola e foi expulso, deixando sua equipe em desvantagem numérica.
Com isso, o Milan foi para cima e, daí para frente, o que se viu foi um jogo de ataque contra defesa, mas a Inter se fechou bem e garantiu a vitória. Apesar da derrota, o Milan continua na 11ª posição da classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Bonera (Abate), Yepes, Mexes, De Sciglio (Robinho)
Montolivo, De Jong
Emanuelson, Boateng, El Shaarawy (Pazzini)
Bojan


6ª rodada, Sábado 29 Setembro 2012, PARMA  1 X 1  MILAN

Marcadores: El Shaarawy aos 5 st e Galloppa aos 21 st.

O Milan não consegue mesmo embalar no Campeonato Italiano. Neste sábado, fora de casa, a equipe chegou a abrir o placar, mas cedeu o empate e ficou apenas no 1 a 1 com o Parma, em partida válida pela sexta rodada, decepcionando mais uma vez os seus torcedores.
O resultado deixou o Milan, que vinha de vitória sobre o Cagliari, com apenas sete pontos no Campeonato Italiano, na 11ª colocação. A distância para os líderes Juventus e Napoli já é de 9 pontos!
O gol do Milan saiu aos 5 minutos da etapa final. El Shaarawy recebeu ótimo passe pelo lado esquerdo, passou por um rival, entrou na área e tocou na saída do goleiro: 1 a 0. É o quarto gol de El Shaarawy nas últimas três partidas. Parecia que os rubro-negros finalmente apresentariam o bom futebol tão esperado pela torcida, mas parou por aí. O Parma reagiu e chegou ao empate aos 21 minutos, com o gol marcado por Galloppa em uma cobrança de falta.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Abbiati
Abate, Yepes, Zapata, De Sciglio
De Jong, Ambrosini (Montolivo)
El Shaarawy, Boateng (Robinho), Nocerino
Bojan (Pazzini)


5ª rodada, Quarta-feira 26 Setembro 2012, MILAN  2 X 0  CAGLIARI

Marcador: El Shaarawy aos 15 pt e aos 37 st.

Nesta quarta-feira, o Milan venceu o Cagliari por 2 a 0, em casa, e reencontrou o caminho da vitória no Campeonato Italiano após duas derrotas seguidas, subindo para a 10ª colocação, com seis pontos.
O destaque foi o atacante Stephan El Shaarawy, que fez os dois gols do time. O primeiro gol foi marcado aos 15 minutos do primeiro tempo após triangulação com Montolivo. El Shaarawy ampliou o marcador aos 37 minutos do segundo tempo após assistência do capitão Ambrosini. El Shaarawy recebeu nota 8 do jornalista esportivo de La Gazzetta dello Sport. O outro jovem De Sciglio recebeu nota 7.
Os próximos dois jogos - contra o Parma fora de casa e contra a Inter no dérbi - dirão se Allegri poderá voltar a trabalhar com um mínimo de serenidade. Servirão também para decifrar o verdadeiro potencial deste grupo. Deve-se observar que hoje Allegri, suspenso por ter ofendido o juiz Celi no último domingo em Udine, foi substituido por Tassotti.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Bonera, Mexes, De Sciglio
Traoré (Constant), De Jong, Montolivo (Ambrosini)
Emanuelson (Robinho), Pazzini, El Shaarawy


4ª rodada, Domingo 23 Setembro 2012, UDINESE  2 X 1  MILAN

Marcadores: Ranegie aos 40 pt, El Shaarawy aos 9 st e Di Natale de pênalti aos 23 st.

O Milan voltou a decepcionar os seus torcedores e segue mergulhado na crise. Neste Domingo, perdeu por 2 a 1 para a Udinese, fora de casa. Além de manter o Milan na parte de baixo da tabela com apenas 3 pontos e à beira da zona do rebaixamento, o resultado coloca ainda mais pressão sobre o técnico Allegri. A imprensa italiana especula que, embora não seja o grande culpado pela má fase (a diretoria seria a principal culpada por ter vendido jogadores essenciais como Thiago Silva e Ibrahimovic), o treinador pode ser demitido em breve.
A Udinese passou em vantagem no final do primeiro tempo. Após bola alçada na área, o goleiro Abbiati e o zagueiro Mexes se atrapalharam e o estreante Ranegie, de cabeça, fez o gol do 1 a 0.
No segundo tempo o Milan voltou melhor e, aos 9 minutos, igualou o marcador com o jovem El Shaarawy que soltou uma bomba de fora da área. Até agora El Shaarawy marcou somente três gols na Série A, e todos eles foram contra a Udinese!
No entanto, quando era melhor na partida, o Milan acabou levando o segundo gol aos 23 minutos. Após bate rebate na área, Ranegie acabou derrubado pelo zagueiro colombiano Zapata. Pênalti claro e, para piorar, cartão vermelho para o defensor que, minutos antes, havia levado o amarelo. Na cobrança, Di Natale bateu com estilo sem chances para Abbiati.
Aos 37 minutos, quando tentava pressionar a Udinese, o Milan sofreu outro duro golpe com a expulsão de Boateng por acúmulo de cartões. Com 9 homens contra 11, os rubro-negros pouco fizeram nos minutos finais e amargaram a terceira derrota em 4 jogos.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Zapata, Mexes, Mesbah
Montolivo, Ambrosini (Boateng), Nocerino (Bojan)
Emanuelson (Acerbi), Pazzini, El Shaarawy,


3ª rodada, Sábado 15 Setembro 2012, MILAN  0 X 1  ATALANTA

Marcador: Cigarini aos 19 st.

Atuando em casa, neste sábado, o Milan foi derrotado por 1 a 0 pela Atalanta com gol, aos 19 minutos do segundo tempo, do meio-campista Cigarini que recebeu na entrada da área e bateu cruzado, sem chances para Abbiati. A vitória da Atalanta foi justa, o Milan jogou mal, não mostrou algum tipo de personalidade, orgulho, qualidade e imaginação.
É a segunda derrota seguida do Milan no estádio San Siro. Fazia 82 (oitenta e dois) anos que o Milan não iniciava uma temporada com duas derrotas seguidas em casa. A última vez aconteceu em Outubro de 1930 quando o Milan foi derrotado em casa pela Juventus com o placar de 0 a 3 e, em seguida, pela Lazio por 0 a 1.
O Milan estabeleceu também o seguinte recorde negativo: vendeu somente 23600 carnês para assistir os jogos no próprio campo nesta temporada. Desde quando Berlusconi é o presidente do Milan, o menor número de carnês vendidos tinha sido 27800, na temporada 2009/10.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Acerbi, Antonini
De Jong, Ambrosini (Nocerino), Emanuelson (Constant)
Boateng
Pazzini, El Shaarawy (Bojan)


2ª rodada, Sábado 1° Setembro 2012, BOLOGNA  1 X 3  MILAN

Marcadores: Pazzini de pênalti aos 16 pt, Diamanti de pênalti aos 42 pt, Pazzini aos 32 st e aos 40 st.

Após a estreia muito ruim contra a Sampdoria, o Milan tinha muita responsabilidade no jogo deste Sábado contra o Bologna. E, mesmo não jogando bem, conseguiu vencer por 3 a 1. Foram três gols do novo reforço Pazzini, que estava na arquirrival Inter. Boateng foi o outro destaque da equipe. Pazzini recebeu nota 8 e Boateng nota 7 do jornalista de La Gazzetta dello Sport.
A partida começou com pouca movimentação, porém aos 16 minutos Pazzini entrou na área e sofreu pênalti de Cherubin (duvidoso segundo alguns), o próprio atacante bateu e marcou o primeiro gol do jogo (0 a 1). O empate do Bologna veio no fim do primeiro tempo em um lance parecido. Diamanti invadiu a área e foi derrubado por Nocerino, o atacante bateu o pênalti e deixou tudo igual (1 a 1).
A segunda etapa começou com o Bologna melhor e pressionando o Milan. Porém a sorte estava do lado rubro-negro. Agliardi, goleiro da Bologna, tentou segurar uma bola cruzada e acabou deixando-a escapar. Pazzini aproveitou e chutou para o gol vazio (1 a 2). O jogo ficou no controle do Milan, que aproveitou para fazer estrear Bojan, De Jong e Niang, todos contratados nos últimos dias da janela de transferências.
Aos 40 minutos, Pazzini desviou de calcanhar um chute de longe de Nocerino (1 a 3).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Bonera, Acerbi, Antonini
Montolivo (De Jong), Ambrosini, Nocerino
Boateng
Pazzini (Niang), El Shaarawy (Bojan)


1ª rodada, Domingo 26 Agosto 2012, MILAN  0 X 1  SAMPDORIA

Marcador: Costa aos 13 st.

Com um time desmontado após a saída de estrelas como Thiago Silva, Ibrahimovic, Nesta, Gattuso, Seedorf, Inzaghi, etc, o Milan mostrou neste Domingo, em sua estreia no Campeonato italiano, que terá muitas dificuldades nesta temporada. Mesmo jogando em casa diante da recém-promovida Sampdoria, não conseguiu se impor e perdeu por 1 a 0.
A salvação pode estar no retorno de Kaká. Antes do apito inicial, a notícia que corria no estádio San Siro era a de que os dirigentes do Milan terão nos próximos dias uma reunião com Florentino Perez, presidente do Real Madrid, para trazer de volta o meia brasileiro. A janela de transferências será encerrada na próxima sexta-feira.
O Milan mostrou-se ineficiente no ataque. Na segunda etapa, Allegri tentou algumas modificações, mas não teve sucesso. A Sampdoria aproveitou e, em uma cobrança de escanteio, fez o gol da vitória com o zagueiro Costa. O Milan foi ao ataque na tentativa de empatar o jogo, mas não teve sorte:
- aos 19 minutos, em cobrança de escanteio, Yepes subiu e cabeceou, mas o goleiro espalmou sobre o poste direito;
- aos 44 minutos, Boateng chutou de fora da área, mas acertou o poste esquerdo;
- aos 49 minutos, após bate e rebate na área, Flamini chutou com muito capricho, mas Gastaldello rebateu em cima da linha.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
De Sciglio, Bonera, Yepes, Antonini
Flamini, Montolivo, Nocerino (Constant)
El Shaarawy (Pazzini), Boateng, Robinho (Emanuelson)


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!