milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2011/12

38ª rodada, Domingo 13 Maio 2012, MILAN  2 X 1  NOVARA

Marcadores: Garcia aos 20 pt, Flamini aos 11 st e Inzaghi aos 37 st.

A partida deste domingo no estádio San Siro foi marcada pelo adeus de Gennaro Gattuso, Filippo Inzaghi e Alessandro Nesta, que fizeram parte de uma geração vitoriosa do Milan. Nos últimos dias eles já tinham anunciado que não renovariam seus contratos ao final desta temporada. Gattuso, Inzaghi e Nesta deixam o Milan após treze, onze e dez temporadas, respectivamente. Também Van Bommel e Zambrotta se despediram neste domingo.
Apesar do clima de celebração, o Milan deixou a desejar no primeiro tempo e viu o Novara, já rebaixado para a Série B, abrir o placar aos 20 minutos de jogo, com Garcia.
O Milan conseguiu chegar ao empate somente aos 11 minutos da segunda etapa com Flamini. Já aos 37 minutos, Inzaghi marcou seu último gol com a camisa rubro-negra e virou o placar, para a emoção de todos os torcedores que compareceram ao estádio.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Zambrotta, Mexes, Yepes, Mesbah
Gattuso, Aquilani (Nesta), Seedorf
Boateng (Flamini)
Cassano (Inzaghi), Ibrahimovic


37ª rodada, Domingo 6 Maio 2012, INTER  4 X 2  MILAN

Marcadores: Milito aos 14 pt, Ibrahimovic de pênalti aos 44 pt, Ibrahimovic ao 1° st, Milito de pênalti aos 8 st, Milito de pênalti aos 34 st e Maicon aos 43 st.

Neste Domingo, tudo deu certo para a Juventus que garantiu o seu 28° "scudetto". O time de Turim conseguiu uma vitória tranquila por 2 a 0 sobre o Cagliari e foi beneficiado pela derrota do Milan no derby com a Inter. A Juventus, com 81 pontos, não pode mais ser alcançada pelo Milan, que tem 77, faltando somente uma rodada para o termino da temporada.
No jogo no estádio San Siro, a Inter passou em vantagem aos 14 minutos do primeiro tempo com Milito (1 a 0).
A este ponto o Milan sentiu-se obrigado a atacar. E foi o que fez. Aos 44 minutos, Boateng caiu na área e o juiz concedeu um pênalti que Ibrahimovic cobrou com perfeição (1 a 1). O Milan foi no embalo e no primeiro lance do segundo tempo o sueco recebeu na entrada da área, driblou os brasileiros Lúcio e Maicon com muita facilidade, e chutou na saída do outro brasileiro Júlio César (1 a 2). Nesse momento, a definição do Campeonato Italiano ficaria para a última rodada.
Mas logo aos 8 minutos, houve um pênalti a favor da Inter. Milito cobrou e empatou o jogo (2 a 2). Aos 34 minutos, Nesta colocou o braço na bola dentro da área e o juiz concedeu nova penalidade máxima. Outra vez Milito foi bater e não perdoou (3 a 2). Nos minutos finais, Maicon, com uma bomba de fora da área, fechou o placar em 4 a 2.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati (Amelia)
Abate, Nesta, Yepes, Bonera (De Sciglio)
Nocerino, Van Bommel, Muntari (Cassano)
Boateng
Ibrahimovic, Robinho


36ª rodada, Quarta-feira 2 Maio 2012, MILAN  2 X 0  ATALANTA

Marcadores: Muntari aos 9 pt e Robinho aos 45 st.

O Milan e a Juventus jogaram em casa nesta quarta-feira, contra a Atalanta e o Lecce respectivamente. Os torcedores da Juventus esperavam que o Milan perdesse para a Atalanta e a Juventus vencesse o Lecce porque com esta combinação a Juventus ganharia matematicamente o seu 28º Campeonato Italiano com duas rodadas de antecedência e poria fim a um jejum de nove anos sem conquistas.
- Aos 8 minutos do primeiro tempo, a Juventus passou em vantagem com Marchisio, de cabeça, após assistência do ex-milanista Pirlo. A este ponto a vantagem da Juventus sobre o Milan subiu para 5 pontos (Juventus 80, Milan 75).
- Um minuto mais tarde, aos 9 minutos, também o Milan passou em vantagem com Muntari. A vantagem da Juventus voltou para três pontos: Juventus 80, Milan 77.
- No início do segundo tempo, o leccês Cuadrado foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. A este ponto todos tinham certeza de que a Juventus, jogando em 11 contra 10, derrotaria facilmente o Lecce, mas ...
- aos 40 minutos, um erro grotesco do experiente goleiro Buffon reabriu a disputa pelo título italiano. O goleiro da Juventus saiu jogando com os pés e acabou perdendo a bola para Bertolacci que empurrou para o gol vazio e decretou o empate por 1 a 1. A vantagem da Juventus sobre o Milan caiu para somente um ponto (78 a 77).
- Aos 45 minutos, Robinho marcou de cabeça o segundo gol para o Milan.
O Milan poderá ganhar o scudetto se ganhar os dois últimos jogos e a Juventus empatar um jogo.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Nesta, Mexes, Antonini
Nocerino, Ambrosini (Gattuso), Muntari
Boateng (Flamini)
Ibrahimovic, Cassano (Robinho)


35ª rodada, Domingo 29 Abril 2012, SIENA  1 X 4  MILAN

Marcadores: Cassano aos 26 pt, Ibrahimovic aos 29 pt, Bogdani aos 38 st, Nocerino aos 45 st e Ibrahimovic aos 49 st.

Neste domingo, o Milan venceu o Siena por 4 a 1 fora de casa e continua 3 pontos atrás da líder Juventus que goleou o Novara (Juventus 77, Milan 74).
O Milan passou em vantagem aos 26 minutos do primeiro tempo quando Ibrahimovic invadiu a área pela direita, chutou cruzado e o goleiro do Siena não segurou a bola que sobrou para Cassano marcar o gol do 0 a 1. Este foi o primeiro gol de Cassano desde que retornou aos gramados após ter passado por uma cirurgia no coração.
Três minutos mais tarde, Cassano tocou para Ibrahimovic que dominou e chutou forte, no ângulo do goleiro Brkic (0 a 2).
No segundo tempo, o senês Bogdani chegou a assustar o Milan, com um gol aos 38 minutos, mas a reação parou por aí. Em seguida, Nocerino fez o terceiro e Ibrahimovic o quarto.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Yepes, Mesbah
Gattuso (Nocerino), Van Bommel, Muntari (Aquilani)
Boateng (El Shaarawy)
Ibrahimovic, Cassano


Reposição da 33ª rodada, Quarta-feira 25 Abril 2012, MILAN  1 X 0  GENOA

Marcador: Boateng aos 41 st.

O péssimo futebol mostrado no empate em casa com o Bologna fez o técnico Allegri barrar Robinho e Seedorf, por deficiência técnica, para a partida contra o Genoa nesta quarta-feira. Nenhum dos dois foi convocado.
O Milan não conseguia criar grandes oportunidades, mesmo diante de um adversário que luta contra o rebaixamento. Os rubro-negros tentavam furar a defesa do Genoa, mas sem muito sucesso. Finalmente, aos 41 minutos do segundo tempo, depois de muito insistir, e contando com um homem a mais (Jankovic tinha sido expulso aos 27 minutos da segunda etapa), o Milan conseguiu marcar: Boateng recebeu um cruzamento da esquerda, chutou com raiva e marcou o gol da vitória.
A briga entre Juventus e Milan pelo título italiano não sofreu alterações: a Juventus continua 3 pontos na frente do Milan (74 a 71).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Yepes, Antonini (Maxi Lopez)
Nocerino, Van Bommel (Boateng), Muntari
Emanuelson
Ibrahimovic, El Shaarawy (Cassano)


34ª rodada, Domingo 22 Abril 2012, MILAN  1 X 1  BOLOGNA

Marcadores: Ramirez aos 26 pt e Ibrahimovic aos 45 st.

Aos 26 minutos do primeiro tempo, o Bologna, aproveitando-se de uma bobeada de Van Bommel, abriu o marcador com Ramirez.
Após um primeiro tempo apagado, Ibrahimovic "entrou" na partida na segunda etapa e teve várias oportunidades de igualar o marcador ou até mesmo de virar o placar. Aos 13 minutos, o sueco recebeu em profundidade, invadiu a área e tocou por cima do goleiro para marcar, mas o árbitro atendeu sinalização do bandeirinha e anulou o lance, alegando impedimento (o tira-teima mostrou que o impedimento não existia).
Faltando três minutos para o fim, Ibrahimovic quase marcou de bicicleta, mas a bola passou rente ao travessão. No entanto, aos 45 minutos, não teve jeito. O sueco aproveitou cruzamento de Emanuelson e empatou.
Após este empate, a vantagem da Juventus sobre o Milan subiu para três pontos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Bonera, Antonini (Emanuelson)
Nocerino, Van Bommel (Aquilani), Muntari
Seedorf (Cassano)
Ibrahimovic, Robinho


33ª rodada, Sábado 14 Abril 2012, MILAN  X  GENOA

Este jogo não foi disputado por causa da morte do jogador Morosini do Livorno.


32ª rodada, Terça-feira 10 Abril 2012, CHIEVO  0 X 1  MILAN

Marcador: Muntari aos 8 pt.

O Milan jogou nesta terça-feira uma partida dramática, fora de casa, contra o Chievo. O Milan era obrigado a ganhar para continuar lutando pelo "scudetto", mas estava cansado pelos muitos jogos disputados nas últimas semanas e nervoso pela eliminação na Champions League e pela derrota com a Fiorentina, na último sábado, que causou a perda da liderança no Campeonato Italiano. Além disso o técnico Allegri tinha 13 desfalques: sendo três jogadores suspensos (Ambrosini, Bonera e Aquilani) e dez jogadores lesionados (Pato, Inzaghi, Van Bommel, Boateng, Merkel, Abate, Antonini, Thiago Silva, Mesbah e Roma).
Allegri foi obrigado a fazer estrear no Campeonato Italiano, na lateral esquerda, o jovem Mattia De Sciglio de 19 anos. Para defensor central foi escolhido Yepes no lugar de Mexes cujos erros foram considerados responsáveis pelas últimas derrotas. Yepes não jogava desde Dezembro. Para o meio de campo foi escolhido Gattuso que tinha jogado somente alguns minutos nesta temporada. Nesta jogou, mas estava febril.
O Milan ganhou os três pontos graças a um golaço de Muntari aos 8 minutos do primeiro tempo. O ganês acertou um belo chute de perna esquerda de fora da área, e a bola foi parar no canto direito do goleiro Sorrentino.
O Milan continua um ponto atrás da Juventus (Juventus 68, Milan 67).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
De Sciglio, Nesta, Yepes, Zambrotta
Gattuso (El Shaarawy), Muntari, Nocerino
Seedorf (Strasser)
Ibrahimovic, Robinho (Emanuelson)


31ª rodada, Sábado 7 Abril 2012, MILAN  1 X 2  FIORENTINA

Marcadores: Ibrahimovic de pênalti aos 31 pt, Jovetic aos 2 st e Amauri aos 44 st.

O Milan mostrou cansaço após as duras partidas contra o Barcelona nos últimos dias, foi derrotado pela Fiorentina no estádio San Siro e perdeu a liderança do Campeonato Italiano (Juventus 65, Milan 64).
Aos 29 minutos do primeiro tempo, o argentino Maxi Lopez caiu na área e o árbitro marcou pênalti: Ibrahimovic cobrou no canto direito e fez 1 a 0.
A Fiorentina empatou logo no segundo minuto do segundo tempo, quando Jovetic, em posição legal, recebeu lançamento, entrou na área e bateu por baixo das pernas do goleiro Abbiati.
Cassano entrou em campo aos 39 minutos no lugar de Zambrotta. O atacante não atuava pelo Milan desde o dia 29 de outubro, quando defendeu a equipe na vitória por 3 a 2 sobre a Roma. No desembarque do Milan no aeroporto de Malpensa, o jogador foi internado por ter sofrido um AVC - acidente vascular cerebral - e passou por uma cirurgia no coração.
Hoje Cassano tocou pouco na bola e ainda viu Amauri fazer o gol da virada da Fiorentina, aos 44 minutos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Mexes, Zambrotta (Cassano)
Nocerino, Ambrosini (Aquilani), Muntari
Emanuelson (Robinho)
Ibrahimovic, Maxi Lopez


30ª rodada, Sábado 31 Março 2012, CATANIA  1 X 1  MILAN

Marcadores: Robinho aos 34 pt e Spolli aos 13 st.

Neste sábado o Milan jogou a Catania, na Ilha da Sicília, apenas três dias após o jogo de ida com o Barcelona pelas quartas-de-final da Champions League e apenas três dias antes do jogo de volta.
O técnico Allegri, considerando importante para o Milan a conquista do Campeonato Italiano, não poupou muitos jogadores. Dos que enfrentaram o Barcelona na última quarta-feira, apenas Boateng, Seedorf e Nesta foram poupados, sendo que o primeiro ficou no banco e substituiu Emanuelson no segundo tempo.
Sem muito esforço, o Milan abriu o placar aos 34 minutos do primeiro tempo. Robinho tabelou com Ibrahimovic, ficou na cara do gol e colocou no fundo das redes (0 a 1).
No início do segundo tempo, após um bate-rebate na área, o Catania conseguiu furar a defesa do Milan e empatou com o zagueiro Spolli (1 a 1).
Aos 19 minutos houve uma jogada muito controversa: Robinho driblou o goleiro argentino Carrizo e chutou rasteiro. Em cima da linha, o catanês Marchese evitou o gol do brasileiro que, entretanto, alegou que a bola já teria ultrapassado a linha. Mais tarde, o Milan publicou no próprio site uma foto que mostra que a bola já tinha passado a linha branca.
Após este empate, a vantagem do Milan sobre a Juventus caiu para 2 pontos (64 a 62).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Mexes, Antonini
Aquilani (Maxi Lopez), Ambrosini, Nocerino
Emanuelson (Boateng)
Ibrahimovic, Robinho (El Shaarawy)


29ª rodada, Sábado 24 Março 2012, MILAN  2 X 1  ROMA

Marcadores: Osvaldo aos 44 pt e Ibrahimovic de pênalti aos 8 st e aos 38 st.

Neste Sábado, o Milan enfrentou a Roma cansado por ter jogado 120 minutos na última terça-feira contra a Juventus pela Copa Itália, e preocupado com o jogo da próxima quarta-feira contra o potente Barcelona pela Champions League. Além disso, tudo deu errado no primeiro tempo:
a) Thiago Silva se machucou aos 10 minutos e foi substituído por Zambrotta. Ele sofreu uma lesão muscular ao bíceps femoral da coxa direita e deverá ficar um mês fora dos gramados, perdendo assim os dois confrontos com o Barcelona.
b) El Sharaawy, aos 40 minutos, acertou o poste a esquerda do goleiro Stekelenburg.
c) Aos 44 minutos, a Roma saiu na frente com o argentino Osvaldo que abriu o placar ao desviar um chute de De Rossi.
Assim, o Milan foi para o intervalo em desvantagem apesar de ter dominado o primeiro tempo. Felizmente, no segundo tempo, o Milan conseguiu virar o placar graças a Ibrahimovic.
Aos 8 minutos, De Rossi colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti para o Milan. Na cobrança, Ibrahimovic colocou a bola de um lado e o goleiro caiu para o outro: 1 a 1.
Aos 38 minutos, Ibrahimovic foi lançado em profundidade, deu um lençol no goleiro e tocou de cabeça para o gol, tudo isso pressionado pelo zagueiro dinamarquês Kjaer (2 a 1).
Após esta vitória, o Milan continua liderando o Campeonato Italiano com quatro pontos de vantagem sobre a Juventus (63 a 59).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Mexes, Thiago Silva (Zambrotta), Mesbah
Nocerino, Ambrosini, Muntari
Emanuelson (Boateng)
El Shaarawy (Aquilani), Ibrahimovic


28ª rodada, Sábado 17 Março 2012, PARMA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic de pênalti aos 17 pt e Emanuelson aos 10 st.

Sem muito brilho, mas com autoridade, o Milan derrotou o Parma por 2 a 0 e continua na liderança da Série A com quatro pontos de vantagem sobre a Juventus (Milan 60, Juventus 56).
Nesta partida o Milan, apesar de continuar com muitos jogadores lesionados, teve uma boa novidade no banco de reservas: Gennaro Gattuso. O forte volante se recuperou de um grave problema no olho, voltou a ser relacionado pelo técnico Allegri depois de seis meses, e nos últimos minutos substituiu Muntari.
O Milan abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo quando Ibrahimovic ajeitou de cabeça para Emanuelson chutar. O zagueiro Zaccardo desviou a bola com a mão e o juiz apontou a marca do pênalti. Na cobrança, o atacante sueco bateu com estilo e anotou seu 20° gol no Campeonato Italiano, o sétimo de pênalti.
Na tribuna, largos sorrisos de Silvio Berlusconi, dono do clube, que, após deixar o cargo de primeiro-ministro da Itália, acompanha com mais frequência os jogos do Milan.
O Milan voltou mais disposto para o segundo tempo e, aos 10 minutos, ampliou. Em rápido contra-ataque, o meia holandês Emanuelson arrancou da intermediária, driblou três marcadores, passou pelo goleiro Mirante e marcou um golaço.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Thiago Silva, Antonini
Nocerino, Ambrosini, Muntari (Gattuso)
Emanuelson (Aquilani)
El Shaarawy (Maxi Lopez), Ibrahimovic


27ª rodada, Domingo 11 Março 2012, MILAN  2 X 0  LECCE

Marcadores: Nocerino aos 7 pt e Ibrahimovic aos 20 st.

O Milan abriu neste Domingo quatro pontos de vantagem em relação a Juventus, na liderança do Campeonato Italiano. Tudo graças à vitória por 2 a 0 sobre o Lecce, no estádio San Siro, e ao empate em 0 a 0 da Juventus com o Genoa, fora de casa. Agora o Milan tem 57 pontos contra 53 da Juventus.
Logo aos sete minutos de jogo, o Milan abriu o placar. Ibrahimovic recebeu a bola na área adversária, dominou e ajeitou para trás, onde encontrou Nocerino para mandar de primeira no canto direito. 1 a 0.
Depois do gol, o Milan pressionou por mais alguns minutos. Depois passou a cadenciar o ritmo e administrar a sua vantagem, correndo poucos riscos na defesa.
Quando o Lecce mostrava sinais de reação, no início do segundo tempo, o Milan definiu sua vitória com um golaço de Ibrahimovic. Robinho levantou para Emanuelson na área. Ele ajeitou para trás de cabeça e o atacante sueco acertou o ângulo esquerdo com um belo chute. 2 a 0.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Thiago Silva, Antonini
Nocerino, Van Bommel, Muntari (Aquilani)
Emanuelson
Robinho (El Shaarawy), Ibrahimovic


26ª rodada, Sábado 3 Março 2012, PALERMO  0 X 4  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic aos 21 pt, aos 31 pt e aos 35 pt e Thiago Silva aos 13 st.

Nas últimas quatro temporadas, o Milan tinha sofrido quatro derrotas jogando contra o Palermo fora de casa. Mas, neste Sábado, com um show de Ibrahimovic que voltava ao time após três rodadas de suspensão, o Milan não tomou conhecimento dos adversários e derrotou o Palermo por 4 a 0. Com o resultado, o Milan chegou aos 54 pontos ganhos e segue na liderança do Campeonato Italiano, com três pontos a mais que a Juventus, que tem uma partida a menos.
O Milan passeou no primeiro tempo e com uma tripletta de Ibrahimovic matou a partida antes do intervalo.
Aos 21 minutos, Robinho aproveitou erro da defesa e serviu Ibrahimovic, que colocou de pé esquerdo (0 a 1). Aos 31 minutos, novo passe de Robinho e nova finalização precisa do sueco (0 a 2). Quatro minutos depois, livre de marcação, Ibrahimovic recebeu passe de Emanuelson e acertou belo chute no canto esquerdo do goleiro (0 a 3).
Após o intervalo, o Milan seguiu dominando e ampliou aos 12 minutos. El Shaarawy cruzou da esquerda e Thiago Silva cabeceou com força para as redes (0 a 4). Após o quarto gol, o Milan tirou o pé e apenas administrou a vitória sem dificuldades.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Thiago Silva, Antonini (Mesbah)
Nocerino, Ambrosini, Muntari
Emanuelson (El Shaarawy)
Robinho (Inzaghi), Ibrahimovic


25ª rodada, Sábado 25 Fevereiro 2012, MILAN  1 X 1  JUVENTUS

Marcadores: Nocerino aos 15 pt e Matri aos 38 st.

O Milan, apesar de não poder contar novamente com Ibrahimovic e Boateng, controlou a partida durante toda a primeira etapa, criando mais chances e tendo maior presença no campo adversário. A pressão se transformou em gol logo aos 15 minutos de jogo, quando o juventino Bonucci errou na saída de bola e Nocerino aproveitou para bater de fora da área e contar com um desvio no próprio Bonucci para fazer 1 a 0.
Dez minutos depois aconteceu o lance mais polêmico da partida e o Milan tem válidos motivos para culpar o árbitro Tagliavento e o bandeirinha Romagnoli por não terminar esta rodada do Campeonato Italiano com boa vantagem sobre a Juventus. Robinho cobrou escanteio e Buffon fez uma defesa milagrosa em cabeceio de Mexes. Na sequência, Muntari pegou o rebote e cabeceou. A bola tinha passado a linha do gol de pelo menos meio metro quando Buffon defendeu novamente. Os jogadores e comissão técnica do Milan já comemoravam, quando notaram que o árbitro não havia validado o gol!
No início do segundo tempo, o Milan seguiu pressionando. Aos poucos, porém, a Juventus foi saindo de trás, adotando um posicionamento mais avançado no gramado. A pressão dos juventinos se intensificou nos minutos finais até que Matri antecipou-se à marcação de Thiago Silva e empatou.
Após este empate, o Milan continua na liderança do Campeonato Italiano: Milan 51, Juventus 50 ... mas a Juventus tem um jogo a menos!

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Mexes, Thiago Silva, Antonini
Nocerino, Van Bommel, Muntari
Emanuelson (Ambrosini)
Pato (El Shaarawy), Robinho


24ª rodada, Domingo 19 Fevereiro 2012, CESENA  1 X 3  MILAN

Marcadores: Muntari aos 29 pt, Emanuelson aos 31 pt, Robinho aos 9 st e Pudil aos 20 st.

Apesar dos muitos desfalques (Roma, Nesta, Mexes, Flamini, Gattuso, Aquilani, Boateng, Merkel, Seedorf, Cassano e Pato lesionados, e Ibrahimovic suspenso), o Milan começou a partida pressionando o Cesena e em menos de 15 minutos criou três boas chances de gol com Muntari, Emanuelson e Ambrosini.
O primeiro gol do Milan saiu aos 29 minutos. Thiago Silva cobrou falta rasteiro, o goleiro do Cesena Antonioli defendeu, mas não segurou, e o estreante Muntari pegou o rebote na pequena área e abriu o placar (0 a 1). Dois minutos depois, em contra-ataque, Robinho passou para Emanuelson, que chutou da meia-lua no canto esquerdo (0 a 2).
Na etapa final, aos 9 minutos, foi a vez do atacante brasileiro Robinho receber passe de Abate dentro da área e fuzilar cruzado (0 a 3). Relaxado, o Milan deixou o Cesena descontar com Pudil (1 a 3).
O Milan continua na liderança do Campeonato Italiano: Milan 50, Juventus 49 ... mas a Juventus tem um jogo a menos!

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Thiago Silva, Mesbah
Nocerino, Ambrosini (Van Bommel), Muntari
Emanuelson
Maxi Lopez (Inzaghi), Robinho (El Shaarawy)


23ª rodada, Sábado 11 Fevereiro 2012, UDINESE  1 X 2  MILAN

Marcadores: Di Natale aos 19 pt, Maxi Lopez aos 32 st e El Shaarawy aos 40 st.

O treinador Allegri teve muitas dificuldades para escalar o time para a partida contra a Udinese porque estava sem 12 jogadores: Abbiati, Nesta, Yepes, Flamini, Gattuso, Aquilani, Boateng, Merkel, Cassano e Pato, todos lesionados, e Ibrahimovic e Van Bommel suspensos. Além disso, a Udinese tinha obtido 10 vitórias e um empate nas 11 partidas jogadas em casa nesta temporada e parecia imbatível nos jogos em Udine.
No primeiro tempo o Milan jogou sem ideias e a Udinese abriu o placar aos 19 minutos com o atacante Di Natale. Na metade da segunda etapa, quando parecia que o Milan ia ser derrotado, o treinador Allegri fez uma substituição que mudou a história do jogo: substituiu o meia Nocerino com o argentino Maxi Lopez.
De fato, aos 32 minutos, El Shaarawy chutou da ponta esquerda, de longe. O goleiro da Udinese espalmou para a área e Maxi Lopez pegou o rebote, tocou para o gol e deixou tudo igual (1 a 1). Aos 40 minutos, Maxi López saiu da área, apareceu pelo lado direito, olhou para a área e cruzou rasteiro para El Shaarawy marcar o gol da virada (1 a 2).
Com estes três pontos muito importantes, o Milan assumiu a liderança isolada do campeonato italiano: Milan 47, Juventus 45 ... mas a Juventus tem dois jogos a menos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Mexes, Thiago Silva, Mesbah
Emanuelson, Ambrosini, Nocerino (Maxi Lopez)
Seedorf
Robinho (Bonera), El Shaarawy


22ª rodada, Domingo 5 Fevereiro 2012, MILAN  0 X 0  NAPOLI

Acostumado a ser herói do Milan, Ibrahimovic foi o vilão neste Domingo: o sueco foi expulso por dar um tapa na cara do napolitano Aronica. O Milan ficou no 0 a 0 com o Napoli, em casa, e perdeu a chance de ser líder do Campeonato Italiano dado que a Juventus não foi além de um empate sem gols com o Siena, em Turim.
Assim, Juventus (com um jogo a menos) 45 pontos, Milan 44.
A melhor chance de gol do Milan foi com Robinho no início do segundo tempo. O brasileiro entrou sozinho na área, ficou cara a cara com o goleiro De Sanctis, mas chutou para fora, à esquerda.
Aos 18 minutos, Ibrahimovic saiu mais cedo do jogo. Enquanto o árbitro conversava com jogadores após a marcação de uma falta, o sueco fingiu abraçar o companheiro Nocerino e acertou um tapa na cara de Aronica. O bandeirinha viu e avisou o árbitro, que deu cartão vermelho para o atacante.
O Milan foi assim obrigado a jogar a última meia hora de jogo em 10 contra 11, mas soube se defender com ordem e conseguiu evitar a segunda derrota seguida.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati (Amelia)
Abate, Mexes, Thiago Silva, Antonini
Emanuelson, Van Bommel, Nocerino
Seedorf (Ambrosini)
Robinho (Maxi Lopez), Ibrahimovic


21ª rodada, Quarta-feira 1° Fevereiro 2012, LAZIO  2 X 0  MILAN

Marcadores: Hernanes aos 31 st e Rocchi aos 40 st.

O Milan desperdiçou uma grande oportunidade de assumir a liderança do Campeonato Italiano. Nesta Quarta-feira, um dia depois do adiamento da partida da líder Juventus em virtude da nevasca que atingiu a Itália, o time rubro-negro acabou derrotado por 2 a 0 pela Lazio, em Roma, e estacionou no segundo posto na tabela. Juventus (com uma partida a menos) 44 pontos, Milan 43.
O Milan jogou melhor e no início do segundo tempo reclamou de um pênalti "revogado" por um dos auxiliares, quando o jogo ainda estava 0 a 0. André Dias colocou a mão na bola e o juiz apontou o centro da área, mas acabou voltando atrás por intervenção do bandeirinha que antes tinha visto um impedimento de Ibrahimovic. O tira-teima mostrou que o impedimento não existia.
Quando o placar se encaminhava para o empate, aos 31 minutos, Hernanes recebeu a bola e, mesmo contrastado por Nesta, encontrou espaço para bater e abrir o marcador. O gol desestabilizou o Milan que permitiu os contragolpes dos adversários e acabou levando o segundo gol, marcado por Rocchi, aos 40 minutos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Mesbah
Ambrosini (Emanuelson), Van Bommel (Maxi Lopez), Nocerino
Robinho
El Shaarawy (Seedorf), Ibrahimovic


20ª rodada, Domingo 29 Janeiro 2012, MILAN  3 X 0  CAGLIARI

Marcadores: Ibrahimovic aos 32 pt, Nocerino aos 39 pt e Ambrosini aos 30 st.

Com mais uma boa atuação do goleador Ibrahimovic, o Milan venceu o Cagliari por 3 a 0, neste Domingo, e continua encostado na líder Juventus (Juventus 44 pontos, Milan 43 pontos).
O atacante argentino Maxi Lopez, contratado no lugar de Tevez cuja transferência para o Milan não foi autorizada pelo Manchester City, ficou no banco e não foi acionado pelo técnico Allegri que no fim da partida preferiu colocar Inzaghi no lugar de Ibrahimovic.
No início, o Cagliari dificultou a vida do Milan que só conseguiu abrir o placar graças a uma jogada de bola parada e à genialidade de Ibrahimovic que, aos 32 minutos do primeiro tempo, cobrou uma falta com perfeição e a bola foi parar no ângulo a direita do goleiro Agazzi. Ainda na primeira etapa, o grandalhão sueco aprontou mais uma, com uma linda assistência. Aos 38 minutos, ele tocou com o peito para a conclusão de Nocerino, que chutou de primeira. Nocerino é agora o segundo maior artilheiro do Milan com 7 gols. Ibrahimovic está com 15.
Na segunda etapa, Ambrosini acabou sacramentando a vitória do Milan. Aos 30 minutos, o jogador de 34 anos chutou da entrada da área para fechar o placar (3 a 0).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Mexes, Mesbah
Emanuelson, Van Bommel, Nocerino
Seedorf (Ambrosini)
Robinho (El Shaarawy), Ibrahimovic (Inzaghi)


19ª rodada, Domingo 22 Janeiro 2012, NOVARA  0 X 3  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic aos 12 st, Robinho aos 29 st e Ibrahimovic aos 44 st.

O Milan atacou muito no primeiro tempo, mas os seus jogadores não estavam com os pés calibrados e não conseguiram furar o bloqueio do Novara. A segunda etapa teve uma história diferente:
a) aos 12 minutos, Ambrosini lançou para Ibrahimovic, que chutou forte, sem chance para o goleiro adversário Ujkani (0 a 1);
b) aos 29 minutos, foi a vez de Robinho balançar a rede. O brasileiro aproveitou chute de El Shaarawy e deu um carrinho para empurrar a bola para dentro do gol (0 a 2);
c) aos 44 minutos, Ibrahimovic mostrou mais uma vez seu faro de artilheiro. Após espalmada do goleiro, o sueco deu um leve toque de calcanhar e enganou a defesa do Novara (0 a 3).
Com esta vitória o Milan terminou o primeiro turno do Campeonato Italiano com 40 pontos, apenas um ponto atrás da líder Juventus. Conquistou 20 pontos em casa (6 vitórias, 2 empates e 1 derrota) e 20 pontos fora de casa (6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas).
Deve-se notar que também na última temporada o Milan concluiu o primeiro turno com 20 pontos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Thiago Silva, Mexes, Antonini (El Shaarawy)
Ambrosini (Seedorf), Van Bommel, Nocerino
Emanuelson
Robinho (Merkel), Ibrahimovic


18ª rodada, Domingo 15 Janeiro 2012, MILAN  0 X 1  INTER

Marcador: Milito aos 9 st.

O Milan tinha a chance de assumir sozinho a liderança do Campeonato Italiano dado que a Juventus tinha empatado em casa com o Cagliari. Mas a Inter estragou o sonho dos rubro-negros ao ganhar o dérbi de Milão com um gol do argentino Milito. O Milan foi assim derrotado após 12 partidas seguidas sem perder (10 vitórias e 2 empates) e caiu para o segundo lugar na classificação: Juventus 38, Milan 37.
O Milan começou melhor, dominou o primeiro tempo e chegou a acertar o travessão com Van Bommel. As duas equipes voltaram do intervalo da mesma maneira que iniciaram a partida, ou seja o Milan no ataque e a Inter tentando aproveitar os contragolpes.
Aos 9 minutos um erro grotesco acabou definindo o dérbi. Zanetti cruzou da direita para a esquerda, tentando Milito. Abate tinha tudo para interceptar com tranquilidade, mas furou e deixou a bola limpa para Milito dominar, invadir a área e tocar de esquerda, no canto esquerdo de Abbiati (Milan 0, Inter 1).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta (Robinho)
Boateng, Van Bommel, Nocerino (Seedorf)
Emanuelson
Pato (El Shaarawy), Ibrahimovic


17ª rodada, Domingo 8 Janeiro 2012, ATALANTA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic de pênalti aos 22 pt e Boateng aos 37 st.

O Milan cumpriu o seu papel, venceu a Atalanta, por 2 a 0, em Bergamo, neste Domingo, e continua na liderança do Campeonato Italiano junto com a Juventus (Milan e Juventus 37 pontos, Udinese 35 pontos).
Mesmo jogando fora de casa, o Milan demonstrou superioridade e impôs a primeira derrota à Atalanta em seu estádio nesta temporada. Os rubro-negros abriram o placar com um gol de pênalti de Ibrahimovic, aos 22 minutos do primeiro tempo. O atacante sueco converteu a cobrança após Alexandre Pato ser derrubado dentro da área.
O primeiro tempo foi bastante truncado e sem muitas emoções. Na segunda etapa, porém, a partida melhorou muito. O Milan acertou a trave direita aos sete minutos, em cabeceada de Pato. A Atalanta respondeu aos 12 minutos, quando Denis carimbou a trave esquerda de Abbiati. O ritmo do jogo caiu aos poucos, mas o Milan ainda teve tempo para ampliar. Aos 37 minutos, Boateng fez o segundo gol do Milan aproveitando cruzamento de Ibrahimovic da direita.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Mexes, Thiago Silva, Zambrotta
Boateng, Van Bommel, Nocerino
Emanuelson
Pato (Robinho), Ibrahimovic


Reposição da 1ª rodada, Terça-feira 20 Dezembro 2011, CAGLIARI  0 X 2  MILAN

Marcadores: Pisano gol-contra aos 4 pt e Ibrahimovic aos 15 st.

Em jogo válido pela 1ª rodada - remarcada para este meio de semana por causa de uma greve dos jogadores no último mês de Agosto - o Milan mostrou superioridade, mesmo como visitante, e venceu o Cagliari por 2 a 0.
Em campo, a superioridade do Milan apareceu logo nos primeiros minutos. Aos 4, o Milan já abriu o placar em uma jogada pelo lado direito. O atacante brasileiro Robinho recebeu passe na grande área, driblou goleiro e zagueiro de uma vez só e tocou para o meio. Na tentativa de evitar o gol de Nocerino, o zagueiro Pisano marcou gol-contra (0 a 1).
Na segunda etapa, controlando as ações do jogo, o Milan conseguiu ampliar a vantagem aos 15 minutos com Ibrahimovic que tabelou com Robinho, dominou dentro da área e tocou na saída do goleiro para sacramentar a vitória do atual campeão italiano (0 a 2). O centroavante sueco chegou assim a 11 gols no campeonato.
Depois, o Milan precisou apenas administrar a vantagem para assegurar o triunfo. Em dois contra-ataques, Pato, que havia substituído Robinho, teve chance de ampliar, mas não conseguiu. Após esta vitória o Milan alcançou a liderança do Campeonato Italiano: Milan e Juventus 34, Udinese 32.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Mexes, Thiago Silva, Taiwo
Aquilani, Ambrosini (Van Bommel), Nocerino
Boateng
Robinho (Pato), Ibrahimovic


16ª rodada, Sábado 17 Dezembro 2011, MILAN  2 X 0  SIENA

Marcadores: Nocerino aos 10 st e Ibrahimovic de pênalti aos 19 st.

Desde os primeiros minutos, o Milan partiu para cima do Siena exercendo amplo domínio territorial. Contudo não conseguiu transformar o domínio em gols e o primeiro tempo acabou em 0 a 0.
Ao contrário, na segunda etapa do jogo, o Milan não precisou de muito esforço para abrir o placar. Logo aos 10 minutos, Seedorf cobrou escanteio da direita, Robinho dominou e rolou para Nocerino, que chutou rasteiro para abrir o placar.
O segundo gol veio aos 19 minutos, em pênalti cobrado por Ibrahimovic e concedido pelo juiz porque Boateng foi derrubado pelo goleiro Brkic. De acordo com a maioria dos jornalistas italianos o pênalti era muito duvidoso.
Após esta vitória o Milan subiu para o segundo lugar na classificação: Juventus 33 pontos, Milan e Udinese 31 pontos. O Milan terminou assim o 2011 sem nenhuma derrota no estádio San Siro. Foram 18 partidas em casa, com 13 vitórias e 5 empates.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Bonera, Mexes, Thiago Silva, Taiwo
Nocerino, Van Bommel, Seedorf (Aquilani)
Boateng (Emanuelson)
Robinho (Pato), Ibrahimovic


15ª rodada, Domingo 11 Dezembro 2011, BOLOGNA  2 X 2  MILAN

Marcadores: Di Vaio aos 11 pt, Seedorf aos 16 pt, Ibrahimovic de pênalti aos 27 st e Diamanti aos 28 st.

O Milan começou melhor e logo no primeiro minuto Ibrahimovic, cobrando falta, acertou o travessão. Mas quem abriu o placar foi o Bologna, aos 11 minutos, quando o centroavante Di Vaio recebeu um lançamento longo e a zaga do Milan errou na linha de impedimento. O artilheiro do Bologna tocou de primeira na saída de Amelia, encobrindo o goleiro e abrindo o placar (1 a 0).
Cinco minutos depois, Boateng tocou para Seedorf na meia-lua. Mesmo marcado, o experiente meia holandês dominou de canhota e encheu o pé direito para marcar um golaço, acertando o ângulo superior esquerdo do goleiro Gillet (1 a 1).
O Milan conseguiu passar em vantagem aos 27 minutos do segundo tempo, em uma jogada individual. Após invadir a área, Ibrahimovic sofreu pênalti (segundo a maioria dos jornalistas foi um pênalti muito duvidoso). O mesmo sueco cobrou e colocou o Milan na frente (1 a 2).
Mas o Bologna levou apenas um minuto para empatar. Diamanti recebeu na entrada da grande área, arriscou de longe e o goleiro milanista Amelia falhou (2 a 2).
Após este empate o Milan caiu para o terceiro lugar na classificação do Campeonato Italiano: Juventus e Udinese 30, Milan e Lazio 28.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Yepes (Bonera), Thiago Silva, Antonini
Aquilani, Van Bommel, Seedorf (Emanuelson)
Boateng
Pato (Robinho), Ibrahimovic


14ª rodada, Sexta-feira 2 Dezembro 2011, GENOA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic de pênalti aos 10 st e Nocerino aos 34 st.

O Milan ignorou o fato de atuar fora de casa e encurralou o Genoa desde o começo da partida. Após 15 minutos de jogo o arbitro Celi suspendeu a partida porque a polícia usava bombas de gás lacrimogêneo para conter uma briga de torcedores fora do estádio e o forte cheiro estava prejudicando o andamento do jogo. Após dez minutos de interrupção, o juiz reiniciou a partida que seguiu sob o domínio do Milan.
No segundo tempo o Milan voltou com o mesmo ímpeto e, aos 10 minutos, Ibrahimovic recebeu lançamento na grande área e foi derrubado pelo ex-milanista Kaladze. Pênalti claro e cartão amarelo para o zagueiro georgiano que foi expulso porque já recebera outro cartão amarelo. Na cobrança, Ibrahimovic bateu com força no alto sem chances para o goleiro Frey.
Com a vantagem no placar e tendo um homem a mais em campo, o Milan se manteve ainda mais soberano no duelo e marcou o segundo gol com Nocerino aos 34 minutos. O Milan continua em segundo lugar (Juventus 29, Milan e Udinese 27).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Yepes, Thiago Silva, Antonini
Aquilani, Ambrosini (Seedorf), Nocerino
Boateng
Robinho (El Shaarawy), Ibrahimovic


13ª rodada, Domingo 27 Novembro 2011, MILAN  4 X 0  CHIEVO

Marcadores: Thiago Silva aos 8 pt, Ibrahimovic aos 16 pt, Pato aos 33 pt e Ibrahimovic de pênalti aos 44 pt.

O Milan precisou de apenas 45 minutos para marcar quatro gols e garantir a vitória sobre o Chievo, neste Domingo.
O início da partida já fora um forte indício do que estava por vir. Logo aos 50 segundos de jogo, Ibrahimovic, em bola roubada por Pato, acertou o travessão do goleiro Sorrentino, em lindo chute. O primeiro gol não tardou a chegar. Aos 8 minutos, Thiago Silva bateu rasteiro, da marca da meia lua, e abriu o placar. Dessa maneira, o zagueiro brasileiro honrou a braçadeira de capitão que, pela primeira vez, recebeu do treinador Allegri.
Aos 16 minutos, veio o segundo gol. Ibrahimovic percebeu que o goleiro rival estava adiantado, chutou e o encobriu, aumentando a vantagem milanista. Pato mostrou bom posicionamento ao marcar o terceiro gol do Milan, após rebote de Sorrentino. O quarto gol, novamente de Ibrahimovic, foi marcado em cobrança de pênalti.
Com esta vitória o Milan alcança o segundo lugar na classificação do Campeonato Italiano, 2 pontos atrás da líder Juventus (Juventus 26, Milan e Udinese 24).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Yepes, Thiago Silva, Antonini
Aquilani, Van Bommel, Nocerino
Boateng (Emanuelson)
Pato (El Shaarawy), Ibrahimovic (Robinho)


12ª rodada, Sábado 19 Novembro 2011, FIORENTINA  0 X 0  MILAN

O Milan empatou com a Fiorentina por 0 a 0 neste Sábado, fora de casa, na cidade de Florença. Foi a primeira partida da Fiorentina com o novo treinador Delio Rossi que substituiu Sinisa Mihajlovic, exonerado após uma série de resultados ruins nas últimas rodadas.
A partida começou equilibrada, mas, com o passar dos minutos, o Milan tomou conta do jogo e teria merecido ganhar os três pontos. Mas não teve sorte, especialmente nas duas seguintes ocasiões:
a) Aos 19 minutos do primeiro tempo, Seedorf recebeu de Ibrahimovic e tocou para o fundo do gol. O lance foi anulado pelo juiz por um impedimento inexistente (como mostrado pelo tira-teima) do mesmo holandês.
b) Aos 32minutos do segundo tempo, Pato mostrou sua força. Cortou o zagueiro e chutou cruzado da entrada da área. O goleiro da Fiorentina desviou a conclusão, que ainda tocou na trave direita. No rebote, Emanuelson finalizou e, mais uma vez, o goleiro defendeu.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Aquilani, Ambrosini, Nocerino
Seedorf (Emanuelson)
Robinho (Pato), Ibrahimovic


11ª rodada, Domingo 6 Novembro 2011, MILAN  4 X 0  CATANIA

Marcadores: Ibrahimovic de pênalti aos 7 pt, Robinho aos 24 pt, gol-contra de Lodi aos 24 st e Zambrotta aos 27 st.

Neste Domingo, Robinho foi o destaque da goleada de 4 a 0 do Milan sobre o Catania. O atacante brasileiro teve participação direta em todos os gols e fez uma de suas melhores participações no Campeonato Italiano.
Aos 7 minutos, Robinho recebeu pela esquerda, driblou o zagueiro e foi derrubado. Pênalti convertido por Ibrahimovic. Aos 24 minutos, foi a vez de o próprio brasileiro fazer o seu. Ele dominou pela esquerda, cortou para dentro e chutou colocado.
Tranquilo no placar, o Milan ampliou no segundo tempo. Aos 24 minutos, Robinho chutou entre as pernas do goleiro e o catanês Lodi, na tentativa de evitar o gol, acabou fazendo gol-contra. Aos 27 minutos, Robinho sofreu falta, Aquilani cobrou, o goleiro defendeu mas não segurou, Zambrotta pegou o rebote e marcou o quarto gol do Milan.
Com o resultado - quinta vitória seguida - o Milan acumula 20 pontos e ocupa a 3ª colocação, um ponto atrás de Lazio e Udinese. A posição é provisória, já que a partida envolvendo Juventus e Napoli, em Nápoles, foi adiada por causa das fortes chuvas que estão assolando a Itália.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera (Yepes), Thiago Silva, Zambrotta
Aquilani, Ambrosini, Seedorf (Antonini)
Emanuelson
Robinho (Inzaghi), Ibrahimovic


10ª rodada, Sábado 29 Outubro 2011, ROMA  2 X 3  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic aos 17 pt, Burdisso aos 28 pt, Nesta aos 30 pt, Ibrahimovic aos 33 st e Bojan aos 42 st.

Com três gols de cabeça, dois de Ibrahimovic e um de Nesta, o Milan derrotou a Roma por 3 a 2, neste Sábado, e continua na 4ª posição na classificação, a 2 pontos da líder Juventus.
Mesmo sem Totti, machucado, a Roma começou impondo seu ritmo, contando com o apoio de sua torcida. No entanto, quem abriu o placar foi o Milan. Aos 17 minutos, Aquilani levantou a bola na área, e o sueco Ibrahimovic cabeceou, acertando o canto esquerdo do gol defendido pelo goleiro Stekelenburg (0 a 1).
Após o empate de Burdisso aos 28 minutos, o Milan passou novamente em vantagem aos 30 minutos. Robinho cobrou um escanteio no meio da área e Nesta subiu para cabecear, acertando, com força, o gol romanista (1 a 2).
No segundo tempo, um lance inusitado marcou a partida aos 22 minutos. Após ser substituído por Emanuelson, o meia Boateng saiu xingando o bandeirinha por uma falta que sofrera instantes antes e acabou expulso quando se sentou no banco de reservas.
Aos 33 minutos Ibrahimovic fez o terceiro gol do Milan e aos 40 minutos Nocerino, sozinho na pequena área, perdeu a chance de fazer o quarto, após passe precioso de Cassano.
Aos 42 minutos a Roma chegou ao gol com Bojan (2 a 3), porém não teve forças para chegar ao gol do empate e o Milan colecionou assim a sua quarta vitória seguida.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Aquilani, Van Bommel, Nocerino (Ambrosini)
Boateng (Emanuelson)
Robinho (Cassano), Ibrahimovic


9ª rodada, Quarta-feira 26 Outubro 2011, MILAN  4 X 1  PARMA

Marcadores: Nocerino aos 30 pt e aos 32 pt, Ibrahimovic aos 28 st, Giovinco aos 33 st e Nocerino aos 47 st.

Jogando dentro de casa, o Milan venceu o Parma por 4 a 1, com show do volante Nocerino que marcou três gols. Com esta terceira vitória seguida, o Milan subiu para o quarto lugar na classificação do Campeonato Italiano, 2 pontos atrás da líder Juventus.
Desde o início ficou claro que o Milan seria superior. O time jogava em casa e pressionava demais o adversário, que ficou acuado em seu próprio campo. O gol saiu aos 30 minutos do primeiro tempo quando Nocerino recebeu passe de Ibrahimovic e abriu o placar (1 a 0). Apenas dois minutos depois, Nocerino marcou novamente, e dessa vez foi um golaço, com um voleio de longe (2 a 0).
No segundo tempo, o Milan diminuiu bastante o ritmo e demorou 28 minutos para ampliar a vantagem. Ibrahimovic recebeu assitência de Cassano, superou o zagueiro e marcou o gol do 3 a 0. Contudo, pouco depois, o parmense Giovinco arrancou em velocidade e tocou na saída de Abbiati (3 a 1). Mas era realmente o dia de Nocerino que, nos acréscimos, recebu passe de Cassano e cabeceou para fazer mais um belo gol (4 a 1).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate (Mexes), Bonera, Thiago Silva, Taiwo
Aquilani (Emanuelson), Ambrosini, Nocerino
Boateng
Ibrahimovic (Robinho), Cassano


8ª rodada, Domingo 23 Outubro 2011, LECCE  3 X 4  MILAN

Marcadores: Giacomazzi aos 4 pt, Oddo de pênalti aos 30 pt, Grossmuller aos 37 pt, Boateng aos 4 st, aos 10 st e aos 18 st, Yepes aos 38 st.

O primeiro tempo do Milan foi catastrófico! Nem mesmo os torcedores do Lecce acreditavam no que estavam vendo. O time do Sul da Itália não só saiu na frente com Giacomazzi de cabeça aos 4 minutos de jogo, como marcou mais dois gols com Oddo, aos 30 minutos, de pênalti, e Grossmuller, aos 37 minutos (3 a 0).
Mas no segundo tempo o Milan conseguiu uma virada espetacular e o protagonista foi o meia Boateng que substituiu Robinho no intervalo.
Com Boateng o Milan melhorou muito e, logo na primeira chance, o ganês arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Benassi a fazer grande defesa. Aos 4 minutos, Benassi não pôde fazer nada: depois de cruzamento da direita, Boateng acertou uma bomba de primeira, cruzada, e marcou o seu primeiro gol (3 a 1). O segundo gol saiu aos 10 minutos: Boateng chutou de fora da área, no ângulo direito de Benassi. Golaço (3 a 2). Oito minutos depois, mais um: Boateng aproveitou um rebote na área, o goleiro ainda tentou salvar, mas a bola já havia passado da linha. Foi o empate (3 a 3).
Empolgado pela grande atuação do ganês, o Milan seguiu no ataque e aos 38 minutos Cassano cruzou da esquerda e o colombiano Yepes subiu bem de cabeça e marcou o quarto (3 a 4).
Com esta vitória, o Milan subiu para a quinto lugar na classificação, 4 pontos atrás da líder Udinese.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Yepes, Antonini
Ambrosini (Aquilani), Van Bommel, Nocerino
Robinho (Boateng)
Cassano (El Shaarawy), Ibrahimovic


7ª rodada, Sábado 15 Outubro 2011, MILAN  3 X 0  PALERMO

Marcadores: Nocerino aos 40 pt, Robinho aos 10 st e Cassano aos 19 st.

Após ser derrotado pela Juventus na última rodada, o Milan se rehabilitou neste Sábado ao vencer o Palermo por 3 a 0 no estádio San Siro.
O primeiro tempo começou com domínio total do Milan. Os donos da casa conseguiam acuar os adversários no seu campo e aos 40 minutos abriram o placar. Bem marcado dentro da área, Ibrahimovic abriu o jogo para Aquilani que tocou de cabeça para dentro da pequena área onde Nocerino, livre, concluiu para as redes (1 a 0). O volante não comemorou o gol por ser ex-jogador do Palermo.
A segunda etapa começou ainda com o domínio do Milan e aos 10 minutos Ibrahimovic enfiou uma ótima bola para Robinho que só teve o trabalho de tocar na saída do goleiro Tzorvas (2 a 0).
Aos 18 minutos, Cassano marcou o seu. Robinho rolou para Abate, que foi até a linha de fundo e cruzou para trás para Cassano que não teve dificuldades para concluir no canto esquerdo do goleiro (3 a 0).
Com esta vitória, o Milan se afasta da parte de baixo da tabela, sobe da 13ª para a 10ª posição, e agora volta suas atenções para a Champions League, pegando o Bate Borisov na próxima Quarta-feira.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva (Bonera), Antonini
Aquilani, Van Bommel, Nocerino
Robinho (Emanuelson)
Cassano (El Shaaarawy), Ibrahimovic


6ª rodada, Domingo 2 Outubro 2011, JUVENTUS  2 X 0  MILAN

Marcador: Marchisio aos 42 st e aos 48 st.

No primeiro clássico disputado no moderno e novíssimo estádio da Juventus, o Milan sofreu uma derrota categórica. Jogando com pouca grinta, os comandados de Allegri apresentaram uma atuação fraca em quase todos os setores. Os parcos 2 chutes a gols durante toda a partida mostram bem o quanto a Juventus dominou.
Desta vez, nem a desculpa das lesões pode ser utilizada para justificar a má atuação. Com seu time praticamente titular, tendo Ibrahimovic, Cassano e Boateng no ataque, Van Bommel, Nocerino e Seedorf no meio campo, e na defesa, Nesta, Thiago Silva, Bonera na lateral direita e Zambrotta na esquerda, não há de se falar em tantos desfalques. O que aconteceu foi que a Juventus impôs seu ritmo, ditado pelo ótimo regista Pirlo, e ainda contou com atuações memoráveis de Marchisio, que fez os dois gols, e de Vidal.
A falha de Abbiati no segundo gol e a péssima atuação do zagueiro Bonera não são as únicas razões para o resultado. O técnico Allegri também tem sua parcela de culpa, mas todo o time não teve a menor vontade, não jogou com paixão. Faltou, quem sabe, um Gennaro Gattuso no time.
(artigo enviado por Rodrigo Moraes, do blog matoudecanela.blogspot.com).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Nesta (Antonini), Thiago Silva, Zambrotta
Nocerino (Ambrosini), Van Bommel, Seedorf
Boateng
Cassano (Emanuelson), Ibrahimovic


5ª rodada, Sábado 24 Setembro 2011, MILAN  1 X 0  CESENA

Marcador: Seedorf aos 4 pt.

Neste Sábado o Milan, apesar de ter 10 jogadores na enfermaria (Ibrahimovic, Pato, Robinho, Boateng, Ambrosini, Gattuso, Flamini, Antonini, Bonera e Mexes), conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Italiano ao bater o Cesena por 1 a 0, no estádio San Siro.
A vitória do Milan saiu graças a um belo gol de Seedorf, logo aos quatro minutos de jogo: o holandês acertou um chute por cima do goleiro adversário Ravaglia, que ainda chegou a tocar na bola mas não conseguiu evitar que ela entrasse.
Seedorf, aos 35 anos, mostrou que ainda pode ser muito útil ao Milan e recebeu muitos elogios do treinador: "Seedorf fez um grande jogo. Infelizmente ele tem 35 anos e não pode jogar constantemente. Talvez devêssemos cloná-lo", disse Allegri, bem-humorado.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Thiago Silva, Yepes, Taiwo (Zambrotta)
Nocerino, Van Bommel, Seedorf
Emanuelson
Cassano (Inzaghi), El Shaarawy (Aquilani)


4ª rodada, Quarta-feira 21 Setembro 2011, MILAN  1 X 1  UDINESE

Marcadores: Di Natale aos 29 pt e El Shaarawy aos 19 st.

Para a partida desta Quarta-feira contra a Udinese, o treinador Allegri não pôde contar com 9 jogadores, todos lesionados: Ibrahimovic, Robinho, Gattuso, Flamini, Boateng, Ambrosini, Mexes, Bonera e Antonini. Além disso, tudo começou dando errado no primeiro tempo:
a) Aos 20 minutos Pato saiu do campo, com a mão na coxa, e foi substituído pelo jovem El Shaarawy. (Nota. No dia seguinte o Milan divulgou que o jogador passou por exames e os resultados revelaram que sofreu uma lesão na coxa direita e não poderá jogar por pelo menos quatro semanas.)
b) Aos 29 minutos o goleiro do Milan, Abbiati, saiu do gol para fazer uma defesa simples, mas acabou soltando a bola nos pés de Di Natale, que não perdoou e abriu o placar (0 a 1).
c) Alguns minutos depois Seedorf cobrou uma falta, mas a bola carimbou o poste a direita do goleiro Handanovic.
Na segunda etapa, o Milan voltou melhor, pressionou bastante e, finalmente, aos 19 minutos veio a recompensa: El Shaarawy recebeu de Cassano, invadiu a área e chutou cruzado, sem chances de defesa para o goleiro da Udinese (1 a 1).
Após este empate, o Milan caiu para a 14° posição na classificação, 5 pontos atrás dos líderes.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta (Inzaghi)
Nocerino, Van Bommel, Seedorf
Aquilani (Emanuelson)
Pato (El Shaarawy), Cassano


3ª rodada, Domingo 18 Setembro 2011, NAPOLI  3 X 1  MILAN

Marcadores: Aquilani aos 11 pt, Cavani aos 13 pt, aos 36 pt e aos 6 st.

Neste Domingo o Milan foi derrotado pelo Napoli, fora de casa, com o placar de 3 a 1 e agora se encontra na 11ª posição da classificação do Campeonato Italiano, 5 pontos atrás dos líderes. Deve-se notar que o Milan estava cansado após a dura partida contra o Barcelona da última Terça-feira e, além disso, nove jogadores estavam indisponíveis por lesão: Ibrahimovic, Robinho, Inzaghi, Gattuso, Ambrosini, Flamini, Boateng, Mexes e Zambrotta.
Allegri mandou a campo um time com Bonera na lateral esquerda, um meio campo com Nocerino, Van Bommel e Seedorf, e Aquilani em sua estréia como trequartista. Seedorf novamente voltou a mostrar que não pode ser, aos 35 anos de idade, o motor do time. No ataque, Cassano deu o passe para o gol de Aquilani e foi sumindo aos poucos, deixando claro que é jogador de um tempo apenas. E Pato teve uma atuação patética.
Méritos também dos jogadores do Napoli comandados por Walter Mazzarri. O Napoli se defendia muito bem e partia para o contra-ataque se apoiando na velocidade de Lavezzi e Hamsik e no sensacional atacante uruguaio Cavani. Assim, o time que levou um gol aos 11 minutos do primeiro tempo, virou o jogo com uma tripletta de Cavani.
Com essa vitória, o Napoli se candidata indubitavelmente para o título da temporada 2011/12. Quanto ao Milan, as coisas deverão voltar ao normal quando os contundidos se recuperarem, principalmente Ibrahimovic e Boateng, o verdadeiro e indispensável trequartista do time.
(artigo enviado por Rodrigo Moraes, do blog matoudecanela.blogspot.com)

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Bonera (Antonini)
Nocerino, Van Bommel (Emanuelson), Seedorf
Aquilani (El Shaarawy)
Pato, Cassano


2ª rodada, Sexta-feira 9 Setembro 2011, MILAN  2 X 2  LAZIO

Marcadores: Klose aos 12 pt, Cisse aos 21 pt, Ibrahimovic aos 29 pt e Cassano aos 33 pt.

A primeira partida da temporada 2011/12 aconteceu nesta Sexta-feira entre o Milan, o atual campeão, e a Lazio. No Milan estrearam Aquilani, que começou como titular no trio de volantes, e Nocerino, que entrou durante o jogo. A Lazio, por sua vez, teve as estreias de Cisse e Klose, ambos contratados na janela de transferências recém-encerrada. Infelizmente para os torcedores rubro-negros, com duas falhas do experiente zagueiro milanista Nesta, a Lazio saiu na frente com dois gols dos citados atacantes-estreantes Cisse e Klose na primeira metade do primeiro tempo.
Em seguida, com a entrada de Van Bommel no lugar do contundido Gattuso, o Milan subiu de produção ofensivamente e diminuiu a diferença no placar com Ibrahimovic aos 29 minutos, com assistência preciosa de Cassano e, logo após, chegou ao empate, com gol de cabeça do próprio Cassano, em escanteio cobrado por Aquilani.
No segundo tempo, o Milan continuou atacando mais e chegou perto do gol da vitória, mas o poste rebateu um chute de Cassano aos 17 minutos.
(artigo enviado por Rodrigo Moraes, do blog matoudecanela.blogspot.com)

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Gattuso (Van Bommel), Ambrosini, Aquilani (Nocerino)
Boateng (Pato)
Ibrahimovic, Cassano


1ª rodada, Sábado 27 Agosto 2011, CAGLIARI  X  MILAN

Este jogo não foi disputado por causa da greve dos jogadores.


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!