milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2010/11

38ª rodada, Domingo 22 Maio 2011, UDINESE  0 X 0  MILAN

Na última partida da temporada 2010/11 a Udinese e o Milan empataram sem gols, no estádio Friuli de Udine, O Milan terminou o Campeonato Italiano com 82 pontos (24 vitórias, 10 empates e somente 4 derrotas), com 6 pontos de vantagem sobre a arquirrival Inter.
Este empate foi útil também à Udinese que garantiu a quarta posição no Campeonato Italiano e a participação na Champions League da próxima temporada.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia (Roma)
Abate, Thiago Silva, Yepes, Didac
Flamini, Van Bommel (Emanuelson), Seedorf
Boateng
Pato (Robinho), Cassano


37ª rodada, Sábado 14 Maio 2011, MILAN  4 X 1  CAGLIARI

Marcadores: Robinho aos 22 pt, Gattuso aos 24 pt, Robinho aos 35 pt, Cossu aos 38 pt e Seedorf aos 32 st.

Campeão italiano com duas rodadas de antecedência, o Milan enfrentou o Cagliari neste Sábado, em sua última partida em casa nesta temporada. Antes da partida os jogadores desfilaram em carro aberto pelas ruas de Milão, sendo ovacionados por dezenas de milhares de torcedores.
O Milan entrou no estádio lotado com um único objetivo: encerrar com chave de ouro a temporada que acabou com um jejum de sete anos sem título. E conseguiu, em grande estilo. Com gols de Robinho (dois), Gattuso e Seedorf, o Milan bateu o Cagliari por 4 a 1.
Após a partida, todos os jogadores do elenco participaram da entrega oficial dos prêmios pelo título. Convocados um por um por um apresentador que estava em um palco, no centro do gramado, eles receberam suas medalhas. Ao invés de utilizarem suas camisas de jogo, todos vestiram uma camisa com a palavra "Campioni" e o número 18 escritos nas costas, em referência ao 18° scudetto conquistado.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Thiago Silva, Yepes, Zambrotta
Gattuso (Flamini), Ambrosini (Pirlo), Emanuelson
Seedorf
Robinho, Pato (Inzaghi)


36ª rodada, Sábado 7 Maio 2011, ROMA  0 X 0  MILAN

Depois de ver a arquirrival Inter vencer o scudetto nas últimas cinco temporadas, o Milan conquistou, neste Sábado, o Campeonato Italiano 2010/11 após o empate por 0 a 0 com a Roma, no Estádio Olímpico da capital italiana.
Agora a Inter soma 72 pontos e pode igualar os 78 pontos do Milan se ganhar as duas últimas partidas. Mas, como o Milan leva vantagem nos confrontos diretos (duas vitórias), o Milan já conquistou matematicamente o seu 18° título com duas rodadas de antecedência. A conquista quebra um jejum que durava desde a temporada 2003/04, quando o time comandado por Nesta, Maldini, Kaká e Shevchenko levou o 17° título.
O Milan entrou em campo precisando apenas de um empate para conquistar o título e o técnico Allegri decidiu escalar o sueco Ibrahimovic ao lado de Robinho no ataque, deixando Pato no banco de reservas.
Após um primeiro tempo em que a Roma foi melhor, o Milan voltou para a etapa final com Ambrosini no lugar de Gattuso e também com postura mais ofensiva e, logo no primeiro minuto, Robinho recebeu de Abate, puxou para a direita, chutou e acertou a trave esquerda do goleiro Doni. No rebote, a defesa da Roma afastou o perigo.
Com a Roma desinteressada, o Milan deixou o tempo passar, segurou o empate sem gols e comemorou o seu 18° título italiano.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso (Ambrosini), Van Bommel, Seedorf
Boateng
Robinho (Pato), Ibrahimovic


35ª rodada, Domingo 1° Maio 2011, MILAN  1 X 0  BOLOGNA

Marcador: Flamini aos 8 pt.

Sem Ibrahimovic e Pato, o primeiro ausente por suspensão e o segundo por lesão, o técnico Allegri optou novamente pela dupla Cassano e Robinho no ataque.
O Milan conduziu de forma tranquila a partida contra o Bologna e venceu por 1 a 0, gol de Flamini logo aos 8 minutos do primeiro tempo. Com a vantagem no placar os rubro-negros passaram a tocar a bola, uma vez que o Bologna não ameaçava e nem parecia ter forças para tal.
O Milan continuou dominando também na segunda etapa. Nos últimos vinte minutos, os rubro-negros diminuíram o ritmo e o Bologna teve duas boas chances para empatar, aos 30 e aos 34 minutos, em dois escanteios, com Gimenez e Britos que cabecearam para fora. A reação do Bologna acabou aos 36 minutos, quando Della Rocca foi corretamente expulso após falta sobre Nesta.
Aos 40 minutos, o jovem milanista Giacomo Beretta, 19 anos, substituiu Cassano e fez a sua estreia no Campeonato Italiano.
O Milan continua com 8 pontos de vantagem sobre a Inter e lhe falta somente um ponto para ganhar o seu 18° título.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Flamini, Ambrosini, Seedorf
Boateng (Pirlo)
Robinho, Cassano (Beretta)


34ª rodada, Sábado 23 Abril 2011, BRESCIA  0 X 1  MILAN

Marcador: Robinho aos 37 st.

Sem Ibrahimovic, suspenso, e Pato, machucado, o Milan entrou em campo diante do Brescia com Robinho e Cassano na linha de frente. Já conhecendo o resultado da manhã, derrota do Napoli para o Palermo, o Milan começou a partida sem desespero, buscando encaixar contra-ataques contra o Brescia que, por sua vez, estava com os nervos a flor da pele por conta de sua situação na tabela (penúltimo colocado).
Na primeira etapa o Milan teve boas chances de marcar com Robinho e Cassano, mas as desperdiçou todas. Após o intervalo, o jogo seguiu igual, com o Milan aproveitando o nervosismo dos anfitriões.
Os rubro-negros finalmente conseguiram passar em vantagem aos 35 minutos: Seedorf recebeu na intermediária e lançou para Cassano sozinho no lado direito do campo adversário. O italiano matou com estilo, viu a chegada de Robinho pelo outro lado e deu um passe perfeito para o brasileiro que, com tranqüilidade, fez a festa dos torcedores milanistas. Agora ao Milan são suficientes 4 pontos, nas restantes 4 rodadas, para ganhar o seu 18° scudetto.
A classificação é a seguinte: Milan 74, Inter 66, Napoli 65.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Thiago Silva, Yepes, Zambrotta
Flamini, Van Bommel, Seedorf
Boateng (Emanuelson)
Robinho, Cassano (Ambrosini)


33ª rodada, Sábado 16 Abril 2011, MILAN  3 X 0  SAMPDORIA

Marcadores: Seedorf aos 20 pt, Cassano de pênalti aos 9 st e Robinho aos 17 st.

Com uma boa atuação de todos os setores (com destaque individual para Cassano), o Milan derrotou a Sampdoria, por 3 a 0, no estádio San Siro. A rodada foi completamente favorável ao Milan porque seja o Napoli seja a Inter foram derrotados pela Udinese e pelo Parma, respectivamente. Agora a vantagem sobre o Napoli subiu para 6 pontos e sobre a Inter para 8 pontos. Milan 71, Napoli 65, Inter 63. Ao Milan serão suficientes 9 pontos nas próximas 5 partidas para ganhar o seu 18° título.
O Milan pressionou bastante na primeira metade da etapa inicial, com Pato e Robinho na frente, municiados por Boateng e Seedorf. E foi justamente o holandês que abriu o placar, aos 20 minutos, em cobrança de falta.
O primeiro tempo encerrou-se com uma péssima notícia: Pato sentiu nova lesão muscular e teve que ser substituído por Cassano. Os torcedores rubro-negros esperam que o jovem atacante brasileiro possa voltar rapidamente aos gramados.
Mas a entrada de Cassano foi extremamente benéfica para o Milan porque ele deu nova dinâmica ao setor ofensivo. Cassano marcou o segundo gol cobrando pênalti e deu a assistência para Robinho fazer o terceiro, de cabeça.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati (Amelia)
Abate, Thiago Silva, Yepes, Zambrotta
Gattuso, Van Bommel (Pirlo), Seedorf
Boateng
Pato (Cassano), Robinho


32ª rodada, Domingo 10 Abril 2011, FIORENTINA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Seedorf aos 8 pt, Pato aos 41 pt e Vargas aos 34 st.

Com uma boa atuação de Pato, o Milan venceu neste Domingo a Fiorentina por 2 a 1, fora de casa, na cidade de Florença. Este resultado deixou os rubro-negros na liderança do Campeonato Italiano com três pontos de vantagem sobre o Napoli e cinco sobre a arquirrival Inter (Milan 68, Napoli 65, Inter 63).
O Milan partiu para cima da Fiorentina e aos 8 minutos Pato deu um passe de cabeça para Seedorf abrir o placar. O Milan continuou dominando e ampliou no fim da primeira etapa com Pato que aproveitou uma tabelinha entre Ibrahimovic e Boateng e não teve dificuldade para vencer o goleiro Boruc.
No segundo tempo, a partida continuou como na etapa inicial. Milan seguro, explorando o contra golpe, e a Fiorentina sem incomodar muito o goleiro Abbiati. Ibrahimovic, em duas oportunidades, perdeu chances incríveis frente a frente com o goleiro.
Nos últimos quinze minutos da partida, porém, o Milan mostrou cansaço, a Fiorentina tomou a iniciativa e diminuiu com o peruano Vargas que aproveitou um rebote de Abbiati. A bola ainda resvalou em Gattuso antes de entrar.
Para piorar as coisas, o sueco Ibrahimovic foi expulso aos 41 minutos por xingar um bandeirinha. O atacante, que voltava de uma suspensão de duas partidas, voltará a desfalcar o Milan por pelo menos mais três turnos. Os oito minutos finais de partida foram um drama para o Milan. A Fiorentina atacava e empurrava o adversário para o seu campo de defesa. Mas o Milan, apesar de jogar em 10 contra 11, soube segurar a preciosa vitória.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Thiago Silva, Yepes, Zambrotta
Flamini, Van Bommel, Seedorf
Boateng (Gattuso)
Pato, Ibrahimovic


31ª rodada, Sábado 2 Abril 2011, MILAN  3 X 0  INTER

Marcadores: Pato ao 1° pt e aos 16 st, Cassano de pênalti aos 44 st.

Os jornalistas esportivos esperavam uma fácil vitória da Inter sobre o Milan no dérbi da cidade de Milão, neste Sábado. De fato o Milan estava em crise, após o empate com o Bari e a derrota com o Palermo, e não podia escalar Ibrahimovic, suspenso. Do outro lado a Inter vinha ganhando todos os jogos e já estava a apenas dois pontos do Milan.
Mas as previsões não foram respeitadas e o Milan passou em vantagem após somente 45 segundos de jogo. Gattuso rolou para Robinho na área, Júlio César cortou e Pato aproveitou o rebote e bateu para o gol: 1 a 0.
Empurrado pela torcida, o Milan continuou pressionando e, aos 36 minutos, Van Bommel arriscou de longe e a bola explodiu no travessão de Julio César.
No início da etapa final, a Inter perdeu Chivu, expulso após fazer falta em Pato que se preparava para invadir a área. O Milan, com um a mais, conseguiu marcar o segundo gol, aos 16 minutos, com Pato, de cabeça.
Aos 44 minutos, o juiz concedeu um pênalti ao Milan após Zanetti derrubar Cassano. O próprio camisa 99 cobrou e fez o terceiro gol para o Milan. Agora Milan 65, Napoli 62 e Inter 60.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso (Flamini), Van Bommel, Seedorf
Boateng
Pato (Emanuelson), Robinho (Cassano)


30ª rodada, Sábado 19 Março 2011, PALERMO  1 X 0  MILAN

Marcador: Goian aos 10 pt.

O Milan ainda parece estar sob choque pela eliminação na Champions League. De fato, no último Domingo somente empatou em casa com o Bari, lanterna do Campeonato Italiano, e neste Sábado foi derrotado pelo Palermo que tinha perdido os últimos cinco jogos.
Apesar disso, o Milan continua líder do Campeonato Italiano, mas com somente dois pontos de vantagem sobre a Inter e três sobre o Napoli (Milan 62, Inter 60, Napoli 59). Na próxima rodada, que prevê o dérbi com a Inter, o Milan risca de perder a liderança.
O gol da vitória do Palermo foi marcado pelo romeno Goian, aos 10 minutos do primeiro tempo: após cobrança de escanteio, ele recebeu na área, em posição legal apesar da reclamação dos rubro-negros, e bateu sem defesa para o goleiro Abbiati. O Milan perdeu assim uma invencibilidade que já durava 12 rodadas.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski (Antonini)
Gattuso, Van Bommel (Boateng), Flamini
Seedorf
Pato (Robinho), Cassano


29ª rodada, Domingo 13 Março 2011, MILAN  1 X 1  BARI

Marcadores: Rudolf aos 39 pt e Cassano aos 37 st.

Neste Domingo o Milan somente empatou com o lanterna Bari, no estádio San Siro, e desperdiçou uma boa chance de aumentar a vantagem para sete pontos com relação à arquirrival Inter. Agora Milan 62, Inter 57.
Na primeira etapa, o Milan pressionou, teve maior posse de bola, mas não conseguiu transpor a defesa adversária. Para piorar a situação, em uma jogada ensaiada de falta, o Bari passou em vantagem: Almiron descolou um passe para Rudolf que dominou e bateu cruzado, no canto direito de Abbiati, abrindo o placar.
Na etapa final, o Milan começou no ataque. Ibrahimovic, nervoso em campo, perdia vários lances e reclamava constantemente com a arbitragem. Aos 27 minutos, o suéco perdeu completamente a cabeça e foi expulso. Ele deu um soco no abdômen do zagueiro Marco Rossi e o árbitro lhe mostrou o cartão vermelho direto.
A expulsão de Ibrahimovic fez bem ao Milan que se lançou completamente ao ataque em busca do empate. O Bari não conseguiu segurar a pressão, mesmo com um jogador a mais e cedeu o empate aos 37 minutos: Antonini cruzou da esquerda, Cassano apareceu livre na grande área e completou de primeira para o fundo da rede, igualando o placar.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Gattuso (Seedorf), Van Bommel, Merkel (Emanuelson)
Robinho (Cassano)
Pato, Ibrahimovic


28ª rodada, Sábado 5 Março 2011, JUVENTUS  0 X 1  MILAN

Marcador: Gattuso aos 23 st.

Conhecido por seu temperamento explosivo e pelo estilo de jogo violento, o volante Gattuso, às vezes, consegue desfazer sua imagem de jogador agressivo. Neste Sábado, ele marcou o gol que definiu uma importantíssima vitória do Milan no Campeonato Italiano: 1 a 0 sobre a Juventus, fora de casa, em Turim.
O resultado mantém o Milan na primeira colocação da competição (Milan 61, Inter 56). O foco da equipe agora passa a ser a Champions League da próxima Quarta-feira. Para se classificar, o Milan precisa vencer o Tottenham fora de casa, em Londres.
O Milan jogou sem Pato, gripado e com febre. A melhor chance do Milan no primeiro tempo foi desperdiçada por Cassano aos 21 minutos: Ibrahimovic deixou o italiano sozinho na grande área. O atacante fez a finta, deixou o zagueiro no chão, mas bateu muito alto.
O gol da vitória milanista foi anotado aos 23 minutos do segundo tempo, quando Gattuso balançou as redes em finalização da entrada da área, de perna esquerda (Gattuso não marcava um gol no Campeonato Italiano há mais de três anos).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski
Gattuso, Van Bommel, Flamini
Boateng (Robinho)
Ibrahimovic, Cassano (Seedorf)


27ª rodada, Segunda-feira 28 Fevereiro 2011, MILAN  3 X 0  NAPOLI

Marcadores: Ibrahimovic de pênalti aos 4 st, Boateng aos 32 st e Pato aos 34 st.

Com uma atuação decisiva do brasileiro Pato, o Milan deu um grande passo em direção ao título italiano da temporada, ao derrotar o Napoli, no Estádio San Siro, em Milão, por 3 a 0.
Todos os gols saíram na etapa final. O sueco Ibrahimovic abriu o placar aos 4 minutos, em cobrança de pênalti (o juiz tinha marcado mão na bola do zagueiro napolitano Aronica).
O ganês Boateng, que substituira Robinho, fez o segundo gol, após ótima assistência de Pato, aos 32 minutos. O africano festejou bastante e até retirou a camiseta, pois retornava ao time após dois meses afastado por contusão.
Dois minutos depois, Pato puxou um contra-ataque sozinho, diante de dois zagueiros adversários. Na entrada da área, vendo o goleiro napolitano De Sanctis adiantado, bateu colocado no ângulo esquerdo para fazer 3 a 0.
Com o resultado, o Milan alcançou 58 pontos, contra 53 da Inter, segunda colocada. O Napoli permaneceu com 52 pontos, em terceiro.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate (Oddo), Nesta, Thiago Silva, Jankulovski (Emanuelson)
Gattuso, Van Bommel, Flamini
Robinho (Boateng)
Ibrahimovic, Pato


26ª rodada, Domingo 20 Fevereiro 2011, CHIEVO  1 X 2  MILAN

Marcadores: Robinho aos 25 pt, Fernandes aos 16 st e Pato aos 37 st.

Com dois gols brasileiros, o Milan venceu o Chievo fora de casa e segue na liderança do Campeonato Italiano com três pontos de vantagem sobre o Napoli (Milan 55, Napoli 52).
Robinho abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo: Cassano cruzou da direita e Ibrahimovic cabeceou para a área. O brasileiro dominou a bola (com um braço) e, com tranquilidade, se virou para marcar o gol. Os adversários reclamaram bastante, mas o juiz validou o gol.
No segundo tempo, Fernandes empatou de cabeça aos 16 minutos. Pouco depois, o Milan substituiu Cassano com Pato que, aos 36 minutos, marcou um gol épico: ele driblou dois adversários e finalizou rasteiro. A bola bateu na trave e entrou no gol, colocando novamente o Milan em vantagem. Nas tribunas, o vice-presidente Galliani comemorou como se tivesse ganho o scudetto.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini (Oddo)
Gattuso, Van Bommel, Merkel (Boateng)
Robinho
Ibrahimovic, Cassano (Pato)


25ª rodada, Sábado 12 Fevereiro 2011, MILAN  4 X 0  PARMA

Marcadores: Seedorf aos 8 pt, Cassano aos 17 pt e Robinho aos 16 st e aos 21 st.

O Milan goleou o Parma neste Sábado por 4 a 0, no Estádio San Siro, em Milão, e manteve a liderança do Campeonato Italiano (Milan 52, Napoli 49). A goleada serviu para aliviar a tensão em que vivia o técnico Allegri depois de dois empates consecutivos nas duas últimas rodadas.
Desde o início o Milan mostrou a sua superioridade em campo e aos 8 minutos o holandês Seedorf abriu o placar após receber belo passe do sueco Ibrahimovic. O segundo gol veio aos 17 minutos quando o volante Gattuso lançou Cassano por cima da zaga. O atacante italiano pegou de primeira e marcou um belo gol. Foi o seu primeiro gol com a camisa do Milan.
A segunda etapa começou da mesma maneira, com o Milan mandando no jogo. E foi aí que começou o show de Robinho que entrou no lugar de Seedorf. Assim que pegou na bola pela primeira vez, Robinho marcou o seu primeiro gol, após receber assistência de Cassano.
Cinco minutos depois Robinho anotou o quarto do Milan e o segundo dele, novamente após assistência de Cassano.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Oddo, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Gattuso (Flamini), Van Bommel, Merkel
Seedorf (Robinho)
Ibrahimovic (Pato), Cassano


24ª rodada, Domingo 6 Fevereiro 2011, GENOA  1 X 1  MILAN

Marcadores: Pato aos 29 pt e Floro Flores aos 46 pt.

Assim como aconteceu na última Terça-feira contra a Lazio, o Milan voltou a tropeçar neste Domingo e apenas empatou com o Genoa por 1 a 1, fora de casa, no Estádio Luigi Ferraris. O resultado não foi bom para o líder da competição que viu a diferença para o vice-líder Napoli cair para apenas três pontos: Milan 49, Napoli 46.
O Milan começou melhor a partida e, com menos de dez minutos, teve três boas oportunidades para marcar. Finalmente os rubro-negros abriram o placar aos 29 minutos do primeiro tempo. Ibrahimovic recebeu dentro da área, dominou e, com muita calma, rolou para o meio da área, aonde chegava Pato, que só empurrou para as redes (0 a 1).
Já nos acréscimos da primeira etapa, porém, o Genoa chegou ao empate. Depois de uma bola cortada errada pela zaga do Milan, Floro Flores ficou livre dentro da área e só teve o trabalho de bater cruzado para igualar o placar (1 a 1).
No segundo tempo, o jogo diminuiu de ritmo e o placar ficou no 1 a 1.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Oddo, Thiago Silva, Yepes, Bonera
Gattuso, Van Bommel, Flamini (Emanuelson)
Robinho (Cassano)
Ibrahimovic, Pato


23ª rodada, Terça-feira 1° Fevereiro 2011, MILAN  0 X 0  LAZIO

Novamente Allegri teve muitas dificuldades para escalar o time. Desta vez estava sem 12 jogadores: Amelia, Abate, Zambrotta, Nesta, Ambrosini, Gattuso, Pirlo, Seedorf, Boateng, Strasser e Inzaghi, todos lesionados, e Van Bommel suspenso.
Apesar de todos estes desfalques, o Milan jogou melhor e merecia a vitória, mas a sorte estava do lado da Lazio e o jogo acabou empatado em 0 a 0. As duas principais ações de gol do Milan foram as seguintes:
a) Aos 5 minutos do segundo tempo, Ibrahimovic cortou um defensor e chutou da entrada da área. A bola, lembrando um jogo de pinball, carimbou a trave direita, percorreu toda a linha do gol, bateu na trave esquerda e voltou nas mãos do goleiro Muslera.
b) Aos 24 minutos, Robinho bateu rasteiro no canto direito do gol, mas o lacial Biava salvou em cima da linha com o goleiro já batido.
O Milan continua na liderança do Campeonato Italiano, 5 pontos na frente do Napoli que foi derrotado pelo Chievo (Milan 48, Napoli 43).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Oddo, Bonera (Legrottaglie e depois Papastathopoulos), Yepes, Antonini
Flamini, Thiago Silva, Emanuelson
Robinho
Ibrahimovic, Pato (Cassano)


22ª rodada, Sábado 29 Janeiro 2011, CATANIA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Robinho aos 14 st e Ibrahimovic aos 40 st.

O treinador Allegri teve dificuldades para escalar o time porque estava sem 11 jogadores: Amelia, Abate, Zambrotta, Nesta, Gattuso, Pirlo, Seedorf, Flamini, Boateng, Strasser e Inzaghi, todos lesionados.
No primeiro tempo, o Catania montou um bloqueio defensivo que não permitia ao Milan criar jogadas. Assim a primeira etapa terminou empatada em 0 a 0.
Aos 9 minutos do segundo tempo, o holandês Van Bommel (que estreava no campeonato Italiano!) fez falta dura, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Os torcedores rubro-negros ficaram preocupados porque o Milan teria que jogar o resto do segundo tempo em inferioridade numérica.
Mas então surgiu Robinho. Aos 14 minutos, Ibrahimovic cobrou uma falta com violência, o goleiro do Catania não segurou e o brasileiro Robinho pegou o rebote e abriu o placar (0 a 1).
Com a vantagem no placar e a inferioridade numérica em campo, o Milan não quis se arriscar e recuou, esperando o tempo passar e apostando nos contragolpes. Aos 40 minutos Robinho fez uma assistência perfeita para o sueco Ibrahimovic que marcou o segundo gol do jogo, fechando o placar (0 a 2).
Após esta inesperada vitória, o Milan continua na liderança do Campeonato Italiano com 4 pontos de vantagem sobre o Napoli (Milan 47, Napoli 43).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Thiago Silva, Yepes, Antonini
Van Bommel, Ambrosini (Jankulovski), Merkel (Emanuelson)
Robinho
Ibrahimovic, Cassano (Oddo)


21ª rodada, Domingo 23 Janeiro 2011, MILAN  2 X 0  CESENA

Marcadores: gol-contra de Pellegrino aos 45 pt e Ibrahimovic aos 48 st.

O Milan começou a partida com um meio de campo totalmente novo, sem Pirlo, Gattuso (que se lesionou durante o aquecimento), Flamini, Boateng e Seedorf, todos machucados. Assim, Thiago Silva foi deslocado da defesa para o meio de campo, dando lugar ao colombiano Yepes atrás. O Milan ainda perdeu Nesta no primeiro tempo. Ele se machucou no ombro e foi substituído pelo grego Papastathopoulos.
Nos primeiros 20 minutos do jogo o Cesena foi melhor e Schelotto quase abriu o placar, após erro de Antonini, mas Abbiati fez defesa milagrosa. Em seguida, o trio de ataque do Milan (Robinho, Ibrahimovic e Cassano) começou a dar show, criando inúmeras ações de gol.
Os gols saíram no fim de cada tempo. Aos 45 minutos do primeiro tempo, Cassano deu uma cavadinha para Ibrahimovic que dominou a bola. O zagueiro adversário Pellegrino arriscou o desarme com um carrinho, mas não foi feliz e acabou colocando a bola para dentro do próprio gol.
O segundo gol veio aos 48 minutos da etapa final. Em contra-ataque, Robinho lançou Ibrahimovic, que só tocou na saída do goleiro Antonioli. Com esta vitória o Milan continua na liderança do Campeonato Italiano com 4 pontos de vantagem sobre o Napoli (Milan 44, Napoli 40).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta (Papastathopoulos), Yepes, Antonini
Ambrosini, Thiago Silva, Merkel
Robinho
Ibrahimovic, Cassano (Pato)


20ª rodada, Domingo 16 Janeiro 2011, LECCE  1 X 1  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic aos 4 st e Olivera aos 37 st.

Após um primeiro tempo sem muitas chances de gol, o Milan passou em vantagem aos 4 minutos do segundo tempo quando Bonera descolou um longo lançamento para Ibrahimovic, que arriscou de fora da área e acertou o ângulo esquerdo do goleiro leccês Rosati.
Após o gol, o Milan diminuiu o ritmo e o Lecce chegou ao empate aos 37 minutos. Di Michele chutou, a bola bateu em Nesta e explodiu no poste antes de sair. Na cobrança do escanteio, o uruguaio Olivera chutou para empatar a partida.
Apesar de dois empates seguidos, o Milan continua na liderança do Campeonato Italiano (Milan 41 pontos, Lazio e Napoli 37 pontos).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Nesta, Thiago Silva, Bonera
Gattuso, Ambrosini, Flamini (Yepes)
Seedorf
Pato (Cassano), Ibrahimovic


19ª rodada, Domingo 9 Janeiro 2011, MILAN  4 X 4  UDINESE

Marcadores: Di Natale aos 35 pt, Pato aos 46 pt, Sanchez aos 8 st, Di Natale aos 21 st, Benatia gol-contra aos 33 st, Pato aos 37 st, Denis aos 44 st e Ibrahimovic aos 48 st.

Em um jogo eletrizante com 8 gols, o Milan arrancou o empate com a Udinese, com um gol de Ibrahimovic, no último minuto dos acréscimos. Assim o Milan concluiu o primeiro turno do Campeonato Italiano com 40 pontos, 4 a frente do Napoli. A seguir a descrição dos oito gols.
1) Aos 35 minutos do primeiro tempo, Inler acertou o poste à esquerda do goleiro Amelia. Di Natale pegou o rebote e chutou sem chances para Amelia (0 a1).
2) Nos acréscimos do primeiro tempo, o Milan resolveu acordar. Ibrahimovic fez jogada individual e cruzou rasteiro. Bem colocado, Pato só teve o trabalho de escorar para o fundo das redes (1 a 1).
3) No segundo tempo, entretanto, o Milan voltou como na etapa inicial. Ou seja, dormindo e o sono custou caro. Isla cruzou da direita e Sanchez, de cabeça, antecipou Bonera e Amelia e colocou a Udinese novamente na frente, aos 8 minutos (1 a 2).
4) O gol não despertou os rubro-negros e, aos 21 minutos, Inler roubou a bola de Seedorf e lançou Di Natale que evitou um perdido Bonera e fez o seu segundo gol na partida (1 a 3).
5) Vendo que o restante da equipe não estava muito disposta, o zagueiro Thiago Silva abandonou a defesa e arriscou um chute de longe. A bola desviou em um defensor e enganou o goleiro Handanovic, os 33 minutos (2 a 3).
6) O gol-contra empolgou o Milan e, aos 37 minutos, Thiago Silva iniciou uma nova jogada pela esquerda e tocou para Cassano que deu uma assistência primorosa para Pato igualar o marcador (3 a 3).
7) Quando parecia que o Milan iria virar o placar, um rápido contra-ataque da Udinese minou qualquer possibilidade de vitória do Milan. O argentino Denis, mostrando oportunismo, marcou aos 43 minutos (3 a 4).
8) Nos acréscimos, quando parecia que o Milan ia ser derrotado, Cassano deixou o sueco Ibrahimovic na cara do gol para igualar o marcador (4 a 4).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Amelia
Abate, Bonera, Thiago Silva, Antonini
Gattuso, Seedorf (Cassano), Strasser
Robinho
Pato, Ibrahimovic


18ª rodada, Quinta-feira 6 Janeiro 2011, CAGLIARI  0 X 1  MILAN

Marcador: Strasser aos 40 st.

Esta partida contra o Cagliari, fora de casa, não era nada fácil para o Milan porque seis jogadores (Pirlo, Boateng, Flamini, Nesta, Zambrotta e Jankulovski) estavam contundidos e Ibrahimovic estava suspenso. O treinador Allegri foi obrigado a fezer estrear desde o primeiro minuto o jovem Merkel (18 anos, alemão, nascido no Kazakistão).
Este jogo foi o primeiro sem a presença de Ronaldinho Gaúcho, que está prestes a se transferir para o futebol brasileiro. Com um gol marcado aos 40 minutos do segundo tempo, o Milan venceu o Cagliari por 1 a 0 e se garantiu na liderança isolada do Campeonato Italiano (Milan 39, Lazio 34).
O gol nasceu de uma bela jogada iniciada por Robinho. O atacante brasileiro recebeu pelo meio e tocou de calcanhar para o estreante Cassano, que deu passe preciso para Strasser chutar com categoria na saída do goleiro adversário.
Nota: Strasser é um jovem africano de 20 anos, nascido na Serra Leoa, que estreou no Milan em 21 de Dezembro de 2008, quando o treinador era Ancelotti.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Bonera, Thiago Silva, Antonini
Gattuso (Strasser), Seedorf, Ambrosini
Merkel (Cassano)
Pato, Robinho


17ª rodada, Sábado 18 Dezembro 2010, MILAN  0 X 1  ROMA

Marcador: Borriello aos 24 st.

Neste Sábado, os torcedores do Milan tiveram um dia para esquecer. Depois de a arquirrival Inter conquistar o Mundial de Clubes em Abu Dhabi, o Milan foi derrotado em pleno San Siro pela Roma por 1 a 0, com um gol do ex Borriello.
O Milan não conseguiu repetir as últimas boas atuações e foi prejudicado pela saída de Pirlo que deixou o campo, lesionado, aos 22 minutos do primeiro tempo. Robinho e Boateng se mostraram apagados e Ibrahimovic ficou sozinho na frente. Mesmo com o Milan em desvantagem, o técnico Allegri colocou Ronaldinho Gaúcho no jogo apenas nos últimos 5 minutos.
A Roma chegou ao gol aos 24 minutos do segundo tempo. Menez fez jogada pela direita, foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro. Abate tentou afastar, mas acabou chutando em cima de Borriello. A bola bateu no jogador e entrou no gol.
Com esta derrota, a vantagem do Milan sobre os segundos classificados caiu para três pontos (Milan 36, Lazio e Napoli 33).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Bonera, Antonini
Gattuso, Pirlo (Seedorf), Ambrosini
Boateng (Ronaldinho)
Robinho, Ibrahimovic


16ª rodada, Domingo 12 Dezembro 2010, BOLOGNA  0 X 3  MILAN

Marcadores: Boateng aos 9 pt, Robinho aos 35 pt e Ibrahimovic aos 15 st.

O Milan não tomou conhecimento do Bologna e venceu com facilidade por 3 a 0. Com esta vitória o time rubro-negro se manteve na ponta do Campeonato Italiano (Milan 36, Lazio, Juventus e Napoli 30).
O caminho da vitória do Milan foi aberto aos 9 minutos do primeiro tempo. Ibrahimovic cruzou na medida certa para Boateng, que se antecipou à defesa e conseguiu desviar para o gol (1 a 0). Aos 35 minutos, foi a vez de Robinho receber lançamento, invadir a área e tocar na saída do goleiro adversário (2 a 0).
Ibrahimovic também deixou sua marca. Aos 15 minutos da segunda etapa, foi lançado na entrada da área, ajeitou a bola com o peito e bateu com segurança para fechar o placar (3 a 0).
O Bologna ainda teve chance de diminuir o placar, em pênalti cometido por Seedorf. Di Vaio foi para a cobrança, mas Abbiati fez uma defesaça evitando o gol.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Bonera, Zambrotta (Antonini)
Gattuso (Strasser), Pirlo, Ambrosini
Boateng (Seedorf)
Robinho, Ibrahimovic


15ª rodada, Sábado 4 Dezembro 2010, MILAN  3 X 0  BRESCIA

Marcadores: Boateng aos 3 pt, Robinho aos 28 pt e Ibrahimovic aos 30 pt.

Liderado por Ibrahimovic em grande forma, o Milan derrotou o Brescia com facilidade, neste Sábado, por 3 a 0. O triunfo no estádio San Siro contou com gols do atacante sueco, do ganês Boateng e do brasileiro Robinho. O resultado deixou o Milan na liderança do Campeonato Italiano com três pontos sobre a Lazio (Milan 33, Lazio 30).
O Milan jogou a partida com tranquilidade, aproveitando a fragilidade da defesa adversária e abrindo o placar logo aos 3 minutos do primeiro tempo. Ibrahimovic fez boa jogada pela esquerda, tabelou com Ambrosini e tocou para Boateng chutar e marcar o gol do 1 a 0.
Aos 28 minutos, Robinho aproveitou uma falha da defesa do Brescia e tocou para o gol, sem chances para o goleiro adversário Sereni (2 a 0). Dois minutos depois, Ibrahimovic se livrou de três adversários e chutou forte para fazer um golaço (3 a 0).
No segundo tempo, o jogo diminuiu de ritmo. O Milan atuou com mais calma e o resultado não mudou.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta (Yepes), Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso, Pirlo, Ambrosini (Flamini)
Boateng
Robinho, Ibrahimovic (Ronaldinho)


14ª rodada, Sábado 27 Novembro 2010, SAMPDORIA  1 X 1  MILAN

Marcadores: Robinho aos 42 pt e Pazzini aos 14 st.

Depois de uma boa atuação no meio de semana, na vitória por 2 a 0 sobre o Auxerre, o brasileiro Robinho voltou a jogar bem neste Sábado e marcou o gol do Milan sobre a Sampdoria, aos 42 minutos do primeiro tempo. O gol saiu numa linda tabela entre Robinho e Ibrahimovic, que achou o ex-santista na área com um passe no meio da zaga. Com muita categoria, Robinho pegou de primeira e marcou.
O gol, porém, não foi suficiente para o Milan sair com a vitória, já que Pazzini empatou para os donos da casa no segundo tempo e selou o placar em 1 a 1.
O Milan continua na liderança do Campeonato Italiano com três pontos de vantagem sobre a Lazio (Milan 30, Lazio 27).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Bonera
Gattuso, Ambrosini, Boateng (Flamini)
Seedorf (Ronaldinho)
Robinho, Ibrahimovic


13ª rodada, Sábado 20 Novembro 2010, MILAN  1 X 0  FIORENTINA

Marcador: Ibrahimovic aos 44 pt.

Na última quarta-feira, Ronaldinho Gaúcho foi titular da Seleção Brasileira na derrota de 1 a 0 para a Argentina, após um ano e meio sem vestir a camisa verde-amarela. No retorno a Milão após o jogo do Brasil, Ronaldinho gerou polêmica por ter sido flagrado por um torcedor deixando um restaurante às 2 horas da madrugada. Na sexta-feira, o técnico Allegri comentou o assunto e disse que este horário não era adequado para atletas estarem na rua. Assim, na partida de hoje contra a Fiorentina, Ronaldinho ficou mais uma vez no banco e viu Ibrahimovic formar o ataque titular ao lado de Robinho.
O Milan derrotou a Fiorentina com o placar de 1 a 0 e continua na liderança do campeonato Italiano (Milan 29, Lazio 26).
O gol do Milan foi marcado aos 44 minutos do primeiro tempo. Ibrahimovic recebeu na área, dominou, levantou a bola com uma embaixadinha e acertou uma meia-bicicleta, sem defesa para o goleiro Boruc. Golaço.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso, Ambrosini, Flamini
Seedorf (Ronaldinho)
Robinho (Boateng), Ibrahimovic


12ª rodada, Domingo 14 Novembro 2010, INTER  0 X 1  MILAN

Marcador: Ibrahimovic de pênalti aos 4 pt.

Inter e Milan fizeram neste domingo, no estádio San Siro, um jogo à altura do clássico milanês. Não tanto pelas belas jogadas, mas sim pela rivalidade demonstrada em campo e, especialmente, por algumas jogadas ríspidas que esquentaram ainda mais o confronto na etapa final.
O primeiro tempo começou quente. Logo aos 4 minutos, Ibrahimovic recebeu na entrada da área, deu um drible desconcertante em Lúcio e Materazzi e acabou derrubado dentro da área pelo italiano. Pênalti para o Milan. Na cobrança, o sueco não perdoou: 1 a 0.
Aos 15 minutos do segundo tempo, Abate e Pandev se desentenderam: o interista empurrou para o chão o milanista que reagiu infantilmente. Os dois receberam cartão amarelo, mas Abate foi expulso porque já tinha recebido outro cartão amarelo. Portanto o Milan foi obrigado a jogar a última meia hora em 10 contra 11.
Mesmo com um jogador a mais, a Inter não conseguiu furar o bloqueio do Milan que ganhou assim o dérbi de Milão após ter perdido os últimos três. Os rubro-negros continuam liderando o Campeonato Italiano (Milan 26, Lazio 25).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso (Pirlo), Ambrosini, Flamini
Seedorf (Boateng)
Robinho (Antonini), Ibrahimovic


11ª rodada, Quarta-feira 10 Novembro 2010, MILAN  3 X 1  PALERMO

Marcadores: Pato aos 19 pt, Bacinovic aos 18 st, Ibrahimovic de pênalti aos 32 st e Robinho aos 38 st.

Após passar todo o último jogo, contra o Bari, no banco de reservas, Ronaldinho novamente não foi relacionado entre os 11 que começaram a partida e ficou mais 90 minutos no banco.
O jogo começou movimentado. O Milan tomou o controle da partida e a sua pressão resultou em gol aos 18 minutos. Seedorf cobrou escanteio, e Pato ganhou no alto da defesa para fazer seu sexto gol no campeonato.
Com o gol, o Milan se acomodou e foi diminuindo o ritmo aos poucos. O Palermo, por sua vez, começou a ganhar espaço e conseguiu arrancar o empate aos 18 minutos da segunda etapa com Bacinovic que acertou um belo chute de fora da área e ainda contou com a colaboração de Abbiati, que não se mexeu (1 a 1).
O Milan foi, então, para cima do adversário, pressionando, até que o goleiro adversário cometeu pênalti em Ambrosini. Ibrahimovic foi para a cobrança e não perdoou: 2 a 1. Aos 38 minutos, Robinho fez boa tabela com Ibrahimovic e marcou o terceiro do Milan.
Foi uma rodada favorável ao Milan que, graças à derrota da Lazio, alcançou a liderança do Campeonato Italiano: Milan 23, Lazio 22, Napoli 21.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Yepes, Thiago Silva, Antonini
Flamini, Ambrosini, Boateng
Seedorf
Pato (Inzaghi e depois Robinho), Ibrahimovic (Jankulovski)


10ª rodada, Domingo 7 Novembro 2010, BARI  2 X 3  MILAN

Marcadores: Ambrosini aos 4 pt, Flamini aos 31 pt, Kutuzov aos 20 st, Pato aos 27 st e Barreto aos 45 st.

Mesmo com Ronaldinho, Pato e Pirlo no banco, poupados, o Milan conseguiu abrir vantagem de 2 a 0 sobre o Bari, no primeiro tempo, com gols de Ambrosini e Flamini.
O placar poderia ter virado uma goleada, mas Robinho não estava em um de seus dias mais felizes. Ele perdeu duas boas chances, ainda no primeiro tempo, cara a cara com o goleiro barês Gillet. Foi na etapa final, no entanto, que Robinho desperdiçou sua principal oportunidade do jogo. Aos 11 minutos, em contra-ataque, Seedorf tocou para o atacante, livre de marcação. O brasileiro avançou e, cara a cara com o goleiro, preferiu levantar a bola e tocar por cobertura. A bola saiu por cima.
Aos 20 minutos do segundo tempo, Kutuzov marcou para o Bari, mas, por sorte do Milan, aos 27 minutos Pato fez boa jogada individual, puxou para a esquerda e mandou no canto direito do goleiro barês. Aos 45 minutos, o Bari voltou a diminuir a desvantagem, com o brasileiro Barreto.
Com esta vitória, o Milan subiu para o segundo lugar, 2 pontos atrás da líder Lazio (Lazio 22, Milan 20).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Abate, Nesta, Yepes, Zambrotta
Gattuso, Flamini, Ambrosini
Seedorf (Pirlo)
Robinho (Pato), Ibrahimovic


9ª rodada, Sábado 30 Outubro 2010, MILAN  1 X 2  JUVENTUS

Marcadores: Quagliarella aos 23 pt, Del Piero aos 20 st e Ibrahimovic aos 37 st.

O Milan dominou os dez primeiros minutos de jogo chegando perto ao gol aos 7 minutos quando Pato rolou para Ibrahimovic, que chutou de fora da área e carimbou o travessão, com o goleiro Storari já batido.
Após a pressão inicial do Milan, a Juventus conseguiu ganhar espaço aos poucos até que abriu o marcador aos 23 minutos, com Quagliarella. Após receber cruzamento da esquerda, o atacante juventino ganhou no alto de Antonini e cabeceou no ângulo direito de Abbiati, anotando um belo gol que deixou a equipe visitante em vantagem.
Em seguida o Milan pressionou na busca do empate, mas esbarrava na eficiente marcação juventina. Até que, aos 20 minutos do segundo tempo, o velho ditado "quem não faz, leva" prevaleceu no estádio San Siro. Sissoko invadiu a área sozinho e, apesar de ser derrubado, conseguiu passar a bola para Del Piero, que chegava atrás. O atacante italiano finalizou de primeira e mandou no canto direito de Abbiati, ampliando o marcador.
Com este gol, Del Piero chegou a 179 gols na Série A e se tornou o maior artilheiro com a camisa da Juventus, superando o lendário Giampiero Boniperti.
O Milan não deixou se abalar com o gol sofrido e diminuiu a diferença aos 37 minutos com Ibrahimovic. Os rubro-negros seguiram pressionando, mas a Juventus se fechou bem e o Milan sofreu a sua segunda derrota no Campeonato Italiano e caiu para a terceira colocação na classificação (Lazio 22, Inter 18, Milan 17).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera (Abate), Nesta, Papastathopoulos, Antonini
Gattuso, Pirlo, Boateng (Seedorf)
Robinho
Pato (Inzaghi), Ibrahimovic


8ª rodada, Segunda-feira 25 Outubro 2010, NAPOLI  1 X 2  MILAN

Marcadores: Robinho aos 22 pt, Ibrahimovic aos 27 st e Lavezzi aos 33 st.

Ronaldinho Gaúcho sentiu dores musculares na coxa direita na última quinta-feira e acabou vetado pelo departamento médico. O técnico Massimiliano Allegri fez mistério na véspera da partida se escalaria Robinho ou Seedorf, mas acabou escolhendo o brasileiro para atuar atrás dos atacantes Ibrahimovic e Pato, deixando o holandês no banco. A decisão deu certo porque, aos 22 minutos do primeiro tempo, o ex-santista aproveitou cruzamento de Oddo, pegou de primeira de canhota e fez 1 a 0.
No fim do primeiro tempo, o Napoli ficou com um jogador a menos: Pazienza, que já tinha cartão amarelo, colocou a mão na bola e foi expulso.
No segundo tempo, o Milan chegou ao segundo gol aos 27 minutos: Oddo cruzou da direita e Ibrahimovic, sozinho na linha da pequena área, tocou de cabeça para o fundo da rede. O Napoli descontou com Lavezzi aos 33 minutos e voltou a sonhar com o empate, mas o Milan soube se defender e ganhou três pontos muito valiosos para a Classificação do Campeonato Italiano. O Milan continua na vice-liderança, dois pontos atrás da Lazio.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera, Nesta, Papastathopoulos, Antonini (Oddo)
Gattuso (Flamini), Pirlo, Boateng
Robinho
Pato, Ibrahimovic (Seedorf)


7ª rodada, Sábado 16 Outubro 2010, MILAN  3 X 1  CHIEVO

Marcadores: Pato aos 18 pt e aos 30 pt, Ibrahimovic gol-contra aos 25 st e Robinho aos 48 st.

O atacante Alexandre Pato teve excelente atuação na vitória por 3 a 1 do Milan sobre o Chievo, neste Sábado. Ele marcou dois gols. Robinho completou o placar fazendo o seu primeiro gol com a camisa do Milan.
A partida teve um espectador ilustre. Mano Menezes, treinador da seleção brasileira, esteve no estádio San Siro para acompanhar o jogo e observar os atletas brasileiros.
Desde o início da partida, o Milan adotou uma postura agressiva. O Chievo resistiu à pressão até os 18 minutos quando Ibrahimovic cruzou da esquerda e Pato bateu de primeira para fazer um golaço (1 a 0).
Aos 30 minutos, o Milan contou com a esperteza de Ibrahimovic e a boa colocação de Pato para aumentar sua vantagem. O atacante sueco cobrou rapidamente uma falta sofrida por ele e encontrou o brasileiro livre para marcar mais uma vez (2 a 0).
Com a vantagem obtida na primeira etapa, o Milan diminuiu o ritmo no segundo tempo e passou a tocar mais a bola para fazer o tempo passar. O Chievo se animou e chegou ao gol do 2 a 1.
O Chievo ainda tentou o empate nos minutos finais, mas sem sucesso. Nos acréscimos, Robinho recebeu bom passe de Ronaldinho, driblou o goleiro Sorrentino e fechou o placar (3 a 1). O Milan continua em segundo lugar, a dois pontos da Lazio.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta, Nesta, Thiago Silva (Bonera), Antonini
Gattuso, Pirlo, Seedorf (Boateng)
Ronaldinho
Pato (Robinho), Ibrahimovic


6ª rodada, Sábado 2 Outubro 2010, PARMA  0 X 1  MILAN

Marcador: Pirlo aos 25 pt.

Com um golaço do meia Pirlo, o Milan venceu o Parma por 1 a 0, neste Sábado, fora de casa. O camisa 21 acertou um chute de 40 metros no ângulo esquerdo do goleiro Mirante, aos 25 minutos do primeiro tempo. O lance arrancou aplausos até de Ronaldinho Gaúcho.
Recuperado de uma lesão na coxa, sofrida em 15 de Setembro no jogo contra o Auxerre, Alexandre Pato ficou no banco e entrou no segundo tempo no lugar de Robinho.
O Milan dominou o adversário durante toda a partida e poderia ter marcado mais gols se o goleiro parmense não tivesse feito várias defesas milagrosas. Com a vitória, o Milan somou 11 pontos, em seis jogos disputados, e alcançou o segundo lugar na classificação, dois pontos atrás da líder Lazio.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta, Nesta, Thiago Silva, Antonini (Abate)
Gattuso (Boateng), Pirlo, Seedorf
Ronaldinho
Robinho (Pato), Ibrahimovic


5ª rodada, Sábado 25 Setembro 2010, MILAN  1 X 0  GENOA

Marcador: Ibrahimovic aos 4 st.

Sem poder contar com Alexandre Pato, machucado, o Milan fez um primeiro tempo irregular. No entanto, no segundo tempo, quando a torcida começava a ficar impaciente, o time da casa melhorou e contou com a maior qualidade de seus jogadores para conquistar os três pontos. Aos 4 minutos, Ibrahimovic recebeu um longo lançamento de Pirlo nas costas da zaga, apostou corrida no meio de dois zagueiros e encobriu o goleiro Eduardo, que ainda tocou na bola antes de ela morrer no fundo das redes (1 a 0).
A vantagem no placar tornou o Milan mais cauteloso em campo. A equipe treinada por Allegri preferiu seguir mantendo a posse da bola para garantir três pontos muito preciosos para a classificação. Com esta vitória, o Milan subiu para o 5° lugar, somente dois pontos atrás da líder Inter.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Boateng, Pirlo, Gattuso (Flamini)
Robinho, Ibrahimovic, Ronaldinho (Seedorf)


4ª rodada, Quarta-feira 22 Setembro 2010, LAZIO  1 X 1  MILAN

Marcadores: Ibrahimovic aos 20 st e Floccari aos 36 st.

Sem Pato, ainda se recuperando de uma lesão na coxa direita, e Robinho, que começou no banco de reservas, o Milan entrou em campo apenas com Ronaldinho Gaúcho e Ibrahimovic no ataque e com o volante Gattuso na proteção à zaga.
O Milan abriu o placar aos 20 minutos do segundo tempo. Seedorf deu excelente assistência para Ibrahimovic que, após ganhar na corrida de dois defensores, dividiu com o goleiro Muslera e empurrou para o gol vazio. Com vantagem no marcador, o Milan recuou e acabou pagando caro por isso. Melhor em campo, o ex-são-paulino Hernanes fez bela jogada individual e cruzou na medida para Floccari empatar a partida, aos 36 minutos.
Nos últimos minutos o Milan teve a ocasião para passar novamente em vantagem, mas o potente chute de Zambrotta de uma distância de mais de 30 metros acertou o travessão. Após este empate o Milan ocupa a 8ª posição na classificação do Campeonato Italiano, 5 pontos atrás da líder Inter.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate (Antonini), Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Gattuso (Flamini), Pirlo, Seedorf (Robinho)
Boateng, Ibrahimovic, Ronaldinho


3ª rodada, Sábado 18 Setembro 2010, MILAN  1 X 1  CATANIA

Marcadores: Capuano aos 27 pt e Inzaghi aos 45 pt.

O Milan jogou sem Pato e Ambrosini que se machucaram na partida contra o Auxerre na última Quarta-feira e deverão ficar longe dos gramados por pelo menos três semanas.
O Catania surpreendeu o Milan aos 27 minutos do primeiro tempo quando a zaga rubro-negra rebateu para fora da área e Capuano, de uma distância de 35 metros, de canhota, sem deixar a bola cair no chão, acertou um forte chute sem chances para Abbiati. Golaço.
Aos 45 minutos, quando o jogo caminhava para o intervalo com um resultado péssimo para o Milan, a genialidade de Ronaldinho Gaúcho fez a diferença. Após cruzamento de Bonera do lado direito, o camisa 80 mostrou visão de jogo e deu um passe magistral para Inzaghi, na pequena área, empurrar para o fundo das redes e igualar o marcador.
Na segunda etapa o Milan pressionou, mas parou na defesa do Catania que levou um precioso pontinho para a Sicília.
Deve-se notar que aos 40 minutos do segundo tempo, o treinador Allegri substituiu Inzaghi com o jovem nigeriano Oduamadi, 20 anos, que fez assim a sua estreia com a camisa do Milan.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Bonera, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Boateng, Pirlo, Seedorf (Gattuso)
Ibrahimovic, Inzaghi (Oduamadi), Ronaldinho


2ª rodada, Sábado 11 Setembro 2010, CESENA  2 X 0  MILAN

Marcadores: Bogdani aos 30 pt e Giacchelini aos 43 pt.

Na estréia do sueco Ibrahimovic e do brasileiro Robinho com a camisa do Milan, todo mundo esperava uma fácil vitória do time rubro-negro contra o recém-promovido Cesena, mas... o Cesena ganhou com o placar de 2 a 0.
O primeiro gol saiu aos 30 minutos do primeiro tempo. Após bola cruzada para o meio da área do Milan, o albanês Bogdani antecipou Papastathopoulos e desviou de cabeça, no cantinho de Abbiati, que se esticou, mas não alcançou a bola. No fim da primeira etapa, em contra-ataque, Giaccherini recebeu na entrada da área e bateu rasteiro. A bola ainda tocou na trave antes de entrar.
O Milan foi prejudicado por duas vezes pelo juiz Carmine Russo. Aos 24 minutos do primeiro tempo, não convalidou um gol de Pato por impedimento inexistente. Aos 7 minutos do segundo tempo, Pato se ajustou a bola com o peito e fez gol, mas o juiz anulou por um inexistente toque de mão do brasileiro. Também Silvio Berlusconi, primeiro ministro da Itália e dono do Milan, criticou publicamente o juiz.
No fim do jogo, Ibrahimovic desperdiçou um pênalti. O sueco bateu muito mal e acertou a trave à esquerda do goleiro Antonioli.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Bonera, Papastathopoulos, Thiago Silva (Abate), Antonini
Gattuso (Inzaghi), Pirlo, Ambrosini
Pato, Ibrahimovic, Ronaldinho (Robinho)


1ª rodada, Domingo 29 Agosto 2010, MILAN  4 X 0  LECCE

Marcadores: Pato aos 16 pt, Thiago Silva aos 23 pt, Pato aos 28 pt e Inzaghi aos 45 st.

Na primeira partida da temporada 2010/11, com o novo treinador Massimiliano Allegri, o Milan não tomou conhecimento do recém-promovido Lecce e o derrotou com o placar de 4 a 0, com dois gols de Pato, um de Thiago Silva e um de Inzaghi. A festa foi completada pela presença, no estádio San Siro, de Ibrahimovic contratado no Sábado, após acerto com o Barcelona. Ibrahimovic chegou de manhã em Milão e viu o jogo na tribuna de honra ao lado de Silvio Berlusconi e Adriano Galliani. No intervalo ele entrou no gramado, recebeu uma camisa do Milan e foi ovacionado pelos torcedores rubro-negros que devem ter imaginado o que ele será capaz de fazer ao lado de Ronaldinho e Pato.
Ronaldinho Gaúcho estava em um dia inspirado, teve grande atuação e comandou o Milan nos três gols do primeiro tempo. Pato tambem brilhou. Ele começou a temporada mostrando que está com a pontaria afiada e motivado para continuar titular na Seleção Brasileira de Mano Menezes.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Bonera, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Seedorf, Pirlo, Ambrosini (Gattuso)
Pato (Boateng), Borriello (Inzaghi), Ronaldinho


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!