milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2009/10

38ª rodada, Sábado 15 Maio 2010, MILAN  3 X 0  JUVENTUS

Marcadores: Antonini aos 14 pt e Ronaldinho Gaúcho aos 28 pt e aos 22 st.

Nesta última rodada o Milan derrotou a Juventus com o placar de 3 a 0 e concluiu a temporada na terceira colocação do Campeonato Italiano com 70 pontos (20 vitórias, 10 empates e 8 derrotas). A Inter ganhou o seu 18° scudetto com 82 pontos, na frente da Roma com 80 pontos.
Ronaldinho Gaúcho foi a estrela desta vitória do Milan. Ele anotou dois belos gols e foi aplaudido de pé quando foi substituído aos 25 minutos da etapa final. O terceiro gol foi marcado por Antonini.
Esta partida marcou a despedida do técnico Leonardo, do goleiro Dida e do zagueiro Favalli. Os torcedores gritaram o nome do técnico por várias vezes, antes, durante e após o final do jogo. O presidente do clube, Silvio Berlusconi, ao contrário, foi o principal alvo dos protestos das arquibancadas por não ter reforçado o clube.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida (Abbiati)
Zambrotta, Thiago Silva, Favalli (Nesta), Antonini
Gattuso, Pirlo
Seedorf
Pato, Borriello, Ronaldinho Gaúcho (Inzaghi)


37ª rodada, Domingo 9 Maio 2010, GENOA  1 X 0  MILAN

Marcador: Sculli aos 12 st.

Genoa e Milan jogaram, neste Domingo, num estádio Marassi vazio e surreal porque o prefeito de Gênova tinha decidido que a partida se disputasse a portões fechados para evitar uma provável batalha entre as duas torcidas.
O primeiro tempo terminou empatado em 0 a 0 e teve poucos lances de emoção. O Genoa voltou mais ofensivo para a segunda etapa e fez o gol da vitória com Sculli, aos 12 minutos. Após sofrer o gol o Milan foi para cima em busca do empate, mas não encontrou forças para reagir.
Apesar da derrota, o Milan garantiu a terceira colocação no Campeonato Italiano, o que lhe garante a participação na Champions League da próxima temporada.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Thiago Silva, Favalli, Antonini (Zambrotta)
Gattuso (Seedorf), Pirlo, Flamini
Pato (Huntelaar), Borriello, Ronaldinho Gaúcho


36ª rodada, Sábado 1° Maio 2010, MILAN  1 X 0  FIORENTINA

Marcador: Ronaldinho Gaúcho de pênalti aos 33 st.

Neste Domingo, após uma semana marcada por troca de farpas entre o técnico Leonardo e o chefão Silvio Berlusconi, o Milan derrotou a Fiorentina por 1 a 0 e praticamente assegurou uma vaga na Champions League da próxima temporada.
Ronaldinho Gaúcho, melhor em campo, foi o autor do gol da vitória, aos 33 minutos do segundo tempo, cobrando um pênalti sofrido por Borriello.
Após passar em vantagem, o Milan diminuiu o ritmo e levou uma pequena pressão da Fiorentina, especialmente quando Ambrosini foi expulso. Mesmo com um homem a menos, o Milan soube defender a vitória e ganhar três pontos muito preciosos.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida
Zambrotta, Thiago Silva, Favalli, Antonini
Pirlo, Ambrosini
Seedorf (Mancini)
Huntelaar (Inzaghi), Borriello, Ronaldinho Gaúcho (Flamini)


35ª rodada, Sábado 24 Abril 2010, PALERMO  3 X 1  MILAN

Marcadores: Bovo aos 9 pt, Hernandez aos 18 pt, Seedorf aos 10 st e Miccoli aos 24 st.

Com uma atuação abaixo da média, principalmente na primeira etapa, o Milan foi derrotado pelo Palermo por 3 a 1, fora de casa. Agora, também a terceira colocação do Milan no Campeonato Italiano está ameaçada: de fato, Inter 73, Roma 71, Milan 64, Sampdoria 60 e Palermo 58.
O Milan começou a partida apagado e sem criatividade. Acuados pelo rival, os rubro-negros sofreram o primeiro gol logo aos 9 minutos. Após cruzamento, a bola sobrou para Bovo na segunda trave. Completamente livre, o zagueiro abriu o placar para o Palermo (1 a 0).
Melhores em campo, os palermitanos continuaram pressionando o Milan em busca do segundo gol e foram recompensados aos 18 minutos quando Oddo perdeu a bola e Hernandez tocou na saída de Dida e aumentou a diferença (2 a 0).
Na segunda etapa, o Milan melhorou o seu posicionamento e ensaiou uma reação. Aos 10 minutos, Seedorf recebeu um passe de Ronaldinho Gaúcho e diminuiu a diferença no placar (2 a 1), dando esperança ao torcedor milanista.
Porém, o Milan não soube se organizar, errando muitos passes no meio de campo. O Palermo aproveitou o espaço cedido pelo adversário e matou o confronto com Miccoli que acertou o ângulo esquerdo de Dida (3 a 1).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Zambrotta (Inzaghi), Oddo, Thiago Silva, Antonini
Gattuso, Pirlo, Jankulovski (De Vito)
Seedorf (Mancini)
Huntelaar, Ronaldinho Gaúcho


34ª rodada, Domingo 18 Abril 2010, SAMPDORIA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Borriello aos 20 pt, Cassano de pênalti aos 9 st e Pazzini aos 47 st.

Neste Domingo a Sampdoria praticamente acabou com as últimas esperanças do Milan de ganhar o Campeonato Italiano. De virada, o time de Gênova venceu o Milan com o placar de 2 a 1. Por outro lado, a Roma e a Inter ganharam os respectivos jogos e agora a classificação é a seguinte: Roma 71, Inter 70, Milan 64.
O Milan jogou bem na primeira etapa e foi para os vestiários com a vantagem de 1 a 0: aos 20 minutos Mancini cobrou escanteio, Borriello subiu bem e marcou de cabeça.
Praticamente o jogo foi decidido aos 9 minutos do segundo tempo quando Bonera fez falta em Cassano. O juiz justamente concedeu o pênalti e expulsou o milanista. Cassano cobrou, no cantinho direito de Dida, e empatou a partida. Leonardo substituiu Mancini com o zagueiro Oddo na tentativa de defender o empate até o fim. Quase conseguiu, mas, aos 47 minutos, Mannini cruzou da direita, Pazzini subiu e tocou de cabeça para fazer o gol do 2 a 1.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Thiago Silva, Bonera, Antonini
Gattuso, Seedorf, Ambrosini (Zambrotta)
Mancini (Oddo), Borriello, Ronaldinho Gaúcho


33ª rodada, Domingo 11 Abril 2010, MILAN  2 X 2  CATANIA

Marcadores: Maxi Lopez aos 12 pt, Ricchiuti aos 43 pt, Borriello aos 3 st e aos 35 st.

Mais uma vez o Milan não aproveitou a chance de diminuir a diferença de pontos para os dois primeiros colocados. Pela terceira vez seguida não foi além de um empate jogando em casa. Após empatar em 1 a 1 com o Napoli e com a Lazio, neste Domingo empatou em 2 a 2 com o Catania. Agora Roma 68, Inter 67 e Milan 64.
O Catania marcou dois gols no primeiro tempo com Maxi Lopez e com Ricchiuti.
O time do técnico Leonardo voltou com uma postura diferente para a segunda etapa. E, aos 3 minutos, Borriello diminuiu a diferença, de cabeça, após assistência de Seedorf. Em seguida o Catania se fechou na defesa e atrapalhou os planos do Milan que chegou ao empate somente aos 35 minutos, outra vez com Borriello. O atacante italiano recebeu uma bola na área, matou no peito e bateu firme no canto direito do goleiro. O Milan continuou atacando mas, infelizmente, não chegou ao gol da vitória.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Thiago Silva, Favalli (Flamini), Antonini
Seedorf (Mancini), Pirlo, Ambrosini
Huntelaar (Inzaghi), Borriello, Ronaldinho Gaúcho


32ª rodada, Sábado 3 Abril 2010, CAGLIARI  2 X 3  MILAN

Marcadores: Borriello aos 7 pt, Ragatzu aos 17 pt, Huntelaar aos 18 pt, Matri aos 31 pt e gol-contra de Astori aos 37 pt.

Novamente o técnico Leonardo teve dificuldades para escalar o Milan contra o Cagliari, fora de casa, na Ilha da Sardenha. De fato Pato, Nesta, Beckham, Bonera, Mancini, Abbiati, Inzaghi e Jankulovski estavam lesionados e Flamini estava suspenso.
A partida foi movimentada. O Milan conseguiu derrotar o Cagliari com o placar de 3 a 2, com todos os gols no primeiro tempo.
Infelizmente também a Inter e a Roma derrotaram os respectivos adversários e, portanto, nada mudou na parte alta da classificação: Inter 66, Roma 65 e Milan 63.
O primeiro gol saiu com apenas sete minutos de jogo e foi marcado por Borrielo após triangulação com Seedorf. O Cagliari chegou ao empate com Ragatzu, aos 17 minutos, mas o Milan fez 2 a 1 um minuto depois, quando Huntelaar acertou um belo chute de fora da área. Aos 32 minutos, Matri marcou e deixou tudo igual de novo. Finalmente, aos 37 minutos, Astori atrapalhou o goleiro Marchetti e colocou a bola no próprio gol, dando a vitória ao Milan.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate (Oddo), Thiago Silva, Favalli, Antonini
Seedorf, Pirlo (Gattuso), Ambrosini
Huntelaar (Zambrotta), Borriello, Ronaldinho Gaúcho


31ª rodada, Domingo 28 Março 2010, MILAN  1 X 1  LAZIO

Marcadores: Borriello de pênalti aos 19 pt e Lichtsteiner aos 32 pt.

Não foi fácil para o técnico Leonardo montar o time do Milan para o jogo contra a Lazio! De fato Ronaldinho Gaúcho e Pirlo estavam suspensos e Pato, Beckham, Nesta, Bonera, Abbiati, Mancini e Huntelaar estavam lesionados.
Como era de se esperar, o Milan não jogou bem e não passou de um decepcionante empate de 1 a 1.
O Milan passou em vantagem aos 19 minutos do primeiro tempo quando Flamini apareceu de surpresa no ataque e acabou cavando um pênalti ao ser derrubado por Kolarov. Borriello cobrou e fez 1 a 0. A Lazio chegou ao empate, com Lichtsteiner, aos 32 minutos do primeiro tempo.
No segundo tempo o Milan pressionou a Lazio, mas não encontrou o gol da vitória.
Após este empate, o Milan caiu para o terceiro lugar na classificação do Campeonato Italiano: Inter 63, Roma 62 e Milan 60. Deve-se notar que o jovem Zigoni, 18 anos, fez a sua estréia no Milan, substituindo Inzaghi.

Escalação do Milan (4-4-2)
Dida
Zambrotta (Jankulovski), Thiago Silva, Favalli, Antonini
Abate, Flamini, Ambrosini, Seedorf
Borriello, Inzaghi (Zigoni)


30ª rodada, Quarta-feira 24 Março 2010, PARMA  1 X 0  MILAN

Marcador: Bojinov aos 45 st.

O Milan foi derrotado pelo Parma por 1 a 0, fora de casa, nesta Quarta-feira, e freou a sua marcha rumo ao topo da classificação. Inter e Roma derrotaram os respectivos adversários e a classificação agora é a seguinte: Inter 63, Milan e Roma 59.
A equipe do técnico Leonardo não jogou bem e criou poucas chances de gol durante a partida. Quando o empate sem gols parecia o resultado final, o Milan resolveu entregar a partida. Aos 45 minutos, Favalli recuou para o goleiro Abiatti que afastou a bola nos pés do parmense Morrone. Este passou para Biabiany que chutou. Abbiati defendeu mas não segurou. O búlgaro Bojinov pegou o rebote e marcou o gol da vitória do Parma.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta (Abate), Thiago Silva, Favalli, Antonini
Flamini, Pirlo, Gattuso (Huntelaar)
Seedorf
Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho


29ª rodada, Domingo 21 Março 2010, MILAN  1 X 1  NAPOLI

Marcadores: Campagnaro aos 13 pt e Inzaghi aos 26 pt.

O Milan precisava derrotar o Napoli neste Domingo, no estádio San Siro, para assumir a liderança do Campeonato Italiano. De fato, a Inter tinha empatado com o Palermo no dia anterior. Mas o Milan ficou no empate por 1 a 1 com o Napoli e perdeu uma bela e rara oportunidade de passar a arquirrival Inter.
O Napoli saiu na frente aos 13 minutos do primeiro tempo. A zaga do Milan se enrolou na área, Thiago Silva caiu e o goleiro Abbiati chocou-se com Oddo, Lavezzi cruzou da direita e Campagnaro tocou para o gol vazio: 0 a 1.
Um minuto depois, Alexandre Pato deixou o campo machucado (novamente!) para a entrada de outro brasileiro: Mancini. O Milan empatou aos 25 minutos: Ronaldinho Gaúcho cruzou da esquerda, Inzaghi subiu bem e tocou de cabeça para o gol (1 a 1).
Após este empate: Inter 60, Milan 59 e Roma 56.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Oddo (Antonini), Thiago Silva, Favalli, Zambrotta
Flamini, Pirlo, Seedorf (Huntelaar)
Pato (Mancini), Inzaghi, Ronaldinho Gaúcho


28ª rodada, Domingo 14 Março 2010, MILAN  1 X 0  CHIEVO

Marcador: Seedorf aos 46 st.

O Milan enfrentou o Chievo, neste Domingo, ainda abalado pela humilhante derrota por 4 a 0 sofrida, em Manchester, nas oitavas-de -final da Champions League. Além disso, o treinador Leonardo não pode utilizar 5 jogadores: Pato, Nesta, Bonera, Antonini e Mancini, todos lesionados.
O Chievo foi melhor no primeiro tempo: colocou uma bola no travessão e teve um gol não convalidado por impedimento duvidoso.
Na segunda etapa, o Milan voltou melhor e partiu para cima do Chievo. Leonardo resolveu arriscar e sacou o volante Gattuso para lançar o atacante Inzaghi. O veterano deu muito trabalho à defesa do Chievo, mas não conseguiu tirar o zero do placar. A última cartada de Leonardo foi lançar o meia Seedorf na vaga do volante Pirlo, aos 34 minutos. A ousadia do treinador foi premiada aos 46 minutos quando o holandês soltou uma bomba da entrada da área e acertou o ângulo (1 a 0). O estádio San Siro explodiu em alegria.
A nota triste ficou por conta de Beckham. No finzinho, o inglês se machucou sozinho e deixou o campo de maca. Depois, foi constatado que ele rompeu o tendão de Aquiles e esta temporada acabou para ele.
Com o resultado, o Milan chegou a 58 pontos, um a menos que a arquirrival Inter, que foi derrotada pelo Catania.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate (Oddo), Thiago Silva, Favalli, Zambrotta
Gattuso (Inzaghi), Pirlo (Seedorf), Ambrosini
Beckham, Borriello, Ronaldinho Gaúcho


27ª rodada, Sábado 6 Março 2010, ROMA  0 X 0  MILAN

Mesmo sem contar com Alexandre Pato, machucado, o técnico Leonardo manteve o esquema com três atacantes, colocando Huntelaar no lugar do brasileiro, ao lado de Ronaldinho Gaúcho e Borriello.
A Roma, apoiada pela torcida que lotou o estádio Olímpico, tomou conta da partida logo no início. Aos 3 minutos, De Rossi fez grande jogada individual, cortou Nesta e Thiago Silva, e chutou tirando tinta da trave de Abbiati.
A supremacia da Roma durou somente 20 minutos porque o Milan começou a mandar no jogo a partir da metade do primeiro tempo. Infelizmente, apesar de estar mais disposto e empolgado, o Milan não conseguiu fazer o gol da vitória e a partida ficou empatada em 0 a 0. A ausência de Pato pesou.
Dado que também a Inter empatou, nada mudou na classificação: Inter 59, Milan 55, Roma 52.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Bonera, Nesta, Thiago Silva, Antonini (Abate)
Flamini (Beckham), Pirlo, Ambrosini
Huntelaar, Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho


26ª rodada, Domingo 28 Fevereiro 2010, MILAN  3 X 1  ATALANTA

Marcadores: Pato aos 30 pt e aos 41 pt, Valdes aos 11 st e Borriello aos 17 st.

Com mais uma boa atuação de Ronaldinho Gaúcho e dois gols de Pato, o Milan derrotou sem muito esforço a Atalanta por 3 a 1 e continua na segunda colocação no Campeonato Italiano (Inter 58, Milan 54, Roma 51).
O Milan abriu o placar aos 30 minutos do primeiro tempo em um lance iniciado de maneira inteligente por Ronaldinho. O camisa 80 puxou a marcação para o meio e, de calcanhar, tocou para Ambrosini na ponta esquerda. O volante cruzou para a área e Pato, de voleio, chutou no canto (1 a 0).
Aos 41 minutos, Ronaldinho voltou a mostrar a sua classe. Ele cruzou na medida para Pato que dominou com estilo, cortou o goleiro e, na dividida com um zagueiro, acabou fazendo o segundo gol.
No segundo tempo a Atalanta descontou aos 10 minutos com Valdes.
O gol sofrido despertou o Milan que, aos 17 minutos, conseguiu um pênalti. Na cobrança, Ronaldinho bateu mal (é o terceiro pênalti que ele desperdiça nesta temporada) e permitiu a defesa parcial do goleiro Consigli. Mas Borriello pegou o rebote e fez o terceiro do Milan.
Com a vantagem, o Milan cozinhou a partida e garantiu o resultado. A nota ruim do duelo foi que, aos 33 minutos do segundo tempo, Pato deixou o campo sentindo muitas dores na parte posterior da coxa direita. Segundo as primeiras previsões, Pato deve perder os dois próximos jogos do Milan (contra a Roma, dia 6 de Março, e contra o Manchester United, dia 10 de Março, pela Champions League).

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Bonera, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski
Beckham, Pirlo, Ambrosini (Gattuso)
Pato (Abate), Borriello (Huntelaar), Ronaldinho Gaúcho


Reposição da 17ª rodada, Quarta-feira 24 Fevereiro 2010, FIORENTINA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Gilardino aos 14 pt, Huntelaar aos 36 st e Pato aos 47 st.

Mais uma vez Ronaldinho Gaúcho foi decisivo e ajudou o Milan. Desta vez, o craque brasileiro participou dos dois gols na vitória sobre a Fiorentina por 2 a 1, de virada. Pato foi o outro destaque, anotando o gol do triunfo em Florença aos 47 minutos do segundo tempo. Com este resultado, a diferença do Milan (segundo colocado) para a líder Inter, caiu para quatro pontos (Inter 55, Milan 51, Roma 50).
Com forte marcação, a Fiorentina começou em cima do Milan e dominava a partida. Bem marcado e, na maioria das jogadas, cercado por três jogadores de perto, Ronaldinho Gaúcho não conseguia deixar seus companheiros na cara do gol.
A Fiorentina chegou ao gol aos 14 minutos com Gilardino (1 a 0).
Na etapa final, o técnico Leonardo colocou Pato jogando mais pela ponta, e o Milan cresceu. Pato criava mais jogadas e deixava Ronaldinho Gaúcho mais livre da forte marcação adversária.
O Milan chegou ao empate aos 36 minutos, na única vez que a defesa da Fiorentina cochilou. Ronaldinho deixou Huntelaar na cara do gol. O holandês tocou na saída do arqueiro adversário e empatou.
Quando todo mundo esperava o resultado de empate entre as duas equipes, brilhou a estrela de Ronaldinho que levantou a bola, com efeito, na área. A bola sobrou para Pato, que bateu seco na saída do goleiro para virar o jogo e decretar a vitória rubro-negra.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Bonera (Jankulovski)
Gattuso (Huntelaar), Pirlo, Ambrosini (Flamini)
Pato, Borriello, Ronaldinho Gaúcho


25ª rodada, Domingo 21 Fevereiro 2010, BARI  0 X 2  MILAN

Marcadores: Borriello aos 43 pt e Pato aos 24 st.

Com mais uma grande atuação de Ronaldinho Gaúcho, o Milan derrotou o Bari por 2 a 0. O Gaúcho participou diretamente dos dois gols e ajudou o seu time a ficar mais perto da líder Inter na classificação do Campeonato Italiano. Agora Inter 55, Roma 50 e Milan (com um jogo a menos) 48.
Mesmo jogando fora de casa, o Milan disputou todo o primeiro tempo no ataque e chegou ao gol aos 43 minutos. Ronaldinho Gaúcho recebeu a bola pela esquerda e achou Borriello na área. O camisa 22 do Milan pegou de voleio, de canhota, e mandou no canto esquerdo do goleiro Gillet para fazer um golaço: 1 a 0.
O segundo gol chegou aos 24 minutos da segunda etapa. Ronaldinho Gaúcho fez mais uma grande jogada pelo lado esquerdo, passou pela marcação e bateu forte no gol. O goleiro Gillet salvou, mas Alexandre Pato pegou de primeira o rebote e ampliou para o Milan.
No final do jogo, o Bari ainda perdeu um pênalti, cometido por Pato. Abbiati, preferido ao Dida após as indecisões do jogo contra o Manchester United, defendeu.

Escalação do Milan (4-3-3)
Abbiati
Abate, Nesta, Thiago Silva, Bonera (Jankulovski)
Gattuso (Beckham), Pirlo, Ambrosini
Pato, Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho


24ª rodada, Sexta-feira 12 Fevereiro 2010, MILAN  3 X 2  UDINESE

Marcadores: Huntelaar aos 7 pt, Pato aos 39 pt, Floro Flores aos 47 pt, Huntelaar aos 12 st e Di Natale aos 42 st.

Depois de três partidas apagadas, Ronaldinho Gaúcho voltou a ser decisivo para o Milan. O craque teve grande atuação na vitória sobre a Udinese, por 3 a 2, nesta Sesta-feira, no estádio San Siro. Pato, que voltou a jogar após quase dois meses afastado, fez um dos gols do Milan. O holandês Huntelaar fez os outros dois.
Ronaldinho ajudou o Milan a abrir o placar logo aos 7 minutos. Após grande jogada pela direita, o Gaúcho cruzou na cabeça de Huntelaar, que cabeceou para a rede (1 a 0).
Com muita movimentação e passes precisos, Ronaldinho seguiu regendo a atuação do Milan, que fez 2 a 0 aos 39 minutos. O Gaúcho fez um lançamento longo e deixou Pato cara a cara com o goleiro adversário Handanovic. O atacante passou pelo arqueiro e tocou para o gol vazio (2 a 0).
No último lance da etapa inicial, a Udinese descontou com Floro Flores (2 a 1).
Na etapa final, aos 12 minutos, Ronaldinho bateu falta na área da Udinese, a bola desviou no meio do caminho e sobrou limpa para Huntelaar soltar a bomba e fazer 3 a 1.
Aos 32 minutos, Ronaldinho foi substituído por Beckham e deixou o campo ovacionado pelos torcedores. O Milan passou então a administrar o jogo e a Udinese conseguiu fazer o gol do 3 a 2 com Di Natale.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Nesta, Thiago Silva (Bonera), Favalli
Gattuso, Pirlo, Ambrosini
Mancini (Pato), Huntelaar, Ronaldinho Gaúcho (Beckham)


23ª rodada, Domingo 7 Fevereiro 2010, BOLOGNA  0 X 0  MILAN

No jogo contra o Bologna, o brasileiro Mancini, recém contratado junto à Inter, fez a sua estréia no Milan. O técnico Leonardo utilizou também o zagueiro Bonera que ficou 9 meses afastado dos gramados devido a vários problemas físicos.
Apesar de ter dominado a partida, o Milan não passou de um magro 0 a 0 e perdeu o segundo lugar para a Roma que derrotou a Fiorentina fora de casa. Agora Inter 52, Roma 44 e Milan 42 (deve-se notar que a Roma tem um jogo a mais).
O Milan não teve sorte dado que o travessão salvou o goleiro do Bologna por duas vezes. Aos 11 minutos do segundo tempo, Seedorf cobrou escanteio e Ronaldinho Gaúcho, bem posicionado na área, acertou um chute de voleio no travessão. Nos acréscimos, foi Ambrosini quem carimbou, de cabeça, o travessão após cruzamento de Mancini.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida
Abate, Bonera, Thiago Silva, Antonini
Pirlo, Ambrosini
Seedorf (Huntelaar)
Mancini, Borriello, Ronaldinho Gaúcho (Beckham)


22ª rodada, Domingo 31 Janeiro 2010, MILAN  1 X 1  LIVORNO

Marcadores: Ambrosini aos 44 pt e Lucarelli aos 8 st.

O Milan podia se aproximar da Inter, que teve seu jogo diante do Parma adiado em função de uma forte nevasca. Porém, a equipe rubro-negra decepcionou sua torcida no estádio San Siro e apenas empatou com o modesto Livorno, em 1 a 1. Além disso, o Milan foi alcançado pela Roma que venceu o Siena. Agora Inter 49, Milan e Roma 41.
O Milan comprimiu o Livorno durante toda a primeira etapa. Aos 36 minutos, Ronaldinho Gaúcho arriscou da entrada da área e acertou a trave do goleiro Benussi. De tanto insistir, o gol finalmente saiu aos 44 minutos. Beckham cruzou pela direita e o goleiro afastou para dentro da área; no rebote, Ambrosini apenas teve o trabalho de empurrar para as redes.
No início do segundo tempo, em um vacilo da defesa do Milan, Lucarelli ficou livre dentro da área após chute de Bellucci e desviou para o gol, empatando a partida.
O Milan seguiu superior e continuou criando chances, mas não conseguiu furar o bloqueio armado pela defesa do Livorno, que garantiu o empate.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Abbiati
Abate, Favalli, Thiago Silva, Antonini
Flamini (Inzaghi), Ambrosini
Seedorf
Beckham, Borriello (Huntelaar), Ronaldinho Gaúcho


21ª rodada, Domingo 24 Janeiro 2010, INTER  2 X 0  MILAN

Marcadores: Milito aos 9 pt e Pandev aos 20 st.

Desde o início a Inter mostrou que estava disposta a repetir a goleada de 4 a 0 aplicada no primeiro turno. De fato, logo nos primeiros minutos, o holandês Sneijder, de fora da área, acertou uma bomba na trave e Dida só observou. Aos 8 minutos, Dida fez uma defesa espetacular com os pés em um chute à queima roupa, novamente desferido por Sneijder.
A pressão da Inter acabou surtindo efeito aos 9 minutos: Pandev fez belo lançamento para Milito. O argentino ganhou de Abate e, ao entrar na área, chutou cruzado sem chances para Dida. Inter 1, Milan 0.
Aos 27 minutos do primeiro tempo, o interista Sneijder foi expulso por ter aplaudido o juiz em tom de ironia. Parecia que o Milan, jogando 11 contra 10, conseguiria empatar facilmente, mas não foi assim!
O Milan não conseguia superar o bloqueio da Inter e começou a deixar espaços atrás. Aos 17 minutos do segundo tempo, Pandev carimbou a trave. Três minutos depois, o mesmo Pandev bateu uma falta e Dida resolveu não pular. A bola entrou no fundo das redes: Inter 2, Milan 0.
Aos 46 minutos Ronaldinho Gaúcho bateu um pênalti, mas Júlio César, goleiro da Inter, fez defesa espetacular e espalmou para fora. É o segundo pênalti desperdiçado por Ronaldinho em 6 cobranças.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Favalli, Thiago Silva, Antonini (Iankulovski)
Gattuso (Seedorf), Pirlo, Ambrosini (Huntelaar)
Beckham, Borriello, Ronaldinho Gaúcho


20ª rodada, Domingo 17 Janeiro 2010, MILAN  4 X 0  SIENA

Marcadores: Ronaldinho Gaúcho de pênalti aos 12 pt, Borriello aos 28 pt, Ronaldinho Gaúcho aos 27 st e aos 44 st.

Ronaldinho Gaúcho deu um show neste Domingo. Com três gols e uma atuação sensacional, o brasileiro ajudou o Milan a golear o Siena por 4 a 0, no estádio San Siro. Agora os rubro-negros, com um jogo a menos, estão a 6 pontos da líder Inter.
O Milan precisou de apenas dez minutos para tomar o controle definitivo do jogo. Foi quando o zagueiro Brandão tentou sair da área driblando e acabou desarmado por Borriello. O atacante milanista driblou o goleiro Curci, mas acabou derrubado. O árbitro Saccani expulsou o goleiro do Siena e assinalou pênalti. Ronaldinho cobrou com categoria, fazendo 1 a 0.
Com um a mais em campo, o Milan teve espaço suficiente para impor o seu jogo e ampliou a vantagem ainda no primeiro tempo, aos 28 minutos, com Borriello (2 a 0).
No segundo tempo, Ronaldinho Gaúcho continuou se destacando com passes e jogadas perigosas e foi premiado com outro gol aos 27 minutos. Pirlo cobrou escanteio, e ele subiu livre para cabecear para o gol (3 a 0).
Aos 44 minutos, Ronaldinho Gaúcho deu um presente para a torcida do Milan e mais um passo rumo ao Mundial da África do Sul. Ele pegou uma bola na entrada da área, cortou o lateral e mandou uma bomba no ângulo esquerdo do goleiro, fechando o placar em 4 a 0.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Nesta (Favalli), Thiago Silva, Antonini
Gattuso, Pirlo, Flamini (Jankulovski)
Beckham, Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho


19ª rodada, Domingo 10 Janeiro 2010, JUVENTUS  0 X 3  MILAN

Marcadores: Nesta aos 29 pt, Ronaldinho Gaúcho aos 27 st e aos 43 st.

Com bastante autoridade, o Milan foi a Turim e derrotou a Juventus por 3 a 0. Os rubro-negros continuam na segunda posição do Campeonato Italiano, 8 pontos atrás da líder Inter que tem um jogo a mais.
Apesar da maior posse de bola da Juventus, o Milan abriu o placar aos 29 minutos do primeiro tempo: o zagueiro Nesta mostrou oportunismo e, na pequena área, completou para o fundo das redes após cobrança de escanteio de Pirlo.
No segundo tempo, a Juventus seguiu sem assustar muito a defesa milanista, que estava bem postada com Thiago Silva e Nesta como verdadeiros paredões. Para completar, Pirlo e Beckham cadenciavam o jogo no meio de campo e cozinhavam a partida.
Aos 27 minutos, a solidez e calma do Milan foram premiadas. Pirlo cobrou escanteio no primeiro pau para Ronaldinho raspar de cabeça e fazer o segundo gol.
Com a vantagem, o Milan passou a tocar a bola e ainda teve tempo para fazer mais um aos 43 minutos, novamente com Ronaldinho Gaúcho. O ex-gremista recebeu cruzamento preciso de Beckham, dominou com estilo e tocou no canto de Manninger para a festa da pequena torcida milanista que encarou a chuva, a neblina e o tempo ruim para acompanhar sua equipe no estádio Olímpico de Turim.
Após a partida, alguns torcedores da Juventus revoltados com a humilhante derrota atearam fogo em cadeiras e bandeiras de um setor das arquibancadas. Além disso, o técnico Ciro Ferrara e a diretoria do clube foram vaiados. Segundo rumores na imprensa italiana, o treinador holandês Hiddink pode ser contratado pela Juventus.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Gattuso (Flamini), Pirlo, Ambrosini
Beckham, Borriello (Huntelaar), Ronaldinho Gaúcho


18ª rodada, Quarta-feira 6 Janeiro 2010, MILAN  5 X 2  GENOA

Marcadores: Sculli aos 25 pt, Ronaldinho Gaúcho de pênalti aos 32 pt, Thiago Silva aos 38 pt, Borriello aos 3st e aos 15 st, Huntelaar de pênalti aos 29 st e Suazo aos 34 st.

Empurrado pela torcida empolgada pelo retorno de Beckham, o Milan começou a partida na frente e rapidamente teve uma grande chance para abrir a contagem. Aos 12 minutos, o volante Ambrosini foi derrubado na área e o juiz marcou pênalti. Infelizmente Ronaldinho Gaúcho cobrou fraco e o goleiro Amelia acertou o canto e defendeu.
A torcida do Milan ficou ainda mais apreensiva ao ver o Genoa sair na frente aos 25 minutos, com gol de Sculli.
A reação do Milan veio sete minutos depois. Ambrosini sofreu novo pênalti e Ronaldinho cobrou novamente. Desta vez ele chutou forte e empatou. Ainda na etapa inicial, o Milan virou o placar com mais um gol brasileiro. Após grande defesa do goleiro Amelia, o zagueiro Thiago Silva pegou o rebote e fez o gol do 2 a 1.
No segundo tempo, Ronaldinho Gaúcho teve importante participação no gol do 3 a 1. O brasileiro efetuou um bom lançamento para Antonini que, na área, rolou para o atacante Borriello chutar para o gol vazio. O mesmo Borriello ampliou aos 15 minutos, acertando um belo voleio cruzado, indefensável para Amelia.
O Milan fez o quinto gol aos 29 minutos, com o atacante holandês Huntelaar batendo pênalti sofrido por Ronaldinho Gaúcho. O Genoa descontou aos 34 minutos com o atacante hondurenho Suazo (5 a 2). O Milan continua na segunda posição no Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Gattuso, Pirlo (Flamini), Ambrosini
Beckham (Jankulovski), Borriello (Huntelaar), Ronaldinho Gaúcho


17ª rodada, Sábado 19 Dezembro 2009, FIORENTINA X MILAN (jogo adiado pela neve)


16ª rodada, Domingo 13 Dezembro 2009, MILAN  0 X 2  PALERMO

Marcadores: Miccoli aos 4 st e Bresciano aos 17 st.

O Milan entrou em campo com a possibilidade real de ficar a apenas um ponto da líder Inter. Jogava em casa diante do Palermo e seu principal rival pegava a desesperada Atalanta, fora de casa. A Inter até falhou e não foi além de um empate por 1 a 1. No entanto, o Milan decepcionou e perdeu por 2 a 0, em pleno estádio San Siro. A distância da Inter aumentou assim para 5 pontos.
Após um primeiro tempo equilibrado, os jogadores do Milan mostraram cansaço na segunda etapa. O Palermo foi superior e mereceu os três pontos.
Aos 4 minutos, Miccoli fez bela jogada pela esquerda e marcou um golaço. Aos 17 minutos, o mesmo Miccoli deixou Antonini no chão e rolou para Pastore, que foi travado no chute. A bola sobrou para Bresciano tocar para o fundo das redes e selar uma importante vitória para o Palermo.

Escalação do Milan (4-2-3-1)
Dida
Zambrotta, Nesta, Favalli, Antonini
Ambrosini (Flamini), Pirlo
Abate (Pato), Seedorf (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho
Borriello


15ª rodada, Sábado 5 Dezembro 2009, MILAN  3 X 0  SAMPDORIA

Marcadores: Borriello aos 2 pt, Seedorf aos 21 pt e Pato aos 23 pt.

O Milan não tomou conhecimento da Sampdoria. Logo aos 2 minutos, Antonini arrancou pela esquerda e tocou para Ronaldinho Gaúcho na entrada da área. Inspirado, o brasileiro cruzou com açúcar para Borriello que subiu com estilo e cabeceou no canto direito do goleiro Castellazzi para fazer 1 a 0.
Ronaldinho estava impossível em campo. Aos 21 minutos, depois de uma bela tabelinha com Seedorf, ele deixou o holandês de frente para o gol. O camisa 10 encheu o pé e chutou a bola no ângulo direito de Castellazzi (2 a 0).
Nem deu tempo para a Sampdoria respirar, e o Milan marcou o terceiro gol. Zambrotta cruzou da direita, Borriello desviou de cabeça para o meio da área e Pato chegou chutando. Castellazzi defendeu, mas soltou a bola. O mesmo Pato pegou o rebote e empurrou a bola para o fundo da rede: 3 a 0.
No segundo tempo o Milan tocou mais a bola, poupando suas energias para a partida da próxima Terça-feira pela Champions League contra o Zurique, fora de casa. Deverá ganhar para passar às Oitavas-de-final sem depender do resultado do jogo entre Marselha e Real Madrid. No Campeonato Italiano o Milan continua na segunda posição: Inter 35, Milan 31 e Juventus 30.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida
Zambrotta, Nesta, Thiago Silva, Antonini
Ambrosini (Flamini), Pirlo
Seedorf
Pato, Borriello (Huntelaar), Ronaldinho Gaúcho (Abate)


14ª rodada, Domingo 29 Novembro 2009, CATANIA  0 X 2  MILAN

Marcador: Huntelaar aos 48 st e aos 50 st.

O Milan conquistou uma importante vitória neste Domingo e continua vivo no Campeonato Italiano. Os rubro-negros derrotaram o Catania, fora de casa, por 2 a 0, e alcançaram o segundo lugar da Série A, com 28 pontos, sete a menos que a arquirrival Inter.
O jogo foi morno e parecia terminar empatado em 0 a 0 quando o técnico Leonardo, aos 39 minutos do segundo tempo, colocou Huntelaar no lugar de Flamini para dar mais força ofensiva ao time. Deu certo. Aos 48 minutos, o atacante holandês recebeu de Inzaghi e chutou forte. A bola passou por baixo das pernas do goleiro Andujar e entrou no gol.
Dois minutos depois, em jogada parecida, Huntelaar viu o goleiro adiantado e o encobriu, fazendo o segundo gol dele e do Milan.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida
Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta (Antonini)
Flamini (Huntelaar), Ambrosini
Seedorf
Pato, Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho


13ª rodada, Domingo 22 Novembro 2009, MILAN  4 X 3  CAGLIARI

Marcadores: Seedorf aos 5 pt, Matri aos 9 pt, Lazzari aos 30 pt, Borriello aos 38 pt, Pato aos 40 pt, Ronaldinho Gaúcho de pênalti aos 16 st e Nenê aos 24 st.

Neste Domingo, o Milan derrotou o Cagliari por 4 a 3, em duelo marcado por duas viradas, e chegou ao seu oitavo jogo sem perder (cinco vitórias e três empates).
Logo aos 5 minutos do primeiro tempo, Borriello fez bela jogada pela direita e cruzou para o holandês Seedorf fazer o primeiro gol (1 a 0). Parecia que o Milan não encontraria muitas dificuldades para ganhar os três pontos, mas o Cagliari reagiu rapidamente e virou o resultado com gols de Matri (1 a 1) e Lazzari (1 a 2).
O Milan não jogava bem. Mostrava-se ansioso e errava muitos passes. Mesmo assim, virou o placar num curto espaço de tempo. Aos 38 minutos, Borriello aproveitou rebote e igualou (2 a 2). Dois minutos depois, Pato recebeu de Ronaldinho Gaúcho e bateu no ângulo direito do goleiro Marchetti (3 a 2).
O Cagliari tentou pressionar o Milan no segundo tempo. No entanto, deu espaços para os contra-ataques rubro-negros. Num deles, aos 16 minutos, Borriello foi derrubado dentro da área. Pênalti. Ronaldinho cobrou e ampliou (4 a 2). O Cagliari ainda diminuiu com o brasileiro Nenê (4 a 3). Com esta vitória o Milan continua na 3ª posição.

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida
Oddo, Thiago Silva, Kaladze, Zambrotta
Pirlo, Ambrosini
Seedorf (Abate)
Pato (Strasser), Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho


12ª rodada, Domingo 8 Novembro 2009, LAZIO  1 X 2  MILAN

Marcadores: Thiago Silva aos 21 pt, Pato aos 35 pt e gol-contra de Thiago Silva aos 19 st.

No primeiro tempo o Milan dominou a Lazio, apresentou um futebol eficiente e marcou dois gols. O primeiro saiu aos 21 minutos: Pirlo cobrou falta com perfeição do canto esquerdo e Thiago Silva apareceu livre para completar de cabeça. Foi o primeiro gol do brasileiro em jogos oficiais com a camisa do Milan. A equipe do técnico Leonardo ampliou aos 35 minutos: Ronaldinho Gaúcho cruzou para Pato que, com uma bela cabeceada, marcou seu quinto gol no Campeonato Italiano nesta temporada.
A Lazio voltou melhor para a etapa final, passou a levar perigo nos ataques e reduziu as distâncias aos 19 minutos com um gol-contra de Thiago Silva. A pressão dos donos da casa continuou até o fim, mas o Milan soube segurar a vitória.
Com estes três pontos o Milan subiu para a 3ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Oddo, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Ambrosini, Pirlo, Seedorf (Flamini)
Pato, Borriello (Inzaghi), Ronaldinho Gaúcho (Abate)


11ª rodada, Sábado 31 Outubro 2009, MILAN  2 X 0  PARMA

Marcador: Borriello aos 12 pt e aos 48 st.

O Milan conseguiu uma boa vitória sobre o Parma por 2 a 0 e subiu para a quarta posição no Campeonato Italiano. Os rubro-negros começaram bem a partida, com velocidade e objetividade. Jogando com Ronaldinho Gaúcho, Borriello e Pato no ataque, o Milan conseguiu desenvolver boas jogadas, com mais movimentação do que em jogos anteriores.
A dupla Borriello e Pato deu agilidade ao ataque da equipe e Ronaldinho teve mais liberdade para se movimentar pelo campo.
Aos 12 minutos do primeiro tempo, em uma jogada pela esquerda, saiu o primeiro gol do Milan. Ronaldinho Gaúcho puxou um rápido contra-ataque, puxou para o meio e tocou para Borriello, que esperou o lançamento para correr e receber sozinho. O atacante tocou na saída do goleiro (1 a 0).
Já nos acréscimos da partida, Ronaldinho Gaúcho driblou dois jogadores e cruzou perfeitamente para Borrielo acertar um voleio, que entrou no ângulo direito do goleiro Mirante (2 a 0).

Escalação do Milan (4-2-1-3)
Dida
Oddo, Thiago Silva, Kaladze, Antonini (Zambrotta)
Gattuso (Ambrosini), Pirlo
Seedorf (Flamini)
Pato, Borriello, Ronaldinho Gaúcho


10ª rodada, Quarta-feira 28 Outubro 2009, NAPOLI  2 X 2  MILAN

Marcadores: Inzaghi aos 3 pt, Pato aos 6 pt, Cigarini aos 46 st e Denis aos 48 st.

O Milan iniciou a partida com um estilo de jogo agressivo e o primeiro gol não demorou a chegar. Logo aos três minutos, recebendo lançamento de Seedorf, Inzaghi saiu da marcação da defesa napolitana, chegou livre à frente do goleiro De Sanctis e tocou para as redes, abrindo o placar.
Apenas três minutos mais tarde, em ação de contra-ataque, o Milan alcançou o segundo gol com Alexandre Pato.
Com a vantagem precoce no placar, o Milan recuou e permitiu que o Napoli pressionasse bastante na primeira etapa. No segundo tempo, Dida fez duas defesas milagrosas em um só lance logo no primeiro minuto. Aos 11 minutos, Dida conseguiu mais um milagre. Ou melhor, três. Na mesma jogada, o goleiro fez três intervenções frente a frente com os atacantes do Napoli.
Vendo seu time ser duramente atacado, Leonardo sacou Ronaldinho Gaúcho e colocou o volante Flamini. Ronaldinho não gostou da substituição e saiu com cara fechada.
Aos 40 minutos, o lateral Abate foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. Com um homem a menos, o Milan não suportou a pressão e sofreu dois gols nos acréscimos. Dida, sem chances, viu Cigarini, aos 46 minutos, marcar um golaço com uma bomba da entrada da área. Dois minutos depois, o argentino Denis, de cabeça, igualou o marcador.
Após este empate, o Milan caiu para a 5ª posição na classificação do campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Abate, Nesta (Kaladze), Thiago Silva, Zambrotta
Ambrosini, Pirlo, Seedorf
Pato, Inzaghi (Borriello), Ronaldinho Gaúcho (Flamini)


9ª rodada, Domingo 25 Outubro 2009, CHIEVO  1 X 2  MILAN

Marcadores: Pinzi aos 7 pt, Nesta aos 36 st e aos 47 st.

O Milan jogou neste Domingo contra o Chievo, na cidade de Verona, quatro dias após a vitoriosa partida contra o Real Madrid no estádio Santiago Bernabéu. O primeiro tempo do Milan foi apagado e o Chievo, jogando com muita velocidade, abriu o placar aos 7 minutos com Pinzi (1 a 0).
Após o intervalo, o Milan voltou melhor, teve várias ocasiões de gol, mas somente aos 36 minutos conseguiu empatar: Borriello cabeceou no travessão um lançamento de Pirlo pela esquerda; Nesta pegou o rebote e, de cabeça, igualou o placar (1 a 1).
Logo depois Inzaghi, de calcanhar, teve a oportunidade de virar o resultado, mas o goleiro adversário Sorrentino fez uma defesa milagrosa.
Os cinco minutos de acréscimos foram eletrizantes. Aos 46 minutos Dida fez esquecer o frango de Madri e justificou o seu salário anual de quatro milhões de euros, fazendo um milagre sobre uma cabeceada de Granoche.
No minuto seguinte, Nesta marcou novamente, após escanteio cobrado por Pirlo, dando uma vitória inesperada ao Milan.
Após o jogo, Dida e Nesta foram muito festejados pelos companheiros e pelo treinador. O Milan sobe para a 4ª posição na classificação.

Escalação do Milan (4-3-3)
Dida
Oddo, Nesta, Thiago Silva, Antonini (Zambrotta)
Flamini, Pirlo, Seedorf
Pato, Huntelaar (Borriello), Ronaldinho Gaúcho (Inzaghi)


8ª rodada, Domingo 18 Outubro 2009, MILAN  2 X 1  ROMA

Marcadores: Menez aos 3 pt, Ronaldinho Gaúcho de pênalti aos 11 st e Pato aos 22 st.

Com uma bela atuação de Ronaldinho Gaúcho, o Milan voltou a reencontrar o caminho da vitória. Jogando em casa, a equipe rubro-negra quebrou o jejum de quatro jogos (três pelo Campeonato Italiano e um pela Champions League) sem triunfos e derrotou a Roma por 2 a 1, de virada. O Milan subiu para a 7ª posição na classificação.
O primeiro tempo do Milan foi desastroso:
a) aos 3 minutos, Menez aproveitou falha de Thiago Silva, que tocou errado ao tentar recuar para o goleiro Dida, e colocou no fundo das redes (0 a 1);
b) no minuto seguinte, Dida fez boa defesa após chute de Menez;
c) jogando no contra-ataque, a Roma seguiu ameaçando e, aos 19 minutos, teve um pênalti claro não marcado a seu favor. Thiago Silva puxou Menez na área, mas o árbitro Rosetti mandou o jogo seguir;
d) aos 21 minutos, De Rossi arriscou de longe com força, mas Dida, com a ponta dos dedos, colocou para fora;
e) momentos depois, Dida fez nova intervenção cara a cara com Vucinic;
f) também a sorte estava contra o Milan no primeiro tempo. Aos 38 minutos, após bate-rebate dentro da área, Seedorf chutou forte, mas Doni espalmou e a bola bateu na trave;
g) na saída para os vestiários após o final do primeiro tempo, a torcida do Milan perdeu a paciência e vaiou os jogadores.
Precisando da vitória, Leonardo no segundo tempo tirou o volante Abate e colocou Inzaghi no ataque ao lado de Ronaldinho e Pato. Com mais homens na frente, o Milan encurralou a Roma e, aos 11 minutos Burdisso derrubou Nesta na área. Pênalti. Na cobrança, Ronaldinho Gaúcho acertou chute forte e rasteiro no canto direito do goleiro Doni e empatou o placar (1 a 1).
Aos 21 minutos, Ronaldinho, que seguia inspirado e mostrando muita garra, deu lançamento primoroso para Pato que dominou no peito na entrada da área, cortou Doni e chutou com estilo para virar o marcador (2 a 1).
Aos 35 minutos o volante Ambrosini foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. Com um atleta a menos, o time rubro-negro sofreu mas conseguiu segurar a vitória.

Escalação do Milan (4-4-2)
Dida
Oddo, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta
Abate (Inzaghi), Pirlo, Ambrosini, Seedorf
Pato, Ronaldinho Gaúcho (Flamini)


7ª rodada, Domingo 4 Outubro 2009, ATALANTA  1 X 1  MILAN

Marcadores: Tiribocchi aos 21 pt e Ronaldinho Gaúcho aos 38 st.

O treinador Leonardo cujo cargo, de acordo com a imprensa italiana, está ameaçado pela chegada do holandês Van Basten, iniciou o jogo contra a Atalanta deixando Ronaldinho Gaúcho no banco.
No primeiro tempo o Milan encontrou muitas dificuldades para criar chances reais de gols e, para piorar, a sua defesa desorganizada não ajudou e deixou a Atalanta abrir o placar aos 21 minutos, com gol de Tiribocchi.
Ronaldinho Gaúcho entrou após o intervalo, no lugar de Flamini, e fez o time melhorar.
A primeira boa chance surgiu aos 28 minutos. Ronaldinho chutou da entrada da área e o goleiro Consigli fez grande defesa. No rebote, Pato acertou o travessão com o gol vazio!
Três minutos depois, mais pressão: Seedorf chutou e a bola saiu rente à trave esquerda da Atalanta.
O gol de empate saiu aos 38 minutos: Nesta lançou Ronaldinho na área, o craque matou no peito e bateu de direita, sem defesa para o goleiro. Belo gol. Gol da salvação do Milan.
O Milan ocupa agora a 10ª posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-4-2)
Storari
Abate, Nesta, Favalli, Zambrotta
Gattuso (Ambrosini), Pirlo, Flamini (Ronaldinho Gaúcho), Seedorf
Huntelaar (Inzaghi), Pato


6ª rodada, Domingo 27 Setembro 2009, MILAN  0 X 0  BARI

Mesmo atuando em casa, o Milan ficou apenas no empate por 0 a 0 com o Bari, neste Domingo. Ao contrário dos últimos jogos, o técnico Leonardo não escalou Pato e Inzaghi e entrou em campo com Ronaldinho Gaúcho, que vinha amargando o banco de reservas, ao lado do holandês Huntelaar. No entanto, a dupla não conseguiu funcionar e pouco produziu. As melhores chances de gol foram do Bari que obrigou Storari a fazer grandes defesas.
O Milan foi um time passivo durante todo o jogo. Após o apito final e com o 0 a 0 no placar, a torcida do Milan vaiou a equipe e saiu do estádio San Siro bastante irritada.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Storari
Abate, Nesta, Kaladze, Zambrotta
Gattuso, Pirlo, Ambrosini
Seedorf (Pato)
Ronaldinho Gaúcho (Oddo), Huntelaar (Inzaghi)


5ª rodada, Quarta-feira 23 Setembro 2009, UDINESE  1 X 0  MILAN

Marcador: Di Natale aos 21 pt.

O Milan começou o jogo com Seedorf fazendo a armação das jogadas no meio e com a dupla Pato-Inzaghi no ataque. O time rubro-negro até que começou o jogo animado, mas sofreu um gol aos 21 minutos. O chileno Isla fez boa jogada pela direita, driblou Kaladze e bateu na trave. Di Natale, artilheiro do Campeonato Italiano, foi rápido, pegou a sobra e mandou para a rede (1 a 0).
O Milan tentou se recompor e foi ao ataque para buscar o empate, mas não teve sorte porque aos 33 minutos Nesta acertou o travessão numa cabeceada, após cruzamento de Pirlo.
No segundo tempo, aos 14 minutos, Ronaldinho entrou na vaga de Pato que não estava bem no jogo. O Gaúcho tentou algumas arrancadas e fez melhorar o rendimento do Milan. Entretanto, a expulsão de Flamini, aos 38 minutos, só fez dificultar as coisas para o time do técnico Leonardo que amargou a segunda derrota nesta temporada e caiu para a oitava posição na classificação do Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Storari
Oddo, Nesta, Kaladze, Zambrotta
Gattuso (Abate), Pirlo, Flamini
Seedorf
Pato (Ronaldinho Gaúcho), Inzaghi (Huntelaar)


4ª rodada, Domingo 20 Setembro 2009, MILAN  1 X 0  BOLOGNA

Marcador: Seedorf aos 29 st.

Sem Ronaldinho Gaúcho, que não foi relacionado nem para o banco por conta de uma febre, e Thiago Silva, poupado, o Milan recebeu neste domingo o Bologna e venceu por 1 a 0. Seedorf, que disputa com Ronaldinho a vaga de titular no time, foi quem marcou o gol da vitória milanista no estádio San Siro.
O primeiro tempo foi de total domínio territorial do Milan, embora o time rubro-negro não tenha conseguido muitas chances de gol. A melhor delas foi com Gattuso, aos 13 minutos. Após cruzamento da esquerda, a zaga do Bologna bobeou e a bola sobrou limpa para Gattuso que ... bateu por cima do gol!
Na etapa final, o Milan voltou ainda mais animado, buscando a vitória. Pato acertou uma bola na trave em jogada individual e o Milan foi encurralando o rival.
Aos 29 minutos, enfim, surgiu o gol da vitória. Seedorf recebeu lançamento no lado esquerdo, partiu para dentro da área, avançou até perto do gol e, mesmo sem ângulo, tocou rasteiro para fazer a festa da torcida rubro-negra (1 a 0).
Depois disso, Inzaghi ainda acertou uma bola na trave, mas o placar não foi mais alterado.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Storari
Abate, Nesta, Kaladze, Favalli (Jankulovski)
Gattuso (Oddo), Pirlo, Ambrosini
Seedorf
Pato, Huntelaar (Inzaghi)


3ª rodada, Sábado 12 Setembro 2009, LIVORNO  0 X 0  MILAN

Neste Sábado o Milan jogou fora de casa contra o Livorno, recém-chegado da Segunda Divisão. Os rubro-negros vinham da humilhante derrota por 4 a 0 no dérbi da cidade de Milão.
No primeiro tempo, o Livorno jogou melhor e o Milan precisou da boa atuação do goleiro Storari para evitar que os livorneses passassem em vantagem.
No início do segundo tempo, Ronaldinho Gaúcho, que até então tinha criado muito pouco, foi substituído por Pirlo e o jogo do Milan melhorou. Infelizmente o Milan não teve sorte. Aos 14 minutos, Pirlo acertou o travessão em cobrança de falta e, aos 20 minutos, Pato deixou Inzaghi na cara do gol, mas ele chutou por cima. Assim o jogo acabou empatado sem gols.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Storari
Oddo, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski
Ambrosini, Flamini (Abate), Seedorf
Ronaldinho Gaúcho (Pirlo)
Pato, Huntelaar (Inzaghi)


2ª rodada, Sábado 29 Agosto 2009, MILAN  0 X 4  INTER

Marcadores: Thiago Motta aos 29 pt, Milito de pênalti aos 36 pt, Maicon aos 46 pt e stankovic aos 22 st.

Neste Sábado o Milan foi derrotado de maneira humilhante (4 a 0) pela Inter, no dérbi da cidade de Milão. O Milan pareceu estar a anos-luz de distância da Inter.
Após um bom início do Milan, a Inter passou em vantagem aos 29 minutos: o argentino Milito deu um grande passe para o brasileiro Thiago Motta que mostrou categoria ao bater na saída de Storari (1 a 0). Nos minutos seguintes houve uma grande trapalhada entre Gattuso, Seedorf e Leonardo que influiu no resultado final:
a) Gattuso pediu para ser substituído porque estava com um tornozelo machucado.
b) Leonardo mandou Seedorf entrar no lugar de Gattuso.
c) Seedorf no banco demorou muito tempo para se preparar: estava sem chuteiras e sem camisa. Alguns jornalistas disseram que estava de chinelos, parecia estar na praia!
d) aos 36 minutos, enquanto Seedorf ainda se preparava, Gattuso derrubou Etoo dentro da área. O juiz concedeu o pênalti, transformado por Milito, e deu cartão amarelo a Gattuso.
e) aos 38 minutos Seedorf ainda não estava pronto e Gattuso teve tempo para cometer falta violenta no holandês Sneijder. O milanista recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.
f) Seedorf não precisou mais entrar no gramado. Gattuso saiu xingando Leonardo e Seedorf pela demora na sua substituição.
A Inter, jogando 11 contra 10 , fez facilmente mais dois gols, com Maicon e Stankovic.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Storari
Zambrotta, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski
Gattuso, Pirlo, Flamini (Ambrosini)
Ronaldinho Gaúcho (Huntelaar)
Borriello (Seedorf), Pato


1ª rodada, Sábado 22 Agosto 2009, SIENA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Pato aos 29 pt, Ghezzal aos 34 pt e Pato aos 3 st.

Nesta primeira rodada do Campeonato Italiano Ronaldinho Gaúcho fez a diferença e lembrou os velhos tempos de Barcelona ao liderar o Milan na vitória de 2 a 1 sobre o Siena, fora de casa. O craque brilhou com passes precisos nos dois gols de Alexandre Pato e quase marcou um golaço de bicicleta no segundo tempo.
Sem Kaká, vendido ao Real Madrid, Ronaldinho mostrou que pretende ser a referência do time. Ele e Pato, bem entrosados, criaram as melhores jogadas de ataque do Milan e foram os protagonistas nos gols da vitória. O zagueiro Thiago Silva, substituto do aposentado Maldini, também foi titular do time de Leonardo, no primeiro jogo oficial pelo clube.
Aos 29 minutos do primeiro tempo, Ronaldinho acertou um belo passe para Pato correr entre a defesa, entrar na área e chutar com tranquilidade para fazer 1 a 0. Cinco minutos mais tarde a defesa do Milan bobeou e o tunisino Ghezzal empatou, aproveitando rebote do goleiro Storari dentro da pequena área.
Após o intervalo, o Milan precisou de apenas 3 minutos para fazer o segundo gol. Mais uma vez, com passe precioso de Ronaldinho. O craque brasileiro achou Flamini entre três adversários, na área do Siena, e o francês só teve o trabalho de rolar para Pato marcar o seu segundo gol.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Storari
Zambrotta, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski
Gattuso (Ambrosini), Pirlo, Flamini
Ronaldinho Gaúcho
Borriello, Pato


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!