milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

JOGOS DO MILAN NA TEMPORADA 2008/09

38ª rodada, Domingo 31 Maio 2009, FIORENTINA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Kaká aos 10 st e Pato aos 31 st.

Na última partida da temporada 2008/09 o Milan derrotou a Fiorentina, em Florença, com o placar de 2 a 0 e ficou em terceiro lugar na classificação do Campeonato Italiano, garantindo a participação na Champions League da próxima temporada, sem ter que disputar o turno preliminar.
O grande destaque da partida foi Kaká que marcou o primeiro gol e deu a assistência para Pato marcar o segundo.
Este jogo será lembrado como:
a) a última partida de Paolo Maldini que, aos 41 anos, abandona o futebol após 25 temporadas no Milan. Foram 902 jogos com a camisa do Milan e 126 jogos com a camisa da seleção italiana.
b) a última partida de Ancelotti como treinador do Milan. Ele será o técnico do Chelsea. No Milan será substituído pelo brasileiro Leonardo.
c) talvez também a última partida de Kaká com a camisa do Milan. De fato os rumores de que a sua transferência para o Real Madrid já estaria acertada crescem cada vez mais.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Zambrotta, Favalli (Nesta), Maldini, Jankulovski
Beckham (Gattuso), Pirlo, Flamini
Kaká, Seedorf
Inzaghi (Pato)


37ª rodada, Domingo 24 Maio 2009, MILAN  2 X 3  ROMA

Marcadores: Riise aos 36 pt, Ambrosini aos 30 st, Menez aos 35 st, Ambrosini aos 36 st e Totti aos 40 st.

Esta partida será lembrada como o último jogo de Paolo Maldini no estádio San Siro. Ele encerrará a carreira no final desta temporada, após 25 anos no clube.
Os torcedores ganharam cachecóis com o nome de Maldini e fizeram festa nas arquibancadas. Os jogadores entraram em campo com a nova camisa da próxima temporada e usaram um distintivo com o número 3 no lado direito do peito em referência a Maldini.
Mas o Roma não quis saber de ser apenas um convidado especial e venceu por 3 a 2, nesta penúltima rodada do Campeonato Italiano. Após esta derrota, a classificação é a seguinte: Inter 81, Milan e Juventus 71, Fiorentina 68. Se o Milan não perder no próximo Domingo em Florença com dois ou mais gols de diferença, estará classificado para a Champions League da próxima temporada, sem disputar os preliminares.
No primeiro tempo, o norueguês Riise abriu o placar para a Roma com um golaço de falta, aos 36 minutos. Na etapa final, houve um festival de gols a partir dos 30 minutos. Primeiro, Ambrosini empatou. Aos 35 minutos, o francês Menez colocou os visitantes na frente de novo. Mas Ambrosini, com passe de Kaká, precisou de apenas um minuto para empatar novamente. Porém, Totti, aos 40 minutos, cobrando falta, fechou o placar com a vitória de 3 a 2 para a Roma.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Flamini, Favalli, Maldini, Jankulovski (Zambrotta)
Beckham (Seedorf), Pirlo, Ambrosini
Kaká
Pato (Ronaldinho Gaúcho), Inzaghi


36ª rodada, Sábado 16 Maio 2009, UDINESE  2 X 1  MILAN

Marcadores: D'Agostino de pênalti aos 30 pt, Zapata aos 3 st e Ambrosini aos 47 st.

Neste Sábado o Milan perdeu fora de casa para a Udinese, por 2 a 1, e encerrou a disputa pelo título do Campeonato Italiano. De fato, com este resultado, a Inter, que jogará amanhã contra o Siena, assegurou o tetracampeonato. A Inter soma 78 pontos, sete a mais que o segundo colocado Milan que tem apenas mais dois jogos por fazer e não pode mais alcançar seu arquirrival.
Este foi o 17° scudetto conquistado pela Inter, que se iguala em número de conquistas ao próprio Milan. O recordista de scudettos na Itália é a Juventus, com 27. Pela primeira vez em sua história a Inter se sagrou tetracampeã (quatro títulos consecutivos).
Os gols da Udinese aconteceram um em cada tempo, com D'Agostino, de pênalti, e Zapata. Ambrosini descontou nos acréscimos da etapa final.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Zambrotta, Senderos, Maldini, Jankulovski
Flamini (Inzaghi), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Ronaldinho Gaúcho)
Pato (Shevchenko)


35ª rodada, Domingo 10 Maio 2009, MILAN  1 X 1  JUVENTUS

Marcadores: Seedorf aos 12 st e Iaquinta aos 15 st.

O Milan e a Juventus se enfrentaram neste Domingo no estádio San Siro e fizeram um jogo aberto e com belos lances, mas o empate em 1 a 1 acabou sendo ruim para ambos, especialmente para o Milan que ainda sonha em alcançar a líder Inter.
Depois de um primeiro tempo sem gols, os dois times começaram a segunda etapa em um ritmo muito forte e o Milan chegou ao gol aos 12 minutos. Inzaghi puxou um contra-ataque muito rápido, invadiu a área e tocou para trás para Beckham. Já dentro da área, o inglês pegou mal na bola e acabou tocando para Seedorf, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo do gol, quase em cima da linha.
Mas a alegria durou pouco, já que três minutos depois, Iaquinta completou um cruzamento de Camoranesi com uma cabeceada forte, deixando tudo igual (1 a 1). Após este empate, Inter 78, Milan 71, Juventus 67.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Kalac
Flamini, Maldini, Favalli, Zambrotta
Beckham (Pato), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Senderos)
Inzaghi (Ronaldinho Gaúcho)


34ª rodada, Domingo 3 Maio 2009, CATANIA  0 X 2  MILAN

Marcadores: Inzaghi aos 26 pt e Kaká aos 6 st.

O Milan entrou em campo com Kaká fazendo dupla de ataque com o veterano Inzaghi. E o entrosamento entre os dois foi o principal responsável pela vitória sobre o Catania.
Desde o começo o Milan criou inúmeras oportunidades. Aos 10 minutos, por exemplo, Maldini cabeceou, após cobrança de escanteio, mas Izco salvou em cima da linha.
De tanto insistir, os rubro-negros chegaram ao primeiro gol aos 26 minutos. Kaká puxou um rápido contra-ataque pelo lado direito e tocou na medida certa para Inzaghi que, dentro da área, chutou sem chances para o goleiro Kosicky.
No segundo tempo, controlando completamente a partida, o Milan fez o segundo gol com Kaká, aos 6 minutos. Após cruzamento do lado esquerdo, Beckham cabeceou para defesa parcial de Kosicky. No rebote, Kaká foi mais ágil que a zaga do Catania e ampliou. Até o final da partida, o Milan ainda acertou duas bolas na trave, com Inzaghi e com o próprio Kaká.
Aos 44 minutos, o técnico Ancelotti fez estrear o jovem ex-gremista Felipe Mattioni. O brasileiro entrou no lugar de Kaká.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Zambrotta, Maldini, Favalli, Jankulovski
Beckham (Bonera), Pirlo, Ambrosini
Kaká (Mattioni), Seedorf
Inzaghi (Pato)


33ª rodada, Domingo 26 Abril 2009, MILAN  3 X 0  PALERMO

Marcadores: Kaká de pênalti aos 10 pt, Inzaghi aos 19 pt e Kaká de pênalti aos 12 st.

O Milan venceu facilmente o Palermo neste Domingo, por 3 a 0, em Milão, e assumiu a segunda colocação isolada do Campeonato Italiano. O Milan reduziu também a distância da líder Inter que foi derrotada pelo Napoli, fora de casa. Agora Inter 74, Milan 67, Juventus 65.
O Milan pressionou nos primeiros minutos e foi recompensado logo cedo, quando o volante Ambrosini foi derrubado na área e o árbitro Rizzoli assinalou pênalti. Kaká cobrou no canto esquerdo do goleiro Amelia, sem defesa, colocando o seu time na frente. Nove minutos depois, Inzaghi aproveitou de cabeça um cruzamento de Ambrosini e ampliou para 2 a 0.
Com a vantagem de dois gols, o Milan tirou o pé do acelerador e passou a ser mais cauteloso. Teve a chance de jogar do jeito que gosta, nos contra-ataques, aproveitando a velocidade de Kaká e Seedorf. No segundo tempo, o cenário continuou parecido e Kaká aos 12 minutos marcou, novamente de pênalti, o terceiro gol do Milan.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Flamini, Maldini, Favalli, Zambrotta
Beckham (Cardacio), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Ronaldinho Gaúcho)
Inzaghi (Shevchenko)


32ª rodada, Domingo 19 Abril 2009, MILAN  5 X 1  TORINO

Marcadores: Inzaghi aos 13 pt, aos 37 pt e aos 15 st, Kaká de pênalti aos 23 st, Franceschini aos 35 st e Ambrosini aos 45 st.

Com a presença do técnico da seleção brasileira Dunga nas tribunas do estádio San Siro, o Milan goleou o Torino por 5 a 1 e alcançou a Juventus no segundo lugar da classificação do Campeonato Italiano. Ambos os times estão 10 pontos atrás da líder Inter.
Aos 13 minutos do primeiro tempo, o inglês Beckham cobrou escanteio e Inzaghi subiu mais alto que a defesa rival e, de cabeça, fez o primeiro gol para o Milan. Aos 37 minutos, Inzaghi marcou o segundo, novamente de cabeça, após cruzamento do Beckham.
No segundo tempo, aos 15 minutos, Ronaldinho Gaúcho serviu em profundidade Inzaghi que bateu firme na saída do goleiro, para fazer o seu terceiro gol.
Com o show garantido, o veterano atacante rubro-negro foi sacado para dar lugar a Shevchenko. Inzaghi foi muito aplaudido ao sair do campo. O Milan continuou dominando e, aos 23 minutos, Ambrosini foi derrubado pelo goleiro Sereni e o arbitro marcou pênalti. Kaká bateu com perfeição e fez 4 a 0.
O Torino ainda diminuiu com Franceschini, mas Ambrosini, nos acréscimos, fez o quinto do Milan e fechou a goleada.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Flamini, Senderos, Maldini (Darmian), Zambrotta
Beckham, Pirlo, Ambrosini
Kaká
Inzaghi (Shevchenko), Pato (Ronaldinho Gaúcho)


31ª rodada, Sábado 11 Abril 2009, CHIEVO  0 X 1  MILAN

Marcador: Seedorf aos 8 st.

O primeiro tempo foi chato e a única emoção foi a expulsão do treinador do Milan Carlo Ancelotti por discutir com o árbitro. Trata-se da primeira expulsão de Ancelotti desde quando é o treinador do Milan.
O Milan voltou com outra cara no segundo tempo e, logo aos oito minutos, abriu o placar. O lateral Jankulovski fez bela jogada individual e cruzou na medida para Inzaghi que, sem ser fominha, escorou para Seedorf que, com um belo arremate, colocou no fundo das redes do goleiro Sorrentino (0 a 1).
O Chievo reagiu e foi para cima em busca do empate, mas tinha um muro pela frente. Aos 34 minutos, Dida salvou o Milan com uma defesa milagrosa com os pés. A zaga rubro-negra soube se fechar e controlou o jogo até o fim.

Escalação do Milan (4-4-2)
Dida
Zambrotta, Senderos, Favalli, Jankulovski
Pirlo, Seedorf, Ambrosini, Pato (Shevchenko)
Kaká (Ronaldinho Gaúcho), Inzaghi (Flamini)


30ª rodada, Domingo 5 Abril 2009, MILAN  2 X 0  LECCE

Marcadores: Ronaldinho Gaúcho aos 46 st e Inzaghi aos 48 st.

O Milan dominava a maior parte do jogo contra o Lecce, no estádio San Siro em Milão, mas não conseguia passar em vantagem. Finalmente, no primeiro minuto dos acréscimos, quando os torcedores rubro-negros estavam resignados ao empate sem gols, o Milan passou merecidamente em vantagem. Pirlo cobrou uma falta, Senderos cabeceou e a bola entrou no gol após desviar em Ronaldinho Gaúcho (1 a 0).
Dois minutos mais tarde, aos 48 minutos do segundo tempo, Ronaldinho Gaúcho fez de calcanhar um passe magistral para Shevchenko que cruzou para Inzaghi marcar, de cabeça, o gol do 2 a 0.
O Milan continua na terceira colocação do Campeonato Italiano, quatro pontos na frente do Genoa, quarto colocado.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Zambrotta, Maldini (Senderos), Favalli, Jankulovski
Flamini, Pirlo, Seedorf (Ronaldinho Gaúcho)
Kaká (Shevchenko)
Pato, Inzaghi


29ª rodada, Domingo 22 Março 2009, NAPOLI  0 X 0  MILAN

Jogando em Nápoles, o Milan não passou de um monótono empate por 0 a 0 com o time da casa. Kaká entrou em campo aos 12 minutos da segunda etapa e, embora não tenha feito uma grande partida, deixou o gramado sem aparentemente sentir a antiga contusão no tornozelo esquerdo que vinha atormentando-o nas últimas semanas.
Mas, na etapa final, nem a presença de Kaká nem a de Ronaldinho Gaúcho conseguiram melhorar o nível técnico da partida. Com este empate, o Milan continua na terceira posição no Campeonato Italiano, quatro pontos na frente do Genoa que ocupa o quarto lugar.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Zambrotta, Maldini, Favalli (Senderos), Jankulovski
Beckham, Pirlo, Flamini
Seedorf (Kaká)
Pato, Inzaghi (Ronaldinho Gaúcho)


28ª rodada, Domingo 15 Março 2009, SIENA  1 X 5  MILAN

Marcadores: Pirlo de pênalti aos 7 pt, Inzaghi aos 48 pt, Pato aos 10 st, Maccarone aos 17 st, Inzaghi aos 26 st e Pato aos 33 st.

Mesmo jogando fora de casa, o Milan começou a partida a mil por hora e, logo aos 7 minutos, abriu o placar com Pirlo, cobrando um pênalti sofrido pelo volante francês Flamini.
Ainda no primeiro tempo o goleiro Abbiati se machucou e foi substituído pelo brasileiro Dida. Abbiati sofreu uma distorção no joelho direito, deverá ser operado e ficar afastado dos gramados por vários meses.
Nos acréscimos da primeira etapa, veio o segundo gol do Milan. Após cobrança de escanteio, Inzaghi aproveitou bobeira da defesa do Siena e, de pé esquerdo, colocou no fundo das redes do goleiro Curci.
Aos 10 minutos do segundo tempo, Pato anotou o terceiro gol do Milan com um belo chute de fora da área. O time da casa descontou aos 17 minutos com Maccarone, mas o Milan fez o quarto com Inzaghi aos 26 minutos. Foi o 300° gol do veterano atacante como atleta profissional.
Aos 33 minutos, Pato fez o quinto do Milan aproveitando uma lambança do goleiro Curci que, ao sair muito mal de sua meta, deu um presente para o brasileiro.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati (Dida)
Zambrotta, Maldini, Favalli, Jankulovski
Flamini, Pirlo, Ambrosini (Kaká e depois Ronaldinho Gaúcho)
Beckham
Pato, Inzaghi


27ª rodada, Domingo 8 Março 2009, MILAN  3 X 0  ATALANTA

Marcadores: Inzaghi aos 7 pt, aos 26 st e aos 29 st.

O treinador Ancelotti teve 9 desfalques para o jogo contra a Atalanta no estádio San Siro (Favalli suspenso e Nesta, Kaladze, Gattuso, Ambrosini, Seedorf, Ronaldinho Gaúcho, Kaká e Borriello lesionados).
Apesar de utilizar uma escalação improvisada, o Milan derrotou a Atalanta com o placar de 3 a 0, graças principalmente a Inzaghi que marcou todos os três gols.
O atacante rubro-negro abriu o placar logo aos 7 minutos do primeiro tempo, após receber passe de Jankulosvki (1 a 0). Aos 26 minutos do segundo tempo, o brasileiro Pato deu um passe açucarado para Inzaghi, que driblou o goleiro atalantino e ampliou (2 a 0). Apenas três minutos depois, Inzaghi marcou seu terceiro, depois de receber passe de Zambrotta.
No Milan estreou o jovem atacante uruguaio Viudez, de apenas 19 anos.
O Milan se encontra agora na terceira posição do Campeonato Italiano, cinco pontos na frente da Fiorentina, quarta colocada. O objetivo do Milan é terminar o Campeonato pelo menos na terceira posição que lhe garante a participação na Champions League 2009/10, sem a necessidade de disputar os preliminares.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Bonera (Antonini), Senderos, Maldini, Zambrotta
Flamini, Pirlo, Jankulovski
Beckham (Viudez)
Pato, Inzaghi (Shevchenko)


26ª rodada, Domingo 1° Março 2009, SAMPDORIA  2 X 1  MILAN

Marcadores: Cassano aos 33 pt, Pazzini aos 6 st e Pato aos 35 st.

O Milan, ainda abalado pela eliminação na Copa UEFA, jogou contra a Sampdoria, na cidade de Genova, sem poder contar com Kaká e Ronaldinho Gaúcho, machucados. O time rubro-negro não jogou bem, foi derrotado por 2 a 1 e praticamente deu adeus à briga pelo título do Campeonato Italiano dado que a Inter está 12 pontos na frente. Agora o Milan deverá dirigir todos os seus esforços para chegar entre os primeiros quatro e garantir a participação na Champions League da próxima temporada.
O primeiro gol da Sampdoria saiu aos 33 minutos da etapa inicial. Após escanteio, a bola sobrou para Cassano, sozinho, tocar de cabeça. Abbiati defendeu, mas a bola já tinha passado da linha do gol. O segundo gol da Sampdoria foi marcado por Pazzini no início do segundo tempo.
Aos 35 minutos, o Milan conseguiu descontar com Alexandre Pato, de cabeça, depois de cruzamento da esquerda. Dois minutos depois, Émerson marcou o que seria o gol de empate, mas ele estava impedido. O jogo acabou com a vitória da Sampdoria.

Escalação do Milan (4-4-1-1)
Abbiati
Antonini (Inzaghi), Bonera, Senderos, Zambrotta
Beckham (Émerson), Flamini, Pirlo, Jankulovski (Favalli)
Seedorf
Pato


25ª rodada, Domingo 22 Fevereiro 2009, MILAN  1 X 0  CAGLIARI

Marcador: Seedorf aos 20 st.

Sem poder contar com os seus três jogadores mais criativos (Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Pato), todos com problemas médicos, o técnico Ancelotti encontrou dificuldades para escalar um time ofensivo, que pudesse superar a anunciada retranca do Cagliari.
Os visitantes não tiveram muitas dificuldades para levar o 0 a 0 até o intervalo. Foram 45 minutos de muita marcação, passes errados e poucos chutes a gol.
No segundo tempo a sorte deu uma mão ao Milan:
a) aos 4 minutos, Cossu arriscou de longa distância e acertou a trave de Abbiati;
b) aos 20 minutos, a zaga do Cagliari se atrapalhou e a bola sobrou para Seedorf abrir o placar.
Com o gol, o Milan reduziu a pressão e passou a valorizar mais a posse de bola. O Cagliari, que até então estava satisfeito em se defender, avançou as linhas e passou a agredir mais. Só que a defesa do Milan, bem postada, soube segurar a vitória.

Escalação do Milan (4-4-1-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera (Senderos), Maldini, Favalli
Beckham (Antonini), Flamini, Pirlo, Jankulovski
Seedorf
Inzaghi (Ambrosini)


24ª rodada, Domingo 15 Fevereiro 2009, INTER  2 X 1  MILAN

Marcadores: Adriano aos 29 pt, Stankovic aos 43 pt e Pato aos 26 st.

No dérbi contra a Inter, o Milan não pôde utilizar Kaká que ainda não se recuperou da torção no tornozelo esquerdo. O dérbi foi muito movimentado, recheado de emoções e com lances bastante polêmicos. O Milan foi derrotado injustamente pelo placar de 2 a 1 e continua ocupando a terceira posição no Campeonato Italiano: Inter 56, Juventus 47 e Milan 45.
A Inter abriu o placar aos 29 minutos do primeiro tempo com um gol muito polêmico. Após cruzamento de Maicon, Adriano cabeceou fraco, a bola resvalou no seu braço direito e tirou o goleiro Abbiati da jogada. Apesar das reclamações, o árbitro Rosetti validou o gol. O tira-teima mostrou que Adriano movimentou o braço voluntariamente, portanto ele poderá pegar até dois jogos de suspensão pela prova TV.
Stankovic anotou o segundo gol da Inter aos 43 minutos. Na segunda etapa, a Inter tentou controlar o ímpeto do Milan, mas os rubro-negros conseguiram diminuir o placar aos 26 minutos. Pato recebeu sozinho no meio da área e finalizou com tranquilidade para o gol adversário.
Infelizmente o Milan não conseguiu empatar porque a) o juiz anulou, por impedimento, um belo gol de Inzaghi, b) o juiz não concedeu um pênalti claro por falta de Chivu sobre Inzaghi e c) o goleiro Júlio César salvou de maneira espetacular um chute de Inzaghi.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Kaladze (Senderos), Maldini, Jankulovski
Beckham (Inzaghi), Pirlo, Ambrosini
Seedorf, Ronaldinho
Pato


23ª rodada, Sábado 7 Fevereiro 2009, MILAN  1 X 1  REGGINA

Marcadores: Di Gennaro aos 33 pt e Kaká de pênalti aos 22 st.

Neste Sábado o Milan, apesar de jogar no seu estádio San Siro contra o lanterna Reggina, não foi além de um empate em 1 a 1. Com este resultado perdeu o segundo lugar para a Juventus. Agora Inter 53, Juventus 46, Milan 45. Para completar o dia negativo, Kaká sofreu uma torção no tornozelo esquerdo e deverá ficar afastado dos gramado por aproximadamente 15 dias e, com certeza, não disputará o amistoso Brasil-Itália e o derby contra a arquirrival Inter.
A Reggina foi quem saiu na frente, aos 33 minutos do primeiro tempo, com um gol de Di Gennaro. O Milan só conseguiu o empate no segundo tempo, aos 22 minutos, quando Pato recebeu na área e foi derrubado. Kaká bateu bem o pênalti e deixou tudo igual.
O Milan partiu em busca da virada, mas de forma desordenada. Os rubro-negros pressionaram, mas pararam no goleiro Campagnolo.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Maldini, Jankulovski
Beckham, Flamini, Ambrosini (Seedorf)
Kaká (Antonini), Ronaldinho (Inzaghi)
Pato


22ª rodada, Domingo 1° Fevereiro 2009, LAZIO  0 X 3  MILAN

Marcadores: Pato aos 42 st, Ambrosini aos 2 st e Kaká aos 38 st.

A contratação de Beckham, que já foi considerada um sucesso pelo retorno publicitário, vem dando frutos ao Milan também dentro do campo. De fato, o inglês, que já havia balançado as redes nos últimos dois jogos, mais uma vez foi destaque do time neste Domingo ao dar as assistências para os dois primeiros gols na vitória por 3 a 0 sobre a Lazio, em Roma.
O Milan fazia um jogo morno, quando David Beckham começou a decidir. Aos 42 minutos do primeiro tempo, em contra-ataque fulminante, ele recebeu de Kaká na direita e fez belo lançamento na área para Pato marcar seu décimo gol no campeonato.
Mais uma mostra de precisão de Beckham praticamente matou a partida, logo no começo do segundo tempo. O inglês cobrou falta com capricho na cabeça de Ambrosini, que desviou sem chance de defesa para o goleiro Muslera.
O terceiro gol foi marcado por Kaká. Com esta vitória o Milan alcança a segunda colocação no Campeonato Italiano: Inter 50, Milan 44.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta (Darmian), Senderos, Bonera, Jankulovski
Beckham, Pirlo, Ambrosini
Kaká (Shevchenko), Seedorf
Pato


21ª rodada, Quarta-feira 28 Janeiro 2009, MILAN  1 X 1  GENOA

Marcadores: Beckham aos 33 pt e Milito aos 42 st.

O Milan jogou muito bem durante o primeiro tempo da partida contra o Genoa, no estádio San Siro, e mereceu a vantagem:
a) aos 15 minutos Pirlo acertou o travessão em cobrança de falta. Pato pegou o rebote, mas chutou para fora.
b) aos 33 minutos, em outra cobrança de falta, pelo lado esquerdo do ataque rubro-negro, Beckham bateu fechado, pegou o goleiro adversário desprevenido e abriu o placar (1 a 0).
c) Aos 44 minutos, Pirlo acertou novamente o travessão cobrando falta.
No segundo tempo o Milan mostrou cansaço, o Genoa cresceu e empatou aos 42 minutos: após cruzamento do lado direito, o argentino Milito ficou sozinho na pequena área e empatou o jogo. O Milan assim desperdiçou dois pontos preciosos e continua na terceira posição no Campeonato Italiano: Inter 49, Juventus 43 e Milan 41.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Maldini, Favalli, Jankulovski
Beckham (Flamini), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Senderos)
Pato (Ronaldinho)


20ª rodada, Domingo 25 Janeiro 2009, BOLOGNA  1 X 4  MILAN

Marcadores: Di Vaio de pênalti aos 9 pt, Seedorf aos 13 pt, Kaká de pênalti aos 17 pt, Kaká aos 43 pt e Beckham aos 14 st.

A primeira partida após o “retorno” de Kaká começou em ritmo alucinante. O Bologna saiu na frente aos 9 minutos, quando o artilheiro Di Vaio converteu um pênalti. O Milan não demorou a responder: aos 13 minutos, Kaká bateu forte, Antonioli espalmou e Seedorf mandou o rebote para a rede. Quatro minutos depois, Zambrotta cavou um pênalti que Kaká cobrou com categoria para virar o placar.
A vantagem do Milan ficou mais cômoda após a expulsão de Mundigayi por falta sobre Alexandre Pato. Aos 43 minutos, novo gol de Kaká, e que golaço! Pato partiu para cima da defesa e rolou de calcanhar para o ex-são-paulino que ajeitou e, da entrada da área, acertou uma bomba no canto direito do goleiro Antonioli.
No segundo tempo, com a boa vantagem no placar, o Milan diminuiu um pouco o ritmo. Mesmo assim, criou boas oportunidades e, em uma delas, chegou ao quarto gol. Após passe de Seedorf, Beckham acertou forte chute sem chances para o goleiro. Foi o primeiro gol do astro inglês com a camisa do Milan.
Quando faltavam 15 minutos para o fim da partida, o treinador Ancelotti substituiu Kaká com Inzaghi. O brasileiro saiu de campo aplaudido de pé, inclusive pelos torcedores do Bologna.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta (Antonini), Senderos, Maldini, Favalli
Beckham, Pirlo, Ambrosini
Kaká (Inzaghi), Seedorf
Pato (Ronaldinho)


19ª rodada, Sábado 17 Janeiro 2009, MILAN  1 X 0  FIORENTINA

Marcador: Pato aos 7 pt.

O fator que dominou o jogo entre Milan e Fiorentina no estádio San Siro, neste Sábado, foi a possível transferência do Kaká para o Manchester City. Se por um lado a diretoria do Milan já começa a se conformar com a possibilidade de perder Kaká, por outro os torcedores rubro-negros ainda não se deram por vencidos. Eles levaram faixas ao estádio San Siro e durante todo o jogo fizeram coros pedindo que ele continue no clube. Em campo, Kaká ajudou o Milan a bater a Fiorentina por 1 a 0. No fim da partida, Kaká foi abraçado por quase todos os colegas de time, o que deixou um clima de despedida no ar.
O gol que deu os três pontos ao Milan saiu logo aos sete minutos do primeiro tempo: Jankulovski serviu Pato no lado esquerdo da área. O camisa 7 soltou uma bomba cruzada. A bola bateu na trave e entrou. É o nono gol do Pato neste Campeonato Italiano.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Favalli, Maldini, Jankulovski
Beckham (Senderos), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Flamini)
Pato (Ronaldinho)


18ª rodada, Domingo 11 Janeiro 2009, ROMA  2 X 2  MILAN

Marcadores: Vucinic aos 22 pt, Pato aos 3 st e aos 8 st, Vucinic aos 27 st.

Neste domingo, o inglês David Beckham fez sua estreia oficial no Milan com a camisa nº 32. No entanto, os jogadores que brilharam foram o milanista Pato e o romanista Vucinic. Ambos marcaram dois gols cada. O jogo terminou empatado em 2 a 2 e o Milan continua na terceira colocação do Campeonato Italiano.
No Estádio Olímpico, a Roma saiu na frente com um gol de Vucinic, aos 22 minutos do primeiro tempo: o montenegrino driblou Jankulovski e marcou um belo gol para abrir o placar.
O Milan conseguiu virar a partida no segundo tempo, com Alexandre Pato. Primeiro, aos 3 minutos, o ex-colorado recebeu de Kaká na pequena área e só teve o trabalho de tocar para o fundo da rede. Depois, aos 8 minutos, um golaço: o jovem atacante arrancou pela esquerda, passou por Mexes na velocidade e tocou com estilo por cima do goleiro Doni.
Mas a Roma conseguiu evitar a derrota e empatou aos 27 minutos, novamente com Vucinic que tocou de cabeça no canto esquerdo de Abbiati.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Favalli, Maldini, Jankulovski
Beckham (Flamini), Pirlo, Seedorf
Kaká, Ronaldinho (Ambrosini)
Pato


17ª rodada, Domingo 21 Dezembro 2008, MILAN  5 X 1  UDINESE

Marcadores: Pato aos 4 pt, Kaká aos 13 pt, Di Natale aos 17 pt, Pato aos 18 pt, Seedorf aos 43 pt e Kaká aos 7 st.

O novo reforço do Milan, David Beckham, esteve presente na tribuna de honra do estádio San Siro, acompanhado da esposa Victoria. O meia inglês assistiu ao show de Pato e Kaká. Os brasileiros fizeram dois gols cada um, na vitória sobre a Udinese por 5 a 1.
Aos 4 minutos de jogo, Favalli recebeu um lançamento preciso, quase na linha de fundo, e cruzou para a cabeceada precisa de Pato (1 a 0).
Aos 13 minutos, Pato deixou seu marcador no chão na lateral esquerda e avançou livre até a área, onde tocou para Kaká completar para o gol (2 a 0). Na comemoração, Kaká foi dar um abraço em Gattuso, que estava de muletas assistindo o jogo do banco.
Aos 17 minutos, Di Natale fez o gol do 2 a 1. Mas a noite era mesmo de Pato. Um minuto depois, o garoto recebeu um passe de Antonini, se antecipou à zaga e chutou no cantinho (3 a 1).
O Milan ainda achou tempo para fazer o quarto gol antes do intervalo, aos 43 minutos. Pirlo cobrou uma falta com a categoria que lhe é habitual. O goleiro Handanovic se esticou todo para espalmar, mas a bola foi na trave e voltou nos pés de Seedorf, que não hesitou e mandou a bola para o gol (4 a 1).
O Milan não tirou o pé do acelerador na volta para o segundo tempo. Aos 7 minutos, Kaká tabelou com Jankulovski e encheu o pé fazendo o gol do 5 a 1.
Agora o Milan está na terceira colocação no Campeonato Italiano: Inter 42, Juventus 36, Milan 33, Fiorentina 32.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Antonini (Darmian), Kaladze (Strasser), Maldini, Favalli
Seedorf, Pirlo, Jankulovski
Kaká, Ronaldinho
Pato (Shevchenko)


16ª rodada, Domingo 14 Dezembro 2008, JUVENTUS  4 X 2  MILAN

Marcadores: Del Piero de pênalti aos 16 pt, Pato aos 31 pt, Chiellini aos 34 pt, Amauri aos 41 pt, Ambrosini aos 11 st e Amauri aos 24 st.

O Milan tem muitos jogadores machucados. Alessandro Nesta está parado desde o início da temporada por problemas nas costas. Borriello não joga desde o início de Novembro. Bonera passou por uma cirurgia de hérnia inguinal na última Quinta-feira. Gattuso deverá ser operado porque quebrou o ligamento cruzado do joelho direito. Flamini teve uma distorção no tornoselo esquerdo no treinamento do último Sábado. Também Kaká não pôde jogar contra a Juventus por estar com dores na virilha.
Com tantos jogadores ausentes, o Milan suportou a pressão da Juventus somente durante os primeiros 15 minutos. Aos 16 minutos Maldini derrubou Del Piero na área, e o árbitro assinalou pênalti. O próprio Del Piero cobrou bem, fazendo 1 a 0.
O Milan, aos poucos, começou a sair para o jogo e empatou aos 31 minutos. Ronaldinho Gaúcho avançou pela esquerda e cruzou na medida para Alexandre Pato. O jovem atacante empurrou para as redes para igualar o placar (1 a 1).
O Milan não teve tempo para comemorar. Empurrada pela torcida, a Juventus recuperou a vantagem. Aos 34 minutos, em cobrança de escanteio, o zagueiro Chiellini subiu mais do que todo mundo e cabeceou sem defesa para Abbiati (2 a 1). Aos 41 minutos, Amauri de cabeça fez o gol do 3 a 1.
No segundo tempo, Ancelotti finalmente avançou seu time e lançou o segundo atacante. Sacou Emerson e pôs Shevchenlo em campo. O Milan cresceu novamente e diminuiu aos 11 minutos. Ambrosini chutou da entrada da área, a bola desviou em um zagueiro juventino e entrou no gol (3 a 2).
O Milan tentou o gol do empate, mas a partida praticamente terminou aos 19 minutos quando Zambrotta foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. A Juventus fechou o placar aos 24 minutos com Amauri (4 a 2).

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Kaladze, Maldini, Jankulovski
Ambrosini (Antonini), Pirlo, Émerson (Shevchenko)
Ronaldinho, Seedorf
Pato (Inzaghi)


15ª rodada, Domingo 7 Dezembro 2008, MILAN  1 X 0  CATANIA

Marcador: Kaká aos 20 st.

Sem Ronaldinho Gaúcho, machucado, o Milan neste Domingo contou com as boas atuações dos brasileiros Kaká e Pato para derrotar o Catania por 1 a 0, no estádio San Siro.
O gol da vitória surgiu apenas aos 20 minutos do segundo tempo. Pato cobrou uma falta na gaveta e o goleiro Bizzarri teve que fazer um milagre para mandar em escanteio. Na cobrança, o próprio Pato cruzou na cabeça de Kaká, que cabeceou em direção ao gol. A bola ainda desviou em um defensor do Catania e foi para o fundo das redes. 1 a 0.
Com esta vitória o Milan se manteve na segunda posição, 6 pontos atrás da líder Inter.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta, Kaladze, Maldini, Jankulovski
Gattuso, Émerson (Favalli), Flamini
Kaká
Pato, Shevchenko (Antonini)


14ª rodada, Domingo 30 Novembro 2008, PALERMO  3 X 1  MILAN

Marcadores: Miccoli aos 5 st, Cavani aos 14 st, Simplício aos 35 st e Ronaldinho de pênalti aos 38 st.

O Milan jogou em Palermo sem Kaká (suspenso) e Gattuso (machucado). Apesar destas duas importantes ausências, o Milan teve a possibilidade de concluir o primeiro tempo em vantagem, mas não teve sorte:
a) aos 24 minutos, Pato recebeu bom passe e foi derrubado pelo goleiro do Palermo na linha da grande área. Pênalti. Ronaldinho cobrou e Amelia defendeu, no canto esquerdo.
b) aos 49 minutos, Ronaldinho cobrou falta e acertou o travessão.
Na etapa final, o Milan sentiu a falta do dinamismo de Gattuso e Kaká. O Palermo cresceu e conseguiu a vitória com Miccoli, Cavani e Fábio Simplício que marcaram três gols para o time da casa.
Aos 38 minutos, Ronaldinho sofreu um pênalti. Dessa vez, ele não desperdiçou: bateu no canto direito e descontou para o Milan, 3 a 1.
A Inter se aproveitou desta derrota do Milan e já está em fuga: Inter 33, Milan e Juventus 27, Napoli 24.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Maldini, Jankulovski
Flamini (Émerson),Pirlo, Ambrosini (Shevchenko)
Ronaldinho, Seedorf
Pato (Inzaghi)


13ª rodada, Domingo 23 Novembro 2008, TORINO  2 X 2  MILAN

Marcadores: Stellone aos 25 pt, Pato aos 29 pt, Ronaldinho aos 34 pt e Rosina de pênalti aos 33 st.

O Torino abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo com Stellone que cabeceou sem defesa para Abbiati (1 a 0).
A reação milanista não demorou a acontecer. Ela veio graças ao talento brasileiro. Em dez minutos o Milan virou o placar. Aos 29 minutos, Gattuso lançou Pato que dominou e chutou, sem defesa para o goleiro Sereni (1 a 1). E aos 34 minutos, Ronaldinho Gaúcho, em linda cobrança de falta, fez o segundo (1 a 2).
Na etapa final entrou em ação o árbitro Farina que permitiu que o Torino empatasse, roubando assim dois pontos ao Milan:
a) aos 10 minutos Ronaldinho chutou e o torinês Pratali desviou com a mão. Pênalti claro para todos, menos que para Farina!
b) aos 32 minutos Stellone cruzou, a bola bateu na barriga de Kaladze e lhe ricocheteou em uma mão. De acordo com as regras do futebol este não é pênalti. Mas o árbitro Farina assinalou pênalti! Rosina cobrou e fechou o placar (2 a 2).
O Milan continua na segunda colocação, agora a três pontos da líder (Inter 30, Milan 27). Os torcedores interistas agradecem o juiz Farina!

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Bonera, Maldini, Kaladze, Jankulovski
Gattuso (Shevchenko), Pirlo (Émerson), Seedorf
Kaká, Ronaldinho
Pato


12ª rodada, Domingo 16 Novembro 2008, MILAN  1 X 0  CHIEVO

Marcador: Kaká de pênalti aos 15 pt.

O Milan jogou com apenas Inzaghi na frente (Shevchenko e Pato ficaram no banco de reservas). Aos 15 minutos do primeiro tempo, após um belo lançamento de Ronaldinho Gaúcho, Kaká foi derrubado pelo zagueiro Bentivoglio e o arbitrou marcou um pênalti a favor do Milan (houve muitas discussões se a falta ocorreu dentro ou fora da área). O mesmo Kaká cobrou no meio do gol com violência e fez a festa da torcida rubro-negra (1 a 0).
No entanto, depois do gol, o Milan caiu de produção e pouco incomodou o gol do Chievo que, por sua vez, também não tinha forças para chegar à meta de Abbiati. Na segunda etapa, após a entrada de Pato no lugar de Inzaghi, o Milan acordou um pouco, criou algumas oportunidades e garantiu a vitória e os três pontos.
O Milan continua na segunda colocação: Inter 27, Milan 26.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Bonera, Favalli, Kaladze, Jankulovski
Flamini, Gattuso, Seedorf
Kaká, Ronaldinho
Inzaghi (Pato)


11ª rodada, Domingo 9 Novembro 2008, LECCE  1 X 1  MILAN

Marcadores: Ronaldinho aos 34 st e Esposito aos 48 st.

O Milan jogou muito bem contra o Lecce, fora de casa, mas desperdiçou muitas chances de gol. Por exemplo:
- aos 34 minutos do primeiro tempo, Ronaldinho deixou Borriello na cara do gol, mas o italiano chutou para fora, por cima, sozinho na área.
- aos 7 minutos da etapa final, Kaká chegou a driblar o goleiro Benussi, porém a bola correu demais e saiu rente à trave direita.
Finalmente o gol do Milan saiu aos 34 minutos do segundo tempo. Gattuso lançou Pato que ganhou da zaga e cruzou para Ronaldinho que, quase na pequena área, pegou de primeira e garantiu o 1 a 0.
Mas o Milan vacilou e deixou o Lecce empatar aos 48 minutos, em cobrança de falta, para delírio da torcida local. Com este empate o Milan perdeu a liderança do Campeonato Italiano. Com 23 pontos, divide o segundo lugar com o Napoli. A Inter, que venceu a Udinese, está em primeiro lugar com 24 pontos.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Favalli, Jankulovski
Flamini (Pato), Gattuso, Seedorf
Kaká, Ronaldinho (Émerson)
Borriello (Inzaghi)


10ª rodada, Domingo 2 Novembro 2008, MILAN  1 X 0  NAPOLI

Marcador: Ronaldinho aos 41 st.

Uma cobrança de falta de Ronaldinho Gaúcho permitiu ao Milan derrotar o Napoli e assumir a liderança isolada do Campeonato Italiano, com 22 pontos. A Inter e a Udinese seguem com 21 pontos. O Napoli, com 20 pontos, é o quarto. Desde Maio de 2004 o Milan não liderava o Campeonato Italiano. Os principais momentos desta partida foram os seguintes:
- Aos 43 pt, o napolitano Maggio foi expulso após receber o segundo cartão amarelo. O Napoli foi obrigado a jogar todo o segundo tempo em 10 contra 11.
- Aos 28 st, Kaká acertou um belo chute na trave direita do goleiro Iezzo. No rebote, um verdadeiro bombardeio milanês, mas a bola não quis entrar.
- Aos 30 st, Pato, sozinho na frente do gol, conseguiu cabecear para fora.
- Aos 40 st, Kaká cruzou para a área, a bola bateu na mão de Aronica e o árbitro Rocchi concedeu o pênalti. Kaká cobrou mal, e o goleiro Iezzo defendeu.
- Aos 41 st, quando tudo parecia perdido, Ronaldinho cobrou uma falta e o atacante Denis, do Napoli, desviou para o próprio gol, transformando o Milan em líder isolado do Campeonato.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Favalli (Kaladze), Jankulovski
Gattuso, Seedorf, Ambrosini (Pato)
Kaká, Ronaldinho
Borriello (Inzaghi)


9ª rodada, Quarta-feira 29 Outubro 2008, MILAN  2 X 1  SIENA

Marcadores: Inzaghi aos 31 pt, Vergassola aos 9 st e Kaká de pênalti aos 20 st.

O Milan mostrou nesta Quarta-feira que é um forte candidato ao título do Campeonato Italiano. Jogando em casa, não foi brilhante, mas demonstrou força ao derrotar o Siena por 2 a 1. Com o resultado, o Milan ultrapassou a arqui-rival Inter e se manteve um ponto atrás dos líderes Udinese e Napoli.
O placar foi aberto aos 31 minutos do primeiro tempo: Kaká tabelou com Seedorf, avançou e rolou para Gattuso. O volante deu passe com açúcar para Inzaghi, que bateu firme na saída do goleiro e correu para o abraço (1 a 0).
Em vantagem, o Milan relaxou um pouco e chegou a ser pressionado pelo Siena que empatou aos 9 minutos do segundo tempo com Vergassola (1 a 1).
O gol deu um choque no time do Milan, que partiu em busca da vitória. Aos 20 minutos, Kaká recebeu no lado direito da área e bateu cruzado, buscando Inzaghi. O atacante milanista recebeu carga por trás, caiu e a arbitragem marcou pênalti. Kaká bateu com perfeição e não deu chances ao goleiro Manitta (2 a 1).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Antonini, Bonera, Favalli, Zambrotta
Gattuso, Émerson (Ambrosini), Seedorf
Kaká
Inzaghi (Shevchenko), Pato


8ª rodada, Domingo 26 Outubro 2008, ATALANTA  0 X 1  MILAN

Marcador: Kaká aos 35 st.

O Milan sofreu, mas conseguiu superar a Atalanta, fora de casa, por 1 a 0, neste Domingo, em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Italiano. Kaká, mais uma vez, foi o herói rubro-negro ao fazer o gol da vitória.
A partida foi fraca tecnicamente e o Milan tinha grandes dificuldades para furar o bloqueio da Atalanta.
O jogo do Milan melhorou a partir da metade do segundo tempo quando Ronaldinho saiu para a entrada de Pato. Com a mudança, o time do Milan ganhou mais velocidade e o trio ofensivo (Kaká, Pato, Borriello) deu resultado aos 35 minutos. Pato, de cabeça, fez lançamento para Borriello que recebeu na esquerda e rolou para Kaká. O ex-são paulino bateu e marcou na saída do goleiro. O gol sofrido desanimou a Atalanta, que pouco forçou para buscar o empate.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Maldini, Jankulovski
Ambrosini, Gattuso (Antonini), Flamini (Émerson)
Kaká, Ronaldinho (Pato)
Borriello


7ª rodada, Domingo 19 Outubro 2008, MILAN  3 X 0  SAMPDORIA

Marcadores: Ronaldinho de pênalti aos 10 st, Ronaldinho aos 21 st e Inzaghi aos 45 st.

No primeiro tempo, com Kaká poupado e deixado no banco, o Milan pecava principalmente no setor de criação do meio-campo e encontrava dificuldades em furar a marcação da Sampdoria, fortíssima.
Já na segunda etapa, o treinador Ancelotti viu que não era mais possível deixar Kaká no banco, e colocou o brasileiro no lugar de Pato. Logo na sua primeira jogada, o meia recebeu de cabeça e já levou perigo ao clube rival.
Aos 10 minutos, Jankulosvki chutou e a bola bateu na mão de Lucchini. Pênalti e expulsão do sampdoriano (ele já tinha recebido outro cartão amarelo). Ronaldinho Gaúcho cobrou bem e abriu o placar: 1 a 0.
Aos 21 minutos foi novamente Ronaldinho quem ampliou, agora em uma grande jogada de Kaká. Ronaldinho puxou contra-ataque pelo meio e tocou para Kaká na esquerda. O meia limpou o lance e devolveu para o Gaúcho que, livre, tocou de pé esquerdo para fazer o segundo gol. Inzaghi fechou o placar aos 45 minutos (3 a 0).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Antonini, Bonera, Maldini, Jankulovski
Ambrosini, Flamini, Seedorf (Émerson)
Ronaldinho
Borriello (Inzaghi), Pato (Kaká)


6ª rodada, Domingo 5 Outubro 2008, CAGLIARI  0 X 0  MILAN

O Milan perdeu neste Domingo uma chance de ouro de alcançar os líderes do Campeonato Italiano. Jogando fora de casa contra o lanterna Cagliari, time que havia perdido todos os cinco jogos disputados até agora, mostrou cansaço devido à partida de Copa UEFA da última Quinta-feira e não conseguiu sair do 0 a 0.
O trio brasileiro formado por Kaká, Ronaldinho e Pato não mostrou a mesma eficiência da semana passada, quando derrotou a Inter por 1 a 0, no clássico de Milão. O time como um todo esteve apático e fez pouco para merecer melhor sorte na partida. O empate foi justo.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Maldini, Jankulovski
Gattuso (Flamini), Seedorf, Ambrosini
Kaká, Ronaldinho (Shevchenko)
Pato (Inzaghi)


5ª rodada, Domingo 28 Setembro 2008, MILAN  1 X 0  INTER

Marcador: Ronaldinho aos 37 pt.

O Milan contou com a boa atuação dos brasileiros Kaká e Ronaldinho Gaúcho para vencer o clássico de Milão contra a Inter, com o placar de 1 a 0. Os dois desequilibraram a partida.
Aos 37 minutos do primeiro tempo, Ronaldinho fez um lançamento de 30 metros para Kaká. O ex-são paulino recebeu na direita, avançou, parou, viu quem chegava na área, e com muita calma fez um passe preciso por cima. O mesmo Ronaldinho subiu mais alto que Cambiasso e cabeceou firme para marcar o único gol da partida. Na comemoração, o brasileiro mostrou a mesma animação dos tempos do Barcelona.
No segundo tempo a Inter veio para cima do Milan procurando o empate. Aos 28 minutos, Ancelotti resolveu proteger mais o setor defensivo e tirou Pato, colocando o volante francês Flamini. O brasileiro saiu de campo muito aplaudido.
A Inter sofreu um duro golpe logo em seguida quando Burdisso fez falta dura em Kaká e foi expulso. O Milan defendeu a vantagem até o fim e obteve assim a sua terceira vitória seguida.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Kaladze, Maldini, Jankulovski
Gattuso (Bonera), Seedorf, Ambrosini
Kaká, Ronaldinho (Shevchenko)
Pato (Flamini)


4ª rodada, Quarta-feira 24 Setembro 2008, REGGINA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Borriello aos 24 pt, Corradi aos 14 st e Pato aos 29 st.

Os maus resultados do Milan no início deste Campeonato parecem ter ficado para trás. A equipe comandada por Carlo Ancelotti entrou em campo nesta Quarta-feira tentando consolidar sua reabilitação e cumpriu seu papel ao derrotar a Reggina por 2 a 1, na cidade de Reggio Calabria. Este foi o segundo triunfo consecutivo do Milan após duas derrotas nas rodadas iniciais.
Ronaldinho Gaúcho, uma vez mais, ficou no banco de reservas. O craque desta vez nem sequer foi a campo na segunda etapa. O holandês Seedorf, uma vez mais, marcou presença e parece estar vencendo a luta direta com Ronaldinho por uma vaga no time titular.
O gol da vitória milanista surgiu aos 29 minutos do segundo tempo e foi tudo brasileiro. Kaká foi lançado pela direita, foi ao fundo e rolou com açúcar para Pato que, da entrada da área, bateu firme para garantir os três pontos. Foi o terceiro gol seguido de Pato (um em jogo da Copa da UEFA e dois pelo Campeonato Italiano).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Kaladze, Favalli
Gattuso, Flamini (Ambrosini), Seedorf
Kaká
Pato (Émerson), Borriello (Shevchenko)


3ª rodada, Domingo 21 Setembro 2008, MILAN  4 X 1  LAZIO

Marcadores: Seedorf aos 8 pt, Zarate aos 26 pt, Zambrotta aos 35 pt, Pato aos 4 st e Kaká aos 15 st.

O Milan goleou a Lazio por 4 a 1, neste Domingo, no estádio San Siro. Com o resultado, o clube rubro-negro venceu sua primeira partida no Campeonato Italiano e deixou a zona de rebaixamento.
O Milan abriu o placar logo aos 8 minutos do primeiro tempo. Seedorf recebeu passe de Kaká e, ao tentar tocar para outro companheiro, a bola bateu em um adversário e voltou para ele mesmo que chutou com precisão, abrindo o placar (1 a 0).
A Lazio empatou com o argentino Zarate, mas, para alegria da torcida milanista, o lateral-direito Zambrotta, com uma bomba de fora da área, voltou a colocar o Milan à frente do marcador, aos 35 minutos (2 a 1).
No segundo tempo, logo aos 4 minutos, Pato ampliou o placar. Após centro de Jankulovski, o ex-colorado se antecipou ao marcador e acertou uma bela cabeceada (3 a 1).
Mesmo ainda sentindo um pouco a falta de ritmo de jogo, devido ao longo tempo inativo por causa de uma lesão no joelho esquerdo, Kaká mostrou porque é o atual melhor jogador do mundo. Aos 15 minutos, o ex-são-paulino recebeu na intermediária, olhou o gol adversário, ajeitou a bola e, com um lindo chute, acertou o ângulo do gol defendido por Carrizo (4 a 1).

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Zambrotta, Kaladze, Maldini, Jankulovski
Ambrosini, Gattuso (Émerson), Seedorf (Flamini)
Kaká
Pato (Ronaldinho), Borriello


2ª rodada, Domingo 14 Setembro 2008, GENOA  2 X 0  MILAN

Marcadores: Sculli aos 30 pt e Milito de pênalti aos 46 st.

Com um trio ofensivo capaz de fazer inveja a qualquer time do mundo (Kaká, Ronaldinho Gaúcho e Shevchenko) o Milan acabou derrotado pelo Genoa pelo placar de 2 a 0.
Sculli e Milito fizeram os gols que deixaram os milanistas com a lanterna, ao lado do Cagliari. Foi a segunda derrota em dois jogos neste campeonato.
Kaká jogou pela primeira vez como titular após afastamento devido a uma tendinite no joelho esquerdo. Correu muito, esforçou-se, mas não conseguiu criar grandes chances. Pato entrou na metade do segundo tempo, melhorou o time do Milan e teve duas chances para empatar, mas as desperdiçou.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Bonera, Maldini, Favalli
Flamini (Pato), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Ronaldinho (Seedorf)
Shevchenko (Borriello)


1ª rodada, Domingo 31 Agosto 2008, MILAN  1 X 2  BOLOGNA

Marcadores: Di Vaio aos 18 pt, Ambrosini aos 42 pt e Valiani aos 34 st.

O resultado da partida deste Domingo não podia ter sido pior para os torcedores do Milan que lotaram o estádio San Siro para ver a estréia de Ronaldinho Gaúcho e a volta de Shevchenko. De fato, o recém-promovido Bologna ganhou por 2 a 1. Foi um banho de água fria para os milanistas que esperavam iniciar a temporada 2008/09 de uma maneira bem diferente.
Apesar de um bom início do Milan, o Bologna passou em vantagem aos 18 minutos, com Di Vaio, que bateu cruzado (0 a 1). O Milan reagiu e chegou ao empate antes do intervalo: Ronaldinho fez um excelente cruzamento da esquerda para Ambrosini que subiu com estilo e cabeceou bem, estufando as redes do goleiro Antonioli (1 a 1).
O segundo tempo foi semelhante, com o Milan pressionando a todo instante. Ronaldinho dava bons passes, mas seus companheiros não estavam inspirados. Novamente foi o Bologna a passar em vantagem: aos 34 minutos Valiani soltou um míssil de fora de área e a bola entrou no ângulo esquerdo de Abbiati, um golaço (1 a 2). O Milan repartiu para o ataque mas não conseguiu empatar.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Abbiati
Zambrotta, Maldini, Kaladze, Jankulovski (Shevchenko)
Flamini, Pirlo, Ambrosini (Émerson)
Seedorf, Ronaldinho
Inzaghi (Pato)


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!