milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

ELIMINATÓRIAS DA ITÁLIA PARA A COPA DO MUNDO DE 2014

GRUPO B: Itália, Dinamarca, Bulgária, República Tcheca, Malta e Armênia

 7 Setembro   2012:    Malta          0 X 1  Armênia
                       Bulgária       2 X 2  Itália

 8 Setembro   2012:    Dinamarca      0 X 0  Rep. Tcheca

11 Setembro   2012:    Bulgária       1 X 0  Armênia
                       Itália         2 X 0  Malta

12 Outubro    2012:    Armênia        1 X 3  Itália
                       Bulgária       1 X 1  Dinamarca
                       Rep. Tcheca    3 X 1  Malta

16 Outubro    2012:    Rep. Tcheca    0 X 0  Bulgária
                       Itália         3 X 1  Dinamarca

22 Marco      2013:    Bulgária       6 X 0  Malta
                       Rep. Tcheca    0 X 3  Dinamarca

26 Marco      2013:    Armênia        0 X 3  Rep. Tcheca
                       Dinamarca      1 X 1  Bulgária
                       Malta          0 X 2  Itália

 7 Junho      2013:    Armênia        0 X 1  Malta
                       Rep. Tcheca    0 X 0  Itália

11 Junho      2013:    Dinamarca      0 X 4  Armênia

 6 Setembro   2013:    Rep. Tcheca    1 X 2  Armênia
                       Itália         1 X 0  Bulgária
                       Malta          1 X 2  Dinamarca

10 Setembro   2013:    Armênia        0 X 1  Dinamarca
                       Malta          1 X 2  Bulgária
                       Itália         2 X 1  Rep. Tcheca

11 Outubro    2013:    Armênia        2 X 1  Bulgária
                       Dinamarca      2 X 2  Itália
                       Malta          1 X 4  Rep. Tcheca

15 Outubro    2013:    Itália         2 X 2  Armênia
                       Bulgária       0 X 1  Rep. Tcheca
                       Dinamarca      6 X 0  Malta

CLASSIFICAÇÃO DO GRUPO B
  Pontos Jogos Gols
ITÁLIA 22 10 19 - 9
DINAMARCA 16 10 17 - 12
REPÚBLICA TCHECA 15 10 13 - 9
BULGÁRIA 13 10 14 - 9
ARMÊNIA 13 10 12 - 13
MALTA 3 10 5 - 28

A ITÁLIA se classifica para o Mundial 2014.

Jogos da ITÁLIA

Napoles, 15 de Outubro de 2013, ITÁLIA  2 X 2  ARMÊNIA

Marcadores: Movsisyan aos 5 pt, Florenzi aos 24 pt, Mkhitaryan aos 25 st e Balotelli aos 31 st.

Já classificada para a Copa do Mundo de 2014, a Itália recebeu a Armênia nesta terça-feira, pelo Grupo B das Eliminatórias Europeias. A Azzurra queria a vitória para conquistar um lugar como cabeça-de-chave no Mundial 2014 no Brasil. A seleção da Armênia precisava da vitória, pois ainda tinha chances de chegar ao segundo lugar, que garante a vaga na repescagem. O duelo ficou empatado em 2 a 2 e nenhuma equipe alcançou o objetivo.
O primeiro tempo foi equilibrado e terminou empatado em 1 a 1. Movsisyan abriu o placar para o time visitante aos 5 minutos da etapa inicial. Aos 24 minutos, Florenzi deixou tudo igual após assistência de Insigne.
Aos 25 minutos da etapa final, a Armênia ficou novamente à frente do placar com gol de cabeça de Mkhitaryan. Pouco tempo depois, Pirlo executou boa assistência e Balotelli mandou para o fundo das redes para empatar novamente.

Escalação da Itália (4-1-4-1)
Marchetti
Abate, Bonucci, Astori, Pasqual
Pirlo
Florenzi (Candreva), Aquilani (Rossi), Montolivo, Insigne
Osvaldo (Balotelli)


Copenhagen, Dinamarca, 11 de Outubro de 2013, DINAMARCA  2 X 2  ITÁLIA

Marcadores: Osvaldo aos 28 pt, Bendtner aos 46 pt e aos 34 st, Aquilani aos 46 st.

A Seleção da Itália, já classificada para o Mundial 2014 no Brasil, foi jogar contra a Dinamarca, em Copenhagem, e obteve um empate com o placar de 2 a 2, mantendo assim a invencibilidade nas Eliminatórias.
O placar foi aberto em grande estilo por Osvaldo, aos 28 minutos do primeiro tempo. Após lançamento longo de Thiago Motta, o atacante dominou e colocou a bola entre as pernas do zagueiro Agger, para depois fuzilar o goleiro Andersen.
Em seguida a Itália relaxou e os dinamarqueses viraram o resultados com dois gols de Bendtner: nos acréscimos do primeiro tempo e aos 34 minutos da etapa final. A este ponto, a seleção italiana começou a pressionar para tentar empatar e aos 46 minutos Aquilani, que tinha saído do banco, fez o gol que garantiu o empate em 2 a 2.
A partida foi histórica para o goleiro italiano Buffon que completou 137 jogos defendendo a seleção de seu país. Com isso, o goleiro se tornou recordista, superando o ex-zagueiro Cannavaro.

Escalação da Itália (4-1-3-2)
Buffon
De Silvestri, Ranocchia, Chiellini, Balzaretti
Thiago Motta
Candreva, Montolivo (Gilardino), Marchisio (Aquilani)
Diamanti (Cerci), Osvaldo


Turim, 10 de Setembro de 2013, ITÁLIA  2 X 1  REPÚBLICA TCHECA

Marcadores: Kozak aos 19 pt, Chiellini aos 6 st e Balotelli de pênalti aos 9 st.

Nesta terça-feira a Seleção Italiana venceu, de virada, por 2 a 1, a República Tcheca e garantiu a classificação para a Copa do Mundo de 2014, com duas rodadas de antecipação. Assim, a Azzurra participará a uma Copa do Mundo pela 18ª vez na história. Até agora ficou fora só de duas edições: 1930 e 1958.
Antes da partida, o goleiro Buffon foi homenageado por disputar a sua 136ª partida com a camisa italiana, igualando a marca de Fabio Cannavaro como recordista de jogos pela Azzurra.
Desde o primeiro minuto, a Itália esteve melhor em campo mas foram os tchecos que passaram em vantagem, aos 19 minutos, com Kozak.
A Itália não conseguiu empatar no primeiro tempo porque Balotelli deixou a desejar ao desperdiçar duas claríssimas chances de gol: aos 23 minutos ele dominou na pequena área, com o goleiro caído e sem marcação, e mandou a bola no travessão. No lance seguinte, pegou o rebote do goleiro, mas na hora de finalizar acabou chutando por cima do gol.
Na volta do vestiário, a Itália continuou melhor e não demorou muito a virar. A igualdade veio aos 6 minutos com Chiellini e a virada aos 9 minutos com Balotelli cobrando pênalti.

Escalação da Itália (3-4-2-1)
Buffon
Bonucci, De Rossi, Chiellini
Maggio, Montolivo (Thiago Motta), Pirlo, Pasqual (Ogbonna)
Candreva, Giaccherini (Osvaldo)
Balotelli


Palermo, 6 de Setembro de 2013, ITÁLIA  1 X 0  BULGÁRIA

Marcador: Gilardino aos 38 pt.

Itália e Bulgária se enfrentaram na noite desta sexta-feira, em Palermo. Desfalcada de Mario Balotelli, seu principal nome na atualidade, a Azzurra sofreu, mas conseguiu vencer e abrir sete pontos na liderança do Grupo B e, praticamente, assegurou a sua participação ao Mundial 2014. O mérito da classificação é principalmente de Gilardino e Buffon.
A partida começou com ritmo lento e a Itália abriu o placar aos 38 minutos com Gilardino, o substituto do suspenso Balotelli. Após bela jogada de Candreva pela esquerda, o centroavante recebeu cruzamento açucarado na pequena área e, sozinho, cabeceou para o gol, sem chances para o goleiro adversário Mihajlov.
No segundo tempo, Buffon fez várias defesas milagrosas para impedir o empate búlgaro. A melhor delas aos 3 minutos quando, após cruzamento da direita, a bola sobrou para Popov finalizar de carrinho dentro da pequena área. Já quase caído, o goleiro italiano defendeu em cima da linha, num rápido reflexo com a mão esquerda.

Escalação da Itália (4-3-3)
Buffon
Abate (Maggio), Bonucci, Chiellini, Antonelli (Astori)
De Rossi, Pirlo, Thiago Motta
Candreva, Gilardino, Insigne (Giaccherini)


Praga, República Tcheca, 7 de Junho de 2013, REPÚBLICA TCHECA  0 X 0  ITÁLIA

No último desafio antes da Copa das Confederações que será disputada no Brasil, a Seleção Italiana jogou mal, mostrou pouca criatividade e ficou no empate em 0 a 0 com a República Tcheca, fora de casa. O resultado, aliás, não pode ser considerado ruim para os italianos, que ameaçaram pouco o gol da República Tcheca e tiveram dificuldades para conter o ímpeto dos adversários.
No primeiro tempo, Balotelli e El Shaarawy não se entendiam no ataque, e Montolivo, responsável por servir a dupla, também estava apagado. Pirlo, atuando muito recuado, era apenas discreto.
Na segunda etapa, pouca coisa mudou e a Itália viu sua situação piorar ainda mais aos 26 minutos, quando Balotelli fez falta em Gelassie e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Revoltado, o atacante reclamou muito ao deixar o gramado e foi flagrado pelas câmeras de televisão chutando tudo o que via pela frente ao entrar no vestiário.
Em vantagem numérica, a República Tcheca intensificou a pressão, mas a Seleção Italiana se fechou na defesa e, graças a algumas defesas milagrosas de Buffon, conseguiu segurar o empate.

Escalação da Itália (4-3-1-2)
Buffon
Abate, Barzagli, Bonucci, Chiellini
Marchisio, Pirlo (Aquilani), De Rossi
Montolivo
Balotelli, El Shaarawy (Giovinco)


La Valletta, Malta, 26 de Março de 2013, MALTA  0 X 2  ITÁLIA

Marcadores: Balotelli de pênalti aos 8 pt e Balotelli aos 45 st.

Em noite marcada pelo brilho do milanista Balotelli, a Seleção Italiana deu mais um passo para assegurar sua participação na Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Nesta terça-feira, o atacante do Milan fez dois gols, e a Itália venceu Malta por 2 a 0, fora de casa. Com o resultado, a Itália somou 13 pontos e segue invicta na liderança do Grupo B; a Bulgária segue com 10 pontos.
É interessante notar que o treinador Prandelli iniciou a partida com jogadores de apenas dois times: 6 jogadores da Juventus (Buffon, Barzagli, Bonucci, Pirlo, Marchisio e Giaccherini) e 5 jogadores do Milan (Abate, De Sciglio, Montolivo, Balotelli e El Shaarawy).
A Itália marcou o primeiro gol logo aos 8 minutos do primeiro tempo quando El Shaarawy foi derrubado na área e o juiz concedeu o pênalti que Balotelli cobrou com categoria no canto esquerdo do goleiro Haber (0 a 1).
Em seguida, a Seleção de Malta chegou perto do empate: o goleiro Buffon defendeu um pênalti e o maltês Mifsud acertou o travessão. Mas a Seleção da Itália possuía mais qualidade e marcou o segundo gol pouco antes do intervalo. O jovem milanista De Sciglio recebeu belo lançamento na esquerda, escapou do marcador e passou para Balotelli que bateu de primeira no canto esquerdo do goleiro (0 a 2).

Escalação da Itália (4-3-1-2)
Buffon
Abate, Barzagli, Bonucci, De Sciglio
Montolivo, Pirlo, Marchisio
Giaccherini (Candreva)
Balotelli (Gilardino), El Shaarawy (Cerci)


Milão, 16 de Outubro de 2012, ITÁLIA  3 X 1  DINAMARCA

Marcadores: Montolivo aos 33 pt, De Rossi aos 37 pt, Kvist aos 46 pt e Balotelli aos 9 st.

Nesta terça-feira, Balotelli e Pirlo foram os destaques da Seleção Italiana que derrotou a Dinamarca com o placar de 3 a 1, em Milão, no estádio San Siro. Com esta vitória, a Itália lidera o Grupo B com 10 pontos, a Bulgária segue com 6 pontos.
Aos 33 minutos do primeiro tempo, Balotelli tocou de calcanhar para o milanista Montolivo, que chutou da entrada da área para abrir o placar (1 a 0). Alguns minutos mais tarde, Pirlo livrou-se da marcação com um belo drible e cruzou na cabeça de De Rossi que ampliou o placar (2 a 0). Nos acréscimos, o dinamarquês Kvist recebeu cruzamento e chutou de primeira de fora da área. Um belo gol (2 a 1).
Poucos segundos após o início do segundo tempo, o atacante Osvaldo foi expulso por dar uma cotovelada em um zagueiro dinamarquês, obrigando a seleção italiana a jogar a segunda etapa em inferioridade numérica. Parecia que a Dinamarca iria empatar facilmente, ... mas a Itália tinha a dupla Balotelli-Pirlo. O juventino viu Balotelli livre no meio da área e fez um lançamento perfeito. O goleiro saiu para tentar afastar o perigo, mas Balotelli chegou primeiro e, com um toquinho milimétrico, fechou o placar (3 a 1).

Escalação da Itália (4-3-1-2)
De Sanctis
Abate, Barzagli, Chiellini, Balzaretti
De Rossi, Pirlo , Marchisio (Candreva)
Montolivo (Giaccherini)
Osvaldo, Balotelli (Destro)


Yerevan, Armênia, 12 de Outubro de 2012, ARMÊNIA  1 X 3  ITÁLIA

Marcadores: Pirlo de pênalti aos 11 pt, Mkhitaryan aos 28 pt, De Rossi aos 19 st e Osvaldo aos 37 st.

A seleção italiana provou mais uma vez que depende de Andrea Pirlo para conseguir bons resultados. Desta vez, diante de uma resoluta Armênia, a Azzurra contou com um gol e uma assistência do meia da Juventus para vencer por 3 a 1.
O primeiro tempo começou muito confortável para a Itália. Pirlo chegava com facilidade à área adversária, distribuindo jogadas para os atacantes Osvaldo e Giovinco.
Aos 11 minutos, o armênio Mokyan colocou a mão na bola dentro da área e o árbitro marcou pênalti, que Pirlo cobrou com perfeição, abrindo o placar. Em seguida, a Itália foi cedendo espaço aos armênios, que aproveitaram para empatar o jogo com Mkhitaryan.
A Itália sentiu o gol e não produziu nada de relevante até o começo da segunda etapa, quando entrou em cena a qualidade individual dos seus jogadores. Aos 19 minutos, De Rossi aproveitou belo levantamento de Pirlo e cabeceou forte para o gol, sem chances para o goleiro armênio. Aos 37 minutos, De Rossi cruzou para Osvaldo que cabeceou firme para fazer o terceiro gol do seu time e decretar a vitória da Azzurra.

Escalação da Itália (4-3-1-2)
Buffon
Maggio, Barzagli, Bonucci, Criscito
De Rossi, Pirlo (Giaccherini), Marchisio
Montolivo (Candreva)
Osvaldo, Giovinco (El Shaarawy)


Modena, 11 de Setembro de 2012, ITÁLIA  2 X 0  MALTA

Marcadores: Destro aos 5 pt e Peluso aos 47 st.

Precisando superar a desconfiança da torcida após o empate em 2 a 2 com a Bulgária na estreia do Grupo B das eliminatórias, a Seleção da Itália recebeu Malta em casa, na cidade de Modena, nesta terça-feira. A Azzurra superou o adversário por 2 a 0, mas ainda não foi capaz de uma atuação convincente apesar de jogar contra uma equipe muito inferior tecnicamente.
Com o resultado, os italianos passaram a dividir a liderança do grupo com a Bulgária, que venceu a Armênia por 1 a 0.
A partida iniciou com a Itália pressionando Malta. E logo aos cinco minutos, os italianos aproveitaram a fragilidade dos visitantes para abrir o placar. Marchisio fez um bom lançamento e Destro tocou para o gol.
Na segunda etapa, Malta partiu para uma tática extremamente defensiva, dando a impressão de que perder por 1 a 0 para a Itália era um bom resultado.
A Itália conseguiu o segundo gol somente nos acréscimos com Peluso.

Escalação da Itália (4-3-1-2)
Buffon
Cassani, Barzagli, Bonucci, Peluso
Nocerino, Pirlo, Marchisio
Diamanti (Insigne)
Osvaldo (Pazzini), Destro (Giovinco)


Sófia, Bulgária, 7 de Setembro de 2012, BULGÁRIA  2 X 2  ITÁLIA

Marcadores: Manolev aos 30 pt, Osvaldo aos 36 pt e aos 40 pt, Milanov aos 21 st.

Atual vice-campeã europeia, a Itália começou com um empate a sua caminhada rumo à Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Jogando fora de casa contra a Bulgária, pelo grupo B, o time comandado por Cesare Prandelli saiu atrás, chegou a virar a partida, mas sofreu o empate. Ao final, a partida terminou em 2 a 2.
Jogando em casa, a Bulgária deu esperança aos próprios torcedores ao sair na frente, aos 30 minutos do primeiro tempo, com Manolev que arriscou um chute de fora da área. Apesar da finalização não ter sido forte, a bola quicou na frente de Buffon, que não conseguiu fazer a defesa: 1 a 0.
Mas em 10 minutos a Itália acabou com a confiança búlgara. Curiosamente, a virada foi comandada pelos pés de um argentino naturalizado italiano, Pablo Osvaldo, que marcou dois gols, aos 36 e aos 40 minutos.
No segundo tempo, a Bulgária não se escondeu na defesa e constantemente tentava chegar ao ataque. E a insistência deu resultado. O empate veio com Milanov, que completou cruzamento de Micanski e não deu chances para a defesa de Buffon.

Escalação da Itália (3-5-2)
Buffon
Barzagli, Bonucci, Ogbonna (Peluso)
Maggio, Marchisio, Pirlo, De Rossi, Giaccherini (Diamanti)
Osvaldo, Giovinco (Destro)


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!