milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

ELIMINATÓRIAS PARA A EUROCOPA 2000

Após a fase eliminatória, se classificaram para a Eurocopa a ser disputada na Holanda e na Bélgica em Junho 2000, os 16 times seguintes:
- Bélgica e Holanda, como países organizadores.
- República Tcheca, Noruega, Suécia, Espanha, Itália, Alemanha, França, Romênia e Iugoslávia que ganharam as respectivas chaves.
- Portugal como melhor segundo classificado.
- Eslovênia, Inglaterra, Dinamarca e Turquia como segundos classificados que ganharam os jogos de repescagem.

Veja a seguir os resultados da seleção da Itália na Chave #1:

CHAVE 1: Itália, Dinamarca, Suíça, País de Gales e Bielo-Rússia

5 de Setembro de 1998      País de Gales   0 X 2   ITÁLIA
                           Bielo-Rússia    0 X 0   Dinamarca

10 de Outubro de 1998      ITÁLIA          2 X 0   Suíça
                           Dinamarca       1 X 2   País de Gales

14 de Outubro de 1998      País de Gales   3 X 2   Bielo-Rússia
                           Suíça           1 X 1   Dinamarca

27 de Março de 1999        Dinamarca       1 X 2   ITÁLIA
                           Bielo-Rússia    0 X 1   Suíça

31 de Março de 1999        ITÁLIA          1 X 1   Bielo-Rússia
                           Suíça           2 X 0   País de Gales

5 de Junho de 1999         ITÁLIA          4 X 0   País de Gales
                           Dinamarca       1 X 0   Bielo-Rússia

9 de Junho de 1999         Suíça           0 X 0   ITÁLIA
                           País de Gales   0 X 2   Dinamarca

4 de Setembro de 1999      Bielo-Rússia    1 X 2   País de Gales
                           Dinamarca       2 X 1   Suíça

8 de Setembro de 1999      ITÁLIA          2 X 3   Dinamarca
                           Suíça           2 X 0   Bielo-Rússia

9 de Outubro de 1999       Bielo-Rússia    0 X 0   ITÁLIA
                           País de Gales   0 X 2   Suíça
CLASSIFICAÇÃO DA CHave 1
  Pontos Jogos Gols
ITÁLIA 15 8 13 - 5
DINAMARCA 14 8 11 - 8
SUÍÇA 14 8 9 - 5
PAÍS DE GALES 9 8 7 - 16
BIELO-RÚSSIA 3 8 4 -10

A ITÁLIA está classificada para a Eurocopa 2000.

A DINAMARCA é a segunda classificada na chave por ter feito mais pontos nos confrontos diretos com a Suíça e deverá participar de uma repescagem.

Jogos da ITÁLIA

Minsk, 9 de Outubro de 1999. BIELO-RÚSSIA  0 X 0  ITÁLIA

A seleção da Itália novamente não joga bem em Minsk contra a fraca seleção da Bielo-Rússia e somente empata em 0 a 0. Este resultado lhe permite de se classificar primeira na chave e de ter garantido a participação na final do Campeonato Europeu que será disputado em Junho de 2000 na Bélgica e na Holanda. A Itália termina a fase eliminatória com 15 pontos (4 vitórias, 3 empates e 1 derrota), somente um ponto na frente de Dinamarca e Suíça.

Escalação da Itália (4-4-2):
Buffon
Panucci, Nesta, Cannavaro, Maldini
Morieri, Conte, Di Biagio, Zambrotta
Inzaghi, Vieri (Del Piero)


Nápoles, 8 de Setembro de 1999. ITÁLIA  2 X 3  DINAMARCA

Marcadores: Fuser aos 10 pt, Vieri aos 35 pt, Jorgensen de pênalti aos 39 pt, Wleghorst aos 12 st e Tomasson aos 19 st.

Para a seleção da Itália era suficiente empatar em Nápoles contra a seleção da Dinamarca para se classificar para a fase final do Europeu 2000 com uma rodada de antecedência. Infelizmente a Itália é derrotada com o placar de 2 a 3, e agora deve pelo menos empatar o último jogo em Minsk contra a seleção da Bielo-Rússia para se classificar em primeiro lugar  na própria chave e evitar a repescagem. Se perder ocupará o segundo lugar na chave e em Novembro deverá fazer dois jogos de repescagem.
O principal responsável desta derrota foi o meio de campo que não soube alimentar o ataque. O meio de campo desmoronou ao longo do jogo trazendo na sua queda também a defesa. Vieri era obrigado a voltar para procurar bolas jogáveis.
Apesar de não jogar bem a Itália consegue fazer dois gols no primeiro tempo com Fuser (de falta) e com Vieri que se aproveita de uma bola rebatida pelo goleiro dinamarquês. Mas logo a supremacia do meio de campo adversário prevalece e a Dinamarca faz um gol ainda no primeiro tempo e logo no segundo tempo antes empata e depois vira o resultado.

Escalação da Itália (4-4-2):
Buffon
Panucci, Nesta, Cannavaro, Pancaro
Fuser, Dino Baggio (Giannichedda), Albertini, Di Francesco (Conte)
Inzaghi, Vieri (Totti)


Losanna, 9 de Junho de 1999. SUÍÇA  0 X 0  ITÁLIA

Jogo fraco em Losanna entre as seleções da Suíça e da Itália. É um típico jogo de fim de temporada, especialmente no segundo tempo quando os dois times parecem muito cansados.
Para ter a certeza de se classificar para o Europeu 2000 a Itália deve fazer 3 pontos nos dois últimos jogos, contra a Dinamarca em casa e contra a Bielo-Rússia fora de casa.

Escalação da Itália (4-4-2):
Buffon
Panucci (Pancaro), Negro, Cannavaro, Maldini
Fuser (Di Livio), Albertini, Conte, Di Francesco
Vieri (Chiesa), Inzaghi


Bologna, 5 de Junho de 1999. ITÁLIA  4 X 0  PAÍS DE GALES

Marcadores: Vieri aos 7 pt, Inzaghi aos 37 pt, Maldini aos 40 pt e Chiesa aos 44 st.

Jogo fácil para a Itália em Bologna contra o fraco País de Gales. Logo aos 7 minutos do primeiro tempo a Itália passa em vantagem com Vieri, de cabeça, após escanteio batido por Fuser. No fim do primeiro tempo a Itália faz mais dois gols com Inzaghi e Paolo Maldini. O quarto e último gol é marcado por Chiesa no fim do segundo tempo.

Escalação da Itália (4-4-2):
Buffon
Panucci, Negro, Cannavaro, Maldini
Fuser (Di Livio), Albertini, Conte, Di Francesco
Vieri (Montella), Inzaghi (Chiesa)


Ancona, 31 de Março de 1999. ITÁLIA  1 X 1  BIELO-RÚSSIA

Marcadores: Belkevich aos 25 pt, Inzaghi (pênalti) aos 31 pt.

O jogo entre a seleção italiana e a Bielo-Rússia acontece em Ancona, na região Marche. O time treinado por Dino Zoff joga mal e somente empata em 1 a 1.
Os dois gols acontecem na metade do primeiro tempo. Aos 25 minutos Romashchenko faz um longo passe que Maldini não intercepta. A bola chega a Belkevic que chuta sem pulo fazendo o gol do 0 a 1. A Itália empata 6 minutos mais tarde com Filippo Inzaghi cobrando um pênalti causado por uma falta sobre Conte.
Aos 45  minutos do segundo tempo o goleiro italiano faz uma defesa milagrosa defendendo uma bola chutada por Romashchenko com violência e de perto, salvando assim o empate.

Escalação da Itália (4-3-1-2):
Buffon
Panucci, Nesta, Cannavaro, Maldini
Conte, Dino Baggio, Di Biagio (Giannichedda)
Totti (Di Francesco)
Inzaghi, Chiesa (Roberto Baggio)


Copenaghen, 27 de Março de 1999. DINAMARCA  1 X 2  ITÁLIA

Marcadores: Inzaghi aos 40 segundos pt, Sand aos 11 st, Conte aos 24 st.

Dino Zoff escala bem 5 jogadores do Parma: o goleiro Buffon, o zagueiro Cannavaro, os meio-campistas Fuser e Dino Baggio, e o atacante Chiesa. Por outro lado somente um milanista: o capitão Paolo Maldini.
Logo aos 40 segundos do primeiro tempo a Itália passa em vantagem com Inzaghi que intercepta uma bola que Groenkjaer tinha atrasado para o próprio goleiro. A Dinamarca consegue empatar somente aos 11 minutos do segundo com Sand, mas a Itália passa novamente em vantagem alguns minutos mais tarde com Conte que cabeceia em gol uma bola cruzada por Totti após ótima jogada. A Dinamarca tenta empatar mas a Itália defende a vantagem até o fim.

Escalação da Itália (4-4-2):
Buffon
Panucci, Nesta, Cannavaro, Maldini
Fuser (Conte), Dino Baggio, Di Biagio, Di Francesco
Inzaghi, Chiesa (Totti)


Udine, 10 de Outubro de 1998. ITÁLIA  2 X 0  SUÍÇA

Marcadores: Del Piero aos 19 pt, Del Piero aos 16 st.

A seleção italiana com Dino Zoff como treinador continua bem nas qualificações para os Europeus do ano 2000 a serem realizados na Holanda e na Bélgica. Jogando em Udine, a Itália derrota a fraca Suíça com o placar de 2 a 0 com dois gols de Alessandro Del Piero. Um gol no primeiro tempo desfrutando um passe na vertical de Di Francesco e um gol no segundo tempo batendo com precisão uma falta do limite da grande área.
Neste jogo o milanista Paolo Maldini coleciona a sua nonagésima quarta presença com a seleção italiana a alcança o grande Giacinto Facchetti na segunda colocação da classificação de todos os tempos. No primeiro lugar encontra-se Dino Zoff com 112 presenças.

Escalação da Itália (4-4-2):
Buffon
Panucci, Cannavaro, Maldini, Torricelli
Fuser, Dino Baggio, Albertini, Di Francesco (Bachini)
Inzaghi, Del Piero (Totti)


Liverpool, 5 de Setembro de 1998. PAÍS DE GALES  0 X 2  ITÁLIA

Marcadores: Fuser aos 17 pt, Vieri aos 32 st.

No primeiro jogo com Dino Zoff como treinador a seleção da Itália consegue ganhar fora de casa com o País de Gales e já se encontra no primeiro lugar da classificação uma vez que no outro jogo da rodada a Dinamarca somente empata com a Bielo-Rússia.
Zoff esconde a escalação até o fim e deixa Roberto Baggio no banco, prefere Dino Baggio a Di Biagio e prefere também Pessotto ao estreante Serena.
A Itália ganha com o placar de 2 a 0, com um gol por tempo. No primeiro tempo é Fuser que converte em gol um grande presente do goleiro galês Coleman e no segundo tempo Vieri fecha o placar no 2 a 0 batendo o goleiro adversário após receber um passe na vertical de Roberto Baggio e driblar dois jogadores. Entre os dois gols italianos o País de Galles tinha atacado bastante e o atacante Giggs, o melhor em campo, tinha também acertado o travessão.

Escalação da Itália (4-4-2):
Peruzzi
Panucci, Iuliano, Cannavaro, Pessotto
Fuser, Dino Baggio, Albertini (Di Biagio), Di Francesco (Serena)
Vieri, Del Piero (Roberto Baggio)


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!