milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

COPA UEFA 2001-2002 (Feyenoord Campeão)

FINAL

8 Maio 2002, Rotterdam, Holanda: FEYENOORD  3 - 2  BORUSSIA DORTMUND

O FEYENOORD ganha a Copa UEFA 2001-2002.

Semifinais

Jogos de ida, 4 de Abril de 2002

Borussia Dortmund    4 - 0    Milan

Inter                0 - 1    Feyenoord

Jogos de volta, 11 de Abril de 2002

Milan                3 - 1    Borussia Dortmund

Feyenoord            2 - 2    Inter

Feyenoord e Borussia Dortmund se classificam para a Final.

Quartas de Final

Jogos de ida, 14 de Março de 2002

Hapoel Tel Aviv     1 - 0   Milan

Slovan Liberec      0 - 0   Borussia Dortmund

Inter               1 - 1   Valência

PSV Eindhoven       1 - 1   Feyenoord

Jogos de volta, 21 de Março de 2002

Milan               2 - 0   Hapoel Tel Aviv

Borussia Dortmund   4 - 0   Slovan Liberec 

Valência            0 - 1   Inter

Feyenoord           1 - 1   PSV Eindhoven (O Feyenoord  ganha nos pênaltis)

MILAN, Inter, Feyenoord e Borussia Dortmund se classificam para as Semifinais.

Oitavas de Final

Jogos de ida, 19 e 21 de Fevereiro de 2002

Roda Kerkrade      0 - 1  Milan

Hapoel Tel Aviv    0 - 0  Parma

Inter              3 - 1  AEK Atenas

Valência           3 - 0  Servette

PSV Eindhoven      0 - 0  Leeds

Glasgow Rangers    1 - 1  Feyenoord

Lyon               1 - 1  Slovan Liberec

Lille              1 - 1  Borussia Dortmund

Jogos de volta, 28 de Fevereiro de 2002

Milan              0 - 1  Roda Kerkrade (O Milan ganha 3 a 2 nos pênaltis)

Parma              1 - 2  Hapoel Tel Aviv

AEK Atenas         2 - 2  Inter

Servette           2 - 2  Valência

Leeds              0 - 1  PSV Eindhoven

Feyenoord          3 - 2  Glasgow Rangers

Slovan Liberec     4 - 1  Lyon

Borussia Dortmund  0 - 0  Lille

MILAN, Inter, Feyenoord, PSV Eindhoven, Valência, Hapoel Tel Aviv, Borussia Dortmund e Slovan Liberec se classificam para as Quartas de Final.

3a Fase

Na 3a Fase da Copa UEFA participam 32 times europeus. Os jogos dos times italianos são os seguintes:

Jogos de ida, 22 de Novembro de 2001

Milan                      2 - 0  Sporting Lisboa (Portugal)

Parma                      1 - 1  Broendby (Dinamarca)

Ipswich (Inglaterra)       1 - 0  Inter

Fiorentina                 0 - 1  Lille (França)

Jogos de volta, 6 de Dezembro de 2001

Sporting Lisboa (Portugal) 1 - 1  Milan

Broendby (Dinamarca)       0 - 3  Parma

Inter                      4 - 1  Ipswich (Inglaterra)

Lille (França)             2 - 0  Fiorentina

O Milan, a Inter e o Parma se classificam para as oitavas de final da Copa UEFA 2001/2002, enquanto que a Fiorentina é eliminada.

2a Fase

Na 2a Fase da Copa UEFA participam 48 times europeus. Os jogos dos times italianos são os seguintes:

Jogos de ida, 18 de Outubro de 2001

Milan                     2 - 0  CSKA Sófia (Bulgária)

Inter                     2 - 0  Wisla Cracóvia (Polônia)

Utrecht (Holanda)         1 - 3  Parma

Fiorentina                2 - 0  Tirol Innsbruck (Austria)

Jogos de volta, 1o de Novembro de 2001

CSKA Sófia (Bulgária)     0 - 1 Milan

Wisla Cracóvia (Polônia)  1 - 0 Inter

Parma                     0 - 0 Utrecht (Holanda)

Tirol Innsbruck (Austria) 2 - 2 Fiorentina

Todos os quatro times italianos passam para a terceira fase da Copa UEFA 2001/2002.

1a Fase

Na 1a Fase da Copa UEFA participam 96 times europeus. Os jogos dos times italianos são os seguintes:

Jogos de ida, 20 de setembro de 2001

Bate Borisov (Belarus)    0 - 2  Milan

Inter                     3 - 0  Brasov (Romênia)

Parma                     1 - 0  HJK Helsinki (Finlândia)

Dnipro (Ucrânia)          0 - 0  Fiorentina

Jogos de volta, 27 de setembro de 2001

Milan                     4 - 0  Bate Borisov (Belarus)

Brasov (Romênia)          0 - 3  Inter

HJK Helsinki (Finlândia)  0 - 2  Parma

Fiorentina                2 - 1  Dnipro (Ucrânia)

Todos os quatro times italianos passam para a segunda fase da Copa UEFA 2001/2002.

Jogos do MILAN

Milão, Quinta Feira 11 de Abril de 2002. MILAN  3 X 1  BORUSSIA DORTMUND

No returno das semifinais da Copa UEFA 2001/02 o Milan quase consegue o milagre da classificação para a final e se despede desta competição de cabeça erguida após derrotar os alemães do Borussia de Dortmund com o placar de 3 a 1.
Aos 19 minutos do primeiro tempo o Milan já está conduzindo o jogo com o placar de 2 a 0 após gols de Inzaghi e Pirlo. O Milan começa assim a crer na qualificação e chega ao terceiro gol aos 45 minutos do segundo tempo com Serginho cobrando pênalti. Aos 48 minutos do segundo tempo quando todos os torcedores rubro-negros, presentes no estádio San Siro, estão em pé incitando os próprios jogadores para o quarto gol, o alemão Rickem faz o gol do 3 a 1 em ação de contra-ataque. O Milan sai assim da Copa UEFA 2001/2002.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Helveg, Chamot, Laursen, Kaladze
Contra (José Mari), Gattuso (Albertini), Serginho
Pirlo
Inzaghi, Shevchenko (Simone)


Dortmund, Alemanha, Quinta Feira 4 de Abril de 2002. BORUSSIA DORTMUND  4 X 0  MILAN

O Milan é humilhado em Dortmund, na Alemanha, pelo Borussia no jogo de ida das semifinais da Copa UEFA 2001/02 e praticamente já está eliminado da final. De fato o Borussia derrota o Milan com o clamoroso placar de 4 a 0 e agora somente um milagre no jogo em San Siro da próxima semana pode salvar os rubro-negros da eliminação.
O primeiro gol do Borussia é marcado aos 8 minutos do primeiro tempo pelo brasileiro Márcio Amoroso cobrando um pênalti concedido pelo juiz inglês Poll: Contra tinha cometido falta sobre o mesmo Amoroso. Ainda no primeiro tempo o brasileiro Amoroso faz mais dois belos gols aos 34 e aos 39 minutos. O quarto gol é marcado por Heinrich aos 17 minutos do segundo tempo.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Contra (Roque Junior), Laursen, Maldini, Kaladze
Gattuso (Rui Costa), Albertini (Serginho), Ambrosini
Pirlo
Inzaghi, José Mari


Milão, Quinta Feira 21 de Março de 2002. MILAN  2 X 0  HAPOEL TEL AVIV

No retorno das Quartas de Final da Copa UEFA o Milan joga com determinação para garantir a passagem às Semifinais. O português Rui Costa parece inspirado e logo aos 5 minutos do primeiro tempo faz o gol do 1 a 0 cobrando falta. Pouco antes do intervalo o mesmo Rui Costa faz um cruzamento do lado direito do ataque milanista e o israelense Gershon, na tentativa de antecipar Inzaghi, faz de cabeça um gol-contra (2 a 0 para o Milan).
No segundo tempo o Milan controla o resultado assegurando assim a passagem para as Semifinais. O próximo adversário será o forte time alemão do Borussia Dortmund. A outra semifinal será entre a Inter de Milão e os holandeses do Feyenoord. Há portanto a possibilidade que a final da Copa UEFA seja um derby milanês a ser disputado em Rotterdam, na Holanda, no dia 8 de Maio de 2002.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Chamot, Costacurta, Laursen, Kaladze
Gattuso, Albertini, Ambrosini
Rui Costa (Brocchi)
Inzaghi (Javi Moreno), Simone (Donati)


Nicosia, Chipre, Quinta Feira 14 de Março de 2002. HAPOEL TEL AVIV  1 X 0  MILAN

O jogo de ida das Quartas de Final da Copa UEFA acontece no campo neutro de Nicosia, em Chipre, por que a UEFA não tinha autorizado o jogo em Israel devido ao grande número de atentados que estão ocorrendo naquele país.
O Milan inicia jogando bem mas infelizmente é o Hapoel que passa em vantagem aos 32 minutos do primeiro tempo com Clesenko, após falha defensiva de Roque Junior. Durante todo o resto do jogo o Milan não faz outra coisa que atacar mas não consegue empatar. Apesar da derrota o Milan continua com boas chances de se classificar para as Semifinais no jogo de volta em San Siro na Quinta Feira da próxima semana.

Escalação do Milan (4-4-1-1)
Abbiati
Contra, Roque Junior, Costacurta, Chamot
José Mari, Albertini, Ambrosini (Kaladze), Serginho
Rui Costa (Pirlo)
Javi Moreno


Milão, Quinta Feira 28 de Fevereiro de 2002. MILAN  0 X 1  RODA KERKRADE (O Milan ganha 3 a 2 nos pênaltis)

Forte do 1 a 0 do jogo de ida e esperando o derby do próximo Domingo, o treinador Ancelotti deixa descansar Shevchenko no returno das oitavas de final da Copa UEFA 2001/2002.
Mas aquele que parecia um passeio transforma-se em um pesadelo quando, aos 26 minutos do segundo tempo, os holandeses passam em vantagem com o zagueiro Luijpers, deixado sozinho pelos zagueiros milanistas preocupados somente em bloquear os altos atacantes adversários.
Aos 41 minutos do segundo tempo o holandês Vrede é expulso ao receber o segundo cartão amarelo. O Milan joga assim os últimos minutos do segundo tempo e as prorrogações em 11 contra 10, mas não consegue empatar. Chega-se assim à loteria dos pênaltis:
1 - Começa o Roda. Bate Anastasiou e faz gol (0 a 1).
2 - Também Brocchi faz gol (1 a 1).
3 - O holandês Lawal não erra (1 a 2).
4 - José Mari bate fraco de pé esquerdo e o goleiro Kalac defende (1 a 2).
5 - Também o holandês Soetaers bate fraco e o goleiro rubro-negro Abbiati defende (1 a 2).
6 - Kaladze bate forte mas central e Kalac defende novamente (1 a 2).
7 - Abbiati defende o chute de pé esquerdo de Luijpers (1 a 2).
8 - Pirlo chuta forte e central: gol (2 a 2).
9 - O holandês Van Der Luer chuta acima do travessão (2 a 2).
10 - O milanista Contra bate o último penâlti da série e faz gol (3 a 2). O Milan está classificado. Jogará contra o Hapoel de Israel.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Contra, Laursen, Roque Junior, Chamot
Gattuso, Donati (Pirlo), Kaladze
Rui Costa (Simone)
Javi Moreno (Brocchi), José Mari


Kerkrade, Terça Feira 19 de Fevereiro de 2002. RODA KERKRADE  0 X 1  MILAN

O Milan joga contra o Roda, na cidade holandesa de Kerkrade, o jogo de ida das oitavas de final da Copa UEFA 2001/2002 e consegue ganhar com o placar de 0 a 1. O Milan passa em vantagem aos 29 minutos do primeiro tempo com o espanhol José Mari que faz o gol após receber a bola do ucraniano Shevchenko.
Aos 19 minutos do segundo tempo os rubro-negros chegam perto do segundo gol mas a cabeceada de Pirlo é rebatida pelo travessão.
Os holandeses atacam muito na última parte do segundo tempo na tentativa de chegar ao empate, mas o Milan sabe se defender e o jogo termina com o placar de 0 a 1. Este resultado deverá permitir ao Milan de não ter problemas no jogo de volta em San Siro e de passar com facilidade para as Quartas de Final.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Contra (Costacurta), Laursen (Kaladze), Roque Junior, Chamot
Gattuso, Albertini, Serginho
Pirlo (Rui Costa)
Shevchenko, José Mari


Lisboa, Quinta Feira 6 de Dezembro de 2001. SPORTING LISBOA  1 X 1  MILAN

O Milan inicia o jogo contra o Sporting forte do resultado de 2 a 0 obtido em San Siro duas semanas antes. Os rubro-negros controlam com facilidade os adversários durante todo o primeiro tempo, mas aos 5 minutos do segundo tempo o Sporting passa em vantagem com um gol de Niculae, o homem mais perigoso entre os portugueses.
A este ponto o Sporting vê a possibilidade de empatar o resultado total e acelera o ritmo na busca do segundo gol. Por sorte dos torcedores milanistas o goleiro Abbiati está atravessando uma boa fase e faz algumas defesas milagrosas ao longo de todo o segundo tempo até quando, já nos descontos, Javi Moreno empata o resultado (1 a 1) transformando em gol uma ótima assistência de Shevchenko. O Milan garante assim a passagem para as oitavas de final a serem disputadas na segunda metade de Fevereiro 2002.

Escalação do Milan (4-4-1-1)
Abbiati
Helveg, Costacurta, Roque Junior, Maldini
Contra (Laursen), Gattuso, Donati, Kaladze
Rui Costa (Javi Moreno)
Shevchenko


Milão, Quinta Feira 22 de Novembro de 2001. MILAN  2 X 0  SPORTING LISBOA

Com o brasileiro Serginho em grande forma, o Milan apresenta um jogo prático e concreto e derrota o Sporting de Lisboa com o placar de 2 a 0 no jogo de ida da terceira fase da Copa UEFA 2001/2002.
O gol do 1 a 0 é marcado aos 37 minutos do primeiro tempo por Shevchenko após receber de Albertini um passe em profundidade que corta a defesa portuguesa. O gol do 2 a 0 é marcado por Filippo Inzaghi aos 32 minutos do segundo tempo após passe de Serginho. Além dos dois gols o Milan acerta duas vezes o travessão do gol defendido pelo português Tiago, ambas as vezes com Serginho.
O Milan, forte deste 2 a 0, não deverá ter problemas no jogo de volta em Lisboa no início de Dezembro 2001.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Helveg, Laursen, Costacurta, Kaladze
Gattuso (Brocchi), Albertini, Serginho (Contra)
Rui Costa
Shevchenko, Inzaghi (Donati)


Sófia, Quinta Feira 1o de Novembro de 2001. CSKA SÓFIA  0 X 1  MILAN

O Milan, apesar de não poder utilizar Shevchenko, Albertini e Maldini, todos machucados, joga bem em Sófia contra o CSKA e merece ganhar com o placar de 0 a 1. O gol é de Inzaghi de cabeça aos 17 minutos do segundo tempo.
O Milan supera assim o turno e se classifica para a terceira fase da Copa UEFA 2001/2002. Também os outros 3 times italianos (Parma, Inter e Fiorentina) passam o turno.

Escalação do Milan (4-4-2)
Abbiati
Helveg, Roque Jr, Laursen, Kaladze
Contra (Brocchi), Gattuso, Donati, Serginho
Rui Costa (Pirlo), Inzaghi (Javi Moreno)


Milão, Quinta Feira 18 de Outubro de 2001. MILAN  2 X 0  CSKA SÓFIA

O Milan derrota os búlgaros do CSKA com o placar de 2 a 0 o que lhe permitirá fazer o jogo de volta em Sófia com bastante tranqüilidade.
O primeiro gol é marcado por Rui Costa aos 20 minutos do primeiro tempo: o português chuta forte de fora da área e a bola, desviada também por Petrov, entra no gol enganando o goleiro búlgaro.
O gol do 2 a 0 acontece no segundo tempo, aos 5 minutos, e é marcado por Shevchenko de cabeça após cruzamento de Serginho do lado esquerdo do ataque milanista.
De acordo com os comentaristas italianos, o jogo do Milan não foi brilhante, mas foi suficiente ter dois craques no time (Rui Costa e Shevchenko) para fazer dois gols e ganhar os três pontos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Abbiati
Contra, Roque Jr, Costacurta, Maldini
Brocchi, Albertini (Gattuso), Kaladze
Rui Costa (Pirlo)
Shevchenko, Inzaghi


Milão, Quinta Feira 27 de Setembro de 2001. MILAN  4 X 0  BATE BORISOV

O treinador Fatih Terim aplica o "turn-over" e faz descansar bem 8 titulares (Abbiati, Contra, Laursen, Maldini, Gattuso, Albertini, Serginho e Shevchenko). Mas apesar de o Milan jogar com um time reserva, o jogo não vai além de um treinamento e o time da Belarus é derrotado com o placar de 4 a 0.
Os gols são marcados por Rui Costa e por Javi Moreno no primeiro tempo e por Sarr (jovem senegalês de apenas 17 anos) e por Inzaghi (de pênalti) no segundo tempo.

Escalação do Milan (4-4-2)
Rossi
Sarr, Roque Jr, Costacurta, Kaladze (Donadel)
Helveg, Donati, Pirlo, Brocchi (Aubameyang)
Rui Costa (Inzaghi), Javi Moreno


Minsk, Quinta Feira 20 de Setembro de 2001. BATE BORISOV  0 X 2  MILAN

O Milan derrota com o placar de 2 a 0 o Bate Borisov, time da Belarus, no jogo de ida da primeira fase da Copa UEFA 2001/02.
Após o primeiro tempo dominado pelo Bate, o Milan volta transformado para melhor no segundo tempo, com Pirlo no lugar de Donati, e consegue fazer dois gols: com Shevchenko aos 19 minutos e com Javi Moreno aos 44 minutos. Ambos os gols nascem de assistências do brasileiro Serginho.
O Milan praticamente já garantiu a passagem para o segundo turno e o jogo de volta em San Siro deverá ser uma simples formalidade.

Escalação do Milan (4-4-2)
Abbiati
Contra (Gattuso), Laursen, Roque Jr, Maldini
Brocchi (Sarr), Albertini, Donati (Pirlo), Serginho
Javi Moreno, Shevchenko


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.0!   Valid CSS!