milan milan milan milan-brasil milan milan milan
para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

CHAMPIONS LEAGUE 2006-2007

FINAL (MILAN Campeão)

23 Maio 2007, Atenas, Grécia: MILAN  2 X 1  LIVERPOOL

O MILAN ganha a Champions League 2006/07.

Atenas

Semifinais

JOGOS DE IDA:

24 Abril      2007:  Manchester United   3 X 2   Milan

25 Abril      2007:  Chelsea             1 X 0   Liverpool

JOGOS DE VOLTA:

 1 Maio       2007:  Liverpool           1 X 0   Chelsea (O Liverpool ganha 4 a 1 nos pênaltis)

 2 Maio       2007:  Milan               3 X 0   Manchester United

O MILAN e o LIVERPOOL se classificam para a Final de Atenas do dia 23 de Maio de 2007.

Quartas de Final

JOGOS DE IDA:

 3 Abril      2007:  Milan               2 X 2    Bayern Munique
                     PSV Eindhoven       0 X 3    Liverpool

 4 Abril      2007:  Roma                2 X 1    Manchester United
                     Chelsea             1 X 1    Valência

JOGOS DE VOLTA:

10 Abril      2007:  Manchester United   7 X 1    Roma
                     Valencia            1 X 2    Chelsea

11 Abril      2007:  Bayern Munique      0 X 2    Milan
                     Liverpool           1 X 0    PSV Eindhoven

MILAN, LIVERPOOL, CHELSEA e MANCHESTER UNITED se classificam para as Semifinais.

Oitavas de Final

JOGOS DE IDA:

20 Fevereiro  2007:  Celtic Glasgow      0 X 0    MILAN
                     Real Madrid         3 X 2    Bayern Munique
                     PSV Eindhoven       1 X 0    Arsenal
                     Lille               0 X 1    Manchester United

21 Fevereiro  2007:  Roma                0 X 0    Lyon
                     Barcelona           1 X 2    Liverpool
                     Inter               2 X 2    Valência
                     Porto               1 X 1    Chelsea

JOGOS DE VOLTA:

 6 Março      2007:  Lyon                0 X 2    Roma
                     Liverpool           0 X 1    Barcelona
                     Valência            0 X 0    Inter
                     Chelsea             2 X 1    Porto
                     
 7 Março      2007:  MILAN               1 X 0    Celtic Glasgow (após prorrogações)
                     Bayern Munique      2 X 1    Real Madrid
                     Arsenal             1 X 1    PSV Eindhoven
                     Manchester United   1 X 0    Lille

MILAN, ROMA, LIVERPOOL, CHELSEA, MANCHESTER UNITED, VALÊNCIA, BAYERN MUNIQUE e PSV EINDHOVEN se classificam para as Quartas-de-final.

1a Fase

1ª Fase - CHAVE A - Barcelona (Espanha), Chelsea (Inglaterra), Werder Bremen (Alemanha) e Levski Sófia (Bulgária)

12 Setembro 2006:  Chelsea              2 X 0  Werder Bremen          
                   Barcelona            5 X 0  Levski Sófia

27 Setembro 2006:  Werder Bremen        1 X 1  Barcelona
                   Levski Sófia         1 X 3  Chelsea
 
18 Outubro  2006:  Chelsea              1 X 0  Barcelona
                   Werder Bremen        2 X 0  Levski Sófia

31 Outubro  2006:  Barcelona            2 X 2  Chelsea
                   Levski Sófia         0 X 3  Werder Bremen

22 Novembro 2006:  Werder Bremen        1 X 0  Chelsea
                   Levski Sófia         0 X 2  Barcelona

 5 Dezembro 2006:  Barcelona            2 X 0  Werder Bremen
                   Chelsea              2 X 0  Levski Sófia
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
CHELSEA 13 10 - 4
BARCELONA 11 12 - 4
WERDER BREMEN 10 7 - 5
LEVSKI SÓFIA 0 1 - 17

O CHELSEA e o BARCELONA se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE B - Inter (Itália), Bayern Munique (Alemanha), Sporting Lisboa (Portugal) e Spartak Moscou (Rússia)

12 Setembro 2006:  Sporting Lisboa      1 X 0  Inter          
                   Bayern Munique       4 X 0  Spartak Moscou

27 Setembro 2006:  Inter                0 X 2  Bayern Munique
                   Spartak Moscou       1 X 1  Sporting Lisboa
 
18 Outubro  2006:  Sporting Lisboa      0 X 1  Bayern Munique
                   Inter                2 X 1  Spartak Moscou

31 Outubro  2006:  Bayern Munique       0 X 0  Sporting Lisboa
                   Spartak Moscou       0 X 1  Inter

22 Novembro 2006:  Inter                1 X 0  Sporting Lisboa
                   Spartak Moscou       2 X 2  Bayern Munique

 5 Dezembro 2006:  Bayern Munique       1 X 1  Inter
                   Sporting Lisboa      1 X 3  Spartak Moscou
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
BAYERN MUNIQUE 12 10 - 3
INTER 10 5 - 5
SPARTAK MOSCOU 5 7 - 11
SPORTING LISBOA 5 3 - 6

O BAYERN DE MUNIQUE e a INTER se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE C - Liverpool (Inglaterra), PSV Eindhoven (Holanda), Bordeaux (França) e Galatasaray (Turquia)

12 Setembro 2006:  Galatasaray          0 X 0  Bordeaux          
                   PSV Eindhoven        0 X 0  Liverpool

27 Setembro 2006:  Bordeaux             0 X 1  PSV Eindhoven
                   Liverpool            3 X 2  Galatasaray
 
18 Outubro  2006:  Galatasaray          1 X 2  PSV Eindhoven
                   Bordeaux             0 X 1  Liverpool

31 Outubro  2006:  PSV Eindhoven        2 X 0  Galatasaray
                   Liverpool            3 X 0  Bordeaux

22 Novembro 2006:  Bordeaux             3 X 1  Galatasaray
                   Liverpool            2 X 0  PSV Eindhoven

 5 Dezembro 2006:  PSV Eindhoven        1 X 3  Bordeaux
                   Galatasaray          3 X 2  Liverpool
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
LIVERPOOL 13 11 - 5
PSV EINDHOVEN 10 6 - 6
BORDEAUX 7 6 - 7
GALATASARAY 4 7 - 12

O LIVERPOOL e o PSV EINDHOVEN se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE D - Roma (Itália), Valência (Espanha), Olympiakos (Grécia) e Shakhtar (Ucrânia)

12 Setembro 2006:  Olympiakos           2 X 4  Valência          
                   Roma                 4 X 0  Shakhtar

27 Setembro 2006:  Valência             2 X 1  Roma
                   Shakhtar             2 X 2  Olympiakos
 
18 Outubro  2006:  Olympiakos           0 X 1  Roma
                   Valência             2 X 0  Shakhtar

31 Outubro  2006:  Roma                 1 X 1  Olympiakos
                   Shakhtar             2 X 2  Valência

22 Novembro 2006:  Valência             2 X 0  Olympiakos
                   Shakhtar             1 X 0  Roma

 5 Dezembro 2006:  Roma                 1 X 0  Valência
                   Olympiakos           1 X 1  Shakhtar
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
VALÊNCIA 13 12 - 6
ROMA 10 8 - 4
SHAKHTAR 6 6 - 11
OLYMPIAKOS 3 6 - 11

O VALÊNCIA e a ROMA se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE E - Real Madrid (Espanha), Lyon (França), Steaua Bucareste (Romênia) e Dínamo Kiev (Ucrânia)

13 Setembro 2006:  Dínamo Kiev          1 X 4  Steaua Bucareste          
                   Lyon                 2 X 0  Real Madrid

26 Setembro 2006:  Steaua Bucareste     0 X 3  Lyon
                   Real Madrid          5 X 1  Dínamo Kiev
 
17 Outubro  2006:  Dínamo Kiev          0 X 3  Lyon
                   Steaua Bucareste     1 X 4  Real Madrid

 1 Novembro 2006:  Lyon                 1 X 0  Dínamo Kiev
                   Real Madrid          1 X 0  Steaua Bucareste

21 Novembro 2006:  Steaua Bucareste     1 X 1  Dínamo Kiev
                   Real Madrid          2 X 2  Lyon

 6 Dezembro 2006:  Lyon                 1 X 1  Steaua Bucareste
                   Dínamo Kiev          2 X 2  Real Madrid
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
LYON 14 12 - 3
REAL MADRID 11 14 - 8
STEAUA BUCARESTE 5 7 - 11
DÍNAMO KIEV 2 5 - 16

O LYON e o REAL MADRID se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE F - Manchester United (Inglaterra), Benfica (Portugal), Celtic Glasgow (Escócia) e Copenhagen (Dinamarca)

13 Setembro 2006:  Manchester United    3 X 2  Celtic Glasgow          
                   Copenhagen           0 X 0  Benfica

26 Setembro 2006:  Celtic Glasgow       1 X 0  Copenhagen
                   Benfica              0 X 1  Manchester United
 
17 Outubro  2006:  Manchester United    3 X 0  Copenhagen
                   Celtic Glasgow       3 X 0  Benfica

 1 Novembro 2006:  Copenhagen           1 X 0  Manchester United
                   Benfica              3 X 0  Celtic Glasgow

21 Novembro 2006:  Celtic Glasgow       1 X 0  Manchester United
                   Benfica              3 X 1  Copenhagen

 6 Dezembro 2006:  Copenhagen           3 X 1  Celtic Glasgow
                   Manchester United    3 X 1  Benfica
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
MANCHESTER UNITED 12 10 - 5
CELTIC GLASGOW 9 8 - 9
BENFICA 7 7 - 8
COPENHAGEN 7 5 - 8

O MANCHESTER e o CELTIC GLASGOW se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE G - Arsenal (Inglaterra), Porto (Portugal), CSKA Moscou (Rússia) e Hamburgo (Alemanha)

13 Setembro 2006:  Porto                0 X 0  CSKA Moscou          
                   Hamburgo             1 X 2  Arsenal

26 Setembro 2006:  CSKA Moscou          1 X 0  Hamburgo
                   Arsenal              2 X 0  Porto
 
17 Outubro  2006:  Porto                4 X 1  Hamburgo
                   CSKA Moscou          1 X 0  Arsenal

 1 Novembro 2006:  Hamburgo             1 X 3  Porto
                   Arsenal              0 X 0  CSKA Moscou

21 Novembro 2006:  CSKA Moscou          0 X 2  Porto
                   Arsenal              3 X 1  Hamburgo

 6 Dezembro 2006:  Hamburgo             3 X 2  CSKA Moscou
                   Porto                0 X 0  Arsenal
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
ARSENAL 11 7 - 3
PORTO 11 9 - 4
CSKA MOSCOU 8 4 - 5
HAMBURGO 3 7 - 15

O ARSENAL e o PORTO se classificam para as Oitavas-de-Final.


1ª Fase - CHAVE H - Milan (Itália), Anderlecht (Bélgica), Lille (França) e AEK Atenas (Grécia)

13 Setembro 2006:  Anderlecht           1 X 1  Lille          
                   Milan                3 X 0  AEK Atenas

26 Setembro 2006:  Lille                0 X 0  Milan
                   AEK Atenas           1 X 1  Anderlecht
 
17 Outubro  2006:  Anderlecht           0 X 1  Milan
                   Lille                3 X 1  AEK Atenas

 1 Novembro 2006:  Milan                4 X 1  Anderlecht
                   AEK Atenas           1 X 0  Lille

21 Novembro 2006:  Lille                2 X 2  Anderlecht
                   AEK Atenas           1 X 0  Milan

 6 Dezembro 2006:  Milan                0 X 2  Lille
                   Anderlecht           2 X 2  AEK Atenas
CLASSIFICAÇÃO
  PONTOS GOLS
MILAN 10 8 - 4
LILLE 9 8 - 5
AEK ATENAS 8 6 - 9
ANDERLECHT 4 7 - 11

O MILAN e o LILLE se classificam para as Oitavas-de-Final.

Turno Preliminar

 9 Agosto 2006:    Milan              1 X 0  Estrela Vermelha

22 Agosto 2006:    Estrela Vermelha   1 X 2  Milan 

O MILAN se classifica para a 1ª Fase da Champions League.

Jogos do Milan

Atenas, Grécia, Quarta-feira 23 de Maio de 2007: MILAN  2 X 1  LIVERPOOL

Marcadores: Inzaghi aos 45 pt e aos 37 st, Kuyt aos 44 st.

De maneira sofrida, com um gol “sem querer” e outro fruto da genialidade de Kaká, o Milan se vinga da derrota de 2005 para o Liverpool, vence o rival por 2 a 1 no Estádio Olímpico de Atenas e conquista o título da Champions League pela sétima vez em sua história.
A vitória começa a ser desenhada aos 44 minutos do primeiro tempo quando Kaká sofre falta na entrada da área. Pirlo cobra à meia altura, a bola bate no peito de Inzaghi e deixa o goleiro Reina fora da jogada. Gol de Inzaghi e Milan 1 a 0 antes do intervalo.
A genialidade de Kaká e o oportunismo de Inzaghi falam novamente mais alto aos 37 minutos do segundo tempo. O brasileiro dá um toque perfeito para o atacante no meio da zaga. Inzaghi entra, dribla Reina e toca para o fundo das redes. 2 a 0 para o Milan.
Com sete títulos, o Milan é o segundo maior campeão da competição, atrás do Real Madrid (nove títulos) e na frente do Liverpool (cinco títulos). A conquista do Milan faz com que a Itália empate com a Espanha na liderança dos países com mais taças, onze. A Inglaterra continua com dez.
Há dois anos, o Liverpool havia vencido o Milan em uma final histórica em Istambul, na Turquia. Naquela final o Milan chegou a fazer 3 a 0, mas os ingleses empataram e foram campeões nos pênaltis. Agora, o troco foi dado.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Oddo, Nesta, Maldini, Jankulovski (Kaladze)
Gattuso, Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Favalli)
Inzaghi (Gilardino)


Milão, Quarta Feira 2 de Maio de 2007: MILAN  3 X 0  MANCHESTER UNITED

Marcadores: Kaká aos 11 pt, Seedorf aos 30 pt e Gilardino aos 33 st.

Com mais uma exibição de gala de Kaká, o Milan carimbou hoje seu passaporte para mais uma final da Champions League. A atuação excepcional do brasileiro, que marcou mais um gol e lidera a artilharia com dez, conduziu o Milan à vitória por 3 a 0 em cima do confuso Manchester United. O desempenho de Kaká e a classificação do Milan para a final transformam o meia da seleção brasileira no maior candidato à Bola de Ouro de 2007.
Na partida de hoje, o que se viu foi um desfile do talento de Kaká e do holandês Seedorf, maestros de um Milan coeso, forte na marcação e objetivo no ataque.
 Logo aos 11 minutos do primeiro tempo, Seedorf serve o brasileiro que aproveita uma brecha na defesa e chuta forte de esquerda no canto do goleiro Van der Sar (1 a 0).
A vantagem não faz o Milan recuar. Kaká e Seedorf continuam a imprimir um ritmo forte à partida e o segundo gol não demora a sair. Pirlo cruza, Seedorf domina, divide com a zaga, e chuta forte, no mesmo canto do gol de Kaká (2 a 0).
Com o placar favorável, o Milan diminui o ritmo, mas não o suficiente para o Manchester crescer na partida. Os rubro-negros chegam ao terceiro gol aos 33 minutos do segundo tempo, com Gilardino, em rápida ação de contra-ataque. O Milan chega assim à sua décima primeira final da Champions League e encara o Liverpool em repetição da decisão de 2005, quando os ingleses empataram por 3 a 3 no tempo normal, após estarem perdendo por 3 a 0, e levaram o título nos pênaltis. Algo que será difícil com a forma atual de Kaká.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Oddo, Nesta, Kaladze, Jankulovski
Gattuso (Cafu), Pirlo, Ambrosini
Kaká (Favalli), Seedorf
Inzaghi (Gilardino)


Manchester, Terça Feira 24 de Abril de 2007: MANCHESTER UNITED  3 X 2  MILAN

Marcadores: Cristiano Ronaldo aos 5 pt, Kaká aos 22 pt e aos 37 pt, Rooney aos 14 st e aos 47 st.

Uma grande atuação de Kaká não basta para evitar que o Milan saia derrotado do Estádio Old Trafford, em Manchester. Os rubro-negros perdem por 3 a 2, com um gol nos acréscimos, e precisarão de uma vitória simples no jogo de volta, em Milão, para avançar à final da Champions League e tentar ganhar o sétimo título nesta competição.
Como o único atacante do Milan em campo é o inoperante Gilardino, Kaká faz as vezes do artilheiro. Ele marca os dois gols do Milan (o segundo é uma pintura) e assume a artilharia com nove gols.
Em jogo disputado a mil por hora, os Diabos Vermelhos do Manchester United abrem o placar logo aos 5 minutos. Após escanteio, Dida se atrapalha todo e Cristiano Ronaldo desvia de cabeça. A bola choca-se com o ombro do mesmo Dida e morre dentro do gol (1 a 0). Parece que o Manchester repetirá a goleada (7 a 1) que impôs à Roma nas Quartas de Final, mas o Milan tem Kaká .....
Aos 22 minutos, Kaká recebe passe de Seedorf, penetra pelo lado esquerdo da área seguido por dois marcadores e é veloz o suficiente para achar espaço, bater cruzado, de pé esquerdo, e correr para o abraço (1 a 1).
Aos 37 minutos, em rápido contra-ataque, Kaká marca um golaço que faz silenciar o estádio. O brasileiro recebe na ponta esquerda, dá um lençol em Heinze, tira Evra com um toque de cabeça, fica livre na área (Evra e Heinze trombam feio e caem) e bate rasteiro no canto esquerdo de Van der Sar (1 a 2).
No segundo tempo, os ingleses pressionam muito e empatam aos 14 minutos com Rooney (2 a 2). O Manchester procura o gol até o fim, e é recompensado nos acréscimos. Brocchi perde a bola, Giggs avança em velocidade e toca para Rooney que solta uma bomba da entrada da área fazendo explodir o estádio (3 a 2).

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Oddo, Nesta, Maldini (Bonera), Jankulovski
Gattuso (Brocchi), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf
Gilardino (Gourcuff)


Munique, Quarta Feira 11 de Abril de 2007: BAYERN DE MUNIQUE  0 X 2  MILAN

Marcadores: Seedorf aos 27 pt e Inzaghi aos 31 pt.

O Milan veio a Munique nesta Quarta-feira precisando vencer o Bayern para se classificar para as Semifinais da Champions League. Comandado por Kaká e Seedorf, o time italiano bate o alemão por 2 a 0 e será o intruso entre três times ingleses - Manchester United, Chelsea e Liverpool - na disputa pelo título da competição mais importante da Europa.
A vaga entre os quatro melhores ratifica a força do Milan que chega às Semifinais pela quarta vez nas cinco últimas temporadas. O adversário no confronto que valerá uma vaga na final de Atenas será o Manchester United, que ontem goleou e humilhou a Roma por 7 a 1.
“Nós vimos como o Milan é forte. Eles foram melhores nos dois jogos e mereceram a classificação” comentou Franz Beckenbauer, um dos maiores jogadores da história do futebol alemão.
O primeiro gol do Milan sai aos 27 minutos do primeiro tempo. Kaká aproveita uma bola roubada por Nesta e serve Seedorf, que recebe na meia-lua, corta para a direita, se livra dos zagueiros do Bayern e na entrada da área bate forte e rasteiro, no canto direito do goleiro Kahn. O gol deixa a equipe da casa atordoada e quatro minutos depois o Milan aproveita para ampliar a vantagem no placar. Em uma rápida troca de passes que começa com Gattuso, Seedorf desvia de calcanhar para Inzaghi que bate alto na saída de Kahn.
O Bayern de Munique pressiona o Milan na etapa final em busca do empate, mas pára nas boas atuações dos zagueiros Nesta e Maldini e do goleiro brasileiro Dida.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Oddo, Nesta, Maldini, Jankulovski
Gattuso (Cafu), Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Gourcuff)
Inzaghi (Serginho)


Milão, Terça Feira 3 de Abril de 2007: MILAN  2 X 2  BAYERN DE MUNIQUE

Marcadores: Pirlo aos 40 pt, Van Buyten aos 33 st, Kaká de pênalti aos 38 st e Van Buyten aos 48 st.

O Bayern de Munique não fica na retranca e o Milan joga à vontade apresentando um bom futebol durante todo o jogo e o empate final acaba sendo injusto.
Aos 14 minutos o Milan tem a sua primeira grande chance de balançar as redes. Em uma cobrança de escanteio, Ambrosini sobe sozinho e cabeceia forte, mas o goleiro Rensing realiza uma grande defesa em cima da linha do gol. Aos 35 minutos Rensing realiza mais uma defesa milagrosa em lance parecido; desta vez o autor da cabeceada é Gilardino.
Aos 39 minutos Kaká parte pra cima de Lúcio, seu companheiro na seleção brasileira, e é derrubado por trás em um pênalti claríssimo, mas o juiz Baskakov marca apenas escanteio. Na seqüência do lance sai o gol do Milan: Pirlo aparece de surpresa na área e, de cabeça, conclui a assistência de Oddo, encobrindo Reising (1 a 0).
O segundo tempo começa como tinha terminado o primeiro, com o Milan mandando no jogo. Aos 7 minutos, Gilardino marca, mas o gol é anulado por causa de um impedimento inexistente. Gilardino reclama com o juiz e recebe cartão amarelo. Não poderá jogar a partida de retorno em Munique, na próxima semana.
Aos 33 minutos, o Bayern iguala o placar. Lahm cruza da direita, Pizarro sobe de cabeça e a bola sobra para Van Buyten, que toca na saída de Dida (1 a 1).
Aos 38 minutos, Kaká aparece na partida para desequilibrar. O brasileiro invade a área pela esquerda e é novamente derrubado por Lúcio. Desta vez o juiz russo assinala o pênalti, e Kaká transforma, marcando o seu sétimo gol na Champions League (2 a 1).
No último segundo dos acréscimos, quando os torcedores rubro-negros já fazem a festa, mais uma vez o zagueiro Van Buyten aparece para silenciar o estádio. Em uma cobrança de falta da intermediária, a bola cai novamente nos pés de Van Buyten, que bate forte, no canto direito do arqueiro brasileiro (2 a 2).
Seedorf, fora de forma, e Dida, indeciso nos dois gols do Bayern, foram julgados os principais responsáveis deste empate que complica a passagem do Milan para as Semifinais. Ambos receberam nota 4.5 do jornalista do Corriere dello Sport.

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Oddo, Nesta, Maldini, Jankulovski (Kaladze)
Gattuso, Pirlo, Ambrosini
Kaká, Seedorf (Gourcuff)
Gilardino (Inzaghi)


Milão, Quarta Feira 7 de Março de 2007: MILAN  1 X 0  CELTIC GLASGOW

Marcador: Kaká aos 3 minutos da 1ª prorrogação.

O cauteloso técnico Carlo Ancelotti, mesmo precisando vencer, escala o time com apenas um atacante, Inzaghi, substituído no segundo tempo por outro jogador da mesma posição, Gilardino. Apesar da formação pouco ofensiva, o Milan controla o jogo, segura a posse da bola e acua o Celtic. Porém, as investidas italianas não resultam em conclusões perigosas porque a defesa do Celtic é uma muralha quase intransponível para o Milan.
O Milan só cresce no fim do jogo. Aos 40 minutos do segundo tempo, em cobrança de falta, Seedorf acerta um chute venenoso no ângulo obrigando o arqueiro polonês Boruc a fazer uma defesa sensacional. Um minuto depois, Kaká avança pelo meio e acerta um chute violento no travessão do Celtic.
Assim, a decisão vai para as prorrogações e, logo aos três minutos, Kaká faz a diferença. Em uma jogada individual típica de seu futebol, o ex-meia do São Paulo avança em alta velocidade pelo campo do Celtic, deixa os adversários para trás e bate de esquerda no meio das pernas de Boruc para abrir o placar.
Em seguida, o Milan segura o resultado e garante a sua classificação. Trata-se da quinta temporada seguida em que o Milan se classifica para as Quartas-de-final da Champions League.

Escalação do Milan (4-4-1-1)
Dida
Oddo (Simic), Bonera, Maldini, Jankulovski
Gattuso (Brocchi), Pirlo, Ambrosini, Seedorf
Kaká
Inzaghi (Gilardino)


Glasgow, Terça Feira 20 de Fevereiro de 2007: CELTIC GLASGOW  0 X 0  MILAN

Na abertura das Oitavas-de-final da Champions League, o Milan não pode contar com o atacante Ronaldo, que já defendeu as cores do Real Madrid na competição. Mesmo assim, consegue um importante resultado fora de casa. Bem postados na defesa e valorizando a posse de bola, os rubro-negros seguram o empate de 0 a 0 com o Celtic, em Glasgow, na Escócia, sem nenhuma dificuldade. A igualdade deixa o Milan com a necessidade apenas de uma vitória simples no jogo de volta, no San Siro, para garantir a classificação.

Escalação do Milan (4-4-1-1)
Kalac
Oddo, Kaladze (Bonera), Maldini, Jankulovski
Ambrosini, Gattuso, Pirlo, Gourcuff
Kaká
Gilardino (Ricardo Oliveira)


Milão, Quarta Feira 6 de Dezembro de 2006: MILAN  0 X 2  LILLE

Marcador: Odemwingie aos 8 pt e Keita aos 22 st.

O Milan, já classificado em primeiro lugar no grupo H da Champions League, enfrenta nesta Quarta-feira o Lille no estádio San Siro. O time rubro-negro joga a sua pior partida desta temporada e é derrotado pelo placar de 0 a 2. No próximo dia 15 de Dezembro será feito o sorteio para as Oitavas e o Milan espera evitar seja o Barcelona seja o Real Madrid.
O treinador do Milan, Carlo Ancelotti, criticou muito seu time após a derrota: “Nós jogamos mal, muito mal. Parecia que estávamos progredindo recentemente, mas hoje andamos para trás. Tivemos poucas déias, pouca claridade em nossas jogadas e pouca determinação, na verdade quase nenhuma. Temos que esquecer esta partida. Não vínhamos jogando bem há um tempo, mas nunca estivemos tão mal assim”.

Escalação do Milan (4-4-2)
Kalac
Bonera, Simic, Kaladze, Jankulovski
Brocchi (Seedorf), Ambrosini (Kaká), Pirlo, Gourcuff
Borriello (Ricardo Oliveira), Inzaghi


Atenas, Terça Feira 21 de Novembro de 2006: AEK ATENAS  1 X 0  MILAN

Marcador: Júlio Cesar aos 32 pt.

O Milan, apesar de ser derrotado em Atenas com o placar de 1 a 0, se classifica antecipadamente para as Oitavas-de-final, beneficiado pelo empate entre o Lille e o Anderlecht.
O Milan começa melhor, mantém mais a posse de bola, apresenta uma boa movimentação e nos 20 minutos iniciais cria quatro chances de gol. Entretanto, a boa atuação do goleiro adversário Sorrentino e a falta de pontaria de Inzaghi lhe impedem de passar em vantagem. Respeitando o velho ditado: quem não marca leva, aos 32 minutos do primeiro tempo, o atacante brasileiro Júlio César cobra uma falta que surpreende Dida. O goleiro do Milan, acreditando que a cobrança seria por cima da barreira, se movimenta para o lado errado: a bola entra no outro canto (1 a 0).
Em desvantagem, o Milan procura comandar o jogo novamente, mas o AEK Atenas se fecha na defesa. Logo no início do segundo tempo, o Milan tem a melhor chance de empatar com Inzaghi, mas a bola acerta a trave à esquerda do goleiro, que já estava vendido no lance. Aos 16 minutos Dida se redime da falha do primeiro tempo, ao realizar uma grande defesa em mais uma finalização de Júlio César. Infelizmente nesta ação ele machuca um joelho e é substituído pelo goleiro australiano Kalac. Dida deverá ficar afastado dos gramados durante três meses.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida (Kalac)
Brocchi, Costacurta (Jankulovski), Maldini, Bonera
Gourcuff, Pirlo, Seedorf
Kaká
Ricardo Oliveira (Borriello), Inzaghi


Milão, Quarta Feira 1° de Novembro de 2006: MILAN  4 X 1  ANDERLECHT

Marcadores: Kaká aos 7 pt de pênalti, aos 22 pt e aos 11 st, Juhasz aos 16 st e Gilardino aos 43 st.

Em noite inspirada de Kaká, o Milan confirma o seu favoritismo no grupo H, vence o Anderlecht por 4 a 1 e está muito próximo das Oitavas de Final. “Na minha opinião Kaká é o melhor jogador do mundo no momento. Ele é muito simples e muito determinado”, comentará o técnico Ancelotti após o jogo.
O Milan começa em um ritmo alucinante. Logo aos 7 minutos Gilardino recebe um lançamento de Seedorf e é derrubado na área. O juiz alemão Fandel marca o pênalti. Kaká vai para a cobrança, bate com força, no alto, e marca o primeiro gol para os donos da casa.
Aos 22 minutos. Kaká recebe na meia direita, arranca em direção ao gol e toca para Cafu na área. O lateral devolve com capricho para o craque brasileiro que bate de primeira para ampliar.
Após marcar o segundo gol, o Milan diminui o ritmo, mas aos 11 minutos do segundo tempo Kaká novamente desequilibra. Ele domina a bola na esquerda, corta um zagueiro e acerta um chute de fora da área, no ângulo do goleiro Zitka (3 a 0).
Aos 43 minutos, Gilardino transforma a vitória em goleada. Ele recebe um lançamento na área e pega de primeira para marcar mais um belo gol na partida e fechar o placar.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Simic, Nesta (Cafu), Maldini, Jankulovski
Gourcuff (Gattuso), Brocchi, Seedorf
Kaká
Ricardo Oliveira (Pirlo), Gilardino


Bruxelas, Bélgica, Terça Feira 17 de Outubro de 2006: ANDERLECHT  0 X 1  MILAN

Marcador: Kaká aos 13 st.

Embora jogando em Bruxelas, na Bélgica, o Milan não se intimida e parte para cima do Anderlecht tão logo soa o apito inicial. Com espaço para jogar, Kaká faz bem o trabalho de armação. Os atacantes Inzaghi e Ricardo Oliveira têm boas oportunidades, mas não concluem com eficácia e o primeiro tempo termina com o placar de 0 a 0.
Tudo parece ficar complicado para o Milan, já que no início do segundo tempo Bonera é expulso após levar o segundo cartão amarelo. O técnico Carlo Ancelotti decide recompor a defesa, substituindo Ricardo Oliveira por Cafu.
A superioridade numérica acaba dando mais ousadia ao Anderlecht, que sai para o jogo dando espaços para os contra-ataques do Milan. Em uma destas jogadas, Seedorf toca para Kaká, que acerta um forte chute de longa distância que acaba no fundo da rede do goleiro belga, graças também a um leve desvio de um zagueiro.
Depois, o Milan se segura atrás, saindo pouco para o ataque e contando com uma atuação segura de Dida para garantir os três pontos. Com esta vitória, o Milan mantém a liderança isolada do Grupo H, com sete pontos em três jogos.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Bonera, Nesta, Kaladze, Jankulovski
Gattuso, Pirlo, Seedorf (Brocchi)
Kaká
Inzaghi (Gilardino), Ricardo Oliveira (Cafu)


Lens, França, Terça Feira 26 de Setembro de 2006: LILLE  0 X 0  MILAN

A partida Lille versus Milan joga-se a Lens e não a Lille porque o estádio nesta cidade é pequeno demais e não cumpre as normas de segurança exigidas pela UEFA.
Os franceses são ricos de boa vontade, mas modestos e tecnicamente inferiores aos rubro-negros. O time de Ancelotti cria quatro ou cinco ocasiões de gol, mas para na má pontaria dos atacantes, na boa atuação do goleiro senegalês Sylva e no erro do árbitro espanhol Mejuto Gonzales, que invalida um gol legítimo de Seedorf na etapa final.
Apesar do empate em 0 a 0, o Milan continua líder do Grupo H (Milan 4, Lille e Anderlecht 2, AEK 1).

Escalação do Milan (4-3-2-1)
Dida
Cafu, Nesta, Kaladze, Jankulovski
Gattuso, Pirlo, Ambrosini
Seedorf, Kaká
Gilardino


Milão, Quarta Feira 13 de Setembro de 2006: MILAN  3 X 0  AEK ATENAS

Marcadores: Inzaghi aos 17 pt, Gourcuff aos 41 pt e Kaká de pênalti aos 32 st.

O treinador Ancelotti inicia o jogo contra o AEK Atenas, confronto válido pelo grupo H da competição, com um time cheio de reservas. De fato os zagueiros Simic e Favalli, os meias Brocchi e Gourcuff, e o atacante brasileiro Ricardo Oliveira iniciam jogando desde o primeiro minuto.
O jogo é praticamente um monólogo do Milan. Aos 17 minutos, Maldini relembra seus tempos de lateral esquerdo e vai à linha de fundo para cruzar para a cabeceada do atacante Inzaghi, que marca o gol do 1 a 0. Com a vantagem no marcador, o Milan continua absoluto na partida e o segundo gol sai no final da etapa inicial após uma boa jogada de Kaká que cruza e o jovem francês Gourcuff acerta de cabeça para fazer 2 a 0.
Na segunda etapa, o AEK continua totalmente dominado e o terceiro gol é apenas questão de tempo. Aos 32 minutos, Inzaghi é derrubado dentro da área, o juiz decreta o pênalti, Kaká cobra e fecha a conta em 3 a 0 para o Milan.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Cafu, Simic, Maldini, Favalli (Jankulovski)
Gattuso, Brocchi (Ambrosini), Gourkuff
Kaká
Inzaghi, Ricardo Oliveira (Seedorf)


Belgrado, Terça Feira 22 de Agosto de 2006: ESTRELA VERMELHA  1 X 2  MILAN

Marcadores: Inzaghi aos 29 pt, Seedorf aos 34 st e Dokic aos 35 st.

Jogando em Belgrado, na Sérvia, o Milan vence a Estrela Vermelha por 2 a 1 e garante presença na próxima fase da Champions League. O resultado deve acelerar as negociações do clube para contratar o atacante Ronaldo, do Real Madrid - haverá um encontro amanhã, Quarta-feira, entre representantes dos dois clubes na capital espanhola.
O atacante Inzaghi faz o primeiro gol aos 29 minutos da etapa inicial, em jogada que começa com Kaká: o brasileiro toca para Gattuso, que cruza para Inzaghi marcar de cabeça. O time italiano amplia na segunda etapa: aos 34 minutos, Kaká tenta chutar, mas é desarmado por Bisevac. A bola fica para Seedorf, que bate sem chances para o goleiro Randelovic. O time da casa diminui em seguida com Dokic.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Cafu (Favalli), Simic, Costacurta, Serginho
Gattuso, Pirlo, Seedorf
Kaká
Gilardino (Borriello), Inzaghi (Ambrosini)


Milão, Quarta Feira 9 de Agosto de 2006: MILAN  1 X 0  ESTRELA VERMELHA

Marcador: Inzaghi aos 22 pt

O Milan ficou envolvido no escândalo da arbitragem e foi punido com a perda de 30 pontos na classificação da temporada passada. Terminou portanto em terceiro lugar e foi obrigado a disputar os preliminares da Champions League. O primeiro jogo aconteceu nesta Quarta-feira, em San Siro, contra a Estrela Vermelha, da Sérvia.
O Milan, apesar de estar a curto de preparação, estréia com vitória graças a um gol do aniversariante Inzaghi (33 anos hoje), aos 22 minutos do primeiro tempo, após assistência perfeita de Kaká.
A presença de Kaká frustra as pretensões do Real Madrid que sonhava em contratar o meia, mas, ao entrar em campo pelo Milan, ele não poderá mais vestir a camisa de nenhuma outra equipe na Champions League, inviabilizando a negociação.
A equipe do técnico Ancelotti tem várias oportunidades para ampliar o placar na segunda etapa, mas o goleiro sérvio Randelovic salva sua equipe em pelo menos três lances. Com este resultado, o Milan jogará por um empate na segunda partida, em Belgrado, no dia 22 deste mês, para avançar no torneio.

Escalação do Milan (4-3-1-2)
Dida
Cafu (Brocchi), Simic, Costacurta, Serginho
Gattuso, Pirlo (Gourcuff), Seedorf
Kaká
Gilardino (Ambrosini), Inzaghi


para o Banco de Dados Voltar para o Banco de Dados

logotipo do Milan
Valid XHTML 1.1!   Valid CSS!